O Pulsar do Campeonato – Taça do Ribatejo – Final

1 Julho, 2021 at 6:00 pm Deixe um comentário

(“O Templário”, 01.07.2021)

Culminando uma época memorável, que entra para a história da colectividade, o Sport Clube Desportos Glória do Ribatejo, fundado em 21 de Agosto de 1975, sagrou-se vencedor da edição de 2020-21 da Taça do Ribatejo, conquistando o mais importante troféu do seu palmarés, que junta aos títulos de Campeão Distrital averbados nas temporadas de 1976-77 e 1995-96 (II Divisão Distrital) e 2008-09 (3.º escalão).

Destaque – Glória do Ribatejo (que alcançara já um notável 7.º lugar no campeonato da I Divisão Distrital da presente época, aliás, em igualdade pontual com o 6.º classificado, U. Tomar) e Rio Maior SC (10.º no campeonato) disputaram uma inédita Final da 44.ª edição da Taça do Ribatejo, prova instituída pela Associação de Futebol de Santarém em 1976-77 (competição apenas interrompida logo na época imediata, de 1977-78 – sendo que em 2019-20 a prova fora suspensa, devido à pandemia, após a realização da 1.ª mão das meias-finais).

Na partida disputada no passado Domingo no Estádio Municipal do Cartaxo, com transmissão televisiva em directo no “Canal 11”, em paralelo com o regresso do público aos campos do Distrito (pese embora ainda sujeito a lotação limitada), repetiu-se o desfecho dos jogos das meias-finais (igualdade), implicando, portanto, novo desempate da marca de grande penalidade.

Após um primeiro tempo em branco, muito repartido, sem flagrantes oportunidades de golo, a formação da Glória começou por inaugurar o marcador aos 52 minutos, por via de um lance infeliz de um jogador riomaiorense, a introduzir a bola na sua própria baliza, quando procurava aliviar um lançamento em profundidade para a área. Ainda assim, a turma de Rio Maior, reagindo bem, criaria duas ocasiões de algum perigo antes de, aos 70 minutos, conseguir restabelecer o empate (1-1), o qual subsistiria até final do tempo regulamentar.

Passando-se de imediato ao desempate – não estando previsto, no regulamento da competição, a disputa de prolongamento –, o grupo da Glória voltou a ser mais eficaz (tal como sucedera nas meias-finais), com o pleno de cinco tentativas concretizadas, tendo a equipa de Rio Maior falhado uma das suas tentativas, com um remate bastante por alto.

Após cinco presenças nos 1/4 de final e três nas meias-finais, nos últimos oito anos, o clube da Glória do Ribatejo sagrou-se vencedor da Taça, logo na sua estreia na Final.

No palmarés da prova, após as 43 edições concluídas, o Fazendense é o único emblema com quatro títulos conquistados, seguido por um quarteto (formado por Tramagal, Riachense, Amiense e Coruchense), cada um com três Taças, e um pequeno “pelotão” de sete clubes, cada qual com dois títulos na “prova rainha”; o Glória do Ribatejo passou, agora, a ser o 25.º detentor do troféu.

II Divisão Distrital – Na última jornada da série Norte, tendo sido antecipado, já para o passado dia 5 de Junho, o jogo entre o Caxarias e o Abrantes e Benfica “B”, então vencido pelos visitados por 1-0, apenas foi realizado, no passado fim-de-semana, um único encontro, com o Vasco da Gama a receber e a bater o Espinheirense por 2-1, trespassando, assim, a posição de “lanterna vermelha” (6.º classificado, de entre os clubes que finalizaram a prova) à jovem equipa abrantina.

A Sul, o Salvaterrense confirmara já, a meio da semana passada, o objectivo crucial, a subida ao principal escalão, ao empatar (1-1) em Alpiarça, em partida que se encontrava em atraso da 14.ª jornada – o que, em paralelo, proporcionou ao Benavente, ganhando, no Sábado, em Fazendas de Almeirim, por 4-1, confirmar o 1.º lugar final nesta série.

A formação de Salvaterra de Magos, que venceu também, igualmente no Sábado, na derradeira ronda do campeonato, o Forense, em terreno alheio, por 3-2, beneficiou de, enquanto 2.º classificado, ter registado melhor média pontual (43 pontos em 18 jogos disputados) que o 2.º da série Norte, Fátima (28 pontos em 13 jogos), para garantir a promoção, a par dos vencedores das duas séries, At. Ouriense e Benavente – com este trio a substituir, na próxima época, na I Divisão, os clubes entretanto despromovidos: Entroncamento AC, Moçarriense e Riachense.

Torneio “Sub-21” – Não tendo sido possível realizar, na temporada agora finda, os Campeonatos Distritais de Juniores e de Juvenis – tal como os dos restantes escalões de formação –, a Associação de Futebol de Santarém promoveu a disputa, nos meses de Maio e Junho, de um Torneio “Sub-21”, no qual se inscreveram, de início, 19 equipas (antes, ainda em Janeiro, tinha já procurado arrancar-se com a realização desta prova, então com um total de 27 equipas inscritas; contudo, não fora sequer possível concluir-se, então, a jornada inaugural, pelo que teve de ser remodelada a estrutura do torneio).

Após a disputa de duas fases de grupos (na segunda dessas fases, os dois grupos principais integraram os dois primeiros classificados de cada um dos quatro grupos da 1.ª fase), realizaram-se no passado fim-de-semana, os jogos decisivos, para estabelecimento da classificação final.

Em Tomar, na Final do Torneio, o U. Tomar (vencedor dos seus grupos de qualificação, quer na 1.ª, como na 2.ª fase), recebeu a Ac. Santarém (vencedora do outro grupo principal da 2.ª fase). Alinhando com sete jogadores que, nesta época, chegaram a integrar, pontualmente, a equipa principal do clube, o U. Tomar teria, porém, uma má entrada em jogo, sofrendo um golo logo aos 3 minutos; depois, tendo restabelecido a igualdade já próximo do final da primeira parte, viria a sofrer novo tento mesmo em cima do intervalo, fixando o que viria a ser o desfecho: 1-2.

A jovem formação escalabitana sagrou-se, assim, vencedora deste Torneio, tendo o U. Tomar, com uma participação muito meritória, terminado no 2.º lugar. No jogo de apuramento de 3.º e 4.º classificados (entre as equipas que tinham terminado na 2.ª posição dos grupos principais da 2.ª fase da prova), o Entroncamento AC ganhou, igualmente por 2-1, ao Salvaterrense.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 1 de Julho de 2021)

Entry filed under: Tomar.

COVID-19 – Evolução no mês de Junho EURO 2020 – 1/4 de final – Suíça – Espanha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Julho 2021
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: