Archive for Setembro, 2015

Liga dos Campeões – 2ª Jornada (At. Madrid – Benfica)

At. MadridAt. Madrid – Jan Oblak, Juanfran, José María Giménez, Diego Godín, Filipe Luís, Gabi, Óliver Torres (63m – Saúl Ñíguez), Tiago, Ángel Correa (77m – Fernando Torres), Antoine Griezmann (71m – Luciano Vietto) e Jackson Martínez

BenficaBenfica – Júlio César, Nélson Semedo, Luisão, Jardel, Eliseu, Andreas Samaris (73m – Lubjomir Fejsa), Gonçalo Guedes, André Almeida, Nico Gaitán, Raúl Jiménez (72m – Kostas Mitroglou) e Jonas (80m – Pizzi)

1-0 – Correa – 23m
1-1 – Nico Gaitán – 36m
1-2 – Gonçalo Guedes – 51m

Cartões amarelos – Jackson Martínez (40m) e Óliver Torres (55m); Eliseu (25m), Luisão (28m), Andreas Samaris (40m) e Jardel (82m)

Árbitro – Gianluca Rocchi (Itália)

No regresso do Benfica às “grandes noites europeias”, fica o registo de uma excelente vitória, no terreno de um dos finalistas da competição há dois anos (em que deixou então escapar o troféu, já em período de compensação, ao consentir a igualdade ao Real Madrid, vindo a perder no prolongamento).

Uma noite fundada na solidariedade e entreajuda, denotando forte espírito colectivo, com capacidade para reagir, não apenas à intensa pressão a que a equipa foi sujeita por parte do adversário, mas também à adversidade de um golo surgido ainda numa fase relativamente inicial do desafio.

O que, necessariamente, provocaria alguma intranquilidade, até que o grupo conseguisse voltar a acalmar, no que teria um auxílio determinante no tento do empate, num lance em que o conjunto mostrou o seu entrosamento, e em que a individualidade – Nico Gaitán, que, curiosamente, até começara o encontro algo “apagado” – sobressairia, evidenciando a sua classe superior.

Mais confiante nas suas capacidades, o início do segundo tempo seria coroado com mais um magnífico golo, na sequência de um rápido contra-ataque, com o jovem Gonçalo Guedes, com muita personalidade, a surgir a rematar quase sem ângulo, junto ao poste, com um remate cruzado para o poste mais distante, enganando o antigo guardião benfiquista, o esloveno Jan Oblak.

No imediato, os “colchoneros” procuraram inverter a tendência do marcador, intensificando a pressão, a que o Benfica conseguiu responder com serenidade, contando também com a magnífica concentração do guarda-redes Júlio César.

A equipa encarnada – a alinhar de camisola branca, e calções vermelhos – beneficiaria ainda do período de substituições (cinco, entre os 70 e os 80 minutos, praticamente “suspendendo” o jogo nessa fase crucial) para quebrar o ímpeto do opositor, que, em boa verdade, à medida que a partida se encaminhava para o seu termo, foi perdendo discernimento, acabando, nessa fase, por não criar efectivas situações de perigo.

Um triunfo alcançado com a indispensável dose de fortuna, mas, paralelamente, um justo prémio à aplicação de toda a equipa, a funcionar como um todo, não obstante proporcionando também espaço às individualidades (com realce para Júlio César, Nico Gaitán, Jonas e Gonçalo Guedes) para brilhar ao mais alto nível, num grande palco do futebol europeu.

30 Setembro, 2015 at 8:37 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 2ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo A
Shakthar Donetsk – Paris St.-Germain – 0-3
Malmö – Real Madrid – 0-2

1º Real Madrid e Paris St.-Germain, 6; 3º Malmö e Shakthar Donestsk, 0  

Grupo B
Manchester United – Wolfsburg – 2-1
CSKA Moskva – PSV – 3-2

1º PSV, CSKA Moskva, Manchester United e Wolfsburg, 3

Grupo C
Astana – Galatasaray – 2-2
At. Madrid – Benfica – 1-2

1º Benfica, 6; 2º At. Madrid, 3; 3º Astana e Galatasaray, 1

Grupo D
Borussia M’gladbach – Manchester City – 1-2
Juventus – Sevilla – 2-0

1º Juventus, 6; 2º Sevilla e Manchester City, 3; 4º Borussia M’gladbach, 0

Grupo E
Barcelona – Bayer Leverkusen – 2-1
BATE Borisov – Roma – 3-2

1º Barcelona, 4; 2º Bayer Leverkusen e BATE Borisov, 3; 4º Roma, 1

Grupo F
Bayern – D. Zagreb – 5-0
Arsenal – Olympiakos – 2-3

1º Bayern, 6; 2º Olympiakos e D. Zagreb, 3; 4º Arsenal, 0

Grupo G
Maccabi Tel-Aviv – D. Kyiv – 0-2
FC Porto – Chelsea – 2-1

1º D. Kyiv e FC Porto, 4; 3º Chelsea, 3; 4º Maccabi Tel-Aviv, 0

Grupo H
Lyon – Valencia –  0-1
Zenit – Gent – 2-1

1º Zenit, 6; 2º Valencia, 3; 3º Gent e Lyon, 1

Da 2.ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, o principal destaque vai para os excelentes triunfos obtidos pelas equipas portuguesas, frente a At. Madrid e Chelsea. Mas, para além de Rui Vitória, houve outros treinadores portugueses em noite vitoriosa: desde logo, Marco Silva, com o Olympiakos, a ganhar em Londres, face ao Arsenal; Nuno Espírito Santo, com o Valencia, a triunfar em Lyon; e André Villas-Boas, com o Zenit a derrotar o Gent.

Mas esta ronda fica também indelevelmente assinalada pelo 500.º golo da carreira de Cristiano Ronaldo (o primeiro que marcou em Malmoe), tendo, com o segundo tento apontado, igualado Raúl como melhor marcador de sempre da história do Real Madrid (com um total de 323 golos)!

30 Setembro, 2015 at 8:36 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 2.ª jornada

Pulsar - 2

(“O Templário”, 24.09.2015)

Após a disputa da 2.ª jornada do Campeonato Distrital da I Divisão, Torres Novas e Empregados do Comércio – únicas formações que conseguiram repetir a vitória – assumiram a liderança da tabela classificativa, que, por agora, se caracteriza essencialmente pelo grande equilíbrio entre os diversos concorrentes, com nada menos de seis clubes que ganharam um jogo e perderam o outro, num total de dez equipas já com vitória(s) e, também, dez já com derrota(s).

E, também a nível de golos marcados, há metade dos concorrentes já com três ou mais golos marcados; ao invés, apenas Riachense e Amiense ainda não se estrearam a marcar. Assinala-se ainda que o Torres Novas é já o único concorrente a manter a inviolabilidade das suas redes.

Uma curiosidade: considerando o actual alinhamento das equipas na hierarquia da classificação geral, os seis primeiros venceram nesta jornada (nos seis jogos em que houve um vencedor, dado o empate registado no encontro restante), tendo os quatro seguintes perdido.

Destaques – O União de Tomar a revelar uma veia goleadora, com a particularidade assinalável de os cinco tentos com que bateu o Moçarriense terem sido apontados (todos eles) nos 45 minutos iniciais, chegando-se portanto ao intervalo já com o “resultado feito” (5-0), assumindo-se a turma nabantina como a mais goleadora – liderando assim o pelotão dos 5.º classificados –, de que Pelé continua a ser o principal expoente, já com três golos na sua conta pessoal.

A vitória convincente (3-1) obtida pelos “Caixeiros” de Santarém – a repetir um excelente arranque de campeonato, à semelhança do registado na temporada anterior –, perante o Mação, um opositor com ambições… que desfeiteara o União de Tomar na semana anterior.

Por fim, o nulo registado em Fazendas de Almeirim, entre dois candidatos aos lugares cimeiros, Fazendense e Riachense, que – “não podendo” perder segundo jogo sucessivo –, subsistem ainda sem ganhar neste campeonato, tendo marcado o primeiro ponto, ocupando, para já, posições na cauda da pauta classificativa (partilhando o 11.º lugar).

Surpresas – Ao contrário do verificado na ronda inaugural, não houve, nesta segunda jornada, grandes surpresas, assinalando-se, não obstante, o categórico triunfo averbado pelo At. Ouriense na recepção ao Amiense (3-0), equipa que confirma um mau arranque de época, e que terá de seguida mais um teste de muito elevado grau de dificuldade na recepção ao Portimonense, em partida a contar para a 2.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Confirmações – A primeira nota para relevar a dificuldade que – conforme transparece do desfecho final do encontro (1-0) – o Fátima (que terá o “ónus” de ser perspectivado com um maior nível de exigência) terá enfrentado para confirmar o triunfo face ao U. Almeirim, o seu primeiro na prova, em que, nos dois desafios já disputados, não foi além de um golo em cada um deles.

Outra para sublinhar a margem “afirmativa” (4-1) pela qual o Cartaxo foi derrotar o recente campeão da II Divisão Distrital, U. Abrantina, e em terreno alheio, parecendo confirmar o forte potencial que se atribui ao grupo cartaxense, nesta altura a repartir a 3.ª posição com o favorito Fátima.

A última para registar a aparente lógica com que o Torres Novas foi ganhar a Rio Maior (2-0), impondo a sua condição de favorito, se bem que se saiba não poder esperar-se nunca facilidades, em nenhum campo, para mais actuando na condição de visitante, e sabendo-se que o conjunto agora derrotado até tinha tido uma estreia positiva, ganhando em Amiais de Baixo.

CNS – Na 4.ª jornada do Campeonato Nacional de Seniores, Alcanenense e Coruchense confirmam a dificuldade de lidar a este nível competitivo, sofrendo mais duas pesadas derrotas.

No caso do conjunto de Alcanena, perdendo por 0-3 em Castelo Branco, frente a um dos principais candidatos à subida, B. C. Branco, mantém-se consequentemente “estacionado” – desde o jogo inaugural – nos três pontos, apenas mais um que o par da cauda da tabela (Sertanense e Águias do Moradal – este último, precisamente o próximo adversário dos alcanenenses).

Por seu lado, a formação do Sorraia somou a quarta derrota em outras tantas partidas, sofrendo uma goleada (4-0) em Sintra, imposta pelo 1.º de Dezembro, um dos guias da série, a par do Loures. O Coruchense recebe, na próxima ronda, o Real de Massamá, actual 8.º classificado, em desafio em que a vitória se afigura de “primeira necessidade”.

Antevisão – Na próxima ronda as atenções estarão sobremaneira focadas num aliciante prélio, que oporá Fazendense e Fátima; de forte interesse será também o encontro entre Riachense e Mação, ambos os desafios porventura de maior responsabilidade para as equipas que actuam em casa, dado não terem ainda vencido na época em curso.

Para além de um curioso “derby” local, entre Moçarriense e Empregados do Comércio, o outro líder, Torres Novas, recebe a visita do At. Ouriense, numa partida que poderá servir para aquilatar melhor as pretensões de cada um destes concorrentes.

O jogo que oporá Amiense e União de Tomar não se disputa no fim-de-semana, dado que, conforme referido, o grupo da casa jogará para a Taça de Portugal.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 24 de Setembro de 2015)

27 Setembro, 2015 at 12:00 pm Deixe um comentário

Mundial de Râguebi – 2.ª Jornada

Grupo A
18.09.15 – Inglaterra – I. Fiji – 35-11
20.09.15 – P. Gales – Uruguai – 54-9
23.09.15 – Austrália – I. Fiji – 28-13
26.09.15 – Inglaterra – P. Gales – 25-28
27.09.15 – Austrália – Uruguai –
01.10.15 – P. Gales – I. Fiji –
03.10.15 – Inglaterra – Austrália –
06.10.15 – I. Fiji – Uruguai –
10.10.15 – Austrália – P. Gales –
10.10.15 – Inglaterra – Uruguai –

1º P. Gales, 9; 2º Inglaterra, 6; 3º Austrália, 4; 4º Uruguai, 0; 5º I. Fiji, 0

Grupo B
19.09.15 – África Sul – Japão – 32-34
20.09.15 – Samoa – EUA – 25-16
23.09.15 – Escócia – Japão – 45-10
26.09.15 – África Sul – Samoa – 46-6
27.09.15 – Escócia – EUA –
03.10.15 – Samoa – Japão –
03.10.15 – África Sul – Escócia –
07.10.15 – África Sul – EUA –
10.10.15 – Samoa – Escócia –
11.10.15 – EUA – Japão –

1º África Sul, 7; 2º Escócia, 5; 3º Samoa e Japão, 4; 5º EUA, 0

Grupo C
19.09.15 – Tonga – Geórgia – 10-17
20.09.15 – N. Zelândia – Argentina – 26-16
24.09.15 – N. Zelândia – Namíbia – 58-14
25.09.15 – Argentina – Geórgia – 54-9
29.09.15 – Tonga – Namíbia –
02.10.15 – N. Zelândia – Geórgia –
04.10.15 – Argentina – Tonga –
07.10.15 – Namíbia – Geórgia –
09.10.15 – N. Zelândia – Tonga –
11.10.15 – Argentina – Namíbia –

1º N. Zelândia, 9; 2º Argentina, 5; 3º Geórgia, 4; 4º Tonga, 1; 5º Namíbia, 0

Grupo D
19.09.15 – Irlanda – Canadá – 50-7
19.09.15 – França – Itália – 32-10
23.09.15 – França – Roménia – 38-11
26.09.15 – Itália – Canadá – 23-18
27.09.15 – Irlanda – Roménia –
01.10.15 – França – Canadá –
04.10.15 – Irlanda – Itália –
06.10.15 – Canadá – Roménia –
11.10.15 – Itália – Roménia –
11.10.15 – França – Irlanda –

1º França, 9; 2º Irlanda, 5; 3º Itália, 4; 4º Canadá, 1; 5º Roménia, 0

26 Setembro, 2015 at 10:03 pm Deixe um comentário

Robert Lewandowski – 5 golos em 9 minutos!

Entrando em campo apenas na segunda parte, no jogo entre o Bayern e o Wolfsburg, do campeonato da Alemanha, Robert Lewandowski marcou 2 golos no espaço de 1 minuto; 3 golos em 3:22 minutos; 4 golos em 5:42 minutos; e 5 golos em 9 minutos (golos obtidos aos 50:40, 51:40, 54:02, 56:22 e 59:38 minutos). Absolutamente fenomenal!

22 Setembro, 2015 at 11:11 pm Deixe um comentário

Mundial de Râguebi – 1.ª Jornada

Grupo A
18.09.15 – Inglaterra – I. Fiji – 35-11
20.09.15 – P. Gales – Uruguai – 54-9
23.09.15 – Austrália – I. Fiji –
26.09.15 – Inglaterra – P. Gales –
27.09.15 – Austrália – Uruguai –
01.10.15 – P. Gales – I. Fiji –
03.10.15 – Inglaterra – Austrália –
06.10.15 – I. Fiji – Uruguai –
10.10.15 – Austrália – P. Gales –
10.10.15 – Inglaterra – Uruguai –

1º P. Gales e Inglaterra, 5; 3º Austrália, 0; 4º I. Fiji e Uruguai, 0

Grupo B
19.09.15 – África Sul – Japão – 32-34
20.09.15 – Samoa – EUA – 25-16
23.09.15 – Escócia – Japão –
26.09.15 – África Sul – Samoa –
27.09.15 – Escócia – EUA –
03.10.15 – Samoa – Japão –
03.10.15 – África Sul – Escócia –
07.10.15 – África Sul – EUA –
10.10.15 – Samoa – Escócia –
11.10.15 – EUA – Japão –

1º Samoa e Japão, 4; 3º África Sul, 2; 4º Escócia, 0; 5º EUA, 0

Grupo C
19.09.15 – Tonga – Geórgia – 10-17
20.09.15 – N. Zelândia – Argentina – 26-16
24.09.15 – N. Zelândia – Namíbia –
25.09.15 – Argentina – Geórgia –
29.09.15 – Tonga – Namíbia –
02.10.15 – N. Zelândia – Geórgia –
04.10.15 – Argentina – Tonga –
07.10.15 – Namíbia – Geórgia –
09.10.15 – N. Zelândia – Tonga –
11.10.15 – Argentina – Namíbia –

1º N. Zelândia e Geórgia, 4; 3º Tonga, 1; 4º Namíbia, 0; 5º Argentina, 0

Grupo D
19.09.15 – Irlanda – Canadá – 50-7
19.09.15 – França – Itália – 32-10
23.09.15 – França – Roménia –
26.09.15 – Itália – Canadá –
27.09.15 – Irlanda – Roménia –
01.10.15 – França – Canadá –
04.10.15 – Irlanda – Itália –
06.10.15 – Canadá – Roménia –
11.10.15 – Itália – Roménia –
11.10.15 – França – Irlanda –

1º Irlanda, 5; 2º França, 4; 3º Roménia, 0; 4º Itália e Canadá, 0

20 Setembro, 2015 at 10:07 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 1.ª jornada

Pulsar - 1

(“O Templário”, 17.09.2015)

Projecção – Teve início no passado fim-de-semana mais uma edição do Campeonato Distrital da I Divisão da Associação de Futebol de Santarém, esta época com acrescida expectativa de competitividade, dado o lote de equipas que se apetrecharam em ordem à disputa dos primeiros lugares, de que necessariamente sobressai o Fátima.

Efectivamente, numa prova que abarca nada menos de três clubes despromovidos do Campeonato Nacional de Seniores (Fátima, At. Ouriense e Riachense), foram os fatimenses – os quais vêem agora interrompida uma longa série de 31 temporadas nos Nacionais, culminada com a participação na II Liga, escalão de que se despediram apenas há quatro anos – que, no decurso da pré-época, maior esforço de investimento realizaram, suportado por investidores árabes (Arábia Saudita), no âmbito de um projecto que visa, no imediato, sob a batuta do treinador tomarense João Henriques, o regresso aos Nacionais, tendo a ambição, no horizonte de cinco anos, de poder atingir a I Liga!

Pelo que, “a priori”, terá o Fátima de ser colocado num patamar diferente, em relação aos restantes concorrentes, posicionamento a confirmar ou infirmar em função da evolução do campeonato, dentro de campo, semana a semana, dependendo principalmente da forma como o seu plantel se adaptar às especificidades deste escalão.

Nesta análise teórica, “no papel”, num plano imediatamente seguinte, perfila-se um conjunto de outros concorrentes, principais candidatos aos lugares de topo, encabeçado pelo Fazendense (bastante reforçado com jogadores que, na época anterior, se sagraram campeões distritais ao serviço do Coruchense), Mação (também com reforços de qualidade), Cartaxo, Torres Novas, Riachense (sempre um forte concorrente, aureolado com diversos títulos distritais num passado bem recente, em 2009, 2010 e 2013) e União de Tomar (na sua condição de vice-campeão, dependente porém da concretização de esperados reforços, que aguardam “luz verde” para, viajando do Brasil, se juntarem ao grupo).

E, para além do referido leque de sete clubes, que serão naturais candidatos a um lugar no pódio – no final só haverá lugar para três… – surgem outras equipas apetrechadas com bons valores, e que poderão intrometer-se na disputa por um lugar na primeira metade da tabela, nomeadamente os Empregados do Comércio, Amiense e U. Almeirim. Para além dos recém-promovidos Moçarriense e U. Abrantina, as maiores incógnitas serão porventura o despromovido At. Ouriense e o Rio Maior, que, até bastante tarde, teve dificuldade em definir o seu plantel.

Destaques – Postos os considerandos anteriores, após o pontapé de saída neste campeonato, os primeiros destaques vão para o empate imposto pelo Cartaxo na recepção ao Fátima, a uma bola (com os cartaxenses a obter o tento da igualdade mesmo a findar o desafio); e para o triunfo do U. Almeirim (3-1), no derby local, na recepção ao Fazendense – turma que constituirá porventura a maior ameaça ao favoritismo fatimense –, com os unionistas almeirinenses a revelarem bons argumentos, que os poderão vir a alcandorar a posição de relevo. Para começar, fica o registo da curiosidade de nenhum dos dois principais candidatos ter conseguido vencer.

Surpresas – Mas, para além dos desfechos anteriores, as principais surpresas da ronda foram a vitória dos Empregados do Comércio em Riachos (1-0), com o grupo escalabitano a pretender começar, desde logo, a demonstrar que mantém o bom nível evidenciado na temporada anterior, sempre temível, curiosamente ainda mais quando actua fora do seu reduto; e o inesperado triunfo do Rio Maior (1-0) no sempre difícil terreno de Amiais de Baixo, frente a uma equipa do Amiense, eventualmente ainda massacrada pelo impacto do desnivelado marcador registado na partida da Taça de Portugal (0-9).

Confirmações – Nesta jornada inaugural houve lugar também a desfechos mais ou menos expectáveis, como foram a vitória do Torres Novas sobre o recente campeão da II Divisão Distrital, a U. Abrantina (2-0), e do Moçarriense, na recepção ao At. Ouriense, neste caso com os recém-promovidos a ganhar aos despromovidos do Nacional na época finda por 1-0.

União – Na estreia, depois do pesado desaire sofrido na Taça de Portugal – de que, a propósito, se viu entretanto definitivamente arredado, dado não ter sido bafejado pela fortuna no sorteio de repescagem para a 2.ª eliminatória, contrariamente ao sucedido com o Amiense –, o União de Tomar, bastante desfalcado, por lesões e jogadores que, por questões burocráticas, não foi ainda possível inscrever, não conseguiu contrariar o favoritismo do Mação, que, actuando no seu terreno, e fazendo jus ao potencial que denota, venceu por 2-1. Numa partida cedo marcada por duas expulsões (uma para cada lado), os maçaenses rapidamente se colocaram em vantagem, apontando o tento inaugural desta edição do campeonato, ao qual os tomarenses ainda ripostariam, com o melhor marcador da época anterior, Pelé, a fazer o “gosto ao pé”, na conversão de uma grande penalidade, ainda antes do intervalo. Contudo, na metade complementar, ao segundo golo dos visitados, já os unionistas não teriam possibilidade de responder, não evitando assim a primeira derrota.

CNS – No Campeonato Nacional de Seniores, já na sua 3.ª jornada, as equipas representativas do Distrito, Alcanenense e Coruchense, integradas, respectivamente, nas Séries F e G, começam desde logo a denotar algumas dificuldades para se “aguentar no balanço” da exigência competitiva de uma competição de índole nacional, ambas derrotadas nesta ronda: a formação de Alcanena, visitada por um dos líderes, U. Leiria (que, a par do Caldas, soma três vitórias), perdendo por 0-2, mantém os 3 pontos que a colocam, para já, no grupo do 5.º ao 8.º classificados; enquanto o conjunto de Coruche, desfeiteado, também em casa, pelo Sintrense (1-2) acumula já três desaires, sendo consequentemente a “lanterna vermelha” (10.º da sua série). Recorde-se que apenas os dois primeiros de cada série se apuram para a fase final, de disputa da promoção à II Liga, enquanto os restantes oito clubes disputarão, na segunda fase, a permanência no Nacional.

Antevisão – Na próxima ronda – num calendário que, dado o equilíbrio de forças, promete entusiasmantes confrontos semana a semana – os jogos de maior cartaz serão o Fazendense-Riachense, Empregados do Comércio-Mação e Fátima-U. Almeirim, começando eventualmente a dar algumas pistas adicionais sobre o que poderá vir a ser o desempenho de cada equipa. Por seu lado, o U. Tomar, recebendo o Moçarriense, espera somar os seus primeiros três pontos…

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 17 de Setembro de 2015)

20 Setembro, 2015 at 11:00 am Deixe um comentário

Liga Europa – 1ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo F
Slovan Liberec – Sp. Braga – 0-1
Groningen – Marseille – 0-3

1º Marseille e Sp. Braga, 3; 3º Slovan Liberec e Groningen, 0

Grupo H
Sporting – Lokomotiv Moskva – 1-3
Skënderbeu – Beşiktaş – 0-1

1º Lokomotiv Moskva e Beşiktaş, 3; 3º Skënderbeu e Sporting, 0

Grupo I
Fiorentina – Basel – 1-2
Lech Poznan – Belenenses – 0-0

1º Basel, 3; 2º Belenenses e Lech Poznan, 1; 4º Fiorentina, 0

(mais…)

17 Setembro, 2015 at 9:38 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 1ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo A
Paris St.-Germain – Malmö – 2-0
Real Madrid – Shakthar Donetsk – 4-0

