KIRIBATI

26 Outubro, 2006 at 8:44 am Deixe um comentário

KiribatiKiribati (outrora designado por Ilhas Gilbert) é um país localizado nas regiões da Polinésia e Micronésia, ocupando uma vasta área do Oceano Pacífico, com 3 arquipélagos principais, praticamente ao nível do mar, raramente excendendo os 6 metros em termos de altitude: Ilhas Gilbert (16 atóis), Ilhas Phoenix (8 atóis, situadas a cerca de 1 800 km) e Ilhas da Linha (11 atóis, a cerca de 3 300 km) – para além de uma ilha vulcânica isolada, Banaba.

A sua dispersão – não obstante a reduzida superfície terrestre (apenas 717 km2, um dos mais pequenos países do mundo, com uma população de cerca de 95 000 habitantes) – faz com que a sua zona marítima seja superior a 3,5 milhões de km2.

Tem fronteira marítima com as Ilhas Marshall (a Noroeste), com a Polinésia francesa (a Sueste), com Tuvalu (a Sul) e com Nauru (a Oeste), para além de possessões dos EUA.

Descoberto pelos europeus apenas no início do século XIX, tornou-se um protectorado britânico em 1892 (juntamente com as ilhas Ellice), passando a ser uma colónia em 1916. As Ilhas Ellice adquiriram a independência em 1978, sob o nome de Tuvalu, enquanto as antigas Ilhas Gilbert alcançariam a independência em 1979, com a nova denominação de Kiribati.

A capital localiza-se em Baikiri, no atol de Tarawa. As línguas oficiais são o inglês e o kiribati. A moeda utilizada é o dólar australiano.

As ilhas abrangem três fusos horários; TMG/UTC + 12; TMG/UTC + 13; e TMG/UTC + 14. Circundando o meridiano de 180º, que marca a linha de mudança de data (próximas também, por outro lado, da linha do Equador, com parte das ilhas situadas ligeiramente a Norte e, outras, no hemisfério Sul), o Presidente decidiu, a partir de 1995 – com o argumento “oficial” de fazer com que o país deixasse de viver “simultaneamente” com duas datas diferentes, em função da localização das ilhas – alterar o fuso horário dos 2 arquipélagos mais “orientais” (deslocando a referida linha em cerca de 1000 km, para além dos 180º Este, ou seja, entrando nos meridianos de longitude Oeste), o que permitiu que deixassem de ser os últimos a chegar ao ano 2000, passando o país, ao invés, a ser o primeiro a entrar no novo milénio (em 2001) – efectivamente, a longitude da antiga Ilha Caroline (entretanto rebaptizada com o nome de Ilha do Milénio), ou seja, 150º Oeste, deveria corresponder ao fuso UTC – 10 horas… (tendo adoptado o fuso UTC + 14, tem a mesma hora das ilhas do Hawaii, mas com um dia de avanço!).

(via http://www.novomilenio.inf.br/porto/mapas/nmfusos.htm)

http://www.tlfq.ulaval.ca/AXL/pacifique/kiribati.htm
http://www.trussel.com/f_kir.htm
http://www.janeresture.com/kirihome/index.htm

Entry filed under: Da Vinci.

"RETROVISOR" ILHAS FIJI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Outubro 2006
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: