O Pulsar do Campeonato – 21ª Jornada

25 Março, 2018 at 11:00 am Deixe um comentário

Pulsar-21

(“O Templário”, 22.03.2018)

Ao conseguir o seu objectivo prioritário – o de não perder em Tomar –, o Mação terá afastado o União da luta pelo título, mas, paralelamente, poderá vir porventura a sofrer maior ameaça por parte do Fazendense, agora o seu único competidor em tal disputa, a cinco pontos, a cinco jornadas do fim, estando agendado o crucial embate entre ambos para a antepenúltima ronda…

Destaques – No desafio do “tudo ou nada” para o U. Tomar, os tomarenses acabariam por estar muito perto da possibilidade de sonhar ainda com o “tudo”…

Recebendo o líder, em relação ao qual registavam um atraso de oito pontos, aos unionistas apenas a vitória interessava pelo que, desde início – como tem sido seu apanágio em praticamente todos os encontros deste campeonato –, assumiram a iniciativa do jogo, de forma personalizada, com o sentimento de nada ficar a dever perante este seu credenciado opositor.

Tal fase de ascendente duraria, contudo, apenas cerca de um quarto de hora, até os maçaenses conseguirem encaixar no jogo do adversário, equilibrando a contenda. Curiosamente, seria já nessa fase de grande equilíbrio que o U. Tomar viria a chegar ao golo, abrindo o marcador, uma vez mais por intermédio de Wemerson Silva, num lance com algumas semelhanças com o que resultara no tento apontado em Amiais de Baixo: um lançamento em profundidade, para as costas da defesa, o brasileiro a surgir desmarcado, muito rápido, a fazer a bola passar sobre o guardião contrário, anichando-se na baliza, sem apelo nem agravo.

Tal como há uma semana, o “mais difícil” estava feito. Mas, naturalmente, não se esperavam facilidades, dado que, assim, passava a competir ao Mação ir, necessariamente, em busca do golo. Até final do primeiro tempo, manteve-se a repartição do jogo entre os dois meios-campos, com os forasteiros a acabarem por ser felizes, vindo a restabelecer a igualdade (1-1), a dois minutos do termo da etapa inicial, beneficiando de uma “carambola” na defensiva tomarense.

Na metade complementar, a partida começou por ter uma tendência menos definida, pese embora fosse o U. Tomar a porfiar na tentativa de assumir novamente o domínio, que lhe pudesse proporcionar nova vantagem. Todavia, sensivelmente a partir da hora de jogo, com as alterações efectuadas no seu “onze”, o Mação, revelando, neste confronto em concreto, dispor de mais opções, denotou então maior fôlego, empurrando gradualmente os donos da casa para a sua zona defensiva, ameaçando em duas ou três ocasiões poder chegar outra vez ao golo.

Porém, já em tempo de compensação, ao minuto 93 – agora com os maçaenses visivelmente acomodados com o empate – sucedeu o que teria sido o instante capital deste embate: investida tomarense até à área contrária, um primeiro remate, que o guarda-redes teve dificuldade em suster, repelindo a bola para a sua frente, e, outra vez muito veloz e pleno de oportunidade, na recarga, Wemerson a surgir que nem um “furacão”, a pontapear para o fundo das redes!

Era o delírio no Municipal de Tomar… mas apenas por breves segundos, até toda a gente se aperceber que o lance tinha sido invalidado por alegado fora-de-jogo. Um equívoco de arbitragem (do árbitro assistente) que até poderia ser compreensível, dada a rapidez da jogada, mas que acaba por ser muito difícil de aceitar no contexto específico deste jogo – que poderia hipoteticamente originar um completo volte-face na tendência do campeonato –, por via da manifesta imprudência de terem sido designados precisamente os dois árbitros assistentes que tão flagrantemente tinham falhado já no jogo em Abrantes, em notório prejuízo do U. Tomar.

Com as restantes partidas desta 21.ª ronda naturalmente relegadas para segundo plano, perante a relevância do jogo de Tomar, realce para as vitórias (ambas por 2-0) do Fazendense sobre o Cartaxo (2-0), a possibilitar aos almeirinenses cimentar o 2.º lugar, apertando para cinco pontos a diferença face ao guia; e do Samora Correia ante o U. Almeirim, no sexto triunfo consecutivo dos visitados, ascendendo ao 5.º lugar, a dois pontos do 3.º, paralelamente o quinto desaire sucessivo (!) do grupo de Almeirim, à partida cotado como principal candidato ao título…

Confirmações – Nos outros jogos, triunfos expectáveis do Torres Novas face ao Amiense (1-0), com os torrejanos a igualarem o União no 3.º posto; do Ferreira do Zêzere, na recepção à U. Abrantina (2-1); e do Riachense (2-0) ante o Moçarriense. A equipa da Moçarria deverá acompanhar os Empregados do Comércio (empate 1-1 com o At. Ouriense) na despromoção ao escalão secundário, mas Amiense, Riachense e U. Abrantina continuam também em apuros, perante o cenário de terem de ser, eventualmente, quatro (ou cinco), os clubes a despromover.

II Divisão Distrital – Na série a Norte realce para o primeiro desaire do Tramagal, no Pego (3-2), a beneficiar ainda do facto de Aldeiense e U. Atalaiense se terem empatado (2-2), para se abeirar da 3.ª posição, agora só a um único ponto, com Espinheirense e Caxarias ainda a “sonhar”. A Sul, o Marinhais (triunfo seguro no Porto Alto, por 4-1) garantiu já o apuramento para a fase final; onde o U. Santarém deverá marcar também presença (goleou por inusitado 6-0 em Pontével!), com a última vaga a disputar entre Glória e Benavente, dispondo a formação do município de Salvaterra de todas as vantagens (mais dois pontos; e dois jogos a menos).

Campeonato de Portugal – O Alcanenense voltou a averbar o que seria um resultado positivo (nulo ante o líder, Mafra), mas que de pouco (ou nada) lhe deverá servir para as contas finais: é 13.º, agora já a nove pontos do 10.º lugar, a cinco jornadas do fim; o regresso ao Distrital é o caminho mais provável, praticamente sentenciado. Trajectória idêntica poderá seguir o Coruchense, derrotado em casa (0-1) pelo Sacavenense, sendo 12.º da tabela, já a quatro pontos da “linha de água”. Melhores notícias para o Fátima, que goleou nos Açores (4-1) o Guadalupe, mantendo a 9.ª posição, com uma margem de três pontos em relação à zona de despromoção.

Antevisão – No principal escalão, o campeonato prosseguirá com partidas de grande aliciante: o Mação recebe o Torres Novas (3.º), enquanto o seu concorrente mais directo, Fazendense, enfrenta o “mais difícil” de todos os seus adversários, no “derby”, no terreno do U. Almeirim. O U. Tomar, que necessita manter o foco, visando agora o 2.º lugar, terá a visita dos “Caixeiros”.

Na II Divisão, destaque para os confrontos U. Atalaiense-Pego e Aldeiense-Espinheirense, tendo em mira a última vaga de apuramento (na penúltima jornada da série Norte), enquanto, a Sul, U. Santarém (recebe o Porto Alto) e Glória (visitado pelo Forense) poderão, praticamente, “carimbar” também a qualificação, aproveitando ainda o facto de o Benavente folgar.

No Campeonato de Portugal, o Fátima recebe o Coruchense, num embate que poderá ditar a salvação de um e a condenação do outro, ou, ao invés, arrastar os dois para posição delicada, embora ainda não irreversível. Para o Alcanenense, a possibilidade de chegar ainda ao “milagre” passaria necessariamente por ganhar nos Açores (Angra do Heroísmo), ao Lusitânia.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 22 de Março de 2018)

Anúncios

Entry filed under: Tomar.

O Pulsar do Campeonato – 20ª Jornada O Pulsar do Campeonato – 22ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Março 2018
S T Q Q S S D
« Fev   Abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: