Archive for 27 Julho, 2005

ÍCONES DO SÉCULO (XXVII) – 1973 – DAVID CARRADINE

Actor norte-americano, tornou-se famoso pelo seu papel na “mítica” série de televisão Kung Fu, onde interpretava um monge Shaolin.

27 Julho, 2005 at 6:19 pm 5 comentários

GRANDES VIAS (XIII)

Foi no já longínquo ano de 1953 que o Ministério das Obras Públicas constituiu uma comissão visando o estudo da viabilidade da construção de uma ponte sobre o Rio Tejo em Lisboa.

O concurso público para a sua construção seria aberto em 1959, prevendo a ligação entre Alcântara e Almada, com um tabuleiro superior para circulação rodoviária e, na parte inferior, um outro, para circulação ferroviária.

A obra – com grandes similitudes à Ponte Golden Gate em São Francisco (EUA) – seria adjudicada em Maio de 1962 a um consórcio liderado pela United States Steel International (New York), Inc., tendo os trabalhos tido início a 5 de Novembro do mesmo ano, com base num projecto de um Gabinete de Engenharia americano (Steinman, Boynton, Gronquist & London), com intervenção do Gabinete da Ponte sobre o Tejo e do Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

Após 4 anos de trabalhos, chegando a envolver um máximo de 3 000 trabalhadores (num total de mais de 2 milhões de dias de trabalho/homem), a Ponte sobre o Tejo seria inaugurada em 6 de Agosto de 1966, sendo na época a maior da Europa. Baptizada como Ponte Salazar, seria renomeada, menos de 10 anos depois, passando a designar-se por Ponte 25 de Abril.

Apenas em Novembro de 1998 teriam termo os trabalhos de alargamento do tabuleiro rodoviário (para seis vias) – a ponte fora inicialmente construída com 2 vias em cada sentido e um separador central (mais tarde eliminado, passando, em Julho de 1990, a 5 vias) –, sendo feita a instalação do tabuleiro inferior ferroviário, inaugurado em Agosto de 1999.

Com um vão central de 1 013 metros e dois vãos laterais de 483 metros cada (a que se juntam dois vãos extremos na margem Norte e um vão extremo na margem Sul, cada um com cerca de 100 metros), tendo portanto um comprimento total de cerca de 2 280 metros, é uma das maiores pontes suspensas do mundo.

As torres principais elevam-se cerca de 190 metros acima do nível das águas (com o pilar principal sul a uma profundidade de 80 metros abaixo do nível de água, tendo o pilar principal norte uma profundidade de 35 metros), dispondo de uma altura livre de navegação de 70 metros, possibilitando o acesso ao porto de Lisboa de navios de grande porte.

(vidé nomeadamente http://www.lusoponte.pt/p25.htm).

27 Julho, 2005 at 8:32 am 2 comentários


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Julho 2005
S T Q Q S S D
« Jun   Ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.