O Pulsar do Campeonato – 23.ª jornada

5 Abril, 2015 at 11:00 am Deixe um comentário

Pulsar - 23

(“O Templário”, 01.04.2015)

Num campeonato que tem sido fértil em golos (total de 498, em 23 jornadas, resultando numa excelente média, superior a três golos por jogo, com diversas jornadas a superar a marca dos vinte tentos) – traduzindo de alguma forma o desnível que se verifica entre os oito primeiros da tabela e os seis clubes que lutam ainda pela manutenção – a ronda 23 ficou assinalada por um “record” de 31 golos (quase quatro golos e meio por jogo, em média)!

Para tal contribuiu decisivamente o líder Coruchense, estabelecendo também a maior goleada da prova, ao bater o U. Chamusca por concludente 8-0, numa prova de força, de uma equipa que se apresta para garantir matematicamente a conquista do título, o que, nesta altura, ainda com três jornadas por disputar, já só o União de Tomar poderá ainda, hipoteticamente, impedir, dado ser a única equipa que, matematicamente, subsiste ainda na disputa pelo 1.º lugar com a formação do Sorraia.

União de Tomar que, precisamente, voltou também aos triunfos, após duas jornadas sem vencer, batendo o Pontével por 4-2, com a curiosidade de todos os seis golos terem sido apontados apenas no segundo tempo; primeiro os nabantinos a ganhar vantagem, depois a consentir a igualdade a dois golos, para, de pronto, voltarem a adiantar-se, restabelecendo a tranquilidade no marcador final. Ainda uma nota adicional para destacar a posição de liderança do unionista Pelé (autor de mais um tento) como melhor marcador da prova.

A principal surpresa do fim-de-semana foi o segundo desaire sucessivo do grupo dos Empregados do Comércio, derrotado em Benavente por 1-0 – frente a uma equipa que, apesar da posição aflitiva que continua a ocupar na pauta classificativa, ganhara também no terreno do líder, o que, desde já, afasta definitivamente os escalabitanos de quaisquer aspirações que pudessem ainda subsistir no que respeita à disputa do título.

Regressando aos (muitos) golos, também Fazendense e Torres Novas, empatando a dois tentos – com os torrejanos, por duas vezes, a chegarem à vantagem –, acabaram por se anular mutuamente, no que respeita às possibilidades, agora inexistentes, de chegarem ainda ao título. Nos restantes três desafios, três triunfos dos visitantes: goleada do Cartaxo em Rio Maior (4-0); o Amiense (formação que continua a apresentar o segundo melhor registo na segunda volta) a vencer em Mação, por 2-1; e, no duelo dos últimos, o Barrosense a conseguir, enfim, “quebrar o enguiço” (após nove desaires consecutivos, em todos os jogos da segunda metade do campeonato), ganhando em Santarém, face ao “lanterna vermelha”, por 3-2.

Em função destes desfechos, vão-se definindo as posições. Na frente, e tal como referido já, só Coruchense e União de Tomar podem ainda almejar o título, no que constituiria uma tão hercúlea quão épica tarefa dos tomarenses, que, não dependendo de si, precisariam não apenas de vencer os seus jogos, como esperar que o guia não somasse mais do que um ponto nos seus três últimos encontros, com duas saídas bem difíceis, a Amiais de Baixo e ao Cartaxo (onde encerra a prova), intervaladas pela recepção ao Barrosense (equipa que, curiosamente, na primeira volta, forçou uma igualdade a duas bolas perante a formação de Coruche. Mas, na perspectiva unionista, o calendário não se afigura mais fácil, com deslocações a Santarém e a Amiais de Baixo, recebendo o U. Chamusca.

A esse nível, o campeonato poderá até ficar decidido já na próxima jornada, caso o União de Tomar não consiga vencer os Empregados do Comércio, equipa que é agora o seu concorrente mais directo na disputa do 2.º lugar, e em que um eventual empate poderá beneficiar os nabantinos.

Na cauda da tabela, num cenário cada vez mais provável de despromoção de quatro clubes, Benavente, U. Chamusca, Barrosense e U. Santarém estão em forte risco (nesse cenário os escalabitanos terão já confirmada matematicamente a descida), mantendo-se acesa a disputa entre Rio Maior e Pontével pelo posto (9.º) que garante automaticamente a manutenção, sem ficar dependente das classificações do Campeonato Nacional de Seniores.

Na II Divisão Distrital, disputou-se a 3.ª ronda da fase final, de apuramento de Campeão, com destaque para os triunfos de U. Abrantina e Moçarriense, em terreno alheio, respectivamente em Assentiz e na Glória do Ribatejo, em ambos os casos por 2-1, tendo o U. Almeirim ganho ao anterior líder, Pego – equipa que agora igualou pontualmente, mas na 2.ª posição – por 1-0. Entretanto, o conjunto de Abrantes isolou-se na liderança, com um ponto a mais que o referido duo, com o Moçarriense a três pontos, e o Assentis um ponto mais abaixo.

No Campeonato Nacional de Seniores, terminou a primeira volta da fase final, com o Alcanenense a ganhar ao Torreense (2-1), mas mantendo a vantagem de sete pontos sobre o Fátima (primeira equipa em risco de despromoção), que, por sua vez, ganhou ao At. Ouriense por 2-0, “afundando” ainda mais a equipa de Ourém na posição de “lanterna vermelha”, a qual continua a onze pontos do Torreense (faltando disputar apenas seis jogos). Na próxima jornada, teremos um porventura decisivo Alcanenense-Fátima, que, em caso de vitória do grupo de Alcanena, lhe poderá praticamente possibilitar a tranquilidade da garantia da manutenção no campeonato nacional; por seu lado, o At. Ouriense recebe o Eléctrico de Ponte de Sôr.

A nível distrital, os campeonatos terão nova pausa no próximo fim-de-semana, para disputa (na Sexta-feira Santa) das meias-finais da Taça do Ribatejo, com o seguinte alinhamento de jogos: Empregados do Comércio-Coruchense; e Glória do Ribatejo-Amiense.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 1 de Abril de 2015)

Advertisements

Entry filed under: Tomar.

Manoel de Oliveira (1908-2015) Liga dos Campeões – 1/4 Final

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2015
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: