Archive for 24 Janeiro, 2006

PÚBLICO – BLOGUE DO PROVEDOR DOS LEITORES

O PÚBLICO lançou ontem o blogue do provedor dos leitores, uma iniciativa pioneira entre as publicações portuguesas: “O blog do Provedor dos Leitores do PÚBLICO foi criado para facilitar a expressão dos sentimentos e das opiniões dos leitores sobre o PÚBLICO e para alargar as formas de contacto com o Provedor“.

A preocupação de transparência entre quem faz o jornal e quem o lê também pode passar pelo recurso às novas tecnologias, que tendem a ter um peso cada vez maior no nosso quotidiano“, sublinha o provedor Rui Araújo, acrescentado que esta “é mais uma aposta do PÚBLICO, do PÚBLICO Online e do provedor, para que os leitores tenham cada vez mais voz no jornal que é o seu“.

O blogue do provedor do PÚBLICO está disponível em http://blogs.publico.pt/provedor.

(via Público)

24 Janeiro, 2006 at 1:51 pm Deixe um comentário

MUNDIAL 2006 (LXIII) – 1974

Não obstante o título mundial para a poderosa RFA, jogando “em casa”, este foi o Mundial da “Laranja Mecânica”, com a Holanda – conduzida pelo “mago” Johan Cruyff, acolitado por nomes como Neeskens, Rep ou Rensenbrink – a deslumbrar o mundo com o seu “futebol total” (já revelado ao mundo pela célebre equipa do Ajax, tri-campeão europeu no início da década de 70), “esmagando” a Argentina por 4-0 e batendo claramente o tri-campeão do mundo (Brasil), por 2-0.

Mas a RFA tinha também os seus trunfos: começando pela baliza, com o fenomenal Sepp Maier, passando pela defesa, com o “kaiser” Franz Beckanbauer e o pendular Berti Vogts, Paul Breitner e, culminando no ataque, com o “bombardeiro” Gerd Muller, chegava, 20 anos depois, à conquista do seu segundo título mundial de futebol. Apesar da surpreendente derrota frente à RDA, numa fase em que ambas as selecções haviam já garantido a qualificação para a fase seguinte da prova.

Na final, um árbitro de coragem assinalaria, logo no primeiro minuto de jogo, um penalty a favor da Holanda, na sequência de uma iniciativa de Cruyff, convertido por Neeskens. A equipa da RFA ainda não havia tocado na bola e já perdia por 0-1. Não obstante, por intermédio de Breitner (também na conversão de uma grande penalidade) e Muller, os alemães dariam a “volta ao jogo”.

Do Leste da Europa viria também uma selecção poderosa, a Polónia, que – liderada por Gzregorz Lato e escudada no seu guarda-redes Tomaszewski – viria a alcançar o 3º lugar, derrotando os tri-campeões do mundo.

Esta prova marca o advento da chegada da televisão a cores!… Ao mesmo tempo que é assinalada pela introdução de um novo troféu “Taça do Mundo da FIFA” (estatueta em ouro maciço, encimada por uma representação do globo terrestre), na sequência da conquista definitiva da “alada” Taça Jules Rimet pelo Brasil (em 1970).

24 Janeiro, 2006 at 8:55 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Janeiro 2006
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.