Archive for 7 Julho, 2021

EURO 2020 – 1/2 Finais

   1/8 FINAL          1/4 FINAL        1/2 FINAIS       FINAL

BélgicaPortugal1-0 BélgicaItália1-2 ItáliaÁustria2-1 ItáliaEspanha1-1 FrançaSuíça3-3 SuíçaEspanha1-1 Itália- CroáciaEspanha3-5


SuéciaUcrânia1-2 UcrâniaInglaterra0-4 Inglaterra- InglaterraAlemanha2-0 InglaterraDinamarca2-1 Países BaixosR. Checa0-2 R. ChecaDinamarca1-2 País de GalesDinamarca0-4

Melhores marcadores

  • 5 golos – Cristiano Ronaldo (Portugal); e Patrik Schick (R. Checa)
  • 4 golos – Karim Benzema (França); Emil Forsberg (Suécia); Romelu Lukaku (Bélgica); e Harry Kane (Inglaterra)
  • 3 golos – Georginio Wijnaldum (Países Baixos); Robert Lewandowski (Polónia); Haris Seferović (Suíça); Raheem Sterling (Inglaterra); Xherdan Shaqiri (Suíça); Kasper Dolberg (Dinamarca); e Álvaro Morata (Espanha)

7 Julho, 2021 at 10:37 pm Deixe um comentário

EURO 2020 – 1/2 finais – Inglaterra – Dinamarca

InglaterraDinamarca1-1 (2-1 a.p.)

Inglaterra Jordan Pickford, Kyle Walker, John Stones, Harry Maguire, Luke Shaw, Kalvin Phillips, Declan Rice (95m – Jordan Henderson), Bukayo Saka (69m – Jack Grealish) (105m – Kieran Trippier), Mason Mount (95m – Phil Foden), Raheem Sterling e Harry Kane

Dinamarca Kasper Schmeichel, Andreas Christensen (79m – Joachim Andersen), Simon Kjær, Jannik Vestergaard (105m – Jonas Wind), Jens Stryger (67m – Daniel Wass), Pierre-Emile Højbjerg, Thomas Delaney (88m – Mathias Jensen), Joakim Mæhle, Martin Braithwaite, Mikkel Damsgaard (67m – Yussuf Poulsen) e Kasper Dolberg (67m – Christian Nørgaard)

0-1 – Mikkel Damsgaard – 30m
1-1 – Simon Kjær (p.b.) – 39m
2-1 – Harry Kane – 104m

“Melhor em campo” – Harry Kane

Amarelos – Harry Maguire (49m); Daniel Wass (72m)

Árbitro – Danny Makkelie (Países Baixos)

Wembley Stadium – Londres (20h00)

A Inglaterra teve de sofrer, passar por um grande susto, com o golo da Dinamarca (o primeiro consentido pelos ingleses nesta fase final), tendo mesmo sido forçada a tempo extra, acabando – mesmo que por via de uma bastante controversa grande penalidade – por vencer, garantindo assim, pela primeira vez na sua história, a presença numa Final dos Europeus, regressando assim às grandes decisões 55 anos depois do título Mundial de 1966!

Schmeichel esteve enorme na baliza dinamarquesa, adiando até ao limite o golo da vitória inglesa. A Dinamarca, que passou por uma experiência traumatizante no primeiro jogo da prova, com o incidente sofrido por Erikse, demonstrou forte união de grupo, superando-se, atingindo as meias-finais, no que constitui uma bela campanha.

A equipa da casa entrou melhor, assumindo o estatuto de favorita, mas os dinamarqueses não se intimidaram. Estava decorrida meia hora quando, beneficiando de um livre em posição já de perigo, Damsgaard, com uma execução perfeita, fez a bola superar a barreira e anichar-se no fundo das redes, perante um algo desconcentrado Pickford.

Tendo mantido, até então, a sua baliza inviolada, poderia questionar-se como sentiriam os ingleses tal abalo. Pois, a reacção seria muito positiva, não se deixando a equipa descompor, mantendo a toada, reforçando até a intensidade de jogo, o que acabaria por se traduzir num rápido restabelecer da igualdade, com mais um golo na própria baliza, de Kjær, a antecipar-se a Sterling, para impedir que este marcasse, mas, involuntariamente, impelindo a bola para lá da linha fatal.

Na segunda parte, a Inglaterra reforçou ainda a pressão sobre a defesa adversária, com o guardião dinamarquês em grande plano. Paradoxalmente, mesmo tendo a selecção da Dinamarca recorrido já a quatro substituições entre os 67 e os 79 minutos – face a apenas uma dos ingleses -, não conseguiu evitar um claro desgaste, num flagrante contraste com a capacidade física evidenciada pelos seus opositores.

A Dinamarca ia resistindo, impondo o empate no final do tempo regulamentar e o consequente prolongamento. E a situação não se modificaria, com a equipa praticamente acantonada nas imediações da sua área, tendo Schmeichel negado ainda outras duas boas oportunidades de golo, a Kane e a Grealish.

Até que surgiu o contacto de Mæhle com Sterling, em plena área de rigor: com ou sem intensidade suficiente para o derrubar será questão sem resposta concludente, não tendo o “VAR” intervindo. Uma vez mais, Schmeichel deteria ainda o remate de Kane, na tentativa de conversão da grande penalidade, mas seria já impotente para travar a recarga, que proporcionaria a vitória à Inglaterra.

O seleccionador inglês retiraria de campo, logo de seguida, Grealish, mas a Dinamarca não conseguiu revelar já, nos quinze minutos derradeiros, capacidade para reverter a tendência do jogo.

7 Julho, 2021 at 10:36 pm Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Julho 2021
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

  • RT @Miguel_LPereira: Texto muito pessoal sobre as experiências acumuladas nos estádios de futebol em Portugal e a escassa vontade dos clube… 10 hours ago
  • RT @CdPT_JCFC86: Série D: - Rabo Peixe - Praiense - Angrense - Atlético - Fabril - Oriental Dragon - Lusitano Évora - Juventude - Vasco da… 10 hours ago
  • RT @CdPT_JCFC86: Série C: - Mortágua - Alcains - Castelo Branco - Sertanense - Marinhense - União da Serra - Rio Maior - Santarém - Arronch… 10 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.