O Pulsar do Campeonato – 20ª Jornada

17 Março, 2019 at 12:00 pm Deixe um comentário

O pulsar do campeonato - 2018-19 - 20jornada

(“O Templário”, 14.03.2019)

Numa fase em que parecia relançar-se na corrida ao título, o Cartaxo, desperdiçando uma vantagem de dois golos, acabando por ceder o empate caseiro frente ao Marinhais, deu um passo atrás, comprometendo, talvez definitivamente, as suas aspirações, perante as vitórias seguras dos dois primeiros classificados, agora novamente a seis e a sete pontos de distância… quando restam seis rondas por disputar (tendo os cartaxeiros apenas mais dois jogos em casa).

Destaques – O primeiro destaque vai para a vitória do U. Almeirim, no “derby”, ante o rival Fazendense, mercê de um solitário golo, o suficiente para somar mais três pontos, o que permite aos almeirinenses continuar a “sonhar” (receberão ainda o líder, apesar de terem ainda de enfrentar deslocações ao Cartaxo, Ourém e Tomar).

Noutra luta, a da manutenção, realce para os determinantes triunfos de Torres Novas e Ferreira do Zêzere, também por tangencial 1-0, que – pese embora ainda não matematicamente – lhes terão garantido a permanência no principal escalão, dado terem passado a dispor de vantagem de oito e nove pontos, respectivamente, em relação à “linha de água”.

No “clássico dos clássicos” do futebol distrital, os torrejanos, com uma segunda volta excelente (quatro vitórias e três empates, apenas superados pelo Coruchense), confirmaram a solidez defensiva que têm patenteado durante toda a época (têm apenas mais três golos sofridos que as defesas menos batidas, U. Santarém e Cartaxo), e, com o golo obtido, impuseram nova derrota (a quarta, nos cinco últimos jogos) ao U. Tomar, que continua a experimentar muitas dificuldades em marcar e em obter resultados positivos em terreno alheio (apenas conseguiu vencer nas Fazendas de Almeirim e em Marinhais).

Por seu lado, o Ferreira do Zêzere, tem aproveitado a seu favor o factor casa (quatro vitórias e quatro empates), tendo, desta feita, batido o Samora Correia. Estes desfechos suscitaram um agrupamento no segundo terço da tabela, com U. Tomar (8.º), Samora Correia, Ferreira do Zêzere e Torres Novas (11.º) em “escadinha”, separados, entre cada um deles, por um ponto.

Surpresas – Como indicado, a grande surpresa da jornada foi a igualdade (2-2) consentida pelo Cartaxo, na recepção ao penúltimo classificado, Marinhais, depois de ter chegado a beneficiar de vantagem de dois golos, no quinto empate dos forasteiros em terreno adversário (depois dos jogos no Cartaxo, Fazendas de Almeirim, Ourém, Ferreira do Zêzere e Torres Novas – assim como, dentro de campo, tinham empatado também em Samora Correia), confirmando a boa réplica que tinham apresentado, em Santarém, no jogo da Taça, pese embora sem reflexos na pauta classificativa, cuja posição é penalizada por uma única vitória averbada em casa.

A vizinha equipa da Glória do Ribatejo, talvez o maior concorrente do Marinhais na luta pela sobrevivência, provocou também alguma surpresa, recuperando igualmente de desvantagem de dois golos, no seu reduto, frente ao Amiense, grupo que, tendo vencido um único dos sete últimos jogos (curiosamente, com uma goleada aplicada ao… Marinhais), regista agora já um atraso de nove pontos em relação ao Coruchense, sendo que tem ainda um jogo em atraso.

Como projectara na antevisão da jornada, as equipas do fundo da tabela, muito carenciadas de pontos, vão procurando “fazer pela vida”, angariando pontos que poderão ser determinantes.

Confirmações – Os dois primeiros classificados, Coruchense e U. Santarém, confirmaram o favoritismo, prosseguindo a sua trajectória vitoriosa, mantendo a acesa disputa que se antecipa possa perdurar até ao final da prova.

A formação do Sorraia não vacilou, frente a um adversário difícil, batendo o At. Ouriense por 2-0. Por seu lado, os escalabitanos, de forma bem mais tranquila, golearam o “lanterna vermelha”, Alcanenense, por 5-0, afundando ainda mais o conjunto de Alcanena, agora a quatro pontos do antepenúltimo classificado, em sério risco de segunda despromoção sucessiva.

II Divisão Distrital – Na derradeira jornada da fase regular do campeonato, para além da falta de comparência do Sardoal nas Caxarias, salienta-se mais uma goleada do Abrantes e Benfica (6-2) na Ortiga, completando a prova com 17 vitórias e um empate. A equipa “B” do União de Tomar, perdendo pela diferença mínima (0-1) ante o Tramagal (que confirmou assim o 4.º lugar), acaba por cair na classificação, fixando-se na 7.ª posição. A Sul, assinala-se a surpresa da derrota caseira do Forense (0-1), face ao Benavente, mas sem reflexos na classificação.

Tinham já garantido a qualificação para a fase final, de apuramento de Campeão da II Divisão Distrital e de promoção à I Divisão, Abrantes e Benfica, Rio Maior, Pego, Forense, Riachense e Moçarriense (serão promovidos três, quatro ou cinco clubes, dependendo das despromoções ou manutenção de Fátima e/ou Mação no Campeonato de Portugal).

Campeonato de Portugal – O Mação somou terceiro empate consecutivo (não perde há quatro jornadas), tendo mesmo deixado escapar a vitória em Peniche, depois de ter marcado primeiro, com o desfecho do encontro a fixar-se no 1-1. Todavia, tal não contribuiu para melhorar a classificação, com os maçaenses ainda no penúltimo lugar, a treze pontos da linha delimitadora da manutenção.

Quanto ao Fátima, derrotado nas Caldas da Rainha por 3-1, trocou de posição com este adversário, baixando ao 11.º posto. Pior, viu substanciamente reduzida a sua margem em relação à zona de despromoção, agora apenas de quatro pontos, com nove jornadas por disputar.

Antevisão – Com a II Divisão em pausa, no escalão principal os quatro primeiros voltam a actuar fora de casa, enfrentando missões que se afiguram de dificuldade, quer nos casos de Coruchense (em Marinhais) ou U. Santarém (em Samora Correia), assim como nas deslocações do U. Almeirim (a Ourém) e do Cartaxo (a Tomar). Escalabitanos e almeirinenses poderão, até, beneficiar do facto de Samora Correia e At. Ouriense ocuparem posições relativamente tranquilas, sem grande pressão nem particular ambição a subir na tabela, restando saber, por outro lado, como encarará o Cartaxo o revés sofrido nesta jornada. De interesse será também o Alcanenense-Glória do Ribatejo, em que a vitória parece fundamental para a equipa da casa.

No Campeonato de Portugal, o Fátima, recebendo o Nogueirense (8.º classificado, três pontos acima) terá um teste de importância crucial para poder consolidar as suas perspectivas de manutenção. Ao Mação caberá uma difícil deslocação ao reduto do B. C. Branco (4.º), equipa que está “proibida” de perder pontos, para não ver afastar-se ainda mais os dois primeiros.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 14 de Março de 2019)

Entry filed under: Tomar.

Liga Europa – Sorteio dos 1/4 de Final e das 1/2 Finais Portugal – Ucrânia (Europeu 2020 – Qualif.)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Março 2019
S T Q Q S S D
« Fev   Abr »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: