MUNDIAL 2006 (XXXIV) – 1962

9 Novembro, 2005 at 6:04 pm Deixe um comentário

Mesmo sem poder contar com Pelé, lesionado logo no jogo de abertura com o México, o Brasil, conduzido por Garrincha e Zagallo, acabaria por se impor com naturalidade: depois de vencer o seu grupo, à frente da Checoslováquia, eliminaria nos ¼ final a Inglaterra, para se impor ao país organizador, o Chile, nas ½ finais. Na final, teria de defrontar novamente… a Checoslováquia, que venceu por 3-1, com golos de Amarildo, Zito e Vavá.

O jogo entre o Chile e a Itália (no qual, os chilenos, vencendo por 2-0, eliminariam a Itália) degeneraria numa triste “batalha campal”. Uruguai, Argentina (suplantada pela Hungria e Inglaterra) e Espanha (última no Grupo em que foram apurados os países que atingiriam a Final da prova) seriam também eliminados na fase de grupos, não atingindo sequer os ¼ final.

Um jogo histórico foi também o URSS-Colômbia que, a meia hora do fim, a URSS vencia por 4-1, mas em que, em apenas 9 minutos, os colombianos conseguiriam alcançar o 4-4… apesar do guarda-redes soviético ser o lendário Lev Yashin, que viria a ser consagrado como o melhor guarda-redes de sempre dos Mundiais.

A vitória do Chile sobre a URSS (que vencera o seu Grupo, eliminando o Uruguai), que permitiu à equipa da casa o acesso às ½ finais, provocaria uma imensa manifestação de júbilo popular. O Chile não conseguiria contudo deter a carreira vitoriosa do Brasil; a consolação viria no jogo de disputa do 3º e 4º lugares, com a vitória por 1-0 sobre a Jugoslávia.

Esta prova fica marcada pelo golo mais rápido de sempre da história das Fases Finais de Campeonatos do Mundo: o checoslovaco Vaclav Masek marcaria golo ao mexicano Carbajal iam decorridos apenas 15 segundos de jogo! (Não obstante, seria o México a vencer a partida…). Em 1982, o inglês Bryan Robson demorou apenas 27 segundos para marcar o primeiro golo à França; em 1978, o francês Bernard Lacombe marcara à Itália ao fim de 37 segundos.

Mas foi nas fases de qualificação que seria marcado o golo mais rápido de sempre dos Mundiais de Futebol: em 1993, Davide Gualtieri, de S. Marino, em apenas 9 segundos de jogo, chegou ao golo contra a Inglaterra!

Entry filed under: Mundial 2006.

O PULSAR DOS DIÁRIOS VIRTUAIS EM PORTUGAL (IX) ÍCONES DO SÉCULO (LXXXV) – 2000 – ANGELINA JOLIE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Novembro 2005
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

  • @areaslb Está num ciclo bastante negativo... tem de inverter nas últimas jornadas 7 hours ago
  • @areaslb O Sampaio Corrêa também tem aspirações a subir... 7 hours ago
  • RT @2010MisterChip: AJX 1-6 NAP (FT) - ▪️Ajax recibe 6 goles por PRIMERA vez en TODA la historia de la UEFA Champions League. ▪️Es la PRIM… 7 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: