Archive for Outubro, 2015

Mundial de Râguebi – Final

Disputou-se hoje a final do Campeonato do Mundo de Râguebi, entre as selecções da Nova Zelândia e da Austrália, com os neo-zelandeses a confirmarem o seu favoritismo, revalidando o título de Campeões do Mundo que haviam conquistado na edição anterior, sendo assim a primeira selecção a conseguir sagrar-se campeã mundial pela terceira vez.

É o seguinte o palmarés da prova, que conta oito edições, desde a estreia em 1987:

  • 1987 (N. Zelândia) – N. Zelândia – França – 29-9 (3.º País de Gales)
  • 1991 (Inglaterra) – Austrália – Inglaterra – 12-6 (3.º N. Zelândia)
  • 1995 (África do Sul) – África do Sul – N. Zelândia – 15-12 (a.p.) (3.º França)
  • 1999 (País de Gales) – Austrália – França – 35-12 (3.º África do Sul)
  • 2003 (Austrália) – Inglaterra – Austrália – 20-17 (a.p.) (3.º N. Zelândia)
  • 2007 (França) – África do Sul – Inglaterra – 15-6 (3.º Argentina)
  • 2011 (N. Zelândia) – N. Zelândia – França – 8-7 (3.º Austrália)
  • 2015 (Inglaterra) – N. Zelândia – Austrália – 34-17 (3.º África do Sul)

Ontem, no jogo de disputa do 3.º e 4.º lugares, a África do Sul venceu a Argentina, por 24-13, com os sul-africanos a garantirem portanto a 3.ª posição.

31 Outubro, 2015 at 5:49 pm Deixe um comentário

Mundial de Râguebi – 1/2 finais

24.10.2015 – África do Sul – N. Zelândia – 18-20
25.10.2015 – Argentina – Austrália – 15-29

No próximo sábado disputar-se-á a final do Campeonato do Mundo de Râguebi, entre as selecções da Nova Zelândia e da Austrália, até agora 100% vitoriosas nesta prova, com 6 triunfos cada.

Efectivamente, antes da partida que lhes conferiu o acesso à final, os neo-zelandeses haviam começado por ganhar à Argentina (26-16), Namíbia (58-14), Geórgia (43-10) e Tonga (47-9) na fase de grupos, afastando nos 1/4 de final a França (pela contundente marca de 62-13).

Por seu lado, os australianos tinham vencido, na fase de grupos, as Ilhas Fiji (28-13), Uruguai (65-3), e os dois organizadores, Inglaterra (33-13) e País de Gales (15-6), eliminando nos 1/4 de final a Escócia (com um tangencial 35-34).

25 Outubro, 2015 at 6:19 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 6.ª jornada

Pulsar - 6

(“O Templário”, 22.10.2015)

À sexta jornada do campeonato distrital da I Divisão, duas equipas parecem começar a descolar do pelotão: para além do favorito Fátima, que alargou a sua série triunfal, somando a quinta vitória sucessiva (novamente pela margem mínima, ganhando em Rio Maior por 1-0), o Cartaxo é agora o único clube que acompanha o líder na manutenção da invencibilidade, com a particularidade de somar já 20 golos marcados, com uma extraordinária média de golos, superior a três por jogo.

Destaques – De facto, depois de ter goleado por 6-1 o vice-campeão da temporada anterior (União de Tomar), o Cartaxo repetiu a façanha, justificando o maior destaque, tendo goleado agora os Empregados do Comércio – que haviam liderado a prova até à 4.ª ronda, e que se cotavam, a par do Fátima, como a defesa menos batida, com apenas três golos sofridos nos cinco primeiros encontros disputados – no terreno dos “caixeiros”, por 5-1. Mais, nos seus quatro triunfos, todas eles foram por diferença de três ou mais golos; uma muito promissora campanha do grupo cartaxense, a parecer afirmar-se como sério concorrente da turma fatimense.

Mas, numa jornada repleta de golos (total de 29, com uma média superior a quatro por desafio), houve outras equipas que se salientaram. Desde logo, o Fazendense, a procurar sair da letargia da fase inicial da prova, com uma categórica vitória (5-2) – segunda sucessiva no campeonato – no campo do At. Ouriense, equipa que vem denotando alguma irregularidade, alternando bons resultados com outros menos positivos. Mas, também, o Torres Novas, ao triunfar (3-1) na sempre difícil visita a Mação, com os torrejanos a subir na tabela, tendo igualado já os Empregados do Comércio na 3.ª posição, agora ambos a cinco pontos do guia, e a três pontos do Cartaxo.

Surpresa – Pela segunda semana sucessiva o Moçarriense surpreende: imediatamente após a inesperada vitória em Riachos, obteve agora uma goleada de 4-1 frente ao Amiense, que, pese embora ter conseguido enfim, ao nono jogo da época, o seu primeiro golo, se afunda na cauda da tabela, acumulando já cinco desaires, mantendo um único ponto. Ao invés, o Moçarriense – que protagoniza já três desfechos porventura não esperados, correspondentes a outras tantas vitórias, que lhe conferem nesta altura uma excelente posição, a meio da tabela, a par do Mação –, a conseguir dar sequência a estes bons resultados, deixará de constituir surpresa, passando à área das confirmações…

Confirmações – Nas restantes duas partidas, o Riachense, tal como o Fazendense, a procurar iniciar uma fase de recuperação, foi vencer a U. Abrantina, por 2-1, com a formação de Abrantes a somar também a quinta derrota, o que, para já, não lhe permite melhor que o penúltimo lugar da pauta classificativa; por seu lado, o União de Tomar – reagindo da melhor forma ao desaire da semana anterior, amealhando excelente pecúlio de seis pontos, em duas partidas disputadas com um intervalo de apenas quatro dias, depois de ter ganho em Amiais de Baixo (1-0) em partida de acerto de calendário – venceu o U. Almeirim (2-1), uma vitória fruto de muito empenho e grande crer (e querer) do conjunto nabantino, obtida já em período de compensação, e numa altura em que jogava contra apenas nove elementos do adversário. Dois triunfos muito importantes, para devolver a tranquilidade e elevar o ânimo do grupo, permitindo ao União ascender ao 5.º posto, somente a um ponto de Torres Novas e Empregados do Comércio.

II Distrital – Com três jornadas disputadas, as equipas do Ferreira do Zêzere (a Norte) e do Benavente (a Sul) somaram ambas a terceira vitória, mantendo-se portanto na liderança isolada das respectivas séries. Os ferreirenses, com um bom triunfo (3-1), na deslocação a Caxarias; o Benavente, goleando a formação de Vale da Pedra por 4-0. São, não obstante, perseguidos de perto, pelo Pego (vencedor no Tramagal, e que regista duas vitórias e um empate) e por Samora Correia (duas vitórias nos dois jogos que realizou, ganhando agora na Glória do Ribatejo, por 3-2) e Benfica do Ribatejo (a vencer no Porto Alto, por tangencial 1-0).

Taça de Portugal – O Campeonato Nacional de Seniores sofreu nova interrupção, para disputa da eliminatória correspondente aos 1/32 de final da Taça de Portugal, fase na qual se despediram os dois últimos representantes do Distrito: o Coruchense, recebendo o primodivisionário V. Setúbal, oferecendo boa réplica, perdendo por 0-2, mas com o tento da confirmação a surgir na fase final do desafio, numa altura em que o conjunto do Sorraia se encontrava já em inferioridade numérica; o Alcanenense, não conseguindo suster a sensacional recuperação e a épica reviravolta consumada pelo Cova da Piedade, que, perdendo por 0-3 já no derradeiro quarto de hora – e jogando também com um elemento a menos –, acabaria por chegar aos 4-3 no período de descontos! Fantástico… e preocupante para o grupo de Alcanena.

Antevisão – Na I Divisão prosseguem, na próxima jornada, os confrontos de alto nível, com realce para os seguintes encontros: Fátima-At. Ouriense, Cartaxo-Mação (em ambos os casos com o favoritismo a pender para os visitados, actuais dois primeiros classificados, mas em que não se pode afastar a possibilidade de eventual surpresa) e Fazendense-U. Tomar, que se projecta vir a ser equilibrado, entre duas equipas que jogam também para os lugares da frente.

Na II Divisão Distrital, com o líder Ferreira do Zêzere a folgar, destaque para o Pego-Caxarias e Assentis-U. Santarém, para além de um “clássico” Alferrarede-Tramagal; e, a Sul, o aliciante derby Samora Correia-Benavente e o Barrosense-Glória do Ribatejo.

No Campeonato Nacional de Seniores, conforme já referido, depois da deslocação à Sertã, o Alcanenense visita o seu parceiro de tabela, V. Sernache; por seu lado, o Coruchense recebe o Torreense (actual 7.º classificado), podendo confirmar a recuperação que parece vir a efectuar.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 22 de Outubro de 2015)

25 Outubro, 2015 at 11:00 am Deixe um comentário

Liga Europa – 3ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo F
Sp. Braga – Marseille – 3-2
Slovan Liberec – Groningen – 1-1

1º Sp. Braga, 9; 2º Slovan Liberec, 4; 3º Marseille, 3; 4º  Groningen, 1

Grupo H
Lokomotiv Moskva – Beşiktaş – 1-1
Sporting – Skënderbeu – 5-1

1º Lokomotiv Moskva, 7; 2º Beşiktaş, 5; 3º Sporting, 4; 4º Skënderbeu, 0

Grupo I
Basel – Belenenses – 1-2
Fiorentina – Lech Poznan – 1-2

1º Basel, 6; 2º Lech Poznan e Belenenses, 4; 4º Fiorentina, 3

(mais…)

22 Outubro, 2015 at 7:20 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 3ª Jornada (Galatasaray – Benfica)

GalatasarayGalatasaray – Fernando Muslera, Sabri Sarıoğlu, Aurélien Chedjou, Hakan Balta, Lionel Carole, Bilal Kisa (90m – José Rodríguez), Selçuk İnan, Lukas Podolski, Wesley Sneijder, Yasin Öztekin (59m – Olcan Adın) e Umut Bulut (78m – Burak Yılmaz)

BenficaBenfica – Júlio César, Sílvio (82m – Konstantinos Mitroglou), Luisão, Jardel, Eliseu (66m – Pizzi), Nico Gaitán, André Almeida, Andreas Samaris, Gonçalo Guedes (75m – Victor Andrade), Raúl Jiménez e Jonas

0-1 – Nico Gaitán – 2m
1-1 – Selçuk İnan (pen.) 
– 19m
2-1 – Lukas Podolski – 33m

Cartões amarelos – Bilal Kisa (32m), Selçuk İnan (63m), Hakan Balta (70m) e Burak Yılmaz (90m); André Almeida (18m), Andreas Samaris (73m), Victor Andrade (78m) e Luisão (87m)

Árbitro – William Collum (Escócia)

Aspirando a um inédito arranque de três triunfos na primeira volta da fase de Grupos da Liga dos Campeões, o Benfica dificilmente poderia desejar melhor começo do que teve nesta noite em Istambul, com Nico Gaitán, num lance de génio, a tirar um adversário do caminho e a ludibriar o guarda-redes, com um toque subtil, de grande classe, inaugurando o marcador estava apenas decorrido um minuto de jogo!

Porém, ao contrário do que seria expectável, tal vantagem não motivou o Benfica para uma boa exibição, pelo contrário experimentando dificuldades para suster a reacção da equipa turca, denotando alguma inconsistência defensiva, com falhas pelas quais foi severamente penalizada, primeiro com uma grande penalidade a sancionar um contacto com a mão em plena grande área, a permitir ao Galatasaray o tento do empate, ainda numa fase relativamente inicial do desafio; e, não muito depois, completando a reviravolta, com o segundo tento, com pouco mais de meia hora de tempo decorrido.

No segundo tempo, a toada de jogo manteve-se, com a formação da casa a colocar à prova Júlio César, a rematar ao poste, causando alguns sustos à turma portuguesa.

Que, curiosamente, apenas na meia hora final conseguiria enfim ripostar, assumindo então as rédeas do jogo, dispondo de algumas ocasiões para, pelo menos evitar a derrota, o que, contudo, não conseguiria concretizar

Num encontro em que a exibição dos benfiquistas foi inconstante, e em que a defesa não mostrou a segurança necessária, fica a sensação de um resultado algo amargo, num desafio em que o Benfica poderia ter feito mais, mas em que, paralelamente, saiu vencido, mas não “convencido”.

Mantendo a liderança do grupo, agora partilhada com o Atlético de Madrid, terá, ainda assim, nova oportunidade, na recepção a esta mesma equipa do Galatasaray, para confirmar a sua superioridade, numa partida que assume agora contornos determinantes para o apuramento para os 1/8 de final da competição.

21 Outubro, 2015 at 8:41 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 3ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo A
Malmö – Shakthar Donetsk – 1-0
Paris St.-Germain – Real Madrid – 0-0

1º Real Madrid e Paris St.-Germain, 7; 3º Malmö, 3; 4º Shakthar Donestsk, 0  

Grupo B
CSKA Moskva – Manchester United – 1-1
Wolfsburg – PSV – 2-0

1º Wolfsburg, 6; 2º CSKA Moskva e Manchester United, 4; 4º PSV, 3

Grupo C
At. Madrid – Astana – 4-0
Galatasaray – Benfica – 2-1

1º At. Madrid e Benfica, 6; 2º Galatasaray, 4; 4º Astana, 1

Grupo D
Juventus – Borussia M’gladbach – 0-0
Manchester City – Sevilla – 2-1

1º Juventus, 7; 2º Manchester City, 6; 3º Sevilla, 3; 4º Borussia M’gladbach, 1

Grupo E
BATE Borisov – Barcelona – 0-2
Bayer Leverkusen – Roma – 4-4

1º Barcelona, 7; 2º Bayer Leverkusen, 4; 3º BATE Borisov, 3; 4º Roma, 2

Grupo F
Arsenal – Bayern – 2-0
D. Zagreb – Olympiakos – 0-1

1º Bayern e Olympiakos, 6; 3º Arsenal e D. Zagreb, 3

Grupo G
FC Porto – Maccabi Tel-Aviv – 2-0
D. Kyiv – Chelsea – 0-0

1º FC Porto, 7; 2º D. Kyiv, 5; 3º Chelsea, 4; 4º Maccabi Tel-Aviv, 0

Grupo H
Zenit – Lyon – 3-1
Valencia – Gent – 2-1

1º Zenit, 9; 2º Valencia, 6; 3º Gent e Lyon, 1

21 Outubro, 2015 at 8:40 pm Deixe um comentário

Mundial de Râguebi – 1/4 de final

17.10.2015 – África do Sul – P. Gales – 23-19
17.10.2015 – N. Zelândia – França – 62-13
18.10.2015 – Irlanda – Argentina – 20-43
18.10.2015 – Austrália – Escócia – 35-34

Nas 1/2 finais teremos os seguintes jogos, com um pleno de selecções do hemisfério Sul:

24.10.2015 – África do Sul – N. Zelândia
25.10.2015 – Argentina – Austrália

18 Outubro, 2015 at 1:58 pm 3 comentários

O Pulsar do Campeonato – 5.ª jornada

Pulsar - 5

(“O Templário”, 15.10.2015)

Demorou cinco jornadas a ascensão do favorito Fátima à posição de guia isolado do campeonato distrital da I Divisão, na sequência de uma série de quatro triunfos sucessivos (ganhando no último fim-de-semana à U. Abrantina por 3-1, primeiro desafio em que ganha por margem não tangencial); apenas o Cartaxo – com um golo mesmo ao “cair do pano”, na ronda inaugural – tendo impedido o pleno de vitórias dos fatimenses.

Destaque – A principal nota de realce da jornada, num destaque infelizmente negativo para o União de Tomar, foi a expressão da vitória do Cartaxo (ocupando já o 2.º posto da tabela, posição que partilha agora com os Empregados do Comércio), goleando a formação nabantina pela pesada marca de 6-1.

Um resultado que, confirmando a superioridade evidenciada pelos visitados neste encontro – com um grupo ainda jovem, mas de boa qualidade –, é manifestamente excessivo, apenas explicável pelo muito oportuno aproveitamento das oportunidades proporcionadas pelos unionistas, com várias falhas comprometedoras, e que não estaria nas cogitações de ninguém, atendendo particularmente ao equilíbrio patenteado na meia hora inicial, com o nulo no marcador a ser quebrado já na aproximação aos 40 minutos de jogo.

No recomeço, o Cartaxo logo ampliou para 2-0, tendo os rubro-negros reagido então positivamente, reduzindo ainda para a margem mínima, de 1-2, voltando a colocar tudo em aberto. Porém, o terceiro tento dos cartaxenses, surgido de pronto, seria determinante para uma terrível meia hora final, com os tomarenses como que apáticos, a denotarem dificuldade de concentração – em contraponto com os adversários, sempre muito lestos, a aproveitar quase todas as ocasiões –, colocando em evidência as carências de que a equipa padece nesta altura, perante a sua inexperiência e a ausência de algumas referências, em especial, no caso deste jogo em concreto, a necessidade de uma “voz de comando” dentro de campo, que pudesse ter conseguido manter a tranquilidade do conjunto.

Uma tarde má, mas que não significará mais do que a perda de três pontos, assim o grupo consiga recompor-se rapidamente, recuperando o equilíbrio evidenciado na temporada anterior, mas sem deixar de ter os “pés assentes no chão”, a nível do que será razoável esperar-se do seu desempenho neste campeonato.

Surpresas – A grande surpresa da jornada foi o desaire caseiro sofrido pelo Riachense, derrotado pelo Moçarriense, graças a um solitário tento, que afasta ainda mais a turma de Riachos dos primeiros lugares (tal como o candidato Fazendense, distam já ambos 9 pontos do comandante), ao mesmo tempo que a formação da Moçarria – à margem das duas goleadas já sofridas nesta fase inicial da prova – “justifica” o triunfo da primeira jornada.

Menos surpreendente terá sido a vitória do Mação em Amiais de Baixo, não obstante também com uma inesperada expressão do marcador (um categórico 3-0), com o Amiense – tendo o jogo da 3.ª ronda, com o União de Tomar, sido agendado para esta quarta-feira, 14 de Outubro, de que não é ainda conhecido o desfecho aquando da escrita deste comentário – a afundar-se na classificação, ocupando a indesejável posição de “lanterna vermelha”, com um único ponto obtido e ainda, ao fim de sete jogos oficiais, sem se ter estreado a marcar nesta época…

Confirmações – Nas outras três partidas, imperou alguma normalidade, com o Fazendense, pese embora não sem dificuldade, a obter o primeiro triunfo, ganhando ao Rio Maior por tangencial 2-1; o U. Almeirim a consentir a igualdade (1-1) na recepção ao At. Ouriense; e a equipa dos Empregados do Comércio, continuando a confirmar a vocação para excelentes arranques de temporada, a empatar também (2-2) em Torres Novas, mantendo a invencibilidade, no que é, por agora, igualada apenas por Fátima e Cartaxo.

II Distrital – Na segunda ronda deste campeonato, a principal menção vai para o segundo triunfo de Ferreira do Zêzere (4-0 ao Tramagal) e Benavente (1-0 em Marinhais), ambos, já, a isolarem-se no comando das correspondentes séries, perseguidos respectivamente por Pego e Atalaiense (a Norte) e Glória do Ribatejo (a Sul), com estes três clubes a empatar, depois das vitórias averbadas na jornada inicial.

CNS – No Campeonato Nacional de Seniores, confirmaram-se as dificuldades antevistas para o Alcanenense, derrotado por 0-2 na Sertã, caindo para a antepenúltima posição da série, a par do V. Sernache; na frente, o U. Leiria cedeu o primeiro empate (0-0) na recepção à Naval, mantendo quatro pontos de vantagem, agora sobre o B. C. Branco. Mas a nota de sensação vai para o primeiro êxito do Coruchense, ganhando em Loures (3-1), frente a um dos anteriores vice-líderes, o que, contudo, por agora, não lhe permitiu trespassar a “lanterna vermelha”, mas não pode deixar de ser visto como um sinal de esperança num futuro mais tranquilo.

Antevisão – Como será uma constante ao longo desta temporada, a próxima jornada do Distrital da I Divisão surge bem recheada de aliciantes confrontos, de que se destaca especialmente o duelo entre os actuais vice-líderes, Empregados do Comércio-Cartaxo, mas, também, o Mação-Torres Novas e o At. Ouriense-Fazendense, tudo “jogos de tripla”. O União de Tomar recebe o seu congénere de Almeirim, na expectativa de poder retomar o trilho das vitórias, enquanto o guia terá uma saída que poderá constituir-se em mais um efectivo teste, até Rio Maior.

Na II Divisão Distrital, destacam-se os encontros Caxarias-Ferreira do Zêzere e Glória do Ribatejo-Samora Correia.

No Campeonato Nacional de Seniores, depois da deslocação à Sertão, o Alcanenense visita agora o seu parceiro de tabela, V. Sernache; por seu lado o Coruchense, recebendo o Torreense (actual 7.º classificado), terá oportunidade para confirmar o encetar do caminho da recuperação.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 15 de Outubro de 2015)

18 Outubro, 2015 at 11:00 am Deixe um comentário

Resultados Eleições Legislativas – 04.10.2015 (act.)

Resultados Eleições 2015

(clique na imagem para ampliar – via http://www.legislativas2015.mai.gov.pt/resultados-globais.html)

14 Outubro, 2015 at 10:53 pm Deixe um comentário

Campeonato Europeu de Futebol 2016 – Fase de Qualificação – Classificação final

Grupo A-B

Grupo C-D

Grupo E-F

Grupo G-H

Grupo I

Para além do país organizador (França), estão também já apurados os seguintes países: R. Checa, Islândia, Bélgica, País de Gales, Espanha, Eslováquia, Alemanha, Polónia, Inglaterra, Suíça, I. Norte, Roménia, Áustria, Rússia, Itália, Croácia, Portugal, Albânia e Turquia (esta na condição de melhor dos 3.º classificados).

Por seu lado garantiram a presença no “play-off” as seguintes selecções: Bósnia-Herzegovina, Ucrânia, Irlanda, Eslovénia, Hungria, Suécia, Noruega e Dinamarca.

A maior surpresa foi a eliminação da Holanda, em detrimento da Islândia (e Turquia), para além do afastamento da Sérvia, neste caso em benefício da Albânia.

Destaque para a sensacional campanha da Inglaterra, única selecção a conseguir o pleno de dez vitórias, seguinda de muito perto pela Áustria (9 vitórias e um empate), tendo a Espanha, tal como Portugal, sofrido apenas um desaire, ganhando todos os restantes desafios (9 no caso dos actuais campeões em título, 7 no caso da selecção nacional). Também não sofreram qualquer derrota a Itália (com 3 empates) e a Roménia (com 5 vitórias e 5 empates).

Ao invés, é de notar o último lugar no seu grupo do Campeão de 2004, Grécia, assim como o pleno de derrotas (dez) de Andorra e do estreante Gibraltar.

13 Outubro, 2015 at 9:42 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Outubro 2015
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.