Archive for Setembro, 2019

O Pulsar do Campeonato – 2ª Jornada

O pulsar do campeonato - 2019-20 - 2jornada

(“O Templário”, 26.09.2019)

Apenas com duas jornadas disputadas é, obviamente, demasiado prematuro começar a falar em definições, mas a verdade é que os principais candidatos se encontram já “arrumados” no topo da tabela, enquanto, ao invés, as equipas que vão lutar pela manutenção foram, desde logo, remetidas para a parte inferior da pauta classificativa.

De entre o quinteto de líderes, salienta-se, em especial, o bom arranque de campeonato do Amiense, a prometer intrometer-se, outra vez, entre os pretendentes aos lugares cimeiros.

Destaques – O primeiro destaque vai, não obstante, para a vitória (3-2) do Abrantes e Benfica em Rio Maior, num embate que colocava frente-a-frente os dois primeiros classificados do campeonato da II Divisão da última temporada, com os abrantinos a superiorizarem-se novamente, pese embora tivessem começado por, desde cedo, se ver em desvantagem por 0-2, tendo operado notável reviravolta no marcador.

Pela expressão dos números (goleada de 5-0) realça-se também o triunfo do U. Almeirim na recepção ao Ferreira do Zêzere, com o grupo ferreirense, para já, aquém das expectativas, partilhando (em função do total de golos sofridos) a “lanterna vermelha” com o Riachense.

Cartaxo e Coruchense, dois dos clubes com maiores aspirações ao título, não vacilaram, tendo obtido importantes vitórias – por idêntica margem (2-0) – em terrenos tradicionalmente difíceis, perante adversários que anseiam por começar a angariar pontos, respectivamente o Moçarriense e o Pego (ambos também ainda “a zeros” na classificação, a par de Ferreira do Zêzere e Riachense).

Regressando ao Amiense, obteve também um bom resultado, em circunstâncias similares às dos dois encontros antes referidos, indo vencer, igualmente por 2-0, na Glória do Ribatejo, formação que, recorde-se, vinha de um surpreendente êxito em Ferreira do Zêzere na ronda inaugural.

O União de Tomar, ganhando por 1-0 frente ao Fazendense, completa – a par dos mencionados U. Almeirim, Cartaxo, Coruchense e Amiense – o lote de cinco clubes que contam por vitórias os desafios disputados neste campeonato da I Divisão Distrital, também com a particularidade de manterem ainda, todos eles, as respectivas balizas invioladas.

Numa partida que se iniciou com uma toada repartida, os unionistas foram-se, gradualmente, impondo, dominando a segunda metade do primeiro tempo, não tendo, contudo, conseguido concretizar tal ascendente em golo. O que, aliás, viriam a alcançar – outra vez por intermédio de Wemerson Silva, finalizando da melhor forma um lance estudado de “bola parada” – logo a abrir o segundo período.

Porém, contrariamente ao que seria expectável, assistir-se-ia então a uma boa reacção da turma das Fazendas de Almeirim, que chegou a “assustar”, mas sem chegar ao golo, acabando por se ver também, por outro lado, exposta às transições rápidas do adversário. Todavia, até final, o União não faria melhor que, uma vez mais (tal como sucedera, por duas vezes, nos Riachos), acertar com a bola nos ferros da baliza contrária.

Confirmações – Numa jornada pautada pela lógica, sem surpresas, Mação, mercê de um solitário golo, e Samora Correia (goleada por 4-0), impuseram-se, respectivamente, a Torres Novas e Riachense, com o conjunto dos Riachos, nesta fase inicial da prova, a “pagar a factura” da relativamente tardia repescagem para o principal escalão do futebol distrital.

Taça do Ribatejo – Teve também início a fase de grupos da Taça do Ribatejo, esta época abrangendo um total de 18 clubes (apenas os participantes na II Divisão Distrital, excluindo-se as equipas “B”), repartidos em cinco séries.

Na ronda de abertura sublinha-se a rotunda goleada (10-0) imposta pelo Marinhais em Coruche, frente ao estreante G. D. Rebocho, agremiação que transitou dos campeonatos do “INATEL”. Alcanenense (vencedor ante o Caxarias) e Pontével (batendo o Aldeiense), em ambos os casos por 4-1, estiveram também em evidência, sendo ainda de assinalar os triunfos em reduto alheio alcançados por Benavente (2-1, no Tramagal), Goleganense (2-1, no Espinheiro), Benfica do Ribatejo (1-0, em Alferrarede) e Ortiga (4-2, em Salvaterra de Magos).

No jogo restante, a U. Atalaiense ganhou por 4-3 ao Forense. Folgaram as equipas do Porto Alto e o novel Entroncamento Atlético Clube.

Campeonato de Portugal – O Fátima alcançou um resultado positivo, empatando a uma bola na visita a Cernache do Bonjardim. Ao invés, o U. Santarém sofreu um preocupante desaire (0-6) perante a U. Leiria, que, à 5.ª jornada, obteve a que foi apenas a sua primeira vitória nesta competição; espera-se que tenha sido apenas uma “tarde (muito) má” dos escalabitanos…

O Fátima mantém o 8.º posto, com 6 pontos, mais um que o U. Santarém, que integra o lote do 9.º ao 13.º classificados, imediatamente acima da “linha de água”.

Antevisão – O confronto entre Amiense e U. Almeirim apresenta-se como o principal cartaz da 3.ª jornada da I Divisão Distrital, num sério teste às capacidades destes dois emblemas. A destacar também uma deslocação que se antevê difícil do União de Tomar, a Rio Maior, mas em que se espera possa vir a confirmar o seu superior potencial.

A Taça do Ribatejo avança de imediato para a sua 2.ª jornada, merecendo especial atenção, nomeadamente, os seguintes jogos: Benavente-U. Atalaiense, Caxarias-Pontével, Aldeiense-Alcanenense, Marinhais-Porto Alto e Ortiga-Entroncamento.

O Campeonato de Portugal estará em pausa, para disputa da 2.ª ronda da Taça de Portugal, ainda com três clubes representantes do Distrito: o U. Santarém recebe o Farense (actual 3.º classificado na II Liga) numa partida de elevado grau de dificuldade; o Fátima actua também no seu terreno, sendo favorito ante o Coutada (Torres Vedras), actual 4.º classificado da I Divisão da Associação de Futebol de Lisboa; quanto ao Coruchense (repescado, após a derrota, no prolongamento, com o Sintrense), terá a visita do Olímpico do Montijo, um dos últimos classificados da Série D do Campeonato de Portugal (onde não foi ainda além de dois empates).

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 26 de Setembro de 2019)

29 Setembro, 2019 at 11:00 am Deixe um comentário

Mundial de Râguebi – 2.ª Jornada

Grupo A
20.09.19 – Japão – Rússia – 30-10
22.09.19 – Irlanda – Escócia – 27-3
24.09.19 – Rússia – Samoa – 9-34
28.09.19 – Japão – Irlanda – 19-12
30.09.19 – Escócia – Samoa –
03.10.19 – Irlanda – Rússia –
05.10.19 – Japão – Samoa –
09.10.19 – Escócia – Rússia –
12.10.19 – Irlanda – Samoa –
13.10.19 – Japão – Escócia –

1º Japão, 9; 2º Irlanda, 6; 3º Samoa, 5; 4º Escócia, 0; 5º Rússia, 0

Grupo B
21.09.19 – N. Zelândia – África Sul – 23-13
22.09.19 – Itália – Namíbia – 47-22
26.09.19 – Itália – Canadá – 48-7
28.09.19 – África Sul – Namíbia – 57-3
02.10.19 – N. Zelândia – Canadá –
04.10.19 – África Sul – Itália –
06.10.19 – N. Zelândia – Namíbia –
08.10.19 – África Sul – Canadá –
12.10.19 – N. Zelândia – Itália –
13.10.19 – Namíbia – Canadá –

1º Itália, 10; 2º África Sul, 5; 3º N. Zelândia, 4; 4º Canadá, 0; 5º Namíbia, 0

Grupo C
21.09.19 – França – Argentina – 23-21
22.09.19 – Inglaterra – Tonga – 35-3
26.09.19 – Inglaterra – EUA – 45-7
28.09.19 – Argentina – Tonga – 28-12
02.10.19 – França – EUA –
05.10.19 – Inglaterra – Argentina –
06.10.19 – França – Tonga –
09.10.19 – Argentina – EUA –
12.10.19 – Inglaterra – França –
13.10.19 – EUA – Tonga –

1º Inglaterra, 10; 2º Argentina, 6; 3º França, 4; 4º EUA, 0; 5º Tonga, 0

Grupo D
21.09.19 – Austrália – I. Fiji – 39-21
23.09.19 – P. Gales – Geórgia – 43-14
25.09.19 – I. Fiji – Uruguai – 27-30
29.09.19 – Austrália – P. Gales – 25-29
29.09.19 – Geórgia – Uruguai –
03.10.19 – Geórgia – I. Fiji –
05.10.19 – Austrália – Uruguai –
09.10.19 – P. Gales – I. Fiji –
11.10.19 – Austrália – Geórgia –
13.10.19 – P. Gales – Uruguai –

1º P. Gales, 9; 2º Austrália, 6; 3º Uruguai, 4; 4º I. Fiji, 2; 5º Geórgia, 0

29 Setembro, 2019 at 10:55 am Deixe um comentário

Centenário do Clube de Futebol “Os Belenenses”

Belenenses

Completa-se hoje o Centenário do Clube de Futebol “Os Belenenses”, fundado em Belém, pelos “rapazes da praia”, a 23 de Setembro de 1919.

Nesta ocasião, endereço os meus Parabéns a esta grande instituição do desporto português – com a qual, desde o ano de 1930, o União de Tomar mantém elo de ligação, tendo-se filiado naquela data como 2.ª Delegação do Belenenses –, com votos dos maiores sucessos na briosa caminhada que empreendeu.

Belenenses - Centenário
Matateu

Aproveito ainda para enaltecer a corajosa decisão do clube – adoptada de acordo com a vontade maioritariamente expressa pelos seus sócios – de recomeçar a constituir direitos desportivos, a partir do escalão mais baixo do futebol português, tendo-se sagrado já o Belenenses, na temporada passada, Campeão da I Divisão Distrital da Associação de Futebol de Lisboa (6.º escalão do futebol em Portugal).

No dia do Centenário, aqui fica também o registo da memória da conquista do título de Campeão Nacional da época de 1945-46, jornada a jornada, até à consagração com a histórica vitória em Elvas!

23 Setembro, 2019 at 4:16 pm Deixe um comentário

Mundial de Râguebi – 1.ª Jornada

Grupo A
20.09.19 – Japão – Rússia – 30-10
22.09.19 – Irlanda – Escócia – 27-3
24.09.19 – Rússia – Samoa –
28.09.19 – Japão – Irlanda –
30.09.19 – Escócia – Samoa –
03.10.19 – Irlanda – Rússia –
05.10.19 – Japão – Samoa –
09.10.19 – Escócia – Rússia –
12.10.19 – Irlanda – Samoa –
13.10.19 – Japão – Escócia –

1º Irlanda e Japão, 5; 3º Samoa, 0; 4º Rússia e Escócia, 0

Grupo B
21.09.19 – N. Zelândia – África Sul – 23-13
22.09.19 – Itália – Namíbia – 47-22
26.09.19 – Itália – Canadá –
28.09.19 – África Sul – Namíbia –
02.10.19 – N. Zelândia – Canadá –
04.10.19 – África Sul – Itália –
06.10.19 – N. Zelândia – Namíbia –
08.10.19 – África Sul – Canadá –
12.10.19 – N. Zelândia – Itália –
13.10.19 – Namíbia – Canadá –

1º Itália, 5; 2º N. Zelândia, 4; 3º Canadá, 0; 4º África Sul e Namíbia, 0

Grupo C
21.09.19 – França – Argentina – 23-21
22.09.19 – Inglaterra – Tonga – 35-3
26.09.19 – Inglaterra – EUA –
28.09.19 – Argentina – Tonga –
02.10.19 – França – EUA –
05.10.19 – Inglaterra – Argentina –
06.10.19 – França – Tonga –
09.10.19 – Argentina – EUA –
12.10.19 – Inglaterra – França –
13.10.19 – EUA – Tonga –

1º Inglaterra, 5; 2º França, 4; 3º Argentina, 1; 4º EUA, 0; 5º Tonga, 0

Grupo D
21.09.19 – Austrália – I. Fiji – 39-21
23.09.19 – P. Gales – Geórgia – 43-14
25.09.19 – I. Fiji – Uruguai –
29.09.19 – Austrália – P. Gales –
29.09.19 – Geórgia – Uruguai –
03.10.19 – Geórgia – I. Fiji –
05.10.19 – Austrália – Uruguai –
09.10.19 – P. Gales – I. Fiji –
11.10.19 – Austrália – Geórgia –
13.10.19 – P. Gales – Uruguai –

1º P. Gales e Austrália, 5; 3º I. Fiji, 1; 4º Uruguai, 0; 5º Geórgia, 0

23 Setembro, 2019 at 1:53 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 1ª Jornada

O pulsar do campeonato - 2019-20 - 1jornada

(“O Templário”, 19.09.2019)

Tal como sucedera na época anterior do Campeonato Distrital da I Divisão, o Coruchense – que, nas suas últimas quatro presenças na prova, somou dois títulos de Campeão, para além de ter sido 2.º classificado nas outras duas participações – volta a ter um arranque bem afirmativo, partilhando já a liderança com o Cartaxo, outro dos principais candidatos à conquista do lugar cimeiro da tabela final.

Destaques – Num confronto que colocava frente-a-frente os dois anteriores vencedores da competição (excluindo, claro, o Campeão em título, U. Santarém, promovido ao Campeonato de Portugal), a turma do Sorraia – que deixara escapar novo título na derradeira jornada do campeonato precedente –, recebendo o Mação (clube recém-despromovido do Nacional), venceu por categórica marca de 3-0, num excelente “pontapé de saída”, começando a exibir, desde já, as suas credenciais.

O outro resultado de maior destaque desta ronda inaugural foi obtido pelo U. Almeirim, vencedor por 2-0 em Abrantes, ante o Abrantes e Benfica (Campeão da II Divisão na época passada), assim interrompendo o magnífico ciclo de 28 desafios de invencibilidade dos abrantinos a nível de partidas para o campeonato (os quais, no seu percurso de sucesso na última temporada, apenas tinham cedido dois empates).

Realce ainda para outro triunfo extra-muros, do União de Tomar, ganhando nos Riachos, também por 2-0, mas com a nuance de o Riachense (5.º classificado na fase final da II Divisão) ter sido “repescado” para o principal escalão, na sequência da desistência do At. Ouriense (que abdicou do futebol senior masculino, privilegiando a sua equipa feminina, que disputa a I Divisão Nacional).

Num encontro entre dois clubes de grande palmarés (o Riachense conquistou três títulos de Campeão Distrital em outras tantas participações na I Divisão Distrital, entre os anos de 2009 e 2013, a que somou, no mesmo período, duas Taças do Ribatejo e duas Supertaças Dr. Alves Vieira), os unionistas entraram praticamente a ganhar, com o primeiro golo apontado pelo líder dos melhores marcadores das duas últimas temporadas (Wemerson Silva), logo ao terceiro minuto, mas tiveram de sofrer, deixando pairar a incerteza sobre o desfecho praticamente até ao fim, apenas obtendo o golo da confirmação (por Tiago Vieira) a três minutos dos 90.

Surpresas – A grande surpresa da jornada foi protagonizada – outra vez, tal como sucedera no ano passado, na ronda de estreia do campeonato – pelo Glória do Ribatejo, ao ir vencer ao reduto do reforçado Ferreira do Zêzere, mercê de um solitário tento apontado já na parte final.

Terá sido também algo inesperado o nulo imposto pelo estreante Rio Maior Sport Clube (fundado há três anos, sucedendo ao histórico U. Rio Maior, promovido da II Divisão no final da última época), nas Fazendas de Almeirim, ante o Fazendense.

Confirmações – Num campeonato agora novamente alargado a 16 concorrentes (retomando um formato cuja última vez que tinha sido praticado fora na época de 2005-06, há já 14 anos), os resultados dos restantes três encontros pautaram-se pela aparente lógica.

Desde logo, com o Cartaxo, vencendo por 3-0, na recepção ao recém-promovido Pego, a igualar o “placard” averbado pelo Coruchense. Também por tangencial 1-0, o Amiense ganhou o “derby” do município de Santarém, frente ao Moçarriense, o mesmo desfecho do Torres Novas-Samora Correia, com os torrejanos a almejar uma temporada mais tranquila.

Campeonato de Portugal – Atingindo-se já a 4.ª jornada da prova, os clubes representantes do Distrito sofreram os seus primeiros desaires, numa ronda duplamente negativa.

O Fátima foi inapelavelmente batido, no seu próprio reduto, pelo líder da Série C, a formação açoriana do Praiense, por 3-0; quanto ao U. Santarém, foi igualmente desfeiteado, por 0-2, na deslocação às Caldas da Rainha.

Fatimenses e escalabitanos, igualados pontualmente (cinco pontos, fruto de uma vitória e dois empates nas partidas anteriores), ocupam, por agora, posições a meio da pauta classificativa (8.º/9.º lugares), apenas a três pontos do guia… mas somente um ponto acima da “linha de água”.

Antevisão – Na segunda ronda da I Divisão Distrital, destacam-se os desafios entre Moçarriense-Cartaxo e Pego-Coruchense, com dois dos pretendentes ao título a enfrentarem adversários incómodos, com grande vontade de começar a somar os primeiros pontos, em terrenos tradicionalmente difíceis para os forasteiros.

De especial interesse serão também os embates entre U. Tomar-Fazendense, U. Almeirim-Ferreira do Zêzere e Mação-Torres Novas, encontros que os visitados terão de encarar com grande concentração, em ordem a poder confirmar o favoritismo que, a priori, lhes é conferido.

Terá também início, no próximo fim-de-semana, mais uma edição da Taça do Ribatejo, este ano com a fase de grupos reservada aos clubes do escalão secundário (18 participantes, excluindo-se as equipas “B” do U. Tomar, Abrantes e Benfica, Fazendense e Ferreira do Zêzere), repartidos em cinco séries. Na jornada de abertura, realce para os seguintes encontros: Tramagal-Benavente, U. Atalaiense-Forense, Alcanenense-Caxarias e Rebocho-Marinhais.

No Campeonato de Portugal, os representantes do Distrito terão ambos deslocações, ao terreno de clubes que registam pior início de campeonato: o Fátima visita Cernache do Bonjardim, para defrontar o V. Sernache, que perdeu ante o Torreense o único jogo até agora disputado em casa, mas que vem de um empate na Anadia, ante o vice-líder. Por seu lado, cabe ao U. Santarém defrontar o U. Leiria, actualmente um inesperado penúltimo classificado, ainda sem se ter estreado a vencer.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 19 de Setembro de 2019)

22 Setembro, 2019 at 11:00 am Deixe um comentário

Liga Europa – 1ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo D
LASK Linz – Rosenborg – 1-0
PSV Eindhoven – Sporting – 3-2

1º PSV Eindhoven e LASK Linz, 3; 3º Sporting e Rosenborg, 0

Grupo F
Standard Liège – V. Guimarães – 2-0
E. Frankfurt – Arsenal – 0-3

1º Arsenal e Standard Liège, 3; 3º V. Guimarães e E. Frankfurt, 0

Grupo G
Rangers – Feyenoord – 1-0
FC Porto – Young Boys – 2-1

1º FC Porto e Rangers, 3; 3º Young Boys e Feyenoord, 0

Grupo K
Wolverhampton – Sp. Braga – 0-1
Slovan Bratislava – Beşiktaş – 4-2

1º Slovan Bratislava e Sp. Braga, 3; 3º Wolverhampton e Beşiktaş, 0
(mais…)

19 Setembro, 2019 at 9:55 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 1ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo A
Paris St.-Germain – Real Madrid – 3-0
Brugge – Galatasaray – 0-0

1º Paris St.-Germain, 3; 2º Brugge e Galatasaray, 1; 4º Real Madrid, 0

Grupo B
Bayern – Crvena Zvezda – 3-0
Olympiakos – Tottenham – 2-2

1º Bayern, 3; 2º Tottenham e Olympiakos, 1; 4º Crvena Zvezda, 0

Grupo C
D. Zagreb – Atalanta – 4-0
Shakhtar Donetsk – Manchester City – 0-3

1º D. Zagreb e Manchester City, 3; 3º Shakhtar Donetsk e Atalanta, 0

Grupo D
Bayer Leverkusen – Lokomotiv Moskva – 1-2
At. Madrid – Juventus – 2-2

1º Lokomotiv Moskva, 3; 2º Juventus e At. Madrid, 1; 4º Bayer Leverkusen, 0

Grupo E
Napoli – Liverpool – 2-0
RB Salzburg – Genk – 6-2

1º RB Salzburg e Napoli, 3; Liverpool e Genk, 0

Grupo F
B. Dortmund – Barcelona – 0-0
Inter – Slavia Praha – 1-1

1º Inter, Slavia Praha, Barcelona e B. Dortmund, 1

Grupo G
Lyon – Zenit – 1-1
Benfica – RB Leipzig – 1-2

1º RB Leipzig, 3; 2º Lyon e Zenit, 1; 4º Benfica, 0

Grupo H
Chelsea – Valencia – 0-1
Ajax – Lille – 3-0

1º Ajax e Valencia, 3; 3º Chelsea e Lille, 0

18 Setembro, 2019 at 9:53 pm Deixe um comentário

Grandes clássicos das competições europeias – (23) Manchester United – Bayern München

Manchester_United Bayern_München

 Época Prova Ronda       1.ª Mão                2.ª mão
1998-99 LCE  Grupo Bayern-M.United  2-2   M.United-Bayern  1-1
1998-99 LCE  Final M.United-Bayern  2-1  (Camp Nou, Barcelona)
2000-01 LCE   1/4  M.United-Bayern  0-1   Bayern-M.United  2-1
2001-02 LCE  Grupo Bayern-M.United  1-1   M.United-Bayern  0-0
2009-10 LCE   1/4  Bayern-M.United  2-1   M.United-Bayern  3-2
2013-14 LCE   1/4  M.United-Bayern  1-1   Bayern-M.United  3-1

      Balanço global                J    V    E    D   GM   GS
Manchester United - Bayern München 11    2    5    4   13 - 16

Num embate com vantagem alemã, o desafio mais célebre entre Manchester United e Bayern foi o disputado em Camp Nou, em Barcelona, na época de 1998-99, na Final da Liga dos Campeões, com o clube inglês a operar uma épica reviravolta no marcador, com os dois golos apontados (pelos suplentes Sheringham e Solskjaer) já em período de compensação, que lhe proporcionaram a conquista do segundo troféu (de um total de três que ostenta) de Campeão Europeu (depois da estreia, ante o Benfica, em 1967-68), na terceira de cinco finais perdidas pela formação germânica.

Os bávaros obteriam alguma consolação, com as desforras averbadas nos três confrontos posteriores a eliminar (em 2001, 2010 e 2014), afastando a turma de Manchester nos 1/4 de final da Liga dos Campeões em todas essas três eliminatórias – sendo que, na primeira das ocasiões, logo dois anos após a “hecatombe” de Barcelona, depois de ganhar ambas as partidas, em Manchester e em Munique, o Bayern viria a sagrar-se Campeão Europeu pela quarta vez (de um total de cinco títulos que alcançou) no seu historial.

O clube de Munique chegaria também à Final da prova em 2009-10 (depois de ter afastado o Lyon), vindo, contudo, a ser desfeiteado, em partida disputada no “Santiago Bernabéu”, ante o Inter… de José Mourinho.

Já em 2013-14, o Bayern seria eliminado nas meias-finais, perdendo os dois jogos, sendo mesmo goleado em Madrid, pelo Real, por 4-0…

Na outra ocasião – para além de 1998-99 – em que integraram o mesmo grupo da Liga dos Campeões (na segunda fase de grupos), na temporada de 2001-02, tendo empatado os dois encontros entre si disputados, ambos os emblemas avançariam para a fase eliminar, tendo deixado para trás o Boavista (3.º do grupo – que, na primeira fase de grupos, a par do Liverpool, superara o Borussia Dortmund e o D. Kiev) e o Nantes.

O Bayern quedar-se-ia então, logo nos 1/4 de final, tendo sido igualmente batido pelo Real Madrid; quando ao Manchester United, depois de se superiorizar ao Deportivo da Coruña, veria o seu percurso terminado nas meias-finais, em função de dois empates ante o Bayer Leverkusen, com os alemães a ter vantagem no critério de desempate dos golos marcados fora.

18 Setembro, 2019 at 7:00 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 1ª jornada – Benfica – RB Leipzig

BenficaBenfica – Odysseas Vlachodimos, Tomás Tavares, Rúben Dias, Francisco Ferreira “Ferro”, Alejandro “Álex” Grimaldo, Luís Fernandes “Pizzi” (76m – Rafael “Rafa” Silva), Ljubomir Fejsa, Adel Taarabt, Franco Cervi (76m – Haris Seferović), João Filipe “Jota” (67m – David Tavares) e Raúl de Tomás

RB LeipzigRB Leipzig – Péter Gulácsi, Willi Orban, Ibrahima Konaté, Nordi Mukiele, Diego Demme, Marcel Sabitzer, Konrad Laimer (39m – Amadou Haidara), Emil Forsberg (88m – Christopher Nkunku), Marcel Halstenberg (83m – Lukas Klostermann), Yussuf Poulsen e Timo Werner

0-1 – Timo Werner – 69m
0-2 – Timo Werner – 78m
1-2 – Haris Seferović – 84m

Cartões amarelos – João Filipe “Jota” (62m); Yussuf Poulsen (57m) e Amadou Haidara (70m)

Árbitro – Anastasios ”Tasos” Sidiropoulos (Grécia)

Na estreia de Bruno Lage na Liga dos Campeões (por coincidência, suspenso, devido ao cartão vermelho que lhe foi exibido no último jogo da Liga Europa da temporada passada), o treinador do Benfica voltou a procurar surpreender, optando por uma “mini-revolução” no onze, dando também oportunidade ao “baptismo europeu” de Tomás Tavares (e, depois, igualmente de David Tavares), estreando-se também Taarabt e Raúl de Tomás em desafios das competições europeias, ao serviço do Benfica, a que acrescem ainda as entradas de Franco Cervi (primeiro jogo oficial na presente época) e Jota, para os lugares habitualmente desempenhados por Rafa Silva e Seferović.

A primeira parte caracterizou-se por quase absoluto equilíbrio (repartição paritária do tempo de posse de bola, 50/50, dois cantos para cada lado, número muito aproximado de remates), com as duas equipas perfeitamente “encaixadas”, destacando-se, neste período, dois lances, um para cada lado: primeiro, aos 26 minutos, Timo Werner a testar a concentração de Vlachodimos; quase a chegar ao intervalo, seria a vez de Gulácsi defender um remate de cabeça de Raúl de Tomás.

Porém, à medida que o relógio ia avançando, o ritmo competitivo mais intenso da formação germânica começava a fazer-se sentir, com Vlachodimos a ser chamado a várias intervenções de bom nível, procurando manter a sua baliza inviolada.

O primeiro lance de algum perigo a favor do Benfica surgiria apenas à passagem da hora de jogo, com Pizzi a conseguir fugir à marcação directa, mas, sem deixar de se sentir pressionado, algo precipitadamente, a rematar fraco e à figura do guardião contrário.

Com as equipas a arriscar mais – pese embora a turma portuguesa apostasse mais em transições rápidas -, o jogo começaria a ficar “partido”, abrindo-se espaços, e acabaria mesmo por ser o RB Leipzig a inaugurar o marcador, próximo dos 70 minutos.

Com uma boa reacção ao tento sofrido, o Benfica teria, quase de imediato, as suas melhores oportunidades de golo, primeiro com o guarda-redes húngaro a dar boa resposta a um livre directo apontado por Grimaldo, e poucos minutos volvidos, com Taarabt a lançar Cervi, que, isolado frente a Gulácsi, não teve, porém, o discernimento necessário para marcar.

Menos de dez minutos após o tento inaugural, a equipa alemã ampliaria a vantagem, outra vez pelo letal Timo Werner, dando prova de grande eficácia.

Já próximo do final da partida, o Benfica conseguiria ainda reduzir para uma diferença tangencial no marcador, com Seferović, de primeira, a dar boa sequência à assistência de Rafa.

Curiosamente, o conjunto português teria ainda nova ocasião para voltar a marcar, invertendo-se os papéis, desta vez com Rafa, a passe de Seferović, a rematar ao lado.

Frente a um adversário que se revelou mais forte – o RB Leipzig (actual líder da Bundesliga), vindo do “pote 4”, será talvez a mais poderosa equipa do grupo –, o Benfica acabou, não obstante, por ser penalizado pela sua ineficácia, não tendo conseguido materializar em golo um par de ocasiões flagrantes de que dispôs, voltando a ter uma comprometedora “entrada em falso” na Liga dos Campeões, que faz realçar, desde já, a crucial importância do jogo a disputar em São Petersburgo.

17 Setembro, 2019 at 9:53 pm Deixe um comentário

Grandes clássicos das competições europeias – (24) Manchester United – Benfica

Manchester_United Benfica

 Época Prova Ronda       1.ª Mão                2.ª mão
1965-66 TCE   1/4  M.United-Benfica 3-2   Benfica-M.United 1-5
1967-68 TCE  Final M.United-Benfica 4-1   (Estádio de Wembley)
2005-06 LCE  Grupo M.United-Benfica 2-1   Benfica-M.United 2-1
2006-07 LCE  Grupo Benfica-M.United 0-1   M.United-Benfica 3-1
2011-12 LCE  Grupo Benfica-M.United 1-1   M.United-Benfica 2-2
2017-18 LCE  Grupo Benfica-M.United 0-1   M.United-Benfica 2-0

      Balanço global                J    V    E    D   GM   GS
Manchester United - Benfica        11    8    2    1   25 - 11

Num dos dois “Grandes clássicos das competições europeias” em que é interveniente um clube português, o balanço do confronto directo entre Manchester United e Benfica é claramente desequilibrado a favor do emblema inglês, registando o Benfica uma única vitória, em 11 jogos disputados.

Nestes encontros, destaca-se, em especial, o da Final da Taça dos Campeões Europeus da época de 1967-68, disputado em Londres, no Estádio de Wembley, com uma igualdade a um golo no final do tempo regulamentar, tendo a formação inglesa marcado três tentos no prolongamento, num período de apenas três minutos.

Assim como, por outro lado, o triunfo alcançado pelo Benfica na última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões de 2005-06, que lhe proporcionou o apuramento para os 1/8 de final (fase em que a equipa portuguesa superaria o então Campeão Europeu em título, Liverpool, vindo depois a ser afastada pelo futuro Campeão, Barcelona), tendo, em paralelo, eliminado o Manchester United.

A estreia dos confrontos entre os dois clubes remonta a 1965-66, época em que o Manchester United, depois de eliminar o Benfica (com uma sensacional goleada de 5-1 no Estádio da Luz), viria a ser surpreendido, nas meias-finais, pelo Partizan de Belgrado.

Também já na era da “Liga dos Campeões”, em 2006-07, a turma inglesa, vencedora do seu grupo de apuramento, afastaria ainda o Lille e a Roma (com uma goleada por 7-1), tendo sido desfeiteada nas meias-finais, pelo AC Milan.

Adicionalmente, os dois empates averbados na temporada de 2011-12 (1-1 na Luz e 2-2 em Old Trafford) contribuíram para que o Benfica vencesse o grupo (à frente do Basileia), tendo resultado, de novo, no afastamento da prova do então vice-campeão europeu, Manchester United (que, aliás, marcara presença na Final da competição em três das quatro épocas precedentes).

Nessa época o Benfica ultrapassaria ainda o Zenit (nos 1/8 de final), vindo a cair perante o Chelsea, clube que acabaria igualmente por conquistar o título.

Por fim, em 2017-18, o Manchester United, depois de ter sido igualmente 1.º classificado do grupo, seria eliminado logo nos 1/8 de final, pelo Sevilla.

17 Setembro, 2019 at 7:00 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2019
S T Q Q S S D
« Ago   Out »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.