Archive for 22 Novembro, 2005

LIGA DOS CAMPEÕES – 5ª JORNADA

GRUPO D           Jg  V  E  D   G  Pt   Villarreal-M. United….0-0 / 0-0
1 Villarreal Villarreal 5 1 4 – 2-1 7 Benfica-Lille………..1-0 / 0-0
2 Lille Lille 5 1 3 1 1-1 6 Lille-Villarreal……..0-0
3 M. United M. United 5 1 3 1 2-2 6 M. United-Benfica…….2-1
4 Benfica Benfica 5 1 2 2 3-4 5 M. United-Lille………0-0 / 0-1
Villarreal-Benfica……1-1 / 1-0

22 Novembro, 2005 at 9:40 pm Deixe um comentário

ÍCONES DO SÉCULO (XCIV) – 2003 – ROBERT DE NIRO

22 Novembro, 2005 at 7:36 pm Deixe um comentário

MUNDIAL 2006 (XLIII) – 1966

Grupo 1
Inglaterra – Uruguai – 0-0
França – México – 1-1
Uruguai – França – 2-1
Inglaterra – México – 2-0
Uruguai – México – 0-0
Inglaterra – França – 2-0

1º Inglaterra, 5; 2º Uruguai, 4; 3º México, 2; 4º França, 1

Grupo 2
RFA – Suíça – 5-0
Argentina – Espanha – 2-1
Espanha – Suíça – 2-1
RFA – Argentina – 0-0
Argentina – Suíça – 2-0
RFA – Espanha – 2-1

1º RFA, 5; 2º Argentina, 5; 3º Espanha, 2; 4º Suíça, 0

Grupo 3
Brasil – Bulgária – 2-0
Portugal – Hungria – 3-1
Hungria – Brasil – 3-1
Portugal – Bulgária – 3-0
Portugal – Brasil – 3-1
Hungria – Bulgária – 3-1

1º Portugal, 6; 2º Hungria, 4; 3º Brasil, 2; 4º Bulgária, 0

Grupo 4
URSS – Coreia Norte – 3-0
Itália – Chile – 2-0
Coreia Norte – Chile – 1-1
URSS – Itália – 1-0
Coreia Norte – Itália – 1-0
URSS – Chile – 2-1

1º URSS, 6; 2º Coreia do Norte, 3; 3º Itália, 2; 4º Chile, 1

22 Novembro, 2005 at 6:06 pm Deixe um comentário

O PULSAR DOS DIÁRIOS VIRTUAIS EM PORTUGAL (XXII)

A 3 de Outubro, a propósito do papel da blogosfera como fonte noticiosa, Joaquim Furtado escrevia em “A Coluna do Provedor do Leitor”, no “Público”, um interessante texto, “Contar com os blogues”.

Em Dezembro de 2004, e no espaço de poucos dias, o jornal “Público” edita dois artigos, baseando-se em “entradas de blogues”, sem contudo referir as fontes. A 26 de Dezembro, Joaquim Furtado aborda a questão, em “A Coluna do Provedor do Leitor: Copyright na Net”, concluindo: «O jornal cometeu, em conclusão, dois erros, reconheceu-os nas suas páginas como era, aliás, seu dever, deixando claro quais deveriam ter sido os procedimentos correctos. O processo de reflexão interna produzido pelos responsáveis do jornal e exposto nesta coluna, responde à transparência reclamada pelo leitor».

Já em 2005, em Maio, Pedro Mexia escrevia, no “Diário de Notícias”, tendo por mote a passagem do “Publico online” ao regime de acesso pago, sobre o tema “Acesso pago e blogosfera” [91], concluindo que «Menosprezar o mundo dos blogues é, como se sabe, um erro comum. O acesso pago aos jornais é provavelmente outro».

No “Expresso” de 20 de Agosto (revista “Única”), Paulo Querido fazia um balanço da evolução da blogosfera, em particular da relevância da sua vertente política: «E este é o futuro mais previsível da blogosfera de pendor participativo na res publica: levantar as questões que a imprensa por algum motivo está impedida de colocar (ou esqueça) e melhorar assim a accountability do poder político, que quase não tem antecedentes históricos em Portugal» [92].

Finalmente, em artigo no “Público”, a 23 de Agosto, Vital Moreira, a propósito da necessidade de um “5º poder”, enquadrava a importância da blogosfera: «[…] apesar de crescente, a visibilidade pública dos blogues é ainda muito reduzida entre nós. É pequeno o número dos seus frequentadores regulares. São muito poucos os blogues que têm notoriedade, devendo-a vários deles ao conhecimento de que os seus autores gozam por razões exteriores à blogosfera […]» [93], finalizando com a expectativa de que virá a assumir uma relevância crescente, particularmente na esfera política.
__________________________
91 Mexia, Pedro, “Diário de Notícias”, 20 de Maio de 2005 – http://dn.sapo.pt/2005/05/20/artes/acesso_pago_e_blogosfera.html
92 Querido, Paulo, “Expresso” – “Única”, 20 de Agosto de 2005
93 Moreira, Vital, “Público”, 23 de Agosto de 2005

22 Novembro, 2005 at 12:35 pm Deixe um comentário

"AMIZADES VIRTUAIS, PAIXÕES REAIS – A SEDUÇÃO PELA ESCRITA"

É o título do mais recente livro de Paulo Querido, sobre a Internet, onde se pretende “abrir portas e dar pistas” para uma navegação por páginas virtuais.

Nesta obra, com 136 páginas e 15 capítulos, Paulo Querido aborda temas como “A importância do nickname”, “MSN a comunicação segura”, “Blogues: a nova ordem social”ou “Photoblog.de: socializar com imagens”.

Por meio de diversas imagens de janelas na Internet, este livro ensina os leitores a utilizar cada uma das ferramentas disponíveis no mundo virtual “Do IRC ao Orkut, passando pelo MSN, dos blogues ao podcasting, passando pelas comunidades virtuais”.

De acordo com o autor “O livro pretende dar a noção do que se pode fazer em grupo, como podemos interagir com os outros, estabelecer ligações emocionais e produzir um trabalho colaborativo“.

(com base em artigo no Diário de Notícias)

P. S. Parabéns ao Causa Nossa, por dois anos de pertinente intervenção no espaço blogosférico.

22 Novembro, 2005 at 10:16 am Deixe um comentário

CANDIDATURA GALEGO-PORTUGUESA DO PATRIMÓNIO IMATERIAL

É já no próximo dia 25 de Novembro que será conhecido o resultado final de um trajecto de mais de 4 anos; nesse dia, a UNESCO anunciará a resolução sobre a aceitação e distinção da candidatura “As tradições orais galego-portuguesas” a Património Imaterial da Humanidade.

“A candidatura multinacional que é proposta – “As tradições orais galego-portuguesas” -, reporta-se a uma marca distintiva das expressões culturais das regiões do Norte de Portugal e da Galiza (Espanha), que as caracteriza como uma unidade de práticas sociais e simbólicas, de que a tradição oral é uma manifestação original. Propõe-se esta tradição oral como Masterpiece of Oral and Intangible Heritage of Humanity e alia-a às manifestações materiais e simbólicas no Noroeste Peninsular porque nela encontram sentido e têm origem as comunidades humanas aqui residentes e que têm consciência da importância deste mundo da oralidade na construção da sua identidade cultural.

A excepcionalidade desta candidatura reside no facto de ela ser testemunho de um passado e de um presente que ultrapassa as barreiras políticas, através do sentimento de pertença a uma cultura comum posta em causa por alguns ditames da história e pelas transformações da sociedade contemporânea e de que a experiência de novos contactos reavivou e exigiu a salvaguarda. Independentemente de alguns componentes da cultura tradicional estarem presentes também noutras terras da Península e da Europa, o facto a destacar é que neste espaço geo-cultural esses componentes ganham um singular significado.”

22 Novembro, 2005 at 8:20 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Novembro 2005
S T Q Q S S D
« Out   Dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @laligaennumeros: Y hasta aquí llegó el récord 🤷🏼‍♂️ Más partidos seguidos sin perder en competición europea: 2⃣6⃣ 🇪🇸@RCDEspanyol (2006… 2 hours ago
  • RT @SexoGratweeto: A compra da Media Capital pela Cofina provavelmente vai ser esquecida, mas daqui a uns anos quando já for impossível de… 2 hours ago
  • RT @jorgeraa: Das 28 equipas inglesas, espanholas, alemãs e italianas, só foram eliminadas da Europa até agora 3 (uma alemã e duas italiana… 3 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.