O Pulsar do Campeonato – 15ª Jornada

26 Dezembro, 2021 at 11:00 am Deixe um comentário

(“O Templário”, 23.12.2021)

Um total de 13 vitórias em 15 jogos – oito delas consecutivas, desde o empate com o Rio Maior na 7.ª ronda, a 31 de Outubro – proporcionam ao U. Tomar completar toda a primeira volta na liderança do campeonato distrital da I Divisão, com um notável registo de 40 pontos (num máximo possível de 45), por agora com sete pontos de vantagem, precisamente sobre a turma riomaiorense (a qual mantém dois jogos em atraso). O União não realizava uma primeira metade de campeonato a este excelente nível desde… a conquista do último título de Campeão Distrital, em 1997-98 (tendo, então, concluído essa primeira volta da prova com 13 vitórias e dois empates).

A título de curiosidade recorda-se que, no campeonato da última época, apenas fora possível disputar 15 jornadas (metade da sua extensão normal). Num balanço comparativo, anotam-se as seguintes evoluções mais significativas: forte melhoria de desempenho do U. Tomar (de 22 para 40 pontos) e do Rio Maior (de 20 para 33); grandes quebras do Abrantes e Benfica (de 30 para 18), do Amiense (de 25 para 17), do Ferreira do Zêzere (de 15 para 5) e do Glória do Ribatejo (de 22 para 5 pontos). Por coincidência, o Mação mantém o 3.º lugar (passou de 27 a 28 pontos), enquanto Torres Novas e Samora Correia repetem a marca de 20 pontos alcançada no ano anterior.

Destaques – Dos jogos da última ronda da metade inicial do campeonato, destacam-se, para além dos triunfos dos dois primeiros, a vitória averbada pelo Ferreira do Zêzere em Almeirim, a qual poderá vir a revelar-se de crucial importância, tendo sido obtida perante um “adversário directo”.

Em Amiais de Baixo, pela segunda semana sucessiva, o U. Tomar praticamente entrou a perder (sofrendo, outra vez, o golo do Amiense ainda antes dos dez minutos de jogo). Desta feita, com exibição menos inspirada, os tomarenses tiveram maiores dificuldades em assentar o seu jogo e exercer o domínio que vêm revelando, jornada após jornada, mantendo-se em desvantagem até ao intervalo, não obstante o grupo da casa se encontrar, já então, reduzido a dez elementos, por duplo cartão amarelo ao seu guarda-redes (o primeiro deles por deliberada “perda de tempo”).

Tal como sucedera na partida anterior, com o Abrantes e Benfica, os unionistas conseguiriam, já a meio da segunda parte, marcar dois golos “de rajada”, operando a reviravolta no marcador, sinalizando que não deixariam escapar mais uma vitória, vindo ainda a ampliar a marca para 3-1. Um desfecho que denota um forte espírito de grupo, que tem sabido contornar as dificuldades.

Mantendo a sua tenaz perseguição ao líder, sem dar tréguas, continuando a dar sinais de grande poderio, o Rio Maior voltou a golear, com “naturalidade”, por 4-0, na deslocação à Glória do Ribatejo. Foi a quarta vez que os riomaiorenses apontaram “chapa 4” em terreno alheio (onde, em oito jogos, somam sete triunfos e um único empate… cedido em Tomar), depois dos 4-0 que tinham aplicado já em Samora Correia e em Salvaterra de Magos e do 4-1 em Amiais de Baixo!

A confirmar a melhoria de rendimento (com quatro dos cinco pontos que regista na tabela somados nos dois últimos encontros) o Ferreira do Zêzere bateu o U. Almeirim, no seu próprio reduto, por 3-1, agravando ainda mais a crise de confiança da jovem formação almeirinense. Os dois clubes estão agora separados por quatro pontos, no 15.º e 14.º lugares, sendo que a “linha de água” será traçada entre essas duas posições (isto, caso o Coruchense se mantenha no Nacional).

Surpresa – Após o algo imprevisto desaire caseiro sofrido ante o Cartaxo, o Torres Novas tornou a surpreender pela positiva, indo ganhar (2-1) a Abrantes, tendo operado reviravolta no marcador. Os torrejanos voltam a encarrilar, integrando agora o quarteto de 6.º classificados, a par de Cartaxo, Samora Correia e Salvaterrense, todos em posição tranquila na pauta classificativa.

Confirmações – Nos restantes quatro desafios, o factor casa prevaleceu em três deles, com triunfos do Mação (2-0, frente ao Alcanenense), Cartaxo (2-1, com o Salvaterrense) e Benavente (4-2, ante o At. Ouriense), também a voltar aos bons resultados no seu reduto (5.ª vitória “intra-muros”, apenas o U. Tomar tido conseguido mais – seis, em sete jogos realizados em casa).

Em Samora Correia o Fazendense não conseguiu prolongar a sua sequência de três triunfos, com os samorenses a registarem o que tem sido o seu “resultado tipo” neste campeonato, ao somarem o oitavo empate (terceiro sucessivo), a uma bola.

O ano de 2021 aproxima-se do seu termo, subsistindo, porém, cinco partidas em atraso da primeira volta, a ditar a necessidade de posterior acerto de calendário (três envolvendo o At. Ouriense, duas do Rio Maior e do Abrantes e Benfica, uma para o Cartaxo, Benavente e Ferreira do Zêzere).

II Divisão Distrital – Concluiu-se igualmente a primeira volta desta fase inicial da competição, emergindo como principais candidatos ao apuramento para a fase final: Forense e Águias de Alpiarça, na série A (com o Marinhais, que impôs um nulo no terreno do líder, Forense, ainda na luta, a cinco pontos do grupo alpiarcense); Entroncamento AC e Fátima, na série B (tendo os fatimenses goleado, de forma incontestável, nos Riachos, por 6-1); e Moçarriense e Espinheirense, na série C (com o Tramagal – vencedor por 3-0 ante o Alferrarede –, no 3.º lugar, agora a quatro pontos da formação do Espinheiro, derrotada na Moçarria por 3-1).

Ao fim de oito desafios disputados subsistem invictos os três líderes: Forense e Entroncamento AC, somente com um empate cedido; Moçarriense, em especial destaque, com o pleno de vitórias.

Liga 3 – O U. Santarém surpreendeu positivamente, indo vencer a Queluz, face ao anterior 3.º classificado, Real, por 2-0, apenas o segundo triunfo dos escalabitanos em onze encontros, trespassando assim a “lanterna vermelha” ao Oliveira do Hospital, agora um ponto abaixo.

Campeonato de Portugal – Menos feliz esteve o Coruchense, que sofreu segundo desaire caseiro sucessivo, batido, na abertura da segunda volta, pelo Loures (que partilha, com o Sintrense e o Belenenses, a 2.ª posição), por 2-3. A formação do Sorraia baixou ao 8.º lugar, um único ponto acima dos dois últimos classificados (os emblemas açorianos de Rabo de Peixe e do Sp. Ideal).

Antevisão – As competições sofrerão agora um interregno de duas semanas, por ocasião das festas de Natal e Ano Novo, apenas tendo retoma prevista para o fim-de-semana de 9 de Janeiro.

No escalão principal, no arranque da sua segunda metade, o realce vai para o embate entre Mação e Rio Maior (3.º e 2.º classificados), com o U. Tomar também com saída difícil, a Benavente.

Na II Divisão Distrital as atenções estarão focadas, em especial, no Águias de Alpiarça-Marinhais e Aldeiense-Espinheirense, recebendo o Moçarriense o Alferrarede, enquanto o Fátima folgará.

Na Liga 3, o U. Santarém tinha jogo de acerto de calendário agendado para esta quarta-feira, 22, com a equipa “B” do Sporting, deslocando-se a Setúbal, a 30 de Dezembro, para defrontar o Vitória, igualmente em partida em atraso. Na retoma do calendário “regular”, receberá o Caldas.

No Campeonato de Portugal, o Coruchense visitará Elvas, no recomeço da prova, a 9 de Janeiro.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 23 de Dezembro de 2021)

Entry filed under: Tomar.

O Pulsar do Campeonato – 13ª / 14ª Jornada COVID-19 – Evolução no mês de Dezembro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2021
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: