O Pulsar do Campeonato – 23ª Jornada

14 Abril, 2019 at 11:00 am Deixe um comentário

O pulsar do campeonato - 2018-19 - 23jornada

(“O Templário”, 11.04.2019)

Numa jornada em que se antecipava que o perigo pudesse estar à espreita dos três candidatos ao título, todos com deslocações de alto risco, apenas os escalabitanos conseguiram sair incólumes, o que lhes proporciona, não só recuperar a liderança, culminando uma longa e incessante perseguição, ao longo de toda a segunda volta, como – conjugando as dificuldades teóricas do calendário dos dois clubes que agora subsistem em tal disputa, nas três derradeiras rondas, com a quebra que o Coruchense vem denotando e, por outro lado, com o impacto psicológico que esta ultrapassagem poderá ter em ambos – assumir agora o estatuto de principal favorito.

Destaques – Pela quarta semana consecutiva, o União de Tomar defrontava um candidato ao título. Após a derrota sofrida em Torres Novas, há cerca de um mês, e antevendo as grandes dificuldades que as sete jornadas restantes apresentavam, poderia pensar-se que os unionistas – então, aparentemente, já sem especiais objectivos a visar –, viriam a enfrentar um demasiado longo e, eventualmente, até algo penoso final de época.

A reforçar a relevância que o aspecto mental assume no futebol, a verdade é que, entretanto, a situação se modificou de forma radical, passando o grupo, já liberto de pressões, a desfrutar o momento, experimentando verdadeiro e acrescido prazer a cada jogo que vai disputando, não sendo descabido afirmar que, nesta altura, os jogadores teriam forte vontade, se tal fosse possível, de dar continuidade a esta série de jogos com as equipas do topo da tabela (resta-lhes apenas receber o novo líder…). E tal reflecte-se também na pauta classificativa, com o 6.º lugar que o clube agora atingiu a passar a ser um objectivo concreto para o fecho da temporada.

No desafio do passado Domingo, ante o U. Almeirim, os tomarenses, face a argumentos desiguais, contrapuseram estratégias diferenciadas, oferecendo a iniciativa ao adversário, para o qual era imperioso vencer. E, pese embora o natural maior pendor ofensivo dos forasteiros, a verdade é que, em lances de bola parada, tendo beneficiado de cinco cantos em curto período de tempo, os “rubro-negros” tiveram duas boas ocasiões para marcar. O golo não surgiu nesses lances, mas materializar-se-ia ainda antes do final do primeiro tempo.

Na segunda metade, os almeirinenses procuraram intensificar a pressão, mas a turma nabantina, com forte espírito de grupo, muito tranquila e quase sempre bastante concentrada, não concedeu grandes possibilidades, vindo, ao invés, a ampliar a vantagem para 2-0, aproveitando, com eficácia, o contra-ataque. Na ponta final, o U. Almeirim reduziria ainda para 2-1, mas já não conseguiria alterar o desfecho do encontro.

Lino Freitas soube armar a equipa para extrair o máximo rendimento do colectivo, com algumas individualidades a destacar-se, casos do guardião Nuno Ribeiro – para além das excelentes intervenções dentro de campo, também com uma atitude digna de registo, ao ofertar a um jogador adversário (a passar momento pessoal muito difícil, pelo falecimento da mãe, mas não abdicando de dar o seu contributo à equipa neste jogo decisivo), o prémio de “melhor jogador em campo” com que tinha sido distinguido – e do ponta-de-lança Handerson Lacerda, um muito bom reforço nesta fase final da época, somando agora já sete golos em seis jogos.

Outro grande destaque da jornada vai, naturalmente, para o Torres Novas, que fez com que o então líder voltasse a perder pontos e, por conseguinte, também a posição que ostentava. A formação do Sorraia começaria da melhor forma, entrando praticamente a ganhar, marcando logo ao 2.º minuto, mas os torrejanos não se mostrariam afectados, vindo a restabelecer a igualdade com pouco mais de um quarto de hora de jogo; o marcador não se alteraria até final.

Na luta pela manutenção, realce para a notável reacção do Marinhais, que, em partida de importância crucial, depois de ter chegado a estar em desvantagem por dois golos, conseguiu operar fantástica reviravolta, ganhando ao Ferreira do Zêzere por 4-3, no que constitui apenas a sua segunda vitória em toda a prova, dando boa “prova de vida” em momento determinante.

Surpresa – A grande surpresa da jornada ocorreu, todavia, em Fazendas de Almeirim, onde a equipa da Glória do Ribatejo alcançou também um importantíssimo triunfo (2-1), o que, a par da vitória do vizinho e rival Marinhais, praticamente implica a inevitabilidade da despromoção do Alcanenense, que, a consumar-se, descerá de divisão em dois anos consecutivos, desde o Nacional, até ao escalão mais baixo do Distrital!

Confirmações – O U. Santarém, evidenciando forte vitalidade, confirmou o seu favoritismo, na difícil deslocação a Ourém, onde se impôs, ante o At. Ouriense, por 3-1. Por seu lado, em Amiais de Baixo, Amiense e Cartaxo, em disputa directa pelo 4.º posto, terminaram a partida igualados a um, no quarto empate sucessivo dos cartaxeiros. Por fim, o Samora Correia venceu, sem grande dificuldade, o “lanterna vermelha”, Alcanenense, por convincente marca de 4-1.

II Divisão Distrital – Após as duas primeiras jornadas, em seis jogos já disputados, regista-se a curiosidade de ter ocorrido uma única vitória caseira (do Abrantes e Benfica, que, assim, é já líder isolado, dado ter sido o único clube a vencer os dois desafios disputados). De facto, no passado Domingo, os visitantes saíram vencedores: o Abrantes e Benfica, no Pego, e o Riachense, ante o Forense, ambos por tangencial 1-0; o Moçarriense, em Rio Maior, por 2-1.

Campeonato de Portugal – Como, de alguma forma, seria expectável, Fátima e Mação registaram mais uma ronda negativa, perdendo os respectivos jogos: os fatimenses, em Vila Franca de Xira, frente ao agora vice-líder, Vilafranquense, por 0-3; os maçaenses, no seu próprio reduto, ante o Oliveira do Hospital (que integra o grupo dos 5.º classificados), por 0-1. A situação do Fátima vai-se tornando deveras preocupante, somente com dois escassos pontos de vantagem em relação à zona de despromoção (14.º lugar, ocupado pelo Sertanense).

Antevisão – Na I Divisão, agora com o caminho para o título a estreitar-se decisivamente, destaca-se o Coruchense-Cartaxo, mais um sério teste ao conjunto da casa, que não pode sofrer deslizes; o problema é que os cartaxeiros já não perdem há 13 jornadas! Em teoria, de menor grau de dificuldade será o obstáculo a transpor pelo U. Santarém, recebendo o Marinhais, porém com este oponente também em acesa luta pelos pontos que lhe permitam a “salvação”. Nota ainda para um sempre aliciante “quase derby”, Ferreira do Zêzere-U. Tomar, com os visitados, algo inesperadamente, a necessitar ainda pontuar para confimar em definitivo a tranquilidade.

Na II Divisão, realce para o Moçarriense-Pego e para o Riachense-Abrantes e Benfica.

No Campeonato de Portugal, esta poderá ser uma jornada determinante, com o confronto entre os dois clubes do Distrito, estando o Fátima, a jogar em casa, “obrigado” a ganhar ao Mação.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 11 de Abril de 2019)

Entry filed under: Tomar.

Liga Europa – 1/4 de Final Notre-Dame

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2019
S T Q Q S S D
« Mar    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: