UMBERTO ECO – O PÊNDULO DE FOUCAULT (XI)

29 Abril, 2004 at 8:02 am

“«Mas confessam o quê?», perguntou Belbo.

«Confessam exactamente aquilo que já estava escrito na ordem de prisão. Pouquíssimas variações nos depoimentos, pelo menos em França e na Itália. Em contrapartida na Inglaterra, onde ninguém quis realmente processá-los, nos depoimentos aparecem as acusações canónicas, mas atribuídas a testemunhas alheias à Ordem, que falam só por ter ouvido dizer. Em resumo, os Templários só confessam quando alguém quer que confessem e só aquilo que se quer que eles confessem.»

«Normal processo inquisitório. Já vimos muitos assim», observou Belbo.

«No entanto o comportamento dos acusados é muito estranho. Os pontos principais de acusação são que os cavaleiros durante os seus rituais de iniciação renegavam três vezes Cristo, cuspiam no crucifixo, eram desnudados e beijados in posteriori parte spine dorsi, quer dizer, no traseiro, no umbigo e depois na boca, in humane dignitatis oorobium; finalmente entregavam-se ao coito recíproco, diz o texto, uns com os outros. Uma orgia. Depois mostravam-lhes a cabeça de um ídolo barbudo, e eles tinham de adorá-la.»”

P. S. Novos agradecimentos, a A Taverna e a O Homem que Gostava das Mulheres.

[1252]

Entry filed under: Livro do mês.

EURO 2004 (XXIII) – 1980 "PELOS CAMINHOS DA BLOGOSFERA" (I)


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2004
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: