U. Tomar – Centenário (VIII)

24 Novembro, 2013 at 12:00 pm Deixe um comentário

Centenario-08

(“O Templário”, 21.11.2013)

Após um período de hibernação de quase quatro anos, em que não praticara, a nível oficial, a modalidade de futebol, o União de Tomar regressaria à competição na temporada de 1955-56. Depois de sucessivos adiamentos, o jogo inaugural do Campeonato Distrital da II Divisão dessa época, tendo por adversário o Sporting de Abrantes, seria disputado a 26 de Fevereiro de 1956. Em mais um jogo histórico, num feliz regresso à actividade, o União venceria, em terreno alheio, por 3-2, resultado que não traduzia a superioridade evidenciada:

«Os rapazes de Tomar encheram-se de brios e conseguiram arrancar dois preciosos pontos, em campo alheio, que muito alento lhes podem dar nos jogos futuros. […]

O União de Tomar fez uma boa partida, mais precisamente: fez uma excelente primeira parte, ao fim da qual vencia por 3-1, depois de ter feito 2-0, e, na segunda parte, em que a falta de pernas foi manifesta […] aguentou perfeitamente a reacção do adversário, com mérito para o veterano José Marques, que ainda alinhou e organizou, excelentemente, a defensiva.»(1)

Culminando mais uma excelente temporada, a 6 de Maio de 1956, vencendo o Cartaxo por 3-0, o clube tomarense, celebrando da melhor forma o seu 42.º aniversário, sagrava-se, logo no ano de retoma da prática da modalidade – e ainda a duas jornadas do termo da prova, uma vez que somara triunfos em todos os seis jogos até então disputados –, Campeão Distrital da II Divisão!

«Os primeiros 45 minutos foram de relativo equilíbrio territorial, tendo os visitantes beneficiado e aproveitado do favor do vento. Todavia, as melhores ocasiões pertenceram aos locais […], mais perigosos e perfurantes sempre, que se acercavam da grande área contrária, ainda que fossem infelizes em determinadas ocasiões, mais infelizes que ineficazes.

PNa segunda parte, porém, como equipa só praticamente existiu o União, limitando-se o Sport Lisboa e Cartaxo a débeis contra ofensivas, que, em regra, morriam na defesa local.»(2)

Nesta partida decisiva, o União de Tomar apresentou a seguinte formação: Vítor; Teixeira e Lopes; Angelino (“Lino”), José Marques e Henrique; Martins, Chilrito, Carvalho Lopes, Gomes e Nelson.

____________

(1) Cf. “O Templário”, 4 de Março de 1956 – Crónica de X. (Raúl Pereira)
(2) Cf. “O Templário”, 13 de Maio de 1956 – Crónica de X. (Raúl Pereira)
Anúncios

Entry filed under: Tomar.

O pulsar do campeonato – 7ª jornada Campeonato do Mundo de Fórmula 1 – 2013

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Novembro 2013
S T Q Q S S D
« Out   Dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: