Archive for 16 Outubro, 2006

“TROP CHAUD”

Uma edição especial do Courrier International sobre o “aquecimento global” – Tudo o que sempre quis saber sobre o aquecimento global e como pode agir -, compreendendo nomeadamente:

– “Portfolio” – Alguns (d)os mais belos lugares do planeta encontram-se sob ameaça
– Alertas – Degelos do Árctico, Antárctico, Gronelândia, Islândia, …
– Cenários – “E se o Sahara se tornasse um jardim do Éden?”, “Perigo: a tundra em decomposição”, “Será já demasiado tarde para agir?”, “Sem gelo, a terra treme”, “Quatro hipóteses para o clima do futuro”
– Controvérsias – Corrente do Golfo, “mentiras do lobby Exxon”, furacões tropicais, …
– Antes e Depois – O “choque das fotos”
– Soluções – 15 propostas para o Planeta, energia eólica, nuclear, combustíveis alternativos, …
– Políticas – Comportamento dos EUA, “menos emissões, mais lucros”, “e se a direita se tornasse ecologista?”, reduzir as emissões individuais, tudo está por fazer…

(via Klepsydra)

Chaud devant

Canicule en juillet, août pourri, septembre qui bat des records de chaleur… Le réchauffement climatique ne frappe plus seulement l’Alaska ou le Bangladesh, il se fait sentir au quotidien, sous toutes les latitudes. Et ce n’est qu’un début, comme le montrent tous les scénarios élaborés par les scientifiques.

Selon l’ancien vice-président des Etats-Unis Al Gore, le système politique “a un point commun avec le système climatique : il n’est pas linéaire. Il peut avoir l’air d’évoluer au rythme d’un glacier, mais, dès qu’il a franchi sa limite de rupture, il peut soudain s’écrouler.” Nous assistons à un tel bouleversement que le thème du changement climatique prend – enfin – l’importance qui lui revient.

Parce que les Etats-Unis de Bush ont été le principal obstacle à la ratification du protocole de Kyoto, qu’ils ont censuré les scientifiques et encouragé les “sceptiques” de tous bords, le revirement que l’on pressent outre-Atlantique mérite la plus grande attention. Même si Bush campe sur ses positions, il a face à lui une opposition de plus en plus puissante, y compris au sein de son camp. “Si le mouvement ne vient pas du haut vers le bas, il viendra du bas vers le haut”, explique le maire de Seattle. Ce démocrate a fondé l’Association des maires pour la protection du climat, qui compte aujourd’hui 212 villes pour 43 millions d’habitants. A gauche comme à droite, aux Etats-Unis comme en Inde ou en Chine, dans les entreprises, le cinéma ou les médias, les initiatives se multiplient. Mais c’est à chacun de nous de prendre part aux efforts pour sauver la planète. Car il n’est pas trop tard.

Olivier Blond

16 Outubro, 2006 at 8:34 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Outubro 2006
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @FilipeSCosta: Ao fim de 20 episódios, as #AtlanticTaks chegam ao fim. Uma iniciativa da @FLAD_PT, para assinalar os seus 35 anos, refle… 1 hour ago
  • RT @pedromorgado: Eu tenho mais em comum com muitos “ciganos e africanos” (sic) do que com a Fátima Bonifácio. E também tenho mais em comu… 1 hour ago
  • RT @carmoafonso: Discutimos o cyberbullying, ou a falta de regulamentação contra ataques ofensivos mas continuamos a ser os novos explorado… 1 hour ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.