O Pulsar do Campeonato – 16ª Jornada

22 Janeiro, 2023 at 11:00 am Deixe um comentário

(“O Templário”, 19.01.2023)

U. Tomar e Fazendense reagiram da melhor forma ao duplo desaire sofrido na ronda precedente, superando “com distinção” as exigentes provas a que foram submetidos, em Abrantes e em Mação, retomando o trilho das vitórias, reafirmando o estatuto de principais candidatos ao título.

Mais, em função da derrota sofrida pelo emblema maçaense, numa partida que se afigurava de “tudo ou nada” para as suas cores, foi bastante efémera a sua reentrada na disputa pelo 1.º lugar, da qual – agora, de novo, com dez pontos de atraso – deverá ter ficado definitivamente arredado.

Também em notória quebra de rendimento, com onze pontos perdidos nas seis últimas jornadas, o Samora Correia parece dar sinais de começar a descolar, pelo que, para além do Amiense, o Alcanenense (clube com a maior série de invencibilidade actualmente em curso, acumulando nove jogos sem perder) se perfila como o outro potencial desafiante ainda com aspirações em tal luta.

Destaques – No “jogo grande” do passado Domingo, em Mação, o Fazendense impôs-se mercê de um solitário tento, obtido logo ao quarto de hora de jogo, preciosa vantagem que soube preservar até final, assim quebrando uma série de sete jogos sem perder dos donos da casa.

Em Abrantes, o U. Tomar deu mostras de ter estudado bem a lição na sequência da derrota em Mação, adoptando abordagem de grande pragmatismo e contando com boa dose de “estrelinha”: os unionistas abriram o marcador logo aos dez minutos, tendo depois beneficiado do desacerto da turma abrantina na finalização, a desperdiçar três claras oportunidades ainda na primeira parte.

Tendo conseguido ajustar o seu posicionamento dentro de campo, de forma a conter as ofensivas contrárias, os tomarenses ampliaram a contagem com vinte minutos decorridos no segundo tempo, fixando o que viria a ser o resultado. O União teria ainda um pequeno susto, já em período de compensação, quando foi sancionado com uma grande penalidade… defendida por Ivo Cristo.

Numa jornada com quatro triunfos dos forasteiros, o Amiense, prosseguindo o belo campeonato que vem realizando, somou terceiro triunfo consecutivo (melhor série em curso de entre todos os concorrentes), ganhando no Cartaxo por 1-0, ascendendo a lugar no pódio, somente a um ponto do Fazendense, e a três pontos do comandante (pela quarta jornada sucessiva), U. Tomar. Sofrendo quinta derrota em outros tantos jogos a formação cartaxeira caiu no antepenúltimo lugar.

Noutro desafio de especial interesse, colocando frente-a-frente os então 5.º e 7.º classificados, o Alcanenense derrotou a equipa de Ferreira do Zêzere por 3-1, operando reviravolta no marcador apenas na segunda metade, depois de os ferreirenses praticamente terem entrado a ganhar. O jovem grupo de Alcanena igualou o Samora Correia no 4.º posto; quanto ao conjunto de Ferreira, foi igualado pontualmente pelo Torres Novas, a realizar notável recuperação na tabela.

Surpresas – O Fátima repete e reforça o estatuto de equipa surpresa: depois da vitória averbada no Cartaxo, foi, desta feita, ganhar, de forma ainda mais retumbante, a Samora Correia, por absolutamente inesperada marca de 4-2: os visitantes começaram por inaugurar o marcador, tendo os samorenses recuperado a vantagem logo a abrir a etapa complementar.

Até final, os fatimenses marcariam por mais três vezes, garantindo um importante triunfo, que lhes permite ascender ao 12.º lugar, saindo da zona de despromoção. Por seu lado o Samora Correia denota ter aberto brechas no esteio defensivo que o caracterizava, tendo sofrido mais golos (dez) nos cinco últimos jogos, que nas primeiras onze jornadas (apenas oito).

Em Alpiarça, após ter adquirido vantagem por duas vezes, não se esperaria que o Águias acabasse por deixar escapar a vitória, ante uma equipa do Benavente em inferioridade numérica, o que não impediu os benaventenses de vir a restabelecer a igualdade a duas bolas.

Confirmações – O Salvaterrense confirmou o seu favoritismo, ganhando por 3-1 na recepção ao At. Ouriense, equipa que segue sem vencer há seis rondas, tendo somado quarto desaire sucessivo.

O mesmo sucedeu no Torres Novas-Entroncamento AC, com os torrejanos a somar o sexto triunfo (2-0) nas últimas nove jornadas, assinalável desempenho – depois de ter acumulado cinco desaires nas seis rondas iniciais. A formação da cidade ferroviária ofereceu boa resistência, mas não evitou completar toda uma volta do campeonato sem ganhar, depois de ter somado o único triunfo no jogo de abertura do campeonato, precisamente ante este mesmo adversário.

II Divisão Distrital – Forense (vitória por tangencial 1-0 frente ao Glória do Ribatejo) e Moçarriense (2-0 ante o At. Pernes) reforçaram a posição de liderança, beneficiando do facto de o mais imediato perseguidor, Espinheirense, ter folgado, distando agora seis pontos. O Marinhais, ganhando por 2-0 em Benfica do Ribatejo, igualou a turma do Espinheiro em termos pontuais.

Na outra série, o confronto entre os dois primeiros, Vasco da Gama-Riachense, saldou-se por um empate (1-1). O grupo dos Riachos mantém a liderança, agora com quatro pontos de vantagem sobre o par formado por Vasco da Gama e Tramagal (vencedor, face ao Caxarias, por 3-1).

Campeonato de Portugal – Nenhum dos clubes do Distrito conseguiu somar os três pontos na ronda (14.ª) de abertura da segunda volta da competição: o U. Santarém empatou (1-1) com o guia, B. C. Branco, não tendo o Coruchense conseguido desfazer o nulo na recepção ao Marinhense; pior esteve o Rio Maior, goleado (4-0) pelo Sintrense.

Na pauta classificativa os escalabitanos baixaram à 4.ª posição, mantendo-se três pontos abaixo dos albicastrenses; dispõem, por outro lado, de curta margem de quatro pontos sobre a formação do Sorraia (9.º lugar), primeira abaixo da “linha de água”. Os riomaiorenses continuam no 13.º e penúltimo posto, agora já a 16 pontos dos lugares de manutenção…

Antevisão – Superados que foram os testes da passada semana, em terrenos tradicionalmente difíceis, U. Tomar e Fazendense voltam a actuar em casa, perante adversários que, porém, não lhes oferecerão facilidades: o União recebe o Torres Novas, no maior clássico do futebol distrital (os dois clubes defrontam-se pela 98.ª vez em jogos oficiais, de Campeonatos nacionais e distritais, Taça de Portugal e Taça do Ribatejo); o Fazendense terá a visita do Abrantes e Benfica, que tão forte oposição apresentou frente aos unionistas.

As partidas Benavente-Alcanenense e, em especial, Amiense-Samora Correia, poderão ser de alguma forma clarificadoras sobre o futuro deste campeonato a nível dos lugares de topo.

Na II Divisão realce para os jogos: U. Almeirim-Moçarriense (com o conjunto da Moçarria a pretender rectificar o incrível 0-5 da primeira volta), Riachense-Pego e Vilarense-Tramagal.

No Campeonato de Portugal teremos um encontro entre Rio Maior e Coruchense, que, nesta fase, assumirá maior relevância para o grupo de Coruche; por seu lado, o U. Santarém desloca-se a Arronches, esperando-se que possa averbar desfecho positivo ante o actual 12.º classificado.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 19 de Janeiro de 2023)

Entry filed under: Tomar.

O Pulsar do Campeonato – 15ª Jornada O Pulsar do Campeonato – 17ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Janeiro 2023
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers gostam disto: