O pulsar do campeonato – 13ª jornada

16 Dezembro, 2012 at 10:00 am Deixe um comentário

(“O Templário”, 13.12.2012)

Na retoma do campeonato distrital, após a pausa para disputa da 2.ª ronda da fase de grupos da Taça Ribatejo, o destaque vai para o triunfo do At. Ouriense em Amiais de Baixo, que assim afasta ainda mais o Amiense dos lugares cimeiros, assim como para os números (4-1) em que se traduziu o regresso às vitórias da U. Abrantina, após uma longa “travessia do deserto”, de sete jornadas (mais de dois meses sem vencer), frente ao Benavente.

A jornada 13 foi também de “sorte” para o União de Tomar, que, embora de forma difícil, e perante o último classificado, arrancou novo triunfo, pela margem mínima, colocando termo a um jejum de três jogos no campeonato (e um da Taça Ribatejo), em que apenas acumulara desaires. Uma vitória tão sofrida quão fundamental, pelo insuflar de novo sopro de ânimo e confiança que poderá transmitir à equipa.

Nas restantes partidas, desfechos dentro da normalidade, pese embora a escassez das margens de vitória obtidas pelos líderes Mação e Riachense, traduzindo dificuldades que, finalmente, não terão tanto de inesperado, dado que – para além de terem jogado em terreno alheio –, a prova começa a entrar numa fase decisiva, em que todos os pontos são discutidos de forma muito intensa, tendo em atenção também o relativo equilíbrio entre a generalidade das equipas participantes na competição. O mesmo se pode aplicar, na mesma medida, ao tangencial triunfo do Fazendense sobre o Glória do Ribatejo.

Na tabela classificativa, o trio da frente parece não dar mostras de ceder, tendo dilatado para números já expressivos a margem face ao duo que partilha agora a 4.ª posição: Fazendense e Amiense estão já a 9 pontos do At. Ouriense, e a 10 do par da liderança, que continua a ser formado por Mação e Riachense. Não sendo ainda uma diferença com carácter definitivo, dado que será dividida ao meio na transição para a segunda fase, as aspirações do Amiense ao título e à promoção ao futuro Campeonato Nacional de seniores parecem cada vez mais difíceis de concretizar; tal não só exigiria um muito bom desempenho da formação de Amiais na parte que falta ainda disputar, como teria de ter inerente a quebra de todas as três formações do topo da classificação. Não é impossível, mas cada vez menos provável.

Com o “renascer” da U. Abrantina, um novo fôlego cuja duração poderá ser aquilatada já na próxima jornada, volta a turma de Abrantes a integrar, pelo menos por agora, a primeira metade da tabela, em detrimento do Benavente.

Em paralelo, também a vitória do União de Tomar permitiu, para além do referido impacto em termos anímicos, não apenas a subida até ao 9.º lugar – posição que, caso venha a ser aprovada em Assembleia Geral da Associação de Futebol de Santarém a proposta de reestruturação dos quadros competitivos, poderá vir a traduzir-se na manutenção na I Divisão Distrital da próxima época –, mas também o encurtar de distâncias face às equipas que mais imediatamente precedem o clube tomarense, com o Pontével agora a 3 pontos e o Benavente, próximo adversário, com 5 pontos a mais. E, até o 6.º lugar, nesta altura ainda uma quimera, voltou a estar a “apenas” 6 pontos.

Também para o trio da retaguarda, Glória do Ribatejo, Coruchense e Moçarriense, embora tenham sido uma vez mais derrotados (no caso da equipa de Coruche, com a agravante de ter sido a 6.ª derrota nos últimos sete encontros, não vencendo desde 14 de Outubro), nada está igualmente decidido, uma vez que as diferenças pontuais poderão ainda ser recuperáveis.

A próxima ronda do campeonato (14.ª) poderá constituir uma oportunidade para confirmação de alguns dos triunfos obtidos, na primeira volta, em terreno adversário, nomeadamente por parte de Riachense (na Glória do Ribatejo) e de At. Ouriense (em Pontével), apresentando-se as turmas que agora jogarão em casa com amplo favoritismo, dadas as respectivas posições ocupadas na tabela classificativa (isto, sempre, sem afastar a possibilidade de uma potencial surpresa à espreita…).

Mas, também, ao invés, para eventuais “desforras” (ou, pelo menos, alguma recuperação pontual) face a desaires caseiros concedidos nessa fase inicial da competição, em particular nos casos de União de Tomar (em deslocação a Benavente – em que se espera e deseja prevaleça o bom senso e a serenidade, dentro e fora do campo, após o ocorrido em Tomar no encontro entre estas duas formações) e do Fazendense (que visita Abrantes, não obstante a turma abrantina pretenda naturalmente confirmar o bom resultado obtido na derradeira partida).

Por fim, dois outros encontros têm associados especiais atractivos: o Mação-Amiense, com o grupo de Amiais de Baixo a ter novo desafio de grande responsabilidade, em que a margem de erro se começa a reduzir substancialmente, caso pretenda efectivamente manter aspirações ao título; e o Moçarriense-Coruchense, um jogo entre “aflitos”, ocupando actualmente os dois últimos lugares da classificação, em que (mais) um desfecho negativo poderá significar o mergulhar numa profunda crise, de repercussões que não seriam difíceis de antecipar.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 13 de Dezembro de 2012)

Anúncios

Entry filed under: Tomar.

Richard Zenith – “Prémio Pessoa” 2012 Liberdade de expressão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2012
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: