Archive for 27 Outubro, 2013

U. Tomar – Centenário (V)

UT-Centenario-05

(“O Templário”, 24.10.2013)

Depois da extraordinária recuperação protagonizada na partida de estreia em provas oficiais da A. F. Santarém, em encontro disputado no Tramagal, com o desfecho final a saldar-se por um empate a quatro golos, o União de Tomar teria ainda de esperar mais de um ano até, por fim – a 7 de Novembro de 1937 –, obter a sua primeira vitória em jogos oficiais, desde a retoma da competição na temporada anterior, batendo o novel Grupo Desportivo de Matrena por 2-1.

«Os números estão longe de traduzir a marcha do jogo, porque, se todas as oportunidades de “goal” feito fossem transformadas, o resultado seria outro muito maior e sempre a favor do União. […]

O União de Tomar aguentou-se bem, ganhando merecidamente um jogo em que, durante quási todo o tempo comandou e foi superior ao adversário. […]

Os «teams» alinharam:

União: Crisógono, Raúl e Coelho; Adriano, Torrão e Nunes; Alves, Isidro, Jaime, Padeiro e Eurico.

Matrena – Lopes, Guilherme e Tomaz; José Carlos, Silva e Ferreira; Zeferino, Patrocínio, Reis, Pedrosa e Lacueva.»(1)

Premiando a boa carreira unionista na Zona Norte do Campeonato Distrital da temporada de 1940-41, em que concluíra a prova no 2.º posto, apenas atrás do G. D. Matrena, o União de Tomar apurava-se, pela primeira vez no seu historial, para o Campeonato Nacional da II Divisão (série “Província do Ribatejo”) – competição instituída em 1938-39 (depois de quatro edições “experimentais” da II Liga), portanto apenas na sua 3.ª edição.

Na sua estreia em competições de âmbito nacional, a 19 de Janeiro de 1941, o União recebia em Tomar a equipa do Águia Vilafranquense, e – não obstante a inexperiência em provas a este nível – obteria uma sensacional vitória por 5-3:

«O União de Tomar teve um baptismo auspicioso no Campeonato Nacional de Futebol (II Divisão) vencendo, merecidamente, embora vitória inesperada, o Águia de Vila Franca de Xira por 5-3.

Sob a direcção do sr. António da Silva Pereira, de Lisboa, que fazia também o seu baptismo em campeonatos desta natureza, os grupos alinharam da seguinte forma:

União de Tomar – Narciso; Santos (depois Marques) e Carmo; Gonçalves (depois Santos), Marques (depois Gonçalves) e Torrão; Inácio, Boniné, Malaquias, Barata e Firmo.

Águias de Vila Franca – Délio; António da Silva e Florentino; Vieira, Augusto Santos e Inácio Silva; Lúcio, Manuel João, Conceição, Barquinha e Pereira.»(2)

____________

(1) Cf. “Cidade de Tomar”, 14 de Novembro de 1937 – Crónica de Tónio
(2) Cf. “Cidade de Tomar”, 26 de Janeiro de 1941

27 Outubro, 2013 at 12:00 pm Deixe um comentário

O pulsar do campeonato – Taça do Ribatejo

Templario-24-10

(“O Templário”, 24.10.2013)

Em fim-de-semana de pausa nos campeonatos, para entrada em cena da(s) Taça(s) – do Ribatejo e de Portugal –, teve lugar apenas o acerto de calendário, com a realização do jogo em atraso da 1.ª jornada do Campeonato Distrital da I Divisão, que opunha U. Tomar e Torres Novas.

Confirmando-se o favoritismo da equipa torrejana – que conta por vitórias os (quatro) encontros disputados na competição –, o desfecho seria desfavorável aos unionistas, perdendo por 1-3. Uma vez mais, a formação tomarense foi penalizada por falhas de concentração, sofrendo os três golos na sequência de lances de bola parada (cantos e livres).

Já em desvantagem de dois golos ao intervalo, o União teria, no segundo tempo, algumas ocasiões de perigo junto da baliza do Torres Novas, mas continua a revelar alguma falta de tranquilidade para concretizar tais oportunidades. Como recorrentemente sucede, seria em “contra-golpe” que os visitantes marcariam o seu terceiro golo. Depois de tanto porfiar, a turma nabantina conseguiria enfim o seu “ponto de honra” já na fase final dos cinco minutos de tempo de compensação concedidos pelo árbitro.

Agora com as “contas em dia”, completa que está a quarta jornada do campeonato, o Torres Novas assumiu a liderança isolada, com 12 pontos, mais dois que o Fazendense, com o Pontével a três pontos, Amiense a quatro, e o Mação a registar já um atraso de cinco pontos. Nos lugares da parte baixa da tabela, o U. Tomar mantém o 11.º posto, com três pontos, um a mais que o Cartaxo, enquanto o duo que partilha a “lanterna vermelha”, formado por Empregados do Comércio e U. Abrantina apenas obteve um ponto.

Passando então à(s) Taça(s), começando pela Taça de Portugal, as equipas representantes do Distrito despediram-se da prova na sua 3.ª eliminatória (1/32 Final), sendo eliminadas por duas equipas da I Liga, curiosamente os dois Vitórias: o Fátima foi batido em casa, pelo Guimarães, por 0-3, tendo o Alcanenense perdido em Setúbal, por 1-3.

Na Taça do Ribatejo – disputada nesta fase inicial, em dez séries (quatro de quatro clubes cada, e seis com três concorrentes) –, que teve a ronda inaugural da sua fase de grupos, o destaque vai os desafios entre equipas do principal escalão do futebol distrital, com o Cartaxo – que tão má conta de si tem dado até agora no campeonato – a golear o U. Chamusca por 5-0, não tendo, na outra partida, Coruchense e Fazendense desfeito o nulo inicial.

De resto, cumpriu-se a lógica, com os grupos teoricamente mais cotados a fazerem valer a sua superioridade, com os primodivisionários a imporem-se, nos seguintes encontros: Benavente – Muge (5-1); At. Ouriense – Ferreira do Zêzere (4-0); Goleganense – Mação (0-4); Tramagal – Amiense (0-3); Glória do Ribatejo – Empregados do Comércio (1-3); Pontével – Samora Correia (2-1); e Mindense – Assentiz (0-1). As equipas do U. Tomar, Torres Novas e U. Abrantina folgaram nesta primeira jornada.

Nas restantes cinco partidas, entre formações da II Divisão Distrital, o U. Almeirim (guia da Zona Sul do seu campeonato, que somou o quarto triunfo em outros tantos jogos disputados nesta temporada) foi a Rio Maior golear por 5-1; o Moçarriense bateu o Porto Alto (que partilha também o comando da Zona Sul) por 4-1; o Pego ganhou 2-0 ao Atalaiense (um dos líderes da Zona Norte); o Caxarias venceu a Sabacheira (2-1); por fim, Alferrarede e Pernes (o outro guia da Zona Norte) ambos integrando a série de que faz também parte o U. Tomar) empataram a zero.

Serão apurados para os 1/8 Final da prova – no final das três jornadas desta fase –, os 10 vencedores de série, e os 6 melhores 2.º classificados, com base na aplicação de média ponderada dos pontos obtidos.

Na próxima semana está de regresso o campeonato. Na I Divisão Distrital, com a realização da quinta jornada da prova, realce para alguns prélios a suscitar particular interesse: desde logo, para os tomarenses, o União de Tomar, jogando novamente em casa, prossegue na sua série de jogos de elevado grau de dificuldade, recebendo a visita do Fazendense, agora 2.º classificado.

Por seu lado, o líder Torres Novas defronta, no seu terreno, o Pontével, ocupando um surpreendente 3.º lugar na pauta classificativa, não obstante os torrejanos sejam, de novo, favoritos.

O aparentemente “revigorado” Cartaxo é anfitrião do Coruchense; em jogos de “tripla”, o Amiense desloca-se a Assentiz, enquanto o U. Chamusca é visitado pelo At. Ouriense; e a U. Abrantina recebe o Benavente. Por fim, salvo grande surpresa, o Mação reúne amplo favoritismo na recepção aos Empregados do Comércio.

No Campeonato Nacional de Seniores, já na sua 7.ª ronda (de um total de 18 jornadas), o Fátima (3.º) joga em casa com o Caldas (6.º), enquanto o Alcanenense (5.º) recebe uma das equipas que reparte a posição de “lanterna vermelha”, Portomosense, pelo que estes dois conjuntos do Distrito poderão somar os três pontos. Mais difícil deverá ser a tarefa do Riachense (a outra formação que se posiciona no fundo da classificação), em deslocação à Lourinhã, para defrontar o Lourinhanense, actual 7.º classificado.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 24 de Outubro de 2013)

27 Outubro, 2013 at 10:00 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Outubro 2013
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @futboltrotters: Los 36 penales del partido de la Concacaf League entre Motagua y Crema queestablecieron un nuevo record en torneos inte… 1 hour ago
  • RT @padaoesilva: sabem de algum caso de uma eleição antecipada depois de ter sido marcada? sabem de alguma eleição onde as listas concorren… 1 hour ago
  • RT @RSolnado: Fundado a 28 de Fevereiro de 1904. Correu com Vale e Azevedo a 28 de Outubro de 2000... faz 20 anos a 28 de Outubro de 2020,… 3 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.