Manuel Aires Mateus – “Prémio Pessoa” 2017

Manuel Aires Mateus, de 53 anos, arquitecto, foi hoje distinguido com a 31.ª edição do “Prémio Pessoa“, no valor de 60 mil euros.

Nas edições anteriores do “Prémio Pessoa”, foram premiados:

2016 – Frederico Lourenço (escritor)
2015 – Rui Chafes (escultor)
2014 – Henrique Leitão (investigador)
2013 – Maria Manuel Mota (investigadora)
2012 – Richard Zenith (investigador, escritor e tradutor)
2011 – Eduardo Lourenço (ensaísta e filósofo)
2010 – Maria do Carmo Fonseca (cientista)
2009 – D. Manuel Clemente (bispo)
2008 – Carrilho da Graça (arquitecto)
2007 – Irene Pimentel (historiadora e investigadora)
2006 – António Câmara (professor catedrático, empresário e investigador)
2005 – Luís Miguel Cintra (actor e encenador)
2004 – Mário Cláudio (escritor)
2003 – José Gomes Canotilho (constitucionalista)
2002 – Manuel Sobrinho Simões (investigador)
2001 – João Bénard da Costa (crítico e historiador de cinema)
2000 – Emmanuel Nunes (compositor)
1999 – Manuel Alegre (poeta) e José Manuel Rodrigues (fotógrafo)
1998 – Eduardo Souto de Moura (arquitecto)
1997 – José Cardoso Pires (escritor)
1996 – João Lobo Antunes (neurocirurgião)
1995 – Vasco Graça Moura (ensaísta)
1994 – Herberto Hélder (poeta)
1993 – Fernando Gil (filósofo)
1992 – Hannah e António Damásio (neurocientistas)
1991 – Cláudio Torres (arqueólogo)
1990 – Menez (pintora)
1989 – Maria João Pires (pianista)
1988 – António Ramos Rosa (poeta)
1987 – José Mattoso (historiador)

Anúncios

15 Dezembro, 2017 at 6:37 pm Deixe um comentário

Liga Europa – Sorteio dos 1/16 de Final

B. Dortmund – Atalanta
Nice – Lokomotiv Moskva
København – At. Madrid
Spartak Moskva – Athletic Bilbao
AEK – D. Kyiv
Celtic – Zenit
Napoli – RB Leipzig
Crvena Zvezda – CSKA Moskva
Lyon – Villarreal
Real Sociedad – Salzburg
Partizan – Viktoria Plzeň
FCSB – Lazio
Ludogorets – AC Milan
Astana – Sporting
Östersunds – Arsenal
Olympique Marseille – Sp. Braga

Os jogos da primeira mão serão disputados a 15 de Fevereiro de 2018, estando a segunda mão agendada para 22 de Fevereiro.

11 Dezembro, 2017 at 1:34 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – Sorteio dos 1/8 de Final

Juventus – Tottenham
Basel – Manchester City
FC Porto – Liverpool
Sevilla – Manchester United
Real Madrid – Paris St.-Germain
Shakthar Donestsk –  Roma
Chelsea – Barcelona
Bayern – Beşiktaş

Os jogos da primeira mão serão disputados nas seguintes datas: 13, 14, 20 e 21 de Fevereiro de 2018. Por seu lado, as partidas da segunda mão estão agendadas para 6, 7, 13 e 14 de Março.

11 Dezembro, 2017 at 12:19 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 10ª Jornada

Pulsar-10

(“O Templário”, 07.12.2017)

À medida que o campeonato vai avançando, maior parece ser o equilíbrio entre um numeroso leque de concorrentes, numa prova nivelada por cima, enquanto, algo paradoxalmente, a pragmática equipa do Mação continua, de forma paulatina mas consistente, a dilatar a sua vantagem, continuando a transpor sem falhas os diversos e difíceis obstáculos que se lhe vão deparando no caminho, beneficiando dos pontos perdidos nos jogos entre os seus perseguidores.

Destaques – O primeiro destaque desta 10.ª ronda vai precisamente para mais um triunfo dos maçaenses, defrontando, pela segunda semana sucessiva um dos 2.º classificados, Samora Correia, voltando a vencer, outra vez, graças a um único golo, o “q.b.” para somar mais três pontos, distanciando assim os samorenses – que somaram o terceiro desaire nas últimas quatro partidas –, agora já a nove pontos, tendo caído para o 6.º posto.

Realce também para a categórica vitória do U. Tomar na recepção ao Torres Novas (curiosamente, repetindo a marca da época passada, 3-0), somando terceira vitória nos últimos quatro jogos (empatou apenas no terreno do líder), o que catapultou os unionistas para o pódio – numa fulgurante ascensão, desde o 8.º lugar, numa única jornada –, repartindo agora a 3.ª posição com o Fazendense, ambos só um ponto abaixo do novo 2.º classificado, U. Almeirim.

Tal como sucedera na semana anterior, os unionistas, praticamente entrando a ganhar, com o golo inaugural logo ao terceiro minuto, cedo resolveram a contenda, fixando o marcador ainda no decurso da primeira metade do desafio. Não obstante, com os oito tentos apontados nos 45 minutos iniciais das duas últimas jornadas, o grupo nabantino, somando já um total de 23 golos, cota-se agora como o melhor marcador da prova. Ao invés, os torrejanos, somando terceira derrota sucessiva, baixaram, em duas semanas, de 2.º para 8.º!

Por fim, menção ainda à goleada (4-0) averbada pela U. Abrantina frente aos Empregados do Comércio (com quatro derrotas nos últimos cinco jogos, apenas não tendo perdido… com o líder), ultrapassando assim os “Caixeiros”, ao mesmo tempo que trespassou a “lanterna vermelha”, de novo, a uma irreconhecível equipa do Riachense, cada vez em maiores apuros.

Confirmações – Os resultados dos outros quatro jogos não trouxeram também qualquer surpresa, confirmando-se, portanto, o favoritismo do U. Almeirim e do Cartaxo, assim com a esperada tendência de equilíbrio nos encontros de Amiais de Baixo e da Moçarria.

O Cartaxo conseguiu finalmente, ao quarto jogo, quebrar a malapata, depois de três desaires no seu terreno, ganhando por 2-1 ao Ferreira do Zêzere, que, concomitantemente, viu também quebrada a sua magnífica série de cinco vitórias consecutivas. Um desfecho que volta a trazer o conjunto cartaxeiro para junto do “pelotão” da frente, agora a três pontos do par que reparte a 7.ª e 8.ª posição, ampliando para sete pontos a margem de segurança em relação à “linha de água”.

Em Amiais de Baixo, o Amiense e Fazendense repetiram, pela sexta vez nas últimas oito épocas, a igualdade, desta feita a uma bola, num confronto em que esta tendência de equilíbrio raramente tem sido desfeita. O clube das Fazendas de Almeirim somou o seu sexto empate na presente edição do campeonato, mantendo, assim, a invencibilidade na competição.

Em Almeirim, o União local, sem contemplações ante o, outra vez, “lanterna vermelha”, Riachense – somou o quinto desaire nas últimas seis partidas que disputou –, goleou por 5-1 (desforrando-se da eliminação na Taça do Ribatejo, aos pés deste mesmo adversário), aproveitando os resultados dos seus mais directos rivais na tabela para subir do 4.º ao 2.º lugar.

Por fim, na Moçarria, o Moçarriense e o At. Ouriense não foram além do empate, igualmente a uma bola, um desfecho mais agradável para a formação de Ourém do que para os donos da casa, que, apenas tendo conseguido, até agora, vencer um único jogo, e não obstante se mantenham à “tona de água”, contam somente um escasso ponto a mais que a U. Abrantina, tendo visto o Cartaxo afastar-se, agora já a seis pontos – parecendo, assim, restringir-se ao quarteto da cauda da pauta classificativa (também com Caixeiros e Riachense) a luta para escapar à despromoção.

II Divisão Distrital – Na série a Norte, o Tramagal cedeu os primeiros pontos, não tendo conseguido desafazer o nulo na visita que fez ao terreno onde o Aldeiense disputa os seus jogos em casa, mantendo o comando, mas vendo, assim, o Rio Maior (vitória por 4-1 em Alferrarede) aproximar-se, agora a três pontos. No confronto entre U. Atalaiense e Espinheirense, clara vitória da turma da Atalaia (3-0), seguindo ambos um ponto mais abaixo, na 3.ª posição.

A Sul, já na 8.ª ronda, o Glória do Ribatejo reforçou a liderança, ganhando ao Barrosense (2-0) e beneficiando do empate (1-1) do Benavente em Benfica do Ribatejo. Destaque para as goleadas obtidas por U. Santarém (6-1 na recepção ao Pontével) e Marinhais (5-1 ao Porto Alto), ocupando, respectivamente, o 4.º e o 2.º lugar (partilhado com o Benavente).

Campeonato de Portugal – Esta foi uma jornada (12.ª) positiva para os emblemas do Distrito, com triunfos do Fátima (3-0 ao Sintrense) e do Coruchense (3-2 em Ponte de Sôr, frente ao Eléctrico), enquanto o Alcanenense foi empatar, a zero, a Torres Vedras, ante o Torreense. A turma do Sorraia subiu ao 5.º lugar, sendo agora o grupo de Alcanena, 10.º; ainda abaixo da “linha de água”, mas somente um ponto abaixo, o Fátima manteve-se no 12.º posto.

Antevisão – Neste fim-de-semana, os campeonatos distritais registam nova interrupção, a pretexto da disputa dos 1/8 de final da Taça do Ribatejo. Contudo, devido ao facto de se encontrar também em acção a selecção distrital, apenas serão realizadas três das oito partidas inicialmente agendadas: Empregados do Comércio-Alferrarede, Marinhais-Glória do Ribatejo e U. Santarém-U. Atalaiense, tendo as restantes sido adiadas, em princípio, para 23 de Dezembro.

No Campeonato de Portugal, o Coruchense terá a visita do líder, Mafra, enquanto o Alcanenense recebe o Caldas; o Fátima desloca-se a Sacavém, para defrontar o Sacavenense.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 7 de Dezembro de 2017)

10 Dezembro, 2017 at 12:00 pm Deixe um comentário

Liga Europa – 6ª Jornada – Resultados e Classificações

Garantiram o apuramento para os 1/16 de final as equipas do Villarreal, Astana, D. Kyiv, Partizan, Sp. Braga, Ludogorets, AC Milan, AEK, Atalanta, Lyon, Lokomotiv Moskva, København, Viktoria Plzeň, FCSB, Arsenal, Crvena Zvezda, Salzburg, Olympique Marseille, Athletic Bilbao, Östersunds, Lazio, Nice, Zenit e Real Sociedad.

Considerando também as equipas que transitam da Liga dos Campeões para a Liga Europa (CSKA Moskva, Celtic, At. Madrid, Sporting, Spartak Moskva, Napoli, RB Leipzig e B. Dortmund), destacam-se os contingentes de Espanha (Villarreal, Athletic Bilbao, Real Sociedad e At. Madrid), Itália (AC Milan, Atalanta, Lazio e Napoli) e Rússia (Lokomotiv Moskva, Zenit, CSKA Moskva e Spartak Moskva), todos com 4 clubes, seguindo-se a França (Lyon, Marseille e Nice), tendo Portugal, Alemanha e Sérvia, cada um, dois clubes em prova.

Ao contrário da Liga dos Campeões, onde marca assinalável presença, a Inglaterra mantém um único representante (Arsenal) – tendo sido eliminado o Everton.

Grupo C
Başakşehir – Sp. Braga – 2-1
Hoffenheim – Ludogorets – 1-1

1º Sp. Braga, 10; 2º Ludogorets, 9; 3º Başakşehir, 8; 4º Hoffenheim, 5

Grupo I
V. Guimarães – Konyaspor – 1-1
Olympique Marseille – Salzburg – 0-0

1º Salzburg, 12; 2º Marseille, 8; 3º Konyaspor, 6; 4º V. Guimarães, 5

(mais…)

7 Dezembro, 2017 at 10:05 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 6ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo A
Manchester United – CSKA Moskva – 2-1
Benfica – Basel – 0-2

1º Manchester United, 15; 2º Basel, 12; 3º CSKA Moskva, 9; 4º Benfica, 0

Grupo B
Celtic – Anderlecht – 0-1
Bayern – Paris St.-Germain – 3-1

1º Paris St.-Germain, 15; 2º Bayern, 15; 3º Celtic, 3; 4º Anderlecht, 3

Grupo C
Roma – Qarabağ – 1-0
Chelsea – At. Madrid – 1-1

1º Roma, 11; 2º Chelsea, 11; 3º At. Madrid, 7; 4º Qarabağ, 2

Grupo D
Olympiakos – Juventus – 0-2
Barcelona – Sporting – 2-0

1º Barcelona, 14; 2º Juventus, 11; 3º Sporting, 7; 4º Olympiakos, 1

Grupo E
Liverpool – Spartak Moskva – 7-0
Maribor – Sevilla – 1-1

1º Liverpool, 12; 2º Sevilla, 9; 3º Spartak Moskva, 6; 4º Maribor, 3

Grupo F
Shakthar Donetsk – Manchester City – 2-1
Feyenoord – Napoli – 2-1

1º Manchester City, 15, 2º Shakthar Donetsk, 12; 3º Napoli, 6; 4º Feyenoord, 3

Grupo G
FC Porto – Monaco – 5-2
RB Leipzig – Beşiktaş – 1-2

1º Beşiktaş, 14; 2º FC Porto, 10; 3º RB Leipzig, 7; 4º Monaco, 2

Grupo H
Tottenham – APOEL – 3-0
Real Madrid – B. Dortmund – 3-2

1º Tottenham, 16; 2º Real Madrid, 13; 3º B. Dortmund, 2; 4º APOEL, 2

Manchester United, Basel, Paris St.-Germain, Bayern, Roma, Chelsea, Barcelona, Juventus, Liverpool, Sevilla, Manchester City, Shakthar Donestsk, Beşiktaş, FC Porto, Tottenham e Real Madrid garantiram o apuramento para os 1/8 de final da Liga dos Campeões.

Transitam para a Liga Europa: CSKA Moskva, Celtic, At. Madrid, Sporting, Spartak Moskva, Napoli, RB Leipzig e B. Dortmund.

Destaca-se o fantástico desempenho das equipas inglesas, com cinco clubes (em cinco representantes) a prosseguir na principal competição europeia, tendo, aliás, quatro deles vencido os respectivos grupos! Segue-se a Espanha, com três equipas (perdeu o At. Madrid, que caiu para a Liga Europa) e a Itália, com duas (perdeu o Napoli, também relegado para Liga Europa). Pela negativa, de assinalar que a Alemanha apenas mantém um clube em prova (Bayern), tendo RB Leipzig e B. Dortmund passado também para a Liga Europa, conforme indicado.

6 Dezembro, 2017 at 10:40 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 6ª Jornada (Benfica – Basel)

BenficaBenfica – Mile Svilar, Douglas, Lisandro López, Jardel, Eliseu, Andreas Samaris (73m – André Almeida), Andrija Živković, João Carvalho, Pizzi (73m – Gabriel Barbosa), Diogo Gonçalves  (62m – Jonas) e Haris Seferović

BaselBasel – Tomáš Vaclík, Marek Suchý, Manuel Akanji, Éder Balanta, Michael Lang, Taulant Xhaka, Luca Zuffi, Raoul Petretta (82m – Blás Riveros), Renato Steffen (90m – Alexander Fransson), Dimitri Oberlin (88m – Kevin Bua) e Mohamed Elyounoussi

0-1 – Mohamed Elyounoussi – 5m
0-2 – Dimitri Oberlin – 65m

Cartões amarelos – Andreas Samaris (68m); Taulant Xhaka (9m) e Manuel Akanji (63m) e Raoul Petretta (75m)

Árbitro – Jesús Gil Manzano (Espanha)

Não há outras palavras para qualificar esta campanha europeia do Benfica – que, recorde-se, era o “cabeça-de-série” deste grupo – que não “horrível” ou “péssima”. A pior de sempre, não só do Benfica, mas de qualquer equipa portuguesa em competições europeias (20.ª vez que se verifica tal registo na fase de Grupos da Liga dos Campeões): seis jogos, seis derrotas; 1 único golo marcado e 14 golos sofridos.

Num jogo em que nada mais estava em jogo para o Benfica que a dignidade, enquanto o Basel disputava ainda o apuramento para os 1/8 de final (no cenário eventual de uma vitória do CSKA em Manchester – que, se chegou a verificar, em dada altura do desafio – os suíços necessitariam vencer também este jogo), Rui Vitória fez rodar a equipa, com nada menos de sete alterações em relação à formação que vem jogando com maior regularidade. Por seu lado, do onze inicial do grupo helvético, dez repetiram a titularidade da primeira volta.

Isto dito, tal não justifica tudo o que se passou (uma vez mais) esta noite, com uma equipa abúlica, frágil, desconcentrada, a permitir, logo aos cinco minutos, que o adversário se colocasse em vantagem, o que faria, sobremaneira, acrescer as suas dificuldades.

Depois, necessariamente, a falta de rotinas, a enorme crise de confiança, a escassa motivação e o inevitável desânimo, após o segundo tento sofrido, fizeram o resto…

Esta noite, o Benfica teve até mais tempo de posse de bola – compreensível, dado ter-se visto em desvantagem tão cedo -, assim como mais remates e mais ocasiões de perigo (por Pizzi, com um remate de fora da área, Lisandro, Jardel, Diogo Gonçalves ou Seferović, todas ainda na primeira parte, e, ainda, João Carvalho). Mas (outra vez) sem qualquer eficácia, precisamente ao contrário do que o Basel demonstrou logo nas primeiras vezes em que chegou à baliza contrária, beneficiando, paralelamente, da desorganização defensiva benfiquista.

Uma triste e desconsolada despedida, de uma equipa que, a partir de certa altura (logo desde o final da primeira volta), conformada, como que parecia querer ver-se “livre” desta prova, o mais rapidamente possível.

Uma época não para esquecer, mas para reflectir e não repetir…

5 Dezembro, 2017 at 10:36 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 9ª Jornada

Pulsar-09

(“O Templário”, 30.11.2017)

Cumprido o terço inicial do Distrital da I Divisão, o campeonato está ao “rubro”, com apenas dois pontos a separar o 2.º e o 8.º classificados! Perante este cenário, o Mação vai fazendo uma campanha “à parte” – tendo somado mais três preciosos pontos, no terreno do até então vice-líder –, beneficiando, paralelamente, dos resultados dos outros mais directos perseguidores, para ampliar, agora já para seis pontos, o seu avanço.

Destaques – O principal realce desta jornada vai para a goleada do Ferreira do Zêzere ao Moçarriense (5-0), e não só pelos números desta vitória, mas, sobretudo, por se tratar do quinto triunfo consecutivo dos comandados de Eduardo Fortes – onde Tiago Vieira vai brilhando a grande altura, já com dez tentos apontados –, num desempenho sem paralelo no historial dos ferreirenses, que integram um quarteto que partilha a 4.ª posição, somente um ponto abaixo do par formado por Fazendense e Samora Correia.

Naturalmente, a vitória arrancada pelo Mação em Torres Novas, mercê de um solitário golo, é também merecedora de especial destaque, voltando a catapultar os maçaenses – depois dos dois empates registados nas duas últimas semanas – para uma liderança que parece cada vez mais folgada, enquanto, ao invés, os torrejanos somaram o terceiro jogo sem ganhar.

É digna de menção, igualmente, a goleada do União de Tomar na Ribeira de Santarém, frente aos Caixeiros (5-2) tendo chegado a pairar no ar – quando, ainda antes dos 35 minutos (!), os unionistas chegaram ao 4-0 – o espectro da eventual repetição do desfecho de há quatro anos (8-0). Porém, depois de um quarto de hora final do primeiro tempo ainda bem animado, com mais três golos, na segunda metade do encontro o marcador não se alteraria. Para os tomarenses, enfim, o quebrar da “malapata”, com o primeiro êxito fora de portas, após três empates (e um desaire). Mas, principalmente, tal significa voltar a ter o 2.º lugar sob ponto de mira, conforme referido, agora à distância de apenas dois pontos…

Surpresa – Atendendo ao percurso que ambas as formações vêm apresentando neste campeonato, não deixa de ser surpreendente o triunfo alcançado pelo Riachense – primeiro, nesta edição da prova – na recepção ao Cartaxo (2-1), resultado “arrancado a ferros”, com o golo da vitória a ser apontado já em período de compensação, surpreendendo um também irreconhecível conjunto cartaxeiro, 10.º classificado, já com 13 pontos de desvantagem do guia e talvez a começar a ter de preocupar-se mais em “olhar para baixo” do que para cima…

Confirmações – Nas restantes três partidas desta 9.ª ronda, os desfechos têm correspondência face ao que seriam as expectativas gerais.

Começando pelo “derby” almeirinense, os rivais neutralizaram-se, empatando a uma bola, o que originou, de novo, o atrasar de ambos os clubes em relação ao líder. Ainda assim, o Fazendense, (que jogava no seu terreno) manteve a invencibilidade na prova, enquanto que, para o U. Almeirim, se tratou do terceiro empate nas quatro jornadas mais recentes.

Por seu lado, o Samora Correia, que vinha de um ciclo precisamente igual ao agora registado pelo Torres Novas, com um empate e duas derrotas – voltou a vencer, na recepção ao Amiense (2-1), ascendendo assim ao 2.º posto, a par do emblema das Fazendas de Almeirim. Ao contrário, para o grupo de Amiais de Baixo, tratou-se da quarta derrota nos últimos cinco jogos.

Finalmente, em Ourém, o Atlético local impôs-se frente ao agora “lanterna vermelha”, U. Abrantina, operando a reviravolta no marcador, para acabar por ganhar por 3-1, no seu terceiro triunfo em quatro rondas, integrando o tal quarteto do 4.º ao 7.º classificados.

II Divisão Distrital – Na série a Norte, o Tramagal segue de “vento em popa”, mantendo o pleno de vitórias (cinco), após ter vencido um adversário difícil, U. Atalaiense, por 1-0. Destaque ainda para a soberba goleada (8-0) aplicada pelo Rio Maior a um grupo do Pego em “reconstrução”, porventura sem aspirações a poder disputar os primeiros lugares nesta temporada. O Espinheirense (2-0 ao At. Pernes) mantém-se na perseguição ao guia, a três pontos, dois pontos acima do Rio Maior e do Aldeiense (batido em Caxarias por 3-1).

A Sul, já na 7.ª ronda, o Benavente foi surpreendido, no seu próprio reduto, pelo Glória do Ribatejo, perdendo por 1-0, vendo-se assim igualado no comando da prova, com vantagem para a turma da Glória, que regista um jogo disputado a menos. Surpreendente terá sido também a vitória do Salvaterrense (primeira, após o regresso do clube à competição oficial) na Barrosa (3-1), com o Barrosense a atrasar-se, ultrapassado pelo Marinhais (vencedor em Pontével, por 3-2).

Campeonato de Portugal – No confronto entre representantes do Distrito, Coruchense e Fátima empataram a dois golos, enquanto o Alcanenense conseguiu voltar aos triunfos, ganhando ao Lusitânia dos Açores por tangencial e sofrido 3-2. Continua, assim, a ser pouco tranquilizadora a posição que ocupam, agora com os três clubes em sequência directa na pauta classificativa: a turma de Alcanena no último lugar acima da “linha de água” (10.º), com a mesma pontuação do grupo do Sorraia (11.º), seguidos pelos fatimenses (12.º) a três pontos.

Antevisão – Na I Divisão Distrital, destacam-se os encontros entre Mação e Samora Correia (com o líder, outra vez, a cruzar-se com um dos 2.º classificados), assim como o principal clássico do futebol distrital, com o União de Tomar a receber o Torres Novas, num confronto já repetido por 88 vezes (em provas de âmbito nacional e distrital), com ligeira vantagem tomarense (37 contra 34 em número de vitórias, para além de 17 empates).

Na II Divisão, a Norte, o Tramagal desloca-se ao terreno do Aldeiense, perfilando-se como favorito, enquanto a U. Atalaiense recebe o Espinheirense. A Sul, dois jogos sobressaem também: Glória do Ribatejo-Barrosense e Benfica do Ribatejo-Benavente.

No Campeonato de Portugal, o Alcanenense tem uma saída difícil, a Torres Vedras, enquanto o Coruchense viaja ao Alentejo, até Ponte de Sôr; por seu lado, o Fátima recebe o Sintrense (5.º).

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 30 de Novembro de 2017)

3 Dezembro, 2017 at 12:00 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2017
S T Q Q S S D
« Nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.