O pulsar do campeonato – 5ª jornada

21 Abril, 2013 at 10:30 am Deixe um comentário

Templario - 18-04-2013

(“O Templário”, 18.04.2013)

E, subitamente, com o termo da primeira volta da segunda fase do Campeonato Distrital, parece começar a assistir-se a uma tendência de alguma definição, nomeadamente no que respeita à disputa do título de Campeão.

Efectivamente, de uma diferença de um escasso ponto entre os primeiros e o 4.º classificado, passou-se – na sequência do triunfo do Riachense sobre o Amiense (2-0) – a uma distância de quatro pontos. Tendo, por outro lado, o At. Ouriense sofrido um inesperado desaire caseiro ante o Fazendense (2-3), tal permitiu que o inseparável par formado por Riachense e Mação (com os maçaenses a alcançar uma boa vitória, por 3-1, em Benavente) passasse a dispor de uma vantagem de três pontos sobre a formação de Ourém.

Escorregadelas como a do At. Ouriense poderão vir a revelar-se determinantes. Porém, com toda a segunda volta ainda por disputar, será ainda prematuro estar a afastar liminarmente, desde já, as equipas agora derrotadas, das aspirações ao título que legitimamente acalentam ainda. Mesmo no caso do Amiense, que tem feito todo um campeonato sempre no “elástico”, sempre a tentar não descolar dos líderes e a procurar recuperar o atraso, uma boa série de triunfos poderá ainda fazer inverter as posições.

Sublinhe-se que, após a disputa da 5.ª jornada, os três primeiros registam apenas duas vitórias, havendo quatro clubes que somente sofreram uma derrota. Ou seja, provavelmente, sagrar-se-á Campeão quem, a partir de agora – quando se entra no período decisivo da prova –, conseguir encadear um melhor conjunto de resultados.

E, a verdade é que, nesta primeira volta, ainda ninguém conseguiu verdadeiramente “descolar”; senão, atente-se nos pontos obtidos, na segunda fase da competição, pelas equipas que disputam a série de promoção: Riachense e Mação, 8 pontos; At. Ouriense, Amiense e Fazendense, 6 pontos; Benavente, 5 pontos. A que acresce a curiosa situação de cada um dos primeiros quatro classificados apenas ter marcado quatro golos, ou seja, uma média de 0,8 golos/jogo (tendo o quinto e sexto, Fazendense e Benavente, obtido seis golos…).

Na série de manutenção, vendo as coisas por um prisma positivo, o União de Tomar, não só travou a campanha até agora integralmente vitoriosa do Pontével, como somou o seu quarto jogo consecutivo sem derrota, uma série bastante interessante. Mas, como há sempre o “reverso da medalha”, no segundo encontro disputado na Atalaia – na última de quatro partidas de interdição do Estádio Municipal de Tomar –, pela segunda vez desperdiçou uma vantagem, de que chegou a usufruir, de dois golos: primeiro, com a U. Abrantina, permitindo a recuperação do adversário de 0-2 para 2-2; agora, tendo chegado ao intervalo a vencer o Pontével por 3-1, não conseguiu melhor que o empate a três golos.

Será mera especulação supor que, caso se jogasse em Tomar – em lugar destes desafios, realizados, em termos práticos, em “campo neutro” –, talvez não se tivessem deixado escapar quatro preciosos pontos que poderiam conferir ao União de Tomar, nesta altura, uma tranquilidade praticamente absoluta.

Assim, o Pontével continua a liderar este grupo, com três pontos de avanço sobre o União de Tomar, que tem agora o par formado por Coruchense e U. Abrantina a quatro pontos, com o Moçarriense ainda quatro pontos mais atrás… e o Glória do Ribatejo, também a uma distância de quatro pontos da turma da Moçarria.

Resultado da esperada vitória do Coruchense sobre o Glória do Ribatejo (2-1), e do menos previsível desaire da U. Abrantina, em casa, ante o Moçarriense (1-2), que coloca o conjunto de Abrantes, há muito em curso descendente, pela primeira vez numa possível zona de despromoção.

Fazendo o mesmo exercício – para avaliação do estado de forma dos diversos concorrentes – de cálculo dos pontos obtidos nesta segunda fase, o Pontével, naturalmente, destaca-se (13 pontos, num máximo possível de 15); seguindo-se o Coruchense (9), U. Tomar (8), Moçarriense (7), e, por fim, U. Abrantina e Glória do Ribatejo (ambos sem qualquer vitória em toda a primeira volta), com apenas 2 pontos somados aos que transitaram da primeira fase.

No próximo fim-de-semana, inicia-se a segunda volta, com realce para o desafio que oporá Amiense e Mação, com Riachense e At. Ouriense a assumirem favoritismo, nos encontros em que receberão, respectivamente, Fazendense e Benavente.

O U. Tomar, recebendo o Coruchense – no regresso do futebol senior a Tomar, após mais de dois meses e meio de interregno –, tem uma oportunidade de, prosseguindo a série positiva de resultados, manter uma vantagem que lhe possa conferir tranquilidade para a fase derradeira da prova. O Moçarriense, recebendo o Glória do Ribatejo, poderá continuar a sua recuperação pontual, tendo mesmo a possibilidade de acercar dos lugares de manutenção, caso a U. Abrantina não consiga inverter o ciclo negativo que atravessa, na recepção ao guia Pontével.

A fechar, uma referência à vantagem alcançada pelos três primeiros da Divisão Secundária (U. Chamusca, Emp. Comércio e Assentiz) face aos restantes concorrentes, que, a quatro jornadas do termo da competição, lhes confere posição privilegiada para a promoção à Divisão Principal.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 18 de Abril de 2013)

Anúncios

Entry filed under: Tomar.

Biblioteca Digital Pública dos EUA Sociedade Portuguesa Autores não adopta o novo acordo ortográfico

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2013
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: