Archive for 13 Outubro, 2007

Mundial de Râguebi (1/2 Finais)

Rugby13.10.07 – França – Inglaterra – 9-14
14.10.07 – África do Sul – Argentina

Na partida das 1/2 Finais do Campeonato do Mundo de Râguebi hoje disputada, a França recebeu no Stade de France a “eterna rival” Inglaterra.

Num jogo sem transmissão televisiva directa – de que vale adquirir os direitos de transmissão do Mundial, se, depois, o râguebi acaba sempre por ser a segunda opção (tal como ocorrera na semana passada com o França – N. Zelândia)? – a Inglaterra entrou “a todo o gás”, convertendo um ensaio logo ao segundo minuto (beneficiando de uma falha incrível de um defesa francês, traído por um ressalto de bola no chão, quase em cima da linha de ensaio), colocando o marcador em 5-0.

A França, surpreendida, conseguiria não obstante reduzir para 3-5 ainda antes dos 10 minutos, na conversão de uma penalidade, para – aos 18 minutos -, passar para a frente no marcador, com 6-5, mercê de nova penalidade. O resultado não sofreria alteração até final do primeiro tempo, muito devido à desinspiração de Wilkinson, com três pontapés falhados (tal como de Beauxis, com apenas duas conversões em cinco tentativas).

Beauxis, que, com nova penalidade, logo aos 4 minutos da segunda parte, ampliaria a vantagem francesa para 9-5… para, 3 minutos volvidos, Wilkinson conseguir finalmente a sua primeira transformação, reduzindo para a diferença mínima, colocando o marcador em 8-9.

Michalak, que substituira Beauxis aos 51 minutos, falharia um pontapé dois minutos depois. Com o jogo pouco fluido, devido a inúmeras substituições, a partida ia-se aproximando do seu termo… quando, a 5 minutos do fim (e já depois de ter falhado novamente aos 59 minutos), Wilkinson “dava a volta ao resultado”, colocando a Inglaterra a vencer por 11-9; para, aos 78 minutos, fixar o resultado final em 14-9, garantindo à Inglaterra (Campeão do Mundo em título) nova presença na Final, para desespero dos adeptos franceses.

13 Outubro, 2007 at 9:45 pm Deixe um comentário

Azerbaijão – Portugal (Euro-2008 – Qualif.)

Depois dos sucessivos empates nos últimos jogos disputados no Grupo de qualificação em que Portugal se insere, a equipa portuguesa iniciava hoje uma série de 4 jogos que se afiguram decisivos para o apuramento, e em que a vitória se perfilava como “única opção”.

Enfrentando as adversidades de uma viagem de cerca de 7 000 km e da adptação a um fuso horário com mais 4 horas (e com o seleccionador Luís Filipe Scolari a cumprir o primeiro de três jogos de suspensão, devido à atitude no final do encontro com a Sérvia), a selecção nacional registou o regresso de Ricardo Carvalho (após 5 jogos de ausência por lesão), contando ainda com a particularidade de alinhar com dois jogadores filhos de antigos futebolistas de craveira, os casos de Bruno Alves e do estreante Miguel Veloso… e dois irmãos, Maniche e (entrado na fase final do encontro) Jorge Ribeiro.

Frente a uma equipa que ocupa a última posição na tabela classificativa do Grupo (contando apenas uma vitória, frente à Finlândia), a selecção portuguesa apresentou-se em campo com boa disposição, não obstante sem grande velocidade; apenas já depois dos 10 minutos criaria uma primeira situação de perigo, desaproveitada por Hugo Almeida, para, na sequência de um canto, surgir Bruno Alves a inaugurar o marcador.

O jogo passaria de seguida por uma fase confusa, com muitas faltas e interrupções, culminando com a expulsão de um jogador do Azerbaijão, por cotovelada em Cristiano Ronaldo, situação que provocou algum exaltar de ânimos contra o árbitro.

A inevitável quebra de ritmo provocaria períodos de desconcentração, com o Azerbaijão a beneficiar de uma clara oportunidade para empatar, negada por Ricardo, iam decorridos cerca de 40 minutos… para, no lance imediato, Portugal rematar ao poste.

E, já a fechar a primeira parte, aproveitando o espaço deixado livre pelos defesas centrais do Azerbaijão, Hugo Almeida conseguiria mesmo ampliar a vantagem portuguesa.

Aos 50 minutos, Portugal desperdiçava uma soberana ocasião para “arrumar” definitivamente o encontro, com Hugo Almeida, Miguel Veloso e Cristiano Ronaldo a falharem sucessivamente o remate à baliza. O Azerbaijão, a espaços, ia procurando o contra-ataque, espreitando a possibilidade de chegar ao golo. Para, à passagem dos 60 minutos, ser Deco a falhar o alvo por duas vezes no mesmo lance. E, no minuto imediato, em mais uma flagrante oportunidade, Hugo Almeida chegar ligeiramente atrasado a um cruzamento de Cristiano Ronaldo.

À medida que se aproximava do seu termo, o jogo parecia adormecido, com sucessivas pausas para substituições, até que – com 77 minutos – Cristiano Ronaldo, despertando da “letargia”, remataria ao poste, na sequência de um lance de excelente execução técnica, tirando os adversários da frente.

Sem deslumbrar, a selecção nacional cumpriu, garantindo o objectivo da vitória, procurando consolidar uma posição que lhe confira o apuramento. Com os empates da Sérvia e da Finlândia, Portugal adquire uma posição algo mais “confortável”, necessitando agora de duas vitórias e um empate, nas três partidas que restam nesta fase de qualificação para o EURO-2008 (já na próxima Quarta-feira, no Cazaquistão e, depois, em Novembro, em casa com a Arménia e a Finlândia). Entretanto, a Alemanha – empatando hoje a zero na Irlanda – é a primeira selecção a ter lugar garantido na Fase Final da prova, juntando-se aos organizadores Áustria e Suíça.

Portugal – Ricardo; Miguel (75m – Jorge Ribeiro), Ricardo Carvalho, Bruno Alves e Paulo Ferreira; Maniche, Cristiano Ronaldo (70m – Nani), Deco, Miguel Veloso e Quaresma; Hugo Almeida

Azerbaijão – Veliyev; E. Aliyev, Abbasov, Kerimov e Yunisoglu; I. Gurbanov (56m – Mamedov), Chertoganov, S. Aliyev (A. Gurbanov – 73m), Guliyev e Imamaliev (7m – Gashimov); Subasic

0-1 – Bruno Alves – 12m
0-2 – Hugo Almeida – 45m

Cartões amarelos – Yunisoglu (65m); Jorge Ribeiro (90m)

Cartão vermelho – Karimov (27m)

Árbitro – Ivan Bebek – Croácia


GRUPO A             Jg   V  E  D    G    Pt
1º Polónia      Polónia   12  7  3  2  20-10  24
2º Portugal     Portugal   11  5  5  1  21-9   20
3º Finlândia    Finlândia   12  5  5  2  11-6   20
4º Sérvia       Sérvia   11  4  5  2  13-8   17
5º Bélgica      Bélgica   11  3  3  5  10-14  12
6º Arménia      Arménia    9  2  3  4   4-8    9
7º Cazaquistão   Cazaquistão   11  1  4  6   9-18   7
8º Azerbaijão   Azerbaijão    9  1  2  6   4-19   5

13ª jornada

13.10.07 – Arménia – Sérvia – 0-0
13.10.07 – Polónia – Cazaquistão – 3-1
13.10.07 – Bélgica – Finlândia – 0-0
13.10.07 – Azerbaijão – Portugal – 0-2
(mais…)

13 Outubro, 2007 at 6:59 pm Deixe um comentário

700 anos do mandado de prisão dos Templários

A 13 de Outubro de 1307, por mandado papal, Filipe, “o Belo” (Rei de França) ordenava a prisão de todos os templários franceses.

Evocando esta data, a Zéfiro e a Delegação Estatal «Gualdim Pais» da Templespaña organizam um fim-de-semana dedicado a homenagear os Cavaleiros do Templo, evento que terá lugar na cidade templária de Tomar e no Castelo de Almourol, nos dias 13 e 14 de Outubro.

Na ocasião (dia 13, pelas 17h30, no Convento de Cristo) será também lançado o livro “Codex Templi – Os Mistérios Templários à Luz da História e da Tradição”, que tem por objectivo tornar-se uma obra de referência nesta matéria, transmitindo ao leitor “uma perspectiva integral e essencial sobre a Ordem do Templo”, num projecto da Delegação Estatal «Gualdim Pais» da Templespaña, reunindo um grupo de autores portugueses e espanhóis dedicados à investigação templária.

Esta enciclopédia aborda as origens da Ordem do Templo, a sua teologia, as suas regras, os seus documentos, os seus símbolos, a sua arquitectura, os seus usos e costumes, o seu aspecto militar, a sua capacidade financeira, a sua dimensão tradicional e espiritual, o seu processo inquisitorial, o seu apogeu e trágica queda…

O programa tem início no Sábado, dia 13, pelas 10 horas, com encontro no cais de Tancos, para embarque para a visita ao Castelo de Almourol. A partir das 15 horas, decorre uma visita guiada à cidade de Tomar, partindo da Igreja de São João Baptista (custo de 6 €, a pagar no Convento de Cristo).

No Domingo, dia 14, será realizada – a partir das 10 horas, também com um custo de 6 € – uma visita ao Convento de Cristo e (a partir das 15 horas) à Mata dos Sete Montes.

Para saber mais sobre os Templários, pode consultar algumas séries de textos que aqui fui publicando, nomeadamente a partir de excertos de obras:

– “O Segredo dos Templários – O Destino de Cristo“, Lynn Picknett e Clive Prince

– “Os Templários – Esses grandes senhores de mantos brancos“, Michel Lamy

– “O Pêndulo de Foucault“, Umberto Eco

P. S. E ler também os artigos a que o Pedro Fonseca faz referência em comentário a esta entrada:

After 700 years, Vatican comes clean on history’s good knights

Vatican reveals Templar secrets

Vatican paper set to clear Knights Templar

13 Outubro, 2007 at 12:12 am 4 comentários


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Outubro 2007
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.