Archive for 12 Dezembro, 2021

Campeonato do Mundo de Fórmula 1 – 2021

No termo de uma fantástica temporada – a melhor desde há muitos anos – o neerlandês Max Verstappen, ao volante de um Red Bull, sagrou-se Campeão do Mundo de Fórmula 1, conseguindo enfim colocar termo ao reinado de Lewis Hamilton (hepta-campeão, que mantinha o título já desde o ano de 2017).

Os dois pilotos chegaram ao derradeiro dos 22 Grandes Prémios desta época rigorosamente empatados em pontos. Em Abu Dhabi quem ficasse melhor classificado seria o Campeão; tendo conquistado a “pole position”, Verstappen seria contudo ultrapassado logo na partida, para, umas curvas adiante, retomar por instantes a liderança – tendo forçado Hamilton a “desviar-se”, o britânico cortaria a curva, voltando ao 1.º lugar, posição que manteria… até à última volta (excepto no momento em que trocou de pneus).

Nessa altura, após a paragem na box, para mudança de pneus, tinha sido Sergio Pérez a ascender ao comando da prova, travando então, durante várias curvas, uma luta titânica com Hamilton, que praticamente perderia os cerca de 5 segundos de vantagem que angariara face a Verstappen.

A corrida ter-se-á decidido quando, numa situação de “virtual safety car”, o piloto neelandês aproveitou para nova passagem pelas boxes, ao contrário de Hamilton, que manteria os pneus até final, numa opção da Mercedes que acabaria por se vir a revelar perdedora.

Ainda assim, mesmo com os pneus com menor desempenho, o hepta-campeão do Mundo ia conseguindo gerir a vantagem (ao longo de cerca de duas dezenas de voltas tinha-se reduzido apenas de 16 a 11 segundos) e tudo parecia fazer crer que iria vencer a prova…

Até que, a cinco voltas do final, um despiste de Nicholas Latifi implicou a entrada do “safety car”, com o consequente reagrupamento dos concorrentes; só à entrada para a derradeira volta a pista ficaria livre, para que Verstappen, com os pneus em melhores condições, conseguisse então consumar a decisiva ultrapassagem, conquistando a vitória neste Grande Prémio e, consequentemente, o título de Campeão!

No total, Max Verstappen venceu 10 Grandes Prémios, face a 8 triunfos de Lewis Hamilton, tendo Sergio Pérez, Esteban Ocon, Daniel Ricciardo e Valtteri Bottas vencido, cada um, uma prova.

Terminou a sua carreira (21 temporadas na Fórmula 1) o antigo Campeão do Mundo (em 2007), Kimi Räikkönen, que disputou um total de 350 Grandes Prémios (“record” absoluto), tendo obtido 21 vitórias e 103 lugares no pódio.

Classificação Final do Mundial de Pilotos:

Max Verstappen (Países Baixos) – Red Bull Racing-Honda – 395,5
2º Lewis Hamilton (Grã-Bretanha) – Mercedes – 387,5
3º Valtteri Bottas (Finlândia) – Mercedes – 226
4º Sergio Pérez (México) – Red Bull Racing-Honda  – 190
5º Carlos Sainz (Espanha) – Ferrari – 164,5
6º Lando Norris (Grã-Bretanha) – McLaren-Mercedes – 160
7º Charles Leclerc (Mónaco) – Ferrari – 159
8º Daniel Ricciardo (Austrália) – McLaren-Mercedes – 115
9º Pierre Gasly (França) – Alphatauri-Honda – 110
10º Fernando Alonso (Espanha) – Alpine-Renault – 81
11º Esteban Ocon (França) – Alpine-Renault – 74
12º Sebastian Vettel (Alemanha) – Aston Martin-Mercedes – 43
13º Lance Stroll (Canadá) – Aston Martin-Mercedes  – 34
14º Yuki Tsunoda (Japão) – Alphatauri-Honda – 32
15º George Russell (Grã-Bretanha) – Williams-Mercedes – 16
16º Kimi Räikkönen (Finlândia) – Alfa Romeo Racing-Ferrari – 10
17º Nicholas Latifi (Canadá) – Williams-Mercedes – 7
18º Antonio Giovinazzi (Itália) – Alfa Romeo Racing-Ferrari – 3

Não pontuaram os pilotos Mick Schumacher (Haas-Ferrari), Robert Kubica (Alfa Romeo Racing-Ferrari) e Nikita Mazepin (Haas-Ferrari).

Classificação do Mundial de Construtores:

1º Mercedes – 613,5
2º Red Bull Racing-Honda – 585,5
3º Ferrari – 323,5
4º McLaren-Mercedes – 275
5º Alpine-Renault – 155
6º Alphatauri-Honda – 142
7º Aston Martin Mercedes – 77
8º Williams-Mercedes – 23
9º Alfa Romeo Racing-Ferrari – 13
10º Haas-Ferrari – 0

É o seguinte o palmarés de Campeões do Mundo: Michael Schumacher (1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004) e Lewis Hamilton (7 – 2008, 2014, 2015, 2017, 2018, 2019, 2020); Juan Manuel Fangio (5 – 1951, 1954, 1955, 1956, 1957); Alain Prost (1985, 1986, 1989, 1993) e Sebastien Vettel (4 – 2010, 2011, 2012, 2013); Jack Brabham (1959, 1960, 1966), Jackie Stewart (1969, 1971, 1973), Niki Lauda (1975, 1977, 1984), Nelson Piquet (1981, 1983, 1987) e Ayrton Senna (3 – 1988, 1990, 1991); Alberto Ascari (1952, 1953), Graham Hill (1962, 1968), Jim Clark (1963, 1965), Emerson Fittipaldi (1972, 1974), Mika Häkkinen (1998, 1999) e Fernando Alonso (2 – 2005, 2006); Giuseppe Farina (1950), Mike Hawthorn (1958), Phil Hill (1961), John Surtees (1964), Denis Hulme (1967), Jochen Rindt (1970), James Hunt (1976), Mario Andretti (1978), Jody Scheckter (1979), Alan Jones (1980), Keke Rosberg (1982), Nigel Mansell (1992), Damon Hill (1996), Jacques Villeneuve (1997), Kimi Räikkönen (2007), Jenson Button (2009), Nico Rosberg (2016) e Max Verstappen (1 – 2021).

12 Dezembro, 2021 at 11:50 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 12ª Jornada

(“O Templário”, 09.12.2021)

Com a “COVID-19” outra vez a interferir com o normal curso da prova – implicando a necessidade de adiamento de dois dos jogos previstos para a 12.ª jornada do Distrital da I Divisão, um dos quais, colocando frente a frente o 2.º e 4.º classificados, respectivamente Rio Maior e Abrantes e Benfica, que teria sido a partida de maior cartaz – esta ronda foi como que o reverso da anterior, desta feita com triunfos de todas as (seis) equipas que actuaram nos seus terrenos.

Destaques – Numa etapa sem surpresas, tendo, de modo geral, os favoritos confirmado o seu estatuto, destacam-se as goleadas aplicadas pelo Mação (6-1) e pelo U. Tomar (4-0).

Em Mação, o conjunto local mantém-se na perseguição do duo da frente da tabela (agora, à condição, a quatro pontos do vice-líder, Rio Maior), tendo batido o “lanterna vermelha”, Ferreira do Zêzere, por concludente marca de 6-1. Foi o quarto triunfo dos maçaenses nos últimos cinco jogos para o campeonato, o que, em paralelo, lhes possibilita ampliar para cinco pontos a diferença face ao trio que se posiciona imediatamente abaixo na classificação, agora formado por Abrantes e Benfica (este com um jogo a menos), Fazendense e o supreendente Alcanenense.

Quanto ao líder, U. Tomar, estabeleceu novo “record” de vitórias consecutivas nesta edição do campeonato (cinco – a que soma uma outra no jogo da Taça do Ribatejo no feriado da passada semana): recebeu e goleou uma jovem formação do U. Almeirim, por 4-0, por coincidência o mesmo “placard” que averbara em Ferreira do Zêzere, em tal desafio da Taça.

Depois da despromoção do Nacional registou-se um desinvestimento da SAD almeirinense, tendo o clube optado por reconstituir a sua equipa, recorrendo aos jovens da formação, uma estratégia que poderá dar frutos a médio prazo, mas que, no imediato, tem associados riscos, que se traduzem, nesta altura, num preocupante antepenúltimo lugar na pauta classificativa.

Ainda assim, os tomarenses, com entrada em campo de menor fulgor face ao que vem sendo usual, experimentaram dificuldades para superar a barreira defensiva contrária, apenas tendo conseguido inaugurar o marcador à passagem da meia hora, o que viria desbloquear o jogo. O segundo tento, apontado logo a abrir a segunda parte, selou o triunfo, quebrando definitivamente a resistência adversária. Uma nota para o bis de um jovem valor unionista, Guilherme Nunes.

A merecer também realce a vitória averbada pelo Alcanenense na recepção ao Amiense, por 2-1, o terceiro êxito sucessivo do grupo de Alcanena, integrando agora o grupo que reparte o 4.º posto!

Confirmações – Igualmente expectáveis foram os triunfos obtidos por Fazendense (2-1 frente ao Benavente), Samora Correia (3-2, com o Glória do Ribatejo) e Torres Novas (também por 3-2, ante o Salvaterrense).

O conjunto das Fazendas de Almeirim conseguiu, enfim, voltar às vitórias, após três encontros sem ganhar, igualando (à condição) o Abrantes e Benfica na 4.ª posição, tendo, em paralelo, imposto ao Benavente o terceiro desaire sucessivo, baixando para 11.º.