1º Real Madrid e Paris St.-Germain, 3; 3º Malmö e Shakthar Donestsk, 0  

Grupo B
Wolfsburg – CSKA Moskva – 1-0
PSV – Manchester United – 2-1

1º PSV e Wolfsburg, 3; 3º Manchester United e CSKA Moskva, 0

Grupo C
Galatasaray – At. Madrid – 0-2
Benfica – Astana – 2-0

1º At. Madrid e Benfica, 3; 3º Astana e Galatasaray, 0

Grupo D
Manchester City – Juventus – 1-2
Sevilla – Borussia M’gladbach – 3-0

1º Sevilla e Juventus, 3; 3º Manchester City e Borussia M’gladbach, 0

Grupo E
Bayer Leverkusen – BATE Borisov – 4-1
Roma – Barcelona – 1-1

1º Bayer Leverkusen, 3; 2º Barcelona e Roma, 1; 4º BATE Borisov, 0

Grupo F
D. Zagreb – Arsenal – 2-1
Olympiakos – Bayern – 0-3

1º Bayern e D. Zagreb, 3; 3º Arsenal e Olympiakos, 0

Grupo G
D. Kyiv – FC Porto – 2-2
Chelsea – Maccabi Tel-Aviv – 4-0

1º Chelsea, 3; 2º D. Kyiv e FC Porto, 1; 4º Maccabi Tel-Aviv, 0

Grupo H
Valencia – Zenit – 2-3
Gent – Lyon – 1-1

1º Zenit, 3; 2º Gent e Lyon, 1; 4º Valencia, 0

Os principais destaques desta ronda inaugural da fase de grupos da Liga dos Campeões vão para as goleadas do Real Madrid (com um hat-trick de Cristiano Ronaldo, a afirmar-se como melhor marcador de sempre da Liga dos Campeões Europeus, atingindo a fantástica marca de 80 golos) e Chelsea, assim como para os triunfos fora de portas da Juventus (em Manchester), do At. Madrid (em Istambul), do Bayern (em Atenas) e do Zenit (em Valencia).

16 Setembro, 2015 at 8:40 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 1ª Jornada (Benfica – Astana)

BenficaBenfica – Júlio César, Nélson Semedo, Luisão, Jardel, Eliseu, Andreas Samaris (85m – Ljubomir Fejsa), Gonçalo Guedes, Anderson Talisca (77m – Raúl Jiménez), Nico Gaitán, Kostas Mitroglou e Jonas (72m – Pizzi)

AstanaAstana – Nenad Eric, Branko Ilic (90m – Denys Dedechko), Evgeni Postnikov, Marin Anicic, Dmitri Shomko, Baurzhan Dzholchiyev (81m – Abzal Beysebekov), Roger Cañas, Georgi Zhukov, Nemanja Maksimovic, Foxi Kéthévoama e Junior Kabananga

1-0 – Nico Gaitán – 51m
2-0 – Kostas Mitroglou – 62m

Cartões amarelos – Andreas Samaris (40m), Gonçalo Guedes (45m) e Jardel (83m); Marin Anicic (21m) e Baurzhan Dzholchiyev (24m)

Árbitro – Tasos Sidiropoulos (Grécia)

À semelhança do que tem sido regra neste início de época – a única excepção vem precisamente do jogo anterior para o campeonato, ante o Belenenses – o Benfica ficou mais uma vez em branco no primeiro tempo.

Um nulo que reflecte bem o que se passou dentro de campo nesses 45 minutos iniciais, com um jogo de toada lenta, denunciado, muito afunilado, sem rasgo nem chama.

Perante uma equipa de estatuto bem inferior, estreante nesta fase da competição, o Benfica, tendo necessariamente a responsabilidade de assumir a iniciativa e procurar a vitória – pese embora até tenha começado por passar por um grande susto, logo no minuto inicial após o recomeço, com a bola a embater no poste da baliza, com Júlio César a fazer a mancha, dificultando o remate do adversário – regressou para a segunda metade com outra atitude, muito mais dinâmica, tendo sobressaído nessa fase a acção do irrequieto Nico Gaitán, a puxar pelos seus companheiros, apontando o caminho, culminando mesmo com a obtenção do tento que consumava a abertura no marcador.

Até ao tento da confirmação, por Mitroglou, decorreram apenas mais cerca de 10 minutos. A partir daí, até final, o pensamento terá estado mais em gerir o resultado que em procurar ampliá-lo, até em função do confronto agendado para domingo, no Estádio do Dragão, frente ao FC Porto, pelo que não houve mais eventos de relevo a assinalar.

Perante uma equipa que, após ter conseguido quebrar a resistência e a barreira defensiva, não colocou grandes problemas, acabou por ser um triunfo tranquilo do Benfica, a lançar positivamente esta campanha, que poderá beneficiar também do resultado da outra partida da ronda, com o Galatasaray a ser derrotado em casa pelo Atlético de Madrid.

15 Setembro, 2015 at 9:40 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2015
S T Q Q S S D
« Ago   Out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.