O Pulsar do Campeonato – 17ª Jornada

2 Fevereiro, 2020 at 11:00 am Deixe um comentário

O pulsar do campeonato - 2019-20 - 17jornada

(“O Templário”, 30.01.2020)

17 vitórias consecutivas, nas 17 primeiras jornadas do campeonato distrital da I Divisão da Associação de Futebol de Santarém, eis o fantástico feito histórico agora alcançado pelo U. Almeirim, superando a marca de 16 triunfos sucessivos que o Fátima registara nas 16 últimas jornadas da época de 2015-16. Um excepcional registo que poderá não ficar por aqui…

Destaques – O grande realce desta ronda vai para a forma categórica como o líder destacado da prova bateu o já impressionante “record” dos fatimenses, uma vez mais com uma entrada de rompante, resolvendo a contenda ainda antes da meia hora de jogo, acabando por golear por 4-0 em Ferreira do Zêzere, reduto onde não tinha ainda conseguido triunfar, nas duas anteriores visitas que aí fizera na última década. Tendo ampliado para 13 pontos a vantagem sobre o 2.º classificado (faltando agora disputar 13 jornadas), o U. Almeirim pode começar a “encomendar as faixas”.

Nas Fazendas de Almeirim o emblema local conseguiu enfim colocar termo a um longo interregno sem vencer, em casa, o U. Tomar (após três empates, a que se sucederam outras tantas vitórias dos nabantinos, nas seis últimas temporadas), ganhando mercê de um solitário tento, o suficiente para, de forma sensacional, coroando uma notável campanha que tem vindo a realizar, se alcandorar à 2.ª posição, um ponto acima do rival desta ronda e do Coruchense.

Depois da excelente exibição dos unionistas no passado fim-de-semana (ante o grupo do Sorraia) e pese embora tenham voltado a ter maior predomínio em termos de posse de bola e iniciativa atacante, empurrando, em algumas fases, o adversário para a sua zona defensiva, viria a ser o Fazendense a revelar-se mais eficaz, tendo concretizado em golo uma das poucas oportunidades de que dispôs. Os tomarenses, infelizes, acabariam por ver a possibilidade de repartição de pontos esbarrar nos ferros da baliza contrária, mesmo ao “cair do pano”.

Assinala-se também o bom triunfo averbado pelo Torres Novas na recepção ao Mação, com o marcador final a cifrar-se em 3-2, depois de os maçaenses, por duas vezes, terem estado em vantagem, o que deixa o clube que marcou presença nos Nacionais da época passada agora cada vez mais distante de qualquer objectivo concreto para esta temporada, após a eliminação da Taça.

Em função da expressão dos números alcançados, uma nota final ainda para a goleada (7-1) aplicada pelo Cartaxo ao Moçarriense, com a turma do município de Santarém a repetir o desfecho negativo que registara já ante o U. Almeirim (a que acresce ainda o 1-8 consentido em Rio Maior). Em 17 jornadas, o conjunto da Moçarria, que perdeu pela 11.ª vez nos últimos doze jogos, acumula já 50 golos sofridos.

Confirmações – Nos outros quatro desafios, os resultados foram os expectáveis, com as formações mais apetrechadas a vencer com naturalidade.

O triunfo mais apertado foi o do Abrantes e Benfica, frente ao Rio Maior, por tangencial 2-1, o que proporcionou aos abrantinos recolar aos lugares do pódio, agora a três pontos do vice-líder e a dois do duo que partilha o 3.º posto (Coruchense e U. Tomar).

O Amiense obteve uma convincente vitória, por 4-1, ante a Glória do Ribatejo – formação que vinha animada pelos resultados positivos das duas semanas precedentes –, continuando a progredir na tabela, agora somente um ponto abaixo do 7.º classificado (Mação).

Também o Coruchense reagiu positivamente ao desaire sofrido em Tomar, ganhando por 3-1 ao Pego, com os pegachos a somar a sua décima derrota nas últimas onze jornadas do campeonato.

