O Pulsar do Campeonato – 13ª / 14ª Jornada

19 Dezembro, 2021 at 11:00 am Deixe um comentário

(“O Templário”, 16.12.2021)

Em termos teóricos as equipas do Fazendense, Mação e Abrantes e Benfica terão ainda, matematicamente, possibilidade de chegar ao 1.º lugar; porém, tendo já mais 13 e 12 pontos perdidos que o guia e o vice-líder, respectivamente, não se afigura crível que tal atraso pudesse vir ainda a ser revertido na segunda metade do campeonato, e logo face a dois concorrentes.

Por outro lado, o U. Tomar, agora destacado na liderança, com sete pontos de avanço sobre o Rio Maior, terá necessariamente presente que tal vantagem é, por enquanto, “ilusória”, dado que os riomaiorenses têm dois jogos em atraso, ambos em casa, com Abrantes e Benfica e Benavente.

Destaques – Em semana de jornada dupla, tendo-se jogado também no feriado de 8 de Dezembro, U. Tomar, Fazendense e Salvaterrense foram os únicos clubes a conseguir o pleno de seis pontos.

O principal realce vai, claro, para os importantes triunfos averbados pelo U. Tomar, primeiro, por tangencial 2-1, no Cartaxo, e, no Domingo, por categórica marca de 5-1 ante o Abrantes e Benfica.

No Cartaxo – frente a um adversário, que mesmo não sendo, esta época, efectivo candidato aos lugares de topo, se revelou um obstáculo difícil de transpor –, os nabantinos tiveram bom início, similar ao de desafios anteriores, colocando-se em vantagem relativamente cedo. Não obstante, os cartaxeiros empatariam a finalizar o primeiro tempo, tendo os unionistas tido de porfiar, para acabar por vencer, marcando o segundo golo, num lance feliz, a meio da segunda parte.

Já frente ao Abrantes e Benfica, em jogo da 14.ª ronda, os visitantes praticamente “entraram a ganhar” (marcando logo aos seis minutos) – fazendo recordar que tinham vencido nas Fazendas de Almeirim –, vindo os tomarenses a igualar só depois da meia hora. O empate subsistiria até ao minuto 60, altura em que, num ápice, com dois tentos apontados, o União sentenciou o desfecho da partida. Com a turma de Abrantes desgastada anímica e fisicamente, os tomarenses elevariam ainda a contagem até aos 5-1, resultado pesado para um grupo valoroso como é o abrantino.

Por seu lado, o Fazendense, depois de golear (4-1) na Glória do Ribatejo, confirmou o bom momento, derrotando o Mação por 3-1, passando a partilhar, precisamente com os maçaenses, a 3.ª posição da pauta classificativa, mas, conforme referido, já a 13 pontos de distância do líder.

O Salvaterrense, recuperado da fase menos produtiva que atravessara (na qual sofreu quatro desaires em cinco jogos), foi ganhar a Ferreira do Zêzere, no feriado, por 3-2, reiterando o “placard”, no Domingo, na recepção ao U. Almeirim, somando preciosos pontos, que, por agora, lhe conferem o 6.º posto, mas, mais importante, já a 11 pontos deste rival (actual 14.º classificado).

Por curiosidade, voltara a verificar-se, na 13.ª jornada, o facto raro de nenhum dos visitados ter conseguido ganhar, destacando-se ainda as soberbas goleadas do Torres Novas (6-2 em Almeirim) e do Rio Maior (4-1 em Amiais de Baixo), em mais uma cabal demonstração da sua grande valia.

Pela negativa, assinala-se, para além das duas derrotas de U. Almeirim e Glória do Ribatejo (repetindo, em Alcanena, o desaire por 1-4), igual registo por parte do Amiense, perdendo também com o At. Ouriense, pese embora por tangencial 1-0. Acresce, por outro lado, o Mação, com uma má safra, somente um ponto em dois jogos, e mercê do nulo caseiro cedido ante o Samora Correia.

Surpresa – Atendendo ao desempenho recente de ambas as equipas, poderá entender-se de alguma forma imprevisto o desaire (2-3) do Torres Novas (que tinha em curso série de três vitórias sucessivas, incluindo a goleada em Almeirim), na recepção ao Cartaxo (o qual, ao invés, vinha de três derrotas consecutivas), num embate repartido, mas que acabou por favorecer os visitantes. Os dois emblemas integram agora um quarteto, que se posiciona entre o 9.º e o 12.º lugar.

Confirmações – Da dupla jornada da passada semana resta abordar dois encontros, os quais se saldaram por outras tantas igualdades, ambas a um golo, entre Benavente-Alcanenense e Ferreira do Zêzere-Samora Correia. Um ponto angariado que poderá traduzir alguma (ténue) esperança para os ferreirenses, mas que só terá efectiva relevância se for possível dar-lhe continuidade. Já para os alcanenenses, foi também uma boa operação, com quatro pontos somados em dois jogos.

Por fim, fica a nota de mais dois encontros adiados, decorrendo dos efeitos da pandemia: Abrantes e Benfica-At. Ouriense (13.ª ronda); e Rio Maior-Benavente (14.ª jornada). No total, são já cinco as partidas em atraso, três das quais terão por interveniente o conjunto de Ourém (tendo o Abrantes e Benfica – tal como o Rio Maior – dois jogos por disputar).

II Divisão Distrital – Com apenas dois jogos disputados na série A, destaca-se a goleada (7-0) aplicada pelo líder, Forense, ao Rebocho, aproveitando a folga do Águias de Alpiarça para ampliar para cinco pontos a sua vantagem.

Na série B, o Entroncamento venceu por 4-2 no terreno do Vasco da Gama, mantendo os sete pontos de avanço sobre o Fátima, que goleou, por 5-0, o Vilarense. De anotar ainda outra goleada, por 6-2, no U. Atalaiense-U. Tomar “B”.

Na série C, verificou-se uma supresa, com a derrota (2-4) caseira do Espinheirense frente ao Tramagal, o que o Moçarriense aproveitou, ganhando por 2-1, em Abrantes, à equipa “B” abrantina, para se isolar no comando.

Liga 3 – O U. Santarém, jogando de novo em casa, não foi além de mais uma igualdade, a duas bolas, com o Oriental Dragon – e, ainda assim, tendo recuperado de duas situações de desvantagem no marcador. Os santarenos mantêm a 12.ª e última posição.

Campeonato de Portugal – O Coruchense chegou ao intervalo a ganhar ao Belenenses, mas, já nos derradeiros 25 minutos, concederia a reviravolta, acabando por perder por 1-2. A turma do Sorraia é agora 5.ª classificada, a par de O Elvas e do Operário, mas – numa série que subsiste extremamente equilibrada – somente dois pontos acima do “lanterna vermelha”, quando se concluiu já a primeira volta desta fase inicial da competição.

Antevisão – O campeonato da I Divisão Distrital atinge igualmente o termo da sua primeira metade, com a última ronda agendada para o ano de 2021, na qual as atenções estarão focadas, em especial, no Amiense-U. Tomar, Glória do Ribatejo-Rio Maior e Samora Correia-Fazendense – desafios em que os três primeiros classificados não deixarão de enfrentar dificuldades. Na parte baixa da tabela o U. Almeirim-Ferreira Zêzere poderá também revestir-se de importância crucial.

Na divisão secundária, também a finalizar a primeira volta, realce para: Forense-Marinhais, Riachense-Fátima e Moçarriense-Espinheirense – para além do “clássico” Tramagal-Alferrarede.

Na Liga 3, o U. Santarém desloca-se a Massamá, para defrontar o Real, actualmente no 3.º lugar. Por outro lado, no Campeonato de Portugal, o Coruchense recebe o agora 4.º classificado, Loures.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 16 de Dezembro de 2021)

Entry filed under: Tomar.

Tiago Pitta e Cunha – “Prémio Pessoa” 2021 O Pulsar do Campeonato – 15ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2021
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: