Archive for 1 Julho, 2005

ÍCONES DO SÉCULO (X) – 1964 – WOODY ALLEN

1 Julho, 2005 at 6:07 pm

“ESPELHO MEU”

A partir de hoje e até 28 de Agosto, na Galeria 2 do Centro de Exposições do Centro Cultural de Belém, entre as 10 e as 19 horas (de Terça a Domingo), decorre a exposição “Espelho Meu“: uma mostra de mais de 1 000 imagens sobre Portugal existentes nos arquivos da Agência Magnum (França), muitas delas nunca expostas ou publicadas.

São fotografias captadas ao longo dos últimos 50 anos, num retrato histórico e cultural de Portugal, desde trabalhos de Henri Cartier-Bresson e Inge Morath nos anos 50, a imagens de Gilles Peress ou Guy Le Querrec sobre o período revolucionário, até às fotos mais recentes, de Martin Parr e Georgui Pinkhassov, entre outros.

O preço dos bilhetes é de 3,50 euros; para crianças até 12 anos ou grupos escolares, é de apenas 50 cêntimos.

1 Julho, 2005 at 12:30 pm

PATRIMÓNIO MUNDIAL DA HUMANIDADE (V)

Vinhas do Alto-Douro (2001) – O Alto Douro produz vinho desde há cerca de 2 000 anos e a sua principal produção, o vinho do Porto, é célebre em todo o mundo desde o século XVIII. Esta longa tradição produziu uma paisagem cultural de beleza excepcional, reflectindo simultaneamente a sua evolução técnica, social e económica. Esta impressionante paisagem cultural continua a ser bem sucedidamente explorada por proprietários respeitadores da tradição.

Centro histórico de Angra do Heroísmo (1983) – Esta cidade, situada numa das ilhas do arquipélago dos Açores foi um porto de escala obrigatória desde o século XV até ao surgimento dos barcos a vapor, no século XIX. As suas imponentes fortificações de S. Sebastião e S. João Baptista, erigidas há cerca de 400 anos, constituem um exemplo único de arquitectura militar.

Região vinícola da Ilha do Pico (2004) – Localizada na ilha vulcânica do Pico, segunda do arquipélago dos Açores em dimensão, consiste numa notável rede de longos muros de pedra largamente espaçados, correndo paralelamente à costa e subindo para o interior da ilha. Estes muros foram erigidos para proteger do vento e da água do mar os milhares de pequenos campos rectangulares, entrelaçados uns nos outros. A presença desta vinicultura, cujas origens remontam ao século XV manifesta-se neste extraordinário conjunto de pequenos campos, com as casas e residências do início do século XIX, tal como as caves, as igrejas e os portos. Esta paisagem modelada pelo homem, de uma beleza extraordinária, é o melhor testemunho que subsiste de uma prática outrora mais alargada.

Floresta laurissilva da Madeira (1999) – A floresta laurissilva da Madeira é um vestígio excepcional de um tipo de floresta outrora bastante difundida. É a maior floresta de loureiros que subsiste. Primária a 90 %, compreende um conjunto único de plantas e de animais, entre os quais diversas espécies endémicas, tal como o pombo trocaz da Madeira.

P. S. Parabéns ao Evaristo, por 2 anos de Abrangente.

1 Julho, 2005 at 8:47 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Julho 2005
S T Q Q S S D
« Jun   Ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.