Por seu lado, o Samora Correia igualou o Amiense – equipa que não vence há quatro jogos –, partilhando ambos, agora, o 7.º lugar.

Quando ao Torres Novas, obteve mais um importante resultado – somando terceiro triunfo nas últimas quatro rondas – o que proporcionou aos torrejanos passar a integrar um quinteto que se situa entre o 9.º e o 13.º posto, do qual fazem também parte o At. Ouriense, Cartaxo, Benavente e o Salvaterrense (este em quebra, apenas tendo somado um único ponto nas cinco jornadas).

De assinalar o grande equilíbrio que subsiste, após a disputa de 12 jornadas (40% da prova), com dez clubes escalonados num intervalo de apenas quatro pontos, entre a 4.ª e a 13.ª posição.

Mais atrasados ficaram os três últimos, U. Almeirim, Glória do Ribatejo e Ferreira do Zêzere – todos derrotados –, agora, respectivamente, a cinco, nove… e treze pontos do 13.º classificado.

Como aludido inicialmente, foram adiados os desafios entre Rio Maior e Abrantes e Benfica, e At. Ouriense e Cartaxo, sendo que o mesmo sucederá com o Abrantes e Benfica-At. Ouriense.

II Divisão Distrital – Num fim-de-semana tristemente marcado por um insólito acontecimento, com o lançamento de engenho explosivo (eventual petardo) na direcção da cabina de arbitragem, em Benfica do Ribatejo, o realce principal vai para a vitória do Forense (2-0) ante o Águias de Alpiarça, com a turma dos Foros de Salvaterra a recuperar assim a liderança da sua série.

Na série B, o Entroncamento prossegue a sua caminhada, tendo batido a U. Atalaiense por 3-1 (depois de, a meio da semana, ter vencido já na Atalaia, por 3-0, em jogo da Taça do Ribatejo), ampliando assim para sete pontos a sua vantagem na liderança, face ao Fátima, mas sendo de notar que os fatimenses contam, nesta altura, dois jogos em atraso.

Mais a Sul, Espinheirense (2-0 no Pego) e Moçarriense (3-0 ao Aldeiense) venceram com tranquilidade, continuando a repartir o comando da respectiva série, já com oito pontos de avanço.

Liga 3 – O U. Santarém, recebendo o Oliveira do Hospital, clube que o precede imediatamente na tabela, esteve em vantagem praticamente até final do desafio, mas não evitou consentir o golo do empate, no que, incrivelmente, se traduziu na sétima igualdade sucessiva registada por este adversário. Os escalabitanos mantêm-se no último lugar, a dois pontos dos oliveirenses.

Campeonato de Portugal – O Coruchense fez uma boa colheita na viagem aos Açores, ganhando por 3-2 ao Sp. Ideal, somando três pontos ao seu pecúlio (totaliza agora onze) ascendendo ao 5.º posto, a um ponto de Sintrense e Belenenses, e só dois pontos abaixo do 2.º classificado, Loures.

Antevisão – Agendada para o feriado de 8 de Dezembro, a 13.ª ronda do Distrital da I Divisão tinha como principais pontos de interesse os seguintes embates, envolvendo o trio da dianteira: Cartaxo-U. Tomar, Amiense-Rio Maior e Mação-Samora Correia.

Entretanto, disputa-se já, no fim-de-semana, a 14.ª jornada, em que pontificam os seguintes jogos: U. Tomar-Abrantes e Benfica e Fazendense-Mação; com o Rio Maior a receber o Benavente.

No escalão secundário o realce vai para as seguintes partidas, integrantes da 8.ª jornada: Vasco da Gama-Entroncamento e Abrantes e Benfica “S23”-Moçarriense.

Na Liga 3, o U. Santarém adiou o jogo da ronda agendada também para o feriado (ultima da primeira volta), frente ao Sporting “B”, recebendo, neste fim-de-semana, o Oriental Dragon, partilhando estes dois adversários, precisamente, a antepenúltima posição (9.º e 10.º) da série.

No Campeonato de Portugal, a concluir a primeira metade desta fase inicial da competição, o Coruchense terá um jogo para a história, sendo anfitrião do Belenenses (com direito a transmissão televisiva, no “Canal 11”, no Domingo, pelas 13 horas).

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 9 de Dezembro de 2021)

12 Dezembro, 2021 at 11:00 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2021
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

  • RT @Miguel_LPereira: Texto muito pessoal sobre as experiências acumuladas nos estádios de futebol em Portugal e a escassa vontade dos clube… 10 hours ago
  • RT @CdPT_JCFC86: Série D: - Rabo Peixe - Praiense - Angrense - Atlético - Fabril - Oriental Dragon - Lusitano Évora - Juventude - Vasco da… 11 hours ago
  • RT @CdPT_JCFC86: Série C: - Mortágua - Alcains - Castelo Branco - Sertanense - Marinhense - União da Serra - Rio Maior - Santarém - Arronch… 11 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.