O Riachense, que continua a repartir o último lugar com o Pego, foi igualmente desfeiteado, no seu próprio reduto, perdendo por concludente marca de 0-3 (somando, pois, o seu 12.º desaire consecutivo) ante uma equipa do Samora Correia, ao invés, a atravessar uma fase bem positiva.

II Divisão Distrital – A 13.ª jornada (2.ª da segunda volta) ficou marcada por diversas goleadas, com destaque para os 7-0 com que o Goleganense “brindou” o Fazendense B, os 6-1 do Pontével-Rebocho e do Benavente-Benfica do Ribatejo, os 6-2 do Alcanenense-U. Tomar B ou os 0-4 no Porto Alto-Salvaterrense. Um total de 51 golos em dez jogos, com uma extraordinária média superior a 5 golos, a patentear, porém, alguma falta de competitividade neste escalão.

À parte as goleadas, menção ainda à vitória (3-1) do Marinhais sobre o Forense, duas das equipas que integravam o trio que liderava a série B.

Em função dos desfechos desta ronda, Alcanenense, Entroncamento e Tramagal parecem consolidar-se como principais candidatos ao apuramento, a Norte – agora com a equipa “B” do U. Tomar a seis pontos do 3.º lugar –, enquanto, a Sul, tudo parece bem mais “embrulhado”, com Marinhais e Pontével igualados no comando, com três pontos de vantagem sobre o Forense, e, na perseguição ao 3.º classificado, ainda outros cinco clubes, contidos num intervalo de seis pontos.

Campeonato de Portugal – Acabou por ser positiva a 19.ª jornada para os dois clubes do Distrito, tendo averbado dois empates (ambos a uma bola) ante adversários que apresentavam elevado grau de dificuldade: o Fátima, em Castelo Branco; o U. Santarém, recebendo o histórico Beira-Mar.

Deste modo, os fatimenses (31 pontos) dividem agora a 2.ª posição com o Caldas, tendo os escalabitanos (13.º lugar, com 22 pontos) saltado acima da “linha de água”, pese embora em igualdade pontual com o Águeda, agora a primeira equipa em zona de despromoção.

Antevisão – Os campeonatos distritais voltam a ter outro interregno, dando lugar a nova entrada em cena da Taça do Ribatejo, com a disputa dos 1/4 de final da “prova rainha”.

Três dos favoritos serão colocados à prova em deslocações ao terreno dos adversários, sempre de risco inerente, acrescido em competições de cariz eliminatório, respectivamente no Pego-U. Tomar, Glória do Ribatejo-Fazendense e Goleganense-U. Almeirim (com o único resistente do escalão secundário a receber o líder incontestado da divisão principal); o outro embate, entre Samora Correia e Torres Novas afigura-se mais equilibrado, podendo o factor casa vir eventualmente a ter alguma influência.

No Campeonato de Portugal, o calendário ditou, para a 20.ª ronda, um aliciante confronto entre Fátima e U. Santarém, que se oferece, na conjuntura presente, de prognóstico incerto.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 30 de Janeiro de 2020)

Nota – Título rectificado, uma vez que, por lapso, foi novamente publicado, na edição impressa do jornal, o título da semana anterior

Entry filed under: Tomar.

Brexit Day Cristiano Ronaldo – Golos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Fevereiro 2020
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @carmoafonso: o dia virá em q publicar capas assim arrasará quem o faz e não os visados. 10 hours ago
  • RT @RSolnado: De quem escolheu Roberto, do mesmo autor de Artur em vez de Oblak, chega... Helton, que ele quis dispensar, em vez de Odyssea… 10 hours ago
  • RT @bfarialopes: O Chega, por exemplo, conseguiu a proeza de em 12 horas votar três vezes de forma diferente a mesma norma do Novo Banco: A… 13 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: