Archive for 12 Dezembro, 2018

Liga dos Campeões – Ranking 1992-2018

Concluída a fase de grupos da edição de 2018-19 da Liga dos Campeões (27.ª temporada de disputa da prova nesta fórmula), fica assim estabelecido o ranking actualizado da competição (considerando exclusivamente os jogos disputados no decurso das fases de grupos e eliminatórias seguintes – excluindo, portanto, as eliminatórias prévias), tendo em consideração o critério pontual adoptado pela UEFA (2 pontos por vitória e 1 ponto por empate):

LCE - 1992-2018

(clicar no quadro para ampliar)

É de destacar a excelente posição do FC Porto (7.º), integrando também o Benfica – que acaba de disputar o seu 100.º jogo – o “top 20” deste ranking. O Sporting (46.º posto) é a terceira equipa portuguesa nesta lista dos 50 principais clubes na competição.

Anúncios

12 Dezembro, 2018 at 11:31 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 6ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo A
Monaco – B. Dortmund – 0-2
Brugge – At. Madrid – 0-0

1º B. Dortmund, 13; 2º At. Madrid, 13; 3º Brugge, 6; 4º Monaco, 1

Grupo B
Inter – PSV – 1-1
Barcelona – Tottenham – 1-1

1º Barcelona, 14; 2º Tottenham, 8; 3º Inter, 8; 4º PSV, 2

Grupo C
Crvena Zvezda – Paris St.-Germain – 1-4
Liverpool – Napoli – 1-0

1º Paris St.-Germain, 11; 2º Liverpool, 9; 3º Napoli, 9; 4º Crvena Zvezda, 4

Grupo D
Schalke 04 – Lokomotiv Moskva – 1-0
Galatasaray – FC Porto – 2-3

1º FC Porto, 16; 2º Schalke 04, 11; 3º Galatasaray, 4; 4º Lokomotiv Moskva, 3

Grupo E
Benfica – AEK – 1-0
Ajax – Bayern – 3-3

1º Bayern, 14; 2º Ajax, 12; 3º Benfica, 7; 4º AEK, 0

Grupo F
Manchester City – Hoffenheim – 2-1
Shakhtar Donetsk – Lyon – 1-1

1º Manchester City, 13; 2º Lyon, 8; 3º Shakhtar Donetsk, 6; 4º Hoffenheim, 3

Grupo G
Viktoria Plzeň – Roma – 2-1
Real Madrid – CSKA Moskva – 0-3

1º Real Madrid, 12; 2º Roma, 9; 3º Viktoria Plzeň, 7; 4º CSKA Moskva, 7

Grupo H
Valencia – Manchester United – 2-1
Young Boys – Juventus – 2-1

1º Juventus, 12; 2º Manchester United, 10; 3º Valencia, 8; 4º Young Boys, 4

Qualificaram-se para os 1/8 de final da Liga dos Campeões: B. Dortmund, At. Madrid, Barcelona, Tottenham, Paris St.-Germain, Liverpool, FC Porto, Schalke 04, Bayern, Ajax, Manchester City, Lyon, Real Madrid, Roma, Juventus e Manchester United.

Por outro lado, transitam para a Liga Europa: Brugge, Inter, Napoli, Galatasaray, Benfica, Shakhtar Donetsk, Viktoria Plzeň e Valencia.

12 Dezembro, 2018 at 10:58 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 6ª jornada – Benfica – A.E.K.

BenficaBenfica – Odysseas Vlachodimos, André Almeida, Rúben Dias, Jardel Vieira, Alejandro “Álex” Grimaldo, Rafael “Rafa” Silva (35m – Andrija Živković), Luís Fernandes “Pizzi” (59m – Franco Cervi), Alfa Semedo, Gedson Fernandes, João Félix (77m – Nicolás Castillo) e Haris Seferović

A.E.K. – Vassilis Barkas, Michalis Bakakis, Marios Oikonomou, Dmytro Chygrynskiy, Niklas Hult, Kostas Galanopoulos, Uroš Ćosić, Erik Morán (77m – Rodrigo Galo), Viktor Klonaridis (61m – Giannis Gianniotas), Lucas Boyé (68m – Petros Mantalos) e Ezequiel Ponce

1-0 – Alejandro “Álex” Grimaldo – 88m

Cartões amarelos – Rúben Dias (37m); Niklas Hult (73m) e Kostas Galanopoulos (82m)

Cartão vermelho – Kostas Galanopoulos (87m)

Árbitro – Robert “Bobby” Madden (Escócia)

É verdade que tudo estava previamente definido em termos de qualificação: o Benfica tinha já garantida a transição para a Liga Europa; o A.E.K. seria sempre, em qualquer caso, último classificado do grupo.

Não obstante, não era pouco o que estava ainda em jogo: desde logo, o prestígio do Benfica, tão abalado pela péssima campanha europeia da época passada, e, de novo, afectado pela goleada sofrida em Munique; depois, a nível desportivo, não era de todo dispiciendo o alcançar do estatuto de cabeça-de-série no sorteio dos 1/16 de final da Liga Europa, o que apenas poderia ser conseguido por via de uma vitória; por fim, a questão financeira, com o triunfo a representar um prémio de 2,7 milhões de euros (face aos 900 mil euros do empate)…

Fosse qual fosse a motivação principal, o Benfica teria uma boa entrada em campo – neste seu 100.º jogo na fase de grupos e eliminatórias seguintes da Liga dos Campeões –, assumindo, logo nos minutos iniciais, a iniciativa do jogo, remetendo a formação grega para a sua zona defensiva. Porém, tal período de domínio seria bastante curto, começando a esvanecer-se logo à passagem do quarto de hora, sem que tivesse criado efectivas ocasiões de golo iminente.

Até final do primeiro tempo, a equipa portuguesa denotaria uma confrangedora falta de ideias, falha de velocidade e de intensidade, facilitando a missão defensiva ao adversário.

Na segunda metade, o grupo benfiquista procurou imprimir maior velocidade ao jogo, o que resultou num assédio mais efectivo à baliza contrária, o qual, todavia, com alguma infelicidade, se saldaria por dois remates de Seferović, com a bola a embater na trave, e em outros dois lances de perigo, desaproveitados por Grimaldo e por Gedson Fernandes, face ao guardião contrário.

Quando já se começava a descrer na possibilidade de o nulo ser desfeito, o Benfica acabaria então por chegar ao golo – que, apesar de tudo, traduzia uma maior justiça no resultado -, na sequência de um livre directo, superiormente apontado por Grimaldo, faltavam somente dois minutos para o “cair do pano”.

Com a segunda vitória assim alcançada, a turma portuguesa evitava mais uma “saída triste” da competição, paralelamente recuperando alguma dignidade.

12 Dezembro, 2018 at 10:57 pm Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2018
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.