Archive for 1 Março, 2020

O Pulsar do Campeonato – Taça do Ribatejo – 1/2 finais (1ª mão)

O pulsar do campeonato - 2019-20 - TRibatejo-1-2-finais

(“O Templário”, 27.02.2020)

Na 1.ª mão das meias-finais da Taça do Ribatejo os visitantes impuseram-se aos seus adversários, triunfando, pelo que entrarão em vantagem nas partidas em que actuarão nos respectivos redutos. Não obstante, atendendo a que, em ambos os casos, os desfechos foram tangenciais, tudo subsistirá ainda em aberto, a confirmar em tais “tira-teimas”, a jogar em Tomar e em Almeirim.

Destaques – No “derby” do município de Almeirim, entre Fazendense e U. Almeirim, o líder do campeonato reagiu melhor ao deslize sofrido na semana anterior (derrota ante o Cartaxo), vencendo nas Fazendas de Almeirim por 2-1, no que constitui o segundo desaire sucessivo em casa por parte do Fazendense (após ter perdido com o Mação) – isto depois de, nas dez partidas anteriores ali disputadas na presente temporada, apenas ter concedido dois empates.

Tendo o U. Almeirim começado por inaugurar o marcador, já na fase final do primeiro tempo, na conversão de uma grande penalidade, o Fazendense restabeleceu a igualdade logo nos minutos iniciais da etapa complementar, mas acabaria por vir a perder o desafio, devido a um auto-golo.

Por outro lado, no primeiro de três “rounds” agendados entre Samora Correia e U. Tomar, num intervalo de apenas três semanas (entre 23 de Fevereiro e 15 de Março), os unionistas começaram por se superiorizar, ganhando por 1-0, com um golo fruto de excelente execução de Wemerson Silva, num remate de longe, potente e bem colocado, sem hipótese para o guardião contrário.

Tratou-se, este primeiro embate, disputado em Samora Correia, do que, na gíria, se costuma definir como tendo tido duas partes distintas: na primeira metade, o União instalou-se no meio-campo contrário, pressionando o adversário, forçando-o a remeter-se à defesa, tendo criado ocasiões suficientes para, eventualmente, não apenas definir o desfecho do encontro, como, inclusivamente, da própria eliminatória. Porém, muito perdulários, os tomarenses não conseguiriam mais do que o solitário tento.

No segundo tempo, os samorenses entraram em campo com grande determinação, assustando os tomarenses, nesse período a denotar grandes dificuldades para “agarrar” no jogo, com sucessivas investidas do Samora Correia, pese embora os lances de perigo tenham decorrido, sobretudo, de ressaltos de bola, em situações de maior aglomeração de jogadores nas imediações da área.

Aliás, a oportunidade mais flagrante de golo para os samorenses (ainda na primeira parte) decorreu de um atraso de bola, que “prendeu” no relvado, tendo sido interceptada por um dianteiro samorense, mas que, perante a cobertura do guarda-redes Nuno Ribeiro, não conseguiu melhor do que, num remate cruzado, fazer a bola passar a escassos centímetros do poste mais distante.

Em qualquer caso, a atitude demonstrada pelo Samora Correia, nunca abdicando de procurar chegar ao golo, é um bom alerta para o que o União poderá esperar do jogo da segunda mão.

Confirmações – Com o curso regular da I Divisão em pausa, Amiense e Ferreira do Zêzere acertaram calendário, tendo Moçarriense e Riachense antecipado desafio da próxima ronda.

No primeiro caso, a formação de Amiais de Baixo, pese embora em prélio disputado “à porta fechada”, conseguiu somar mais uma vitória (quarta nas últimas cinco jornadas), ganhando por 3-1, confirmando-se o quarto desaire dos ferreirenses em outros tantos jogos na segunda volta. Ambos os clubes mantêm, não obstante, total tranquilidade: o Amiense voltou a igualar o Torres Novas no 8.º lugar; o Ferreira do Zêzere (11.º classificado) continua a dispor de ampla margem de segurança em relação à zona perigosa da tabela (onze pontos a mais que o Pego).

Na Moçarria, o grupo da casa não desperdiçou a oportunidade, fazendo “pela vida”, goleando o Riachense por 3-0. Foi a primeira vitória do Moçarriense após seis jornadas a perder – ultrapassando o Pego e aproximando-se da Glória do Ribatejo e do Rio Maior, não obstante ter agora um jogo a mais –, enquanto o conjunto dos Riachos ampliou para 14 o seu péssimo registo de derrotas consecutivas, começando a ver seriamente comprometida a possibilidade de manutenção do principal escalão, agora já a cinco pontos do rival deste encontro.

II Divisão Distrital – O destaque da 16.ª jornada vai para o Caxarias, que impôs a primeira derrota ao líder, Alcanenense, ganhando por 2-1, beneficiando também do desaire do Tramagal no Entroncamento (por igual marca) para se aproximar do 3.º classificado, a quatro pontos. O emblema da cidade ferroviária é agora o único a subsistir ainda invicto na prova. Por seu lado, a equipa “B” do U. Tomar foi vencer no terreno do Aldeiense, por 4-3.

Na série mais a Sul, o líder, Pontével, ganhou em Benfica do Ribatejo (1-0), sendo de realçar igualmente o triunfo (4-3) do Espinheirense em Salvaterra de Magos, assim como a goleada (8-0) aplicada pelo Forense ao Rebocho. Mantêm-se cinco clubes em disputa das três vagas na fase final, com o guia actualmente com seis pontos a mais que o 4.º classificado (Espinheirense) e sete de vantagem em relação ao Benavente, mas tendo estas duas equipas um jogo a menos. Marinhais e Forense, respectivamente 2.º e 3.º, são, por agora, quem está também em posição de apuramento.

Campeonato de Portugal – Confirmaram-se igualmente as expectativas de dificuldades para os dois representantes do Distrito no Nacional: o Fátima perdeu 0-1 na Sertã, ante o Sertanense, tendo caído já até ao 7.º posto; por seu lado, o U. Santarém, jogando também em terreno alheio, perdeu com o B. C. Branco (4.º classificado) por 2-0, estando agora isolado na última posição (13.ª) antes da “linha de água”, dois escassos pontos acima de Águeda e Oliveira do Hospital.

Antevisão – Na I Divisão Distrital, o “jogo grande” será o que coloca frente-a-frente os dois primeiros, com o U. Almeirim a receber o Coruchense, nesta altura separados por onze pontos. Num cenário hipotético, o que poderia suceder ainda se a turma do Sorraia conseguisse vencer?

Fazendense (no Pego) e Abrantes e Benfica (em Amiais de Baixo) terão deslocações de considerável grau de dificuldade. Em paralelo, anota-se ainda a curiosidade da “reedição”, em duas semanas sucessivas, do Samora Correia-U. Tomar.

Na II Divisão, destacam-se os confrontos U. Atalaiense-Entroncamento (com a formação da Atalaia a “necessitar” ganhar), Marinhais-Goleganense e Porto Alto-Benavente.

Na próxima ronda (24.ª) do Campeonato de Portugal, Fátima e U. Santarém actuam ambos na condição de visitados, recebendo os fatimenses o Sp. Ideal (16.º, mas que vem encetando boa recuperação pontual), cabendo aos escalabitanos ter a visita do Condeixa, clube que protagonizou também notável ascensão na pauta classificativa, tendo atingido já o 8.º posto. Esperando-se que seja possível somar mais alguns preciosos pontos, não encontrarão, decerto, facilidades.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 27 de Fevereiro de 2020)

1 Março, 2020 at 11:00 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Março 2020
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @jorgeraa: Por isso é que a Benfica SAD e a Benfica Estádio são arguidas. O benefício da ilegalidade, na lógica anunciada, será delas. É… 6 hours ago
  • RT @carla120671: @ruimtovar na rádio observador a falar sobre a carreira de Joaquim Agostinho. A lembrança da vitória de Paulo Ferreira num… 6 hours ago
  • RT @marinov75: Ruben Dias a abrir o livro... “É preciso que a equipa como um todo funcione e QUE A EQUIPA QUEIRA MUITO VENCER O JOGO” Para… 6 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.