Archive for 15 Novembro, 2020

Liga das Nações da UEFA – 2020/21 – 5.ª Jornada

LIGA A

Grupo 1 – Países Baixos-Bósnia-Herzegovina – 3-1 / Itália-Polónia – 2-0

1.º Itália, 9; 2º Países Baixos, 8; 3º Polónia, 7; 4.º Bósnia-Herzegovina, 2

Grupo 2 – Bélgica-Inglaterra – 2-0 / Dinamarca-Islândia – 2-1

1.º Bélgica, 12; 2º Dinamarca,10; 3º Inglaterra, 7; 4º Islândia, 0

Grupo 3 – Suécia-Croácia – 2-1 / Portugal-França – 0-1

1.º França, 13; 2º Portugal, 10; 3.º Croácia e Suécia, 3

Grupo 4 – Suíça-Espanha – 1-1 / Alemanha-Ucrânia – 3-1

1.º Alemanha, 9; 2º Espanha, 8; 3º Ucrânia, 6; 4.º Suíça, 3

Os vencedores de cada um dos grupos disputarão a fase final (“final four”) desta competição da UEFA. O último classificado de cada grupo será despromovido à Liga B (edição de 2022/23).

(mais…)

15 Novembro, 2020 at 9:40 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 6ª Jornada

(“O Templário”, 12.11.2020)

Após uma semana de interrupção, com o adiamento dos desafios agendados para o fim-de-semana de 1 de Novembro, devido às restrições às deslocações então vigentes, foram retomados os campeonatos distritais de futebol. Na I Divisão, avançando-se para a 6.ª ronda – ainda assim, com mais um encontro adiado (Cartaxo-Alcanenense) –, assinala-se, em especial, o terceiro jogo sem conseguir ganhar fora de casa por parte do U. Tomar.

Destaques – Numa jornada “morna”, sem resultados de grande sensação, o realce vai, precisamente, para o empate (1-1) imposto pelo Glória do Ribatejo ao U. Tomar, mesmo ao cair do pano (alcançando o golo da igualdade já a rondar o 100.º minuto!).

A realizar um notável arranque de temporada, tendo batido já o Coruchense (um dos actuais líderes) e o Samora Correia, a formação da Glória voltou a “surpreender”, fazendo perder pontos a outro candidato, no termo de uma partida em que, não obstante os unionistas tenham disposto de maior número de oportunidades de golo, não conseguiram concretizar nenhuma delas – tendo marcado apenas na sequência de uma grande penalidade, a sancionar um contacto com a mão.

Sem que os tomarenses tivessem chegado ao segundo tento, o qual, presumivelmente, definiria, a seu favor, o desfecho deste prélio, à medida que o tempo ia decorrendo a equipa da casa foi acreditando, nunca deixando de porfiar, mesmo com recurso a futebol directo e lançamento de bolas para a área, até acabar por ser premiada, já “in-extremis”, para além do tempo de compensação (sete minutos) que havia sido determinado pelo árbitro.

Uma vez mais, o U. Tomar, assumindo a responsabilidade do jogo, exercendo domínio e, desta feita, tendo até chegado a estar em vantagem no marcador, acabou por averbar um resultado algo comprometedor, somando, assim, já oito pontos “desperdiçados”, em cinco rondas disputadas – face, por exemplo, a três pontos perdidos pelo Coruchense e Cartaxo (este com dois jogos em atraso), e, sobretudo, uma “folha de serviço limpa” do Abrantes e Benfica (neste caso, com um jogo a menos); posicionando-se, por outro lado, o União, a par na classificação com o Fazendense e à frente do Mação, que perdeu já nove pontos. Urge, pois, “arrepiar caminho”.

O outro destaque da jornada vai para a confirmação do favoritismo do Coruchense, na visita a Amiais de Baixo, campo tradicionalmente difícil para os forasteiros, condição presentemente limitada, pela ausência de público. A turma do Sorraia até se viu, logo de entrada, em desvantagem (auto-golo), mas, de imediato, restabeleceria a igualdade (na sequência de outro auto-golo), vindo a alcançar o tento que lhe proporcionou a vitória (2-1), o que lhe permite continuar a partilhar o comando com os abrantinos, mesmo que à condição.

Confirmações – Nos restantes cinco desafios disputados os resultados ficaram também de acordo com a expectativa, com o guia, Abrantes e Benfica, a bater de forma convincente (3-0) o Torres Novas – inesperado penúltimo classificado, ainda sem se ter estreado a vencer, no que é acompanhado somente pelo “lanterna vermelha”, Moçarriense, equipa que, por seu lado, somou o quarto desaire consecutivo, em outros tantos jogos, perdendo, na Moçarria, por 0-2, ante o Mação (tendo os maçaenses colocado termo a um ciclo muito negativo, de três derrotas sucessivas).

Mais difíceis foram os triunfos alcançados por Fazendense, ante o Samora Correia, e pelo Ferreira do Zêzere, na recepção ao Riachense, ambos por marca tangencial, respectivamente 3-2 e 2-1. No caso do grupo das Fazendas de Almeirim teve mesmo de empreender uma notável reviravolta, de 0-2 até aos 3-2; já os ferreirenses venceram pela primeira vez em casa (ao terceiro jogo), isolando-se, por agora, num excepcional 3.º lugar.

Por fim, no confronto entre os dois clubes novatos do campeonato, Entroncamento AC e Rio Maior SC neutralizaram-se, empatando também a uma bola.

II Divisão Distrital – Os guias das duas séries, Espinheirense e Forense, somam e seguem, tendo obtido o respectivo quarto triunfo em outras tantas rondas: a turma do Espinheiro, goleando a formação da Ortiga por 4-1; o Forense, ganhando face à equipa “B” do Samora Correia por 2-1.

Nesta 5.ª jornada, destacam-se ainda as vitórias do At. Ouriense (goleando por 5-1 na Atalaia), do Caxarias (2-0, no terreno do Aldeiense) e do Benavente (2-1, no Porto Alto).

Campeonato de Portugal – Na 6.ª jornada desta competição, registaram-se dois empates dos clubes do Distrito, ambos a um golo: o U. Santarém, recebendo o líder Caldas; e o Fátima SAD, no terreno do Sacavenense. Menos feliz esteve o U. Almeirim, derrotado (0-1) em casa pelo Loures.

Num campeonato que prossegue a ritmo bastante irregular (há concorrentes com apenas dois jogos disputados, outros com três, quatro ou cinco, e somente um com todos os seis encontros já realizados), os almeirinenses são, ainda assim, os únicos que subsistem acima da “linha de água” (no 7.º lugar); o U. Santarém (um ponto em dois jogos) é antepenúltimo (10.º), enquanto o Fátima SAD, após quatro jogos, continua com pontuação negativa (-2), no último posto.

Antevisão – O “prato forte” da 7.ª jornada da I Divisão Distrital, prevista para o fim-de-semana, é o embate entre os candidatos Coruchense e Cartaxo, de desfecho imprevisível. Mas também o outro líder, Abrantes e Benfica, terá um teste de elevado grau de exigência, com a deslocação a Samora Correia. Quanto ao U. Tomar, actuando no seu reduto, é claramente favorito, frente ao Riachense.

Na divisão secundária, serão pontos de interesse, nomeadamente, as seguintes partidas: Abrantes e Benfica B-Espinheirense; Caxarias-Fátima; e Benavente – Benfica Ribatejo.

Quanto ao Campeonato de Portugal, salvo quanto a alguns jogos de acerto de calendário, está previsto um interregno, até dia 29 de Novembro.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 12 de Novembro de 2020)

15 Novembro, 2020 at 10:00 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Novembro 2020
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.