Liga Europa – 6ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo H
Sp. Braga – Shakthar Donetsk – 2-4
Konyaspor – Gent – 0-1

1º Shakthar Donetsk, 18; 2º Gent, 8; 3º Sp. Braga, 6; 4º Konyaspor, 1

Garantiram o apuramento para os 1/16 de final da Liga Europa as seguintes equipas: Fenerbahçe, Manchester United, APOEL, Olympiakos, St.-Étienne, Anderlecht, Zenit, AZ Alkmaar, Roma, Astra Giurgiu, Athletic Bilbao, Genk, Ajax, Celta de Vigo, Shakthar Donetsk, Gent, Schalke 04, Krasnodar, Fiorentina, PAOK, Sparta Praha, Hapoel Be’er Sheva, Osmanlıspor e Villarreal.

A estes 24 clubes somam-se os oito que transitam da Liga dos Campeões: Ludogorets, Beşiktaş, Borussia Mönchengladbach, Rostov, Tottenham, Legia WarsawKøbenhavn e Lyon.

A repartição por países é a seguinte: Bélgica (3), Espanha (3), Rússia (3), Turquia (3), Alemanha (2), França (2), Grécia (2), Holanda (2), Inglaterra (2), Itália (2), Bulgária (1), Chipre (1), Dinamarca (1), Israel (1), Polónia (1), R. Checa (1), Roménia (1) e Ucrânia (1).

Portugal perdeu o seu último representante, Sp. Braga, derrotado em casa pelo Shakthar Donetsk (treinado por Paulo Fonseca, que somou triunfos em todos os seis jogos disputados), e penalizado por um golo do Genk, apontado no 5.º minuto do tempo de compensação… A ausência de equipas portuguesas dos 1/16 de final da competição não se verificava desde 2005-06.

Para além do Sp. Braga, as grandes surpresas foram a eliminação de Feyenoord, Panathinaikos, Nice, Southampton, Steaua, e, sobretudo, do Inter.

(mais…)

8 Dezembro, 2016 at 7:40 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 6ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo A
Basel – Arsenal – 1-4
Paris St.-Germain – Ludogorets – 2-2

1º Arsenal, 14; 2º Paris St.-Germain, 12; 3º Ludogorets, 3; 4º Basel, 2

Grupo B
Benfica – Napoli – 1-2
D. Kyiv – Beşiktaş – 6-0

1º Napoli, 11, 2º Benfica, 8; 3º Beşiktaş, 7; 4º D. Kyiv, 5

Grupo C
Manchester City – Celtic – 1-1
Barcelona – B. Mönchengladbach – 4-0

1º Barcelona, 15; 2º Manchester City, 9; 3º B. Mönchengladbach, 5; 4º Celtic, 3

Grupo D
PSV Eindhoven – Rostov – 0-0
Bayern – At. Madrid – 1-0

1º At. Madrid, 15; 2º Bayern, 12; 3º Rostov, 5; 4º PSV Eindhoven, 2

Grupo E
Tottenham – CSKA Moskva – 3-1
Bayer Leverkusen – Monaco – 3-0

1º Monaco, 11; 2º Bayer Leverkusen, 10; 3º Tottenham, 7; 4º CSKA Moskva, 3

Grupo F
Legia Warsaw – Sporting – 1-0
Real Madrid – B. Dortmund – 2-2

1º B. Dortmund, 14; 2º Real Madrid, 12; 3º Legia Warsaw, 4; 4º Sporting, 3

Grupo G
FC Porto – Leicester – 5-0
Brugge – København – 0-2

1º Leicester, 13; 2º FC Porto, 11; 3º København, 9;  4º Brugge, 0

Grupo H
Juventus – D. Zagreb – 2-0
Lyon – Sevilla – 0-0

1º Juventus, 14; 2º Sevilla, 11; 3º Lyon, 8; 4º D. Zagreb, 0

Garantiram o apuramento para os 1/8 de final as seguintes equipas: Arsenal, Paris St.-Germain, Napoli, Benfica, Barcelona, Manchester City, At. Madrid, Bayern, Monaco, Bayer Leverkusen, B. Dortmund, Real Madrid, Leicester, FC Porto, Juventus e Sevilla.

Mantêm-se portanto em prova apenas formações de seis países: Espanha (4), Alemanha (3), Inglaterra (3), Portugal (2), França (2) e Itália (2).

Transitam para a Liga Europa os seguintes clubes: Ludogorets, Beşiktaş, Borussia Mönchengladbach, Rostov, Tottenham, Legia WarsawKøbenhavn e Lyon.

Assinala-se ainda, por fim, a eliminação do Basel, Dínamo de Kiev, Celtic, PSV Eindhoven, CSKA Moscovo, Sporting, Brugge e D. Zagreb.

7 Dezembro, 2016 at 10:40 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 6ª Jornada (Benfica – Napoli)

Benfica – Ederson Moraes, Nélson Semedo, Luisão, Victor Lindelöf, André Almeida, Eduardo Salvio (89m – Kostas Mitroglou), Pizzi, Ljubomir Fejsa, Franco Cervi (68m – André Carrillo), Gonçalo Guedes (57m – Rafa Silva) e Raúl Jiménez

Napoli – Pepe Reina, Elseid Hysaj, Raúl Albiol, Kalidou Koulibaly, Faouzi Ghoulam, Allan, Amadou Diawara, Marek Hamšík (72m – Piotr Zieliński), José Callejón, Manolo Gabbiadini (57m – Dries Mertens) e Lorenzo Insigne (80m – Marko Rog)

0-1 – José Callejón – 60m
0-2 – Dries Mertens – 79m
1-2 – Raúl Jiménez – 87m

Cartões amarelos – Pizzi (89m); Kalidou Koulibaly (15m)

Árbitro – Antonio Mateu Lahoz (Espanha)

6 Dezembro, 2016 at 10:37 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 11ª Jornada

pulsar-11

(“O Templário”, 01.12.2016)

Infelizmente, foi a nota de sensação da 11.ª jornada da I Divisão Distrital: após 12 vitórias e 5 empates (em jogos do Campeonato e da Taça do Ribatejo), desde 1 de Novembro do ano passado, o União de Tomar voltou a ser desfeiteado no seu reduto, vendo, paralelamente, quebrada também a inviolabilidade das suas redes, que mantinha há já 12 jogos no campeonato, neste caso, desde 20 de Dezembro de 2015.

Destaques – O primeiro destaque desta ronda vai para a vitória do Fazendense sobre o Amiense (2-1), com o conjunto das Fazendas também a completar um ano sem perder no seu terreno, desde que, a 29 de Novembro do ano transacto foi batido pelo… Amiense. Com a derrota agora sofrida, a turma de Amiais de Baixo deixou escapar o duo da frente, registando agora um atraso de quatro pontos em relação ao líder, Riachense. Por seu lado, o Fazendense prossegue a sua caminhada ascensional, tendo subido mais um posto na tabela, para o 5.º lugar, afinal apenas a dois pontos do adversário que defrontou.

Realce também para a notável recuperação que o Torres Novas vem realizando, com mais um importante e difícil triunfo, no Cartaxo (3-2), a proporcionar aos torrejanos (ainda com um jogo em atraso) subir ao 10.º posto, enquanto os cartaxeiros caíram na zona perigosa da tabela, repartindo agora a antepenúltima posição com o At. Ouriense.

Por fim, no duelo entre dois clubes que vêm atravessando sérias crises de resultados, o Mação conseguiu enfim voltar aos triunfos (após quatro desaires sucessivos), ganhando por tangencial 3-2 aos Empregados do Comércio, que, desta forma, acumulam já uma série de seis derrotas consecutivas, começando a descolar perigosamente da “linha de água”, agora já a quatro pontos.

Surpresa – Pela segunda semana sucessiva, o U. Tomar volta a marcar presença nas surpresas, e, de novo, pela negativa, ao ser derrotado, no seu campo, pelo antepenúltimo classificado, At. Ouriense, por 0-2, por curiosidade um clube que defrontara e vencera, precisamente há um ano.

Tal como sucedera em Benavente, tendo assumido, praticamente desde o início, a iniciativa do jogo, procurando chegar ao golo o mais cedo possível, viria contudo a ser surpreendido pela táctica de contra-ataque do adversário, que aproveitou para se colocar em vantagem, vindo ainda a beneficiar de uma grande penalidade (muito contestada pelos tomarenses), mas a que o guardião unionista daria a melhor resposta, com mais uma excelente intervenção, outra vez a evitar o golo, tal como sucedera em Coruche.

No segundo tempo, a equipa continuou a porfiar, em busca do golo, a partir de determinada altura, já de forma menos organizada, arriscando tudo, abrindo espaços para a contra-ofensiva do opositor, que viria, já em tempo de compensação, a apontar o seu segundo tento, fixando o marcador num resultado que é bastante penalizador para o esforço despendido, numa partida em que os unionistas contestaram de forma veemente a arbitragem, o que levou inclusivamente o seu técnico, Lino Freitas, a declarar que renunciava ao cargo, situação cuja evolução se aguarda com expectativa, a resolver com a serenidade possível nas circunstâncias. Prejudicado por falhas próprias e por erros alheios, o União de Tomar vê-se, precisamente a uma semana de receber o guia, agora já a oito distantes pontos de atraso, tendo inclusivamente baixado à 6.ª posição.

Confirmações – Nos restantes encontros, para além do expectável empate (nulo) entre Pego e Samora Correia, os dois primeiros classificados confirmaram as suas pretensões na disputa pelo título, de forma mais afirmativa o Riachense (ganhando por categórico 3-0 em Benavente, perante o “lanterna vermelha”); com maior dificuldade no caso do Coruchense, com uma vitória pela diferença mínima (2-1) na recepção ao U. Almeirim, equipa que tarda em “encontrar-se”.

II Divisão Distrital – No distrital da II Divisão, na série A, o Caxarias, desfeiteado em Abrantes, pela U. Abrantina (2-1), cedeu a liderança ao Ferreira do Zêzere (que goleou o Aldeiense por 4-0); destaque ainda para outra goleada, com o Rio Maior a bater o histórico Tramagal por copiosa marca de 7-0… A Sul, os dois primeiros “anularam-se”, empatando (1-1) em Marinhais, um desfecho que terá agradado mais ao U. Santarém, mas do qual beneficiou especialmente o Moçarriense para, ganhando no Porto Alto (3-1) assumir a liderança da sua série, com a particularidade de se tratar de uma equipa em que militam pai (Matias) e dois filhos! Finalmente, realce também para outra goleada sofrida pelo Barrosense, desta feita em casa, perdendo com o Glória do Ribatejo por 5-0.

Campeonato de Portugal – Na retoma do curso regular da prova, as duas equipas representativas do Distrito obtiveram dois bons resultados, vencendo ambas em terreno alheio. O Fátima, ganhando em Oleiros (penúltimo classificado) por 2-0, aproveitou os desaires do Sertanense e do Operário de Lagoa, para se guindar à liderança, a par do clube da Sertã, numa série de extremo equilíbrio, com os cinco primeiros concentrados num intervalo de um ponto. Por seu lado, o Alcanenense visitou o Alcobaça, batendo o “lanterna vermelha” por 4-2, tendo ascendido assim ao 4.º lugar, agora com seis pontos de vantagem em relação à “linha de água”.

Antevisão – Na próxima jornada do Distrital da I Divisão, o “jogo grande” é o que opõe União de Tomar e Riachense, um encontro desafiante para ambas as turmas, com a curiosidade de o Coruchense ter também uma difícil saída, ao vizinho terreno do Torres Novas, mais um sério teste, ficando também a expectativa de ver se os torrejanos conseguirão dar sequência aos bons resultados que vêm averbando ultimamente.

Na II Divisão Distrital, a Norte, destaca-se o U. Atalaiense-Rio Maior; a Sul, com o novo líder a folgar, realce para o Forense-Marinhais.

No Campeonato de Portugal, o Fátima volta a defrontar o Sp. Ideal, com quem perdeu há duas semanas, mas agora no seu terreno; o Alcanenense recebe outra equipa dos Açores, o Lusitânia.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 1 de Dezembro de 2016)</p

4 Dezembro, 2016 at 11:00 am Deixe um comentário

Campeonato do Mundo de Fórmula 1 – 2016

Chegou ao seu termo o Campeonato do Mundo de Fórmula 1 de 2016, com o alemão Nico Rosberg a sagrar-se Campeão do Mundo, repetindo a proeza do seu pai, o finlandês Keke Rosberg, no ano de 1982.

Ao longo desta temporada, o novo campeão venceu 9 Grandes Prémios, um a menos que o seu colega de equipa, Lewis Hamilton, num total de 19 triunfos da Mercedes; apenas Max Verstappen e Daniel Ricciardo (cada um com uma vitória) conseguiram evitar a supremacia quase total da equipa alemã.

Classificação Final do Mundial de Pilotos:

1º Nico Rosberg (Alemanha) – Mercedes – 385
2º Lewis Hamilton (Grã-Bretanha) – Mercedes – 380
3º Daniel Ricciardo (Austrália) – Red Bull Racing-Tag Heuer – 256
4º Sebastian Vettel (Alemanha) – Ferrari – 212
Max Verstappen (Holanda) – Red Bull Racing-Tag Heuer – 204
6º Kimi Räikkönen (Finlândia) – Ferrari – 186
7º Sergio Perez (México) – Force India-Mercedes – 101
8º Valtteri Bottas (Finlândia) – Williams-Mercedes – 85
9º Nico Hulkenberg (Alemanha) – Force India-Mercedes – 72
10º Fernando Alonso (Espanha) – McLaren-Honda – 54
11º Felipe Massa (Brasil) – Williams-Mercedes – 53
12º Carlos Sainz (Espanha) – Toro Rosso-Ferrari – 46
13º Romain Grosjean (França) – Haas-Ferrari – 29
14º Daniil Kvyat (Rússia) – Toro Rosso-Ferrari – 25
15º Jenson Button (Grã-Bretanha) – McLaren-Honda – 21
16º Kevin Magnussen (Dinamarca) – Renault – 7
17º Felipe Nasr (Brasil) – Sauber-Ferrari – 2
18º Jolyon Palmer (Grã-Bretanha) – Renault – 1
19º Pascal Wehrlein (Alemanha) – MRT-Mercedes – 1
20º Stoffel Vandoorne (Bélgica) – McLaren-Honda – 1

Classificação do Mundial de Construtores:

1º Mercedes – 765
2º Red Bull Racing-Tag Heuer – 468
3º Ferrari – 398
4º Force India-Mercedes -173
5º Williams-Mercedes – 138
6º McLaren-Honda – 76
7º Toro Rosso-Ferrari – 63
8º Haas-Ferrari – 29
9º Renault – 8
10º Sauber-Ferrari – 2
11º MRT – Mercedes – 1

Nota – Max Verstappen participou, nos quatro Grandes Prémios iniciais da temporada, ao voltante de um Toro Rosso-Ferrari, somando 13 pontos; por seu lado, Daniil Kvyat articipou, nessas mesmas provas, ao voltante de um Red Bull Racing-Tag Heuer, tendo somado 21 pontos.

27 Novembro, 2016 at 10:32 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 10ª Jornada

pulsar-10

(“O Templário”, 24.11.2016)

Com dez jornadas disputadas – numa ronda que ficou assinalada pelo adiamento do desafio entre Torres Novas e Pego, devido ao mau estado do relvado –, o Campeonato Distrital da I Divisão está “ao rubro”, na sequência do empate entre os dois primeiros classificados, agora com o terceto da dianteira concentrado, dispondo o líder, Riachense, de um único ponto de vantagem face aos seus mais directos perseguidores, Coruchense e Amiense, estando o 4.º classificado, Samora Correia, somente a três pontos.

Destaques – O principal destaque desta jornada vai para a igualdade entre Riachense e Coruchense (1-1), com os dois primeiros a “anularem-se” mutuamente, permitindo a reaproximação da turma de Amiais de Baixo. O grupo dos Riachos ainda se adiantou no marcador, mas não conseguiu segurar até final a vantagem, que poderia ser preciosa. Deste modo, o conjunto do Sorraia mantém-se “bem vivo”, numa acesa disputa pelo 1.º lugar – que, afinal, até poderá nem ser apenas “a dois”…

Realce também para o regresso aos triunfos por parte do Samora Correia (4-2), frente ao Mação, que somou o quarto desaire sucessivo no campeonato, ocupando, por agora, modesto 8.º posto, muito aquém das expectativas, e já a considerável distância de 10 pontos face ao guia. Ao invés, os samorenses continuam a segurar-se entre os lugares de topo, retomando a 4.ª posição.

Surpresa – Não obstante houvesse a noção de que o Benavente valerá bastante mais do que evidencia a sua posição de “lanterna vermelha”, não deixa de constituir uma surpresa – até pela forma como decorreu o desafio –, o empate imposto ao União de Tomar (1-1), que impede os unionistas de voltar a distar apenas três pontos do comandante, tendo assim baixado ao 5.º lugar, agora a cinco pontos do Riachense.

De facto, tendo entrado, outra vez, praticamente a perder, com um tento sofrido logo aos três minutos – frente a um adversário que, até então, acumulara oito derrotas em nove partidas disputadas –, o União de Tomar não conseguiu ter o discernimento necessário para inverter o marcador, e alcançar o desfecho que seria “normal”, ou seja, a vitória.

Desde cedo, tendo de assumir toda a iniciativa do jogo, num terreno de relva natural, em difíceis condições, devido à chuva, os tomarenses foram “empurrando” os homens da casa para trás, remetidos à sua zona defensiva, mas não conseguiram, no primeiro tempo, criar efectivas ocasiões de golo. Na segunda metade, tal falta de discernimento teria ainda tradução numa grande penalidade desperdiçada, como desperdiçada seria também a respectiva recarga… Do “mal o menos”, a turma unionista acabaria, depois de intensa pressão, por chegar ao golo do empate, mas já não havia tempo para muito mais.

Confirmações – Nos restantes encontros, os favoritos confirmaram a tendência expectável, com o U. Almeirim a ganhar, com dificuldade, por 2-1, ao Cartaxo (após ter operado reviravolta no marcador); o Amiense a derrotar o At. Ouriense, por tangencial 3-2, mas depois de ter disposto de vantagem de dois tentos; e, por fim, o Fazendense a contribuir para agravar a crise de resultados dos Empregados do Comércio, ganhando na Ribeira de Santarém (3-1). “Pé ante pé”, quase sem se dar por ela, a formação das Fazendas está já no 6.º lugar, somente um ponto abaixo do União de Tomar; por seu lado, os “Caixeiros” continuam a ser penúltimos, mas, pior, somaram a quinta derrota consecutiva, não se vislumbrando “facilidades” no horizonte próximo.

II Divisão Distrital – No distrital da II Divisão, na série A, o Caxarias está a fazer sensação, tendo batido o Rio Maior por 3-1, o que lhe confere uma excelente 1.ª posição, um ponto acima do Ferreira do Zêzere (que folgou), e beneficiando também do inesperado empate (1-1) cedido pela U. Abrantina no terreno do Espinheirense. Na série mais a Sul, no “derby” local, o Marinhais não conseguiu também melhor que esse mesmo desfecho (1-1), frente ao rival Glória do Ribatejo, o que foi aproveitado pelo U. Santarém (goleando o Vale da Pedra por 4-1) para reassumir a liderança da prova. Realce ainda para outra goleada, do Moçarriense, na recepção ao Barrosense, tendo ganho por 5-1.

Campeonato de Portugal – Com o campeonato em pausa, para disputa dos 1/16 de final da Taça de Portugal, o Fátima aproveitou para proceder ao “acerto de calendário”, deslocando-se aos Açores, para disputar encontro que se encontrava em atraso, de onde, contudo, não trouxe qualquer benefício; ainda se chegou a adiantar no marcador, mas acabaria por ser desfeiteado pelo Sp. Ideal por 3-1. Mantém assim a 3.ª posição, a três pontos do guia, Sertanense.

Antevisão – Na próxima ronda do Distrital da I Divisão, evidenciam-se especialmente os seguintes confrontos: Coruchense-U. Almeirim, eventualmente susceptível de alguma surpresa; Benavente-Riachense, num jogo em os extremos se tocam, com alto grau de favoritismo para a turma dos Riachos; e, porventura, a partida de maior cartaz, um equilibrado Fazendense-Amiense. O União de Tomar, depois de dois empates, terá de se empregar a fundo para levar de vencida o At. Ouriense, que tão boa réplica deu em Amiais de Baixo.

Na II Divisão Distrital, a Norte, o “jogo grande” da jornada é o U. Abrantina-Caxarias, com o novo líder a ter de enfrentar, de imediato, uma “prova de fogo”; a Sul, teremos também um aliciante encontro, neste caso, precisamente entre os dois primeiros classificados, com o Marinhais a receber a visita do guia, U. Santarém.

Por fim, no Campeonato de Portugal, o Fátima terá nova saída, até ao terreno do penúltimo classificado, Oleiros, apresentando-se portanto com algum favoritismo para a conquista dos três pontos; por seu lado, o Alcanenense desloca-se igualmente, a Alcobaça, onde encontrará o “lanterna vermelha”, na expectativa de poder somar também mais um triunfo, que lhe permita afastar-se da zona perigosa da tabela classificativa.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 24 de Novembro de 2016)

27 Novembro, 2016 at 11:00 am Deixe um comentário

Liga Europa – 5ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo H
Gent – Sp. Braga – 2-2
Shakthar Donetsk – Konyaspor – 4-0

1º Shakthar Donetsk, 15; 2º Sp. Braga, 6; 3º Gent, 5; 4º Konyaspor, 1

(mais…)

24 Novembro, 2016 at 10:58 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 5ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo A
Ludogorets – Basel – 0-0
Arsenal – Paris St.-Germain – 2-2

1º Paris St.-Germain e Arsenal, 11; 3º Ludogorets e Basel, 2

Grupo B
Beşiktaş – Benfica – 3-3
Napoli – D. Kyiv -0-0

1º Napoli e Benfica, 8; 3º Beşiktaş, 7; 4º D. Kyiv, 2

Grupo C
B. Mönchengladbach – Manchester City – 1-1
Celtic – Barcelona – 0-2

1º Barcelona, 12; 2º Manchester City, 8; 3º B. Mönchengladbach, 5; 4º Celtic, 2

Grupo D
At. Madrid – PSV Eindhoven – 2-0
Rostov – Bayern – 3-2

1º At. Madrid, 15; 2º Bayern, 9; 3º Rostov, 4; 4º PSV Eindhoven, 1

Grupo E
Monaco – Tottenham – 2-1
CSKA Moskva – Bayer Leverkusen – 1-1

1º Monaco, 11; 2º Bayer Leverkusen, 7; 3º Tottenham, 4; 4º CSKA Moskva, 3

Grupo F
B. Dortmund – Legia Warsaw – 8-4
Sporting – Real Madrid – 1-2

1º B. Dortmund, 13; 2º Real Madrid, 11; 3º Sporting, 3; 4º Legia Warsaw, 1

Grupo G
København – FC Porto – 0-0
Leicester – Brugge -2-1

1º Leicester, 13; 2º FC Porto, 8; 3º København, 6;  4º Brugge, 0

Grupo H
Sevilla – Juventus – 1-3
D. Zagreb – Lyon – 0-1

1º Juventus, 11; 2º Sevilla, 10; 3º Lyon, 7; 4º D. Zagreb, 0

Ainda com uma ronda por disputar garantiram já o apuramento para os 1/8 de final as seguintes equipas: Arsenal, Paris St.-Germain, Barcelona, Manchester City, At. Madrid, Bayern, Monaco, Bayer Leverkusen, B. Dortmund, Real Madrid, Leicester e Juventus.

Restam portanto apenas quatro vagas por definir, a disputar entre Napoli, Benfica e Beşiktaş  (duas), FC Porto ou København e entre Sevilla e Lyon.

O Borussia Mönchengladbach garantiu já a transição para a Liga Europa.

O Benfica e o FC Porto asseguraram já a continuidade nas provas europeias desta temporada, no pior dos cenários, pelo menos por via da Liga Europa.

Estão já virtualmente eliminadas as equipas do D. Kyiv, Celtic, Brugge e D. Zagreb.

23 Novembro, 2016 at 10:38 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2016
M T W T F S S
« Nov    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @2010MisterChip: Más supervivientes en comp. europeas (UCL+UEL): 🇪🇸🇪🇸🇪🇸🇪🇸🇪🇸🇪🇸🇪🇸 🇩🇪🇩🇪🇩🇪🇩🇪🇩🇪 🇬🇧🇬🇧🇬🇧🇬🇧🇬🇧 🇮🇹🇮🇹🇮🇹🇮🇹 🇫🇷🇫🇷🇫🇷🇫🇷 🇧🇪🇧🇪🇧🇪 🇷🇺🇷🇺🇷🇺… 4 hours ago
  • RT @guardian: John Glenn, first US astronaut to orbit Earth, dies aged 95 trib.al/q8i3LJ3 7 hours ago
  • RT @B24pt: Chapecoense acrescenta duas estrelas ao emblema como homenagem às vítimas e para assinalar a conquista da Taça Sul-Americana. ht… 8 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.