Blogosfera em 2007 (II)

4 Dezembro, 2007 at 8:32 am 2 comentários

A abrir o mês de Fevereiro, a revista FHM apresentava um blogue remetendo para “os 100 melhores vídeos portugueses do YouTube”.

A 3 de Fevereiro, O Diplomata fazia a “apresentação de credenciais”, tendo por temática assuntos políticos e relações internacionais.

No dia 5 de Fevereiro, o Público anunciava a criação da rede TubarãoEsquilo: «Acaba de ser criada a primeira rede agregadora de blogues portuguesa, uma espécie de “última hora” do que se escreve num conjunto de blogues. No final do mês irão aparecer em TubaraoEsquilo.pt os posts (artigos dos autores) mais recentes e comentários dos leitores de duas dezenas de blogues e sites».

Na mesma data, iniciava-se uma nova publicação,a VoxBlogs Magazine, que «pretende ser uma revista que reúna um conjunto de bloggers das mais diversas áreas de interesse a fim de promover o debate de ideias e encontrar o seu espaço na blogosfera e na imprensa online», contando inicialmente com a participação de João Ferreira Dias, Carlos Vilaza, Beatriz Azevedo, Tomás Vasques, Nuno Faritas Lobo, Francisco Reis, Gustavo Jesus e Velker. O projecto findaria a sua actividade em Setembro.

No dia seguinte, realizava-se em Coimbra um debate sobre jornalismo e blogues, com a participação de António Granado (Ponto Media), João Pedro Pereira (Engrenagem) e Inês Amaral (Conversas de Café e Ciberesfera).

Em paralelo, tinha início o Azul Cobalto.

A 7 de Fevereiro, era anunciada a suspensão de juiz por escrever em blogue: o Conselho Superior da Magistratura (CSM) entendera suspender temporariamente o juiz Hélder Fráguas, autor do blog Aqui e Agora, devido ao facto de possuir e escrever num blog em “linguagem obscena e imprópria”.

No dia 8, Pacheco Pereira iniciava, no Abrupto, a publicação de uma série de “Notas sobre a cultura blogue”.

A 12 de Fevereiro, a remodelação gráfica do jornal Público era justificada em Editorial pelo novo contexto, incluindo a envolvente blogues: «A generalização da banda larga pulverizou radicalmente os canais de distribuição da informação. O surgimento dos blogues alargou o espectro do debate público. A facilidade de colocar na rede textos, sons e imagens dessacralizou a função dos jornalistas e alterou irremediavelmente a superfície de contacto entre a informação e os seus destinatários. A pressa da vida moderna nem sempre tolera espaço e tempo para o prazer de ler jornais. Num ápice, constatámos que qualquer alteração incremental redundaria numa mera atitude de resistência e estaria condenada ao fracasso. »

No dia seguinte, ainda no Público, noticiava-se: «António Caldeira foi pronunciado pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, na passada semana, por 49 crimes de violação de segredo de justiça e difamação, num processo em que Paulo Pedroso é queixoso. Os crimes de que é acusado terão sido cometidos no blogue Do Portugal Profundo, de que é autor, onde terão sido publicados vários documentos relacionados com o processo da Casa Pia, quando este ainda se encontrava em segredo de justiça. O autor do blogue Do Portugal Profundo e professor do ensino secundário, António Caldeira, tinha já sido absolvido no âmbito de um processo por desobediência, em 2004, por ter publicado peças processuais proibidas pelo juiz de instrução