Archive for 5 Junho, 2009

Oportunidade perdida

Há, já hoje (aliás, já há bastante tempo…), uma certeza: no rescaldo da noite eleitoral do próximo dia 7 – logo no seu início, ainda antes de serem divulgadas quaisquer projecções de resultados com base em sondagens à “boca da urna” – o primeiro grande foco de atenção será a elevadíssima taxa de abstenção destas eleições (um número na ordem dos 5 / 6 milhões de inscritos!).

Ao longo da noite – cada vez mais curta, no que respeita ao espectáculo televisivo, cenário e momento em que se “ganham as eleições” – para além dos vários representantes das diversas forças políticas concorrentes que reclamarão a(s) sua(s) vitória(s), quanto mais não seja sobre as sondagens, teremos o inevitável carpir de mágoas e busca (ou alijar) de responsabilidades relativamente ao crescente grau de desmobilização e alheamento dos cidadãos, no que denota, por outro lado, uma “demissão” das nossas responsabilidades individuais.

Esta campanha acabou por traduzir, infelizmente, e como de alguma forma se receava já – não obstante alguns meritórios esforços -, uma oportunidade perdida, de tal forma ficou afastada da preocupação de esclarecimento e debate das principais questões europeias.

Pior: foi (mais) uma campanha marcada pelo negativismo, por sucessivas tricas, que apenas contribuem para descredibilizar a classe política no seu todo. Exemplos poderiam ser inúmeros; para não me alongar muito:

  1. A fórmula “Candidato Vital Moreira”, adoptada por Paulo Rangel para se dirigir ao seu principal adversário nestas eleições (para evitar subalternizar-se, tratando-o por “Professor” – porque não, simplesmente, o comum tratamento por “Doutor”?) terá sido um dos momentos mais deselegantes da história das campanhas eleitorais em Portugal. Lamentável.
  2. Não menos lamentável, o violento vídeo que foi colocado a circular, divulgado por responsável da Juventude Socialista, pegando em palavras – descontextualizadas – de Paulo Rangel a propósito dos (que considera inexistentes) direitos dos animais.
  3. A pretensa falta de honestidade política na forma como foi atacada a (mal fundamentada) referência de Vital Moreira à criação de um imposto europeu (que, tendencialmente, viria a beneficiar Portugal).
  4. A infeliz referência de Vital Moreira ao caso BPN e a sequência de trocas de palavras que se seguiram, envolvendo nomeadamente Paulo Rangel e José Lello.
  5. As sucessivas (mútuas) acusações de “quem andava a esconder quem”: o PSD argumentando que o PS escondia Vital Moreira; o PS contrapondo que o PSD escondia Manuela Ferreira Leite.
  6. Noutro plano, os maus cartazes de campanha (os erros nos cartazes do PS; as péssimas fotografias – e enquadramento – de Manuela Ferreira Leite), numa notória deficiente prestação dos consultores de comunicação e  imagem.

Uma honrosa excepção: chama-se MEP – Movimento Esperança Portugal. Procurou, dentro das condicionantes inerentes ao seu estatuto de estreante, fazer uma campanha pela positiva, com salutares preocupações de  transparência, conseguindo – também nos cartazes, tal como nos “tempos de antena” – transmitir a mensagem mais apelativa. Entendo que mereceria ver os seus esforços recompensados com a eleição da sua voz em prol de uma “Europa de rosto humano”.

Posto isto, valerá a pena ir votar?

Claro que sim! Não deleguemos nos outros a responsabilidade da escolha, não esquecendo nunca que o voto individual (de cada um de nós) tem precisamente o mesmo valor que qualquer outro

Imaginemos uma hipótese absurda: o que aconteceria se todos optássemos pelo comodismo de “ficar em casa”? 

(também publicado no blogue “Eleições 2009“, do Público)

5 Junho, 2009 at 12:15 pm Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Junho 2009
S T Q Q S S D
« Maio   Jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @laligaennumeros: Y hasta aquí llegó el récord 🤷🏼‍♂️ Más partidos seguidos sin perder en competición europea: 2⃣6⃣ 🇪🇸@RCDEspanyol (2006… 3 hours ago
  • RT @SexoGratweeto: A compra da Media Capital pela Cofina provavelmente vai ser esquecida, mas daqui a uns anos quando já for impossível de… 3 hours ago
  • RT @jorgeraa: Das 28 equipas inglesas, espanholas, alemãs e italianas, só foram eliminadas da Europa até agora 3 (uma alemã e duas italiana… 3 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.