Archive for 6 Junho, 2019

Holanda – Inglaterra – Liga das Nações da UEFA – 1/2 finais

Holanda Jasper Cillessen, Denzel Dumfries, Matthijs de Ligt, Virgil van Dijk, Daley Blind, Marten de Roon (68m – Donny van de Beek), Frenkie de Jong (114m – Kevin Srootman), Georginio Wijnaldum, Steven Bergwijn (90m – Davy Pröpper), Ryan Babel (68m – Quincy Promes) e Memphis Depay

Inglaterra Jordan Pickford, Kyle Walker, John Stones, Harry Maguire, Ben Chilwell, Declan Rice (106m – Dele Alli), Fabian Delph (77m – Jordan Henderson), Ross Barkley, Jadon Sancho (61m – Jesse Lingard), Raheem Sterling e Marcus Rashford (45m – Harry Kane)

0-1 – Marcus Rashford (pen.) – 32m
1-1 – Matthijs de Ligt – 73m
2-1 – Kyle Walker (p.b.) – 97m
3-1 – Quincy Promes – 114m

Cartões amarelos – Matthijs de Ligt (30m), Denzel Dumfries (45m) e Donny van de Beek (106m); Harry Kane (70m)

Árbitro – Clément Turpin (França)

Estádio D. Afonso Henriques (Guimarães)

Sob o apoio dominante de público afecto à Inglaterra, a Holanda foi, não obstante, a equipa que, em termos gerais, assumiu o controlo do jogo, dispondo de maior tempo de posse de bola, embora sem criar oportunidades de golo no decurso da meia hora inicial.

Seriam aliás os ingleses, beneficiando de uma falha de Matthijs de Ligt, que se viu forçado a fazer falta na área, a inaugurar o marcador, na conversão de uma grande penalidade. A Inglaterra poderia, entretanto, ter ampliado a contagem, ainda antes do final do primeiro tempo, tendo disposto ainda de outra ocasião de perigo logo no início da segunda metade.

A pressão holandesa intensificar-se-ia a partir da hora de jogo, vindo a ser premiada com o tento da igualdade, com de Ligt a redimir-se, marcando de cabeça, na sequência de um canto.

Com uma boa reacção, a Inglaterra chegaria mesmo a introduzir novamente a bola na baliza contrária, mas o golo não seria validado, por um “fora-de-jogo” arrancado “in-extremis”.

Até final, ambas as equipas procurariam ainda evitar o prolongamento, mas o resultado não se alteraria.

Só já no período complementar os golos surgiriam e – não obstante a boa entrada da selecção de Inglaterra – a favor da Holanda, decorrendo de erros da defensiva inglesa: primeiro, com John Stones a perder a bola, e, depois de um remate defeituoso de Quincy Promes, a bola a tabelar em Kyle Walker e a anichar-se na sua própria baliza; depois, outra perda de bola, de Ross Barkley, desta feita concretizada em golo directamente por Promes.

6 Junho, 2019 at 10:24 pm Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Junho 2019
S T Q Q S S D
« Maio   Jul »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @2010MisterChip: Esos son los cinco mejores de la historia para mi, pero no en ese orden. Para mí Cristiano merece estar en esa mesa de… 3 hours ago
  • RT @Jaimefmacias: Parece haber pasado algo desapercibido en este futbol tan convulsionado Messi recibió hoy su 6ta Bota de Oro. Salvo Crist… 4 hours ago
  • RT @PCMagalhaes: Espero que não tenhamos de esperar pelo dia em que uma maioria absoluta dependa dos 4 deputados dos círculos Europa e Fora… 23 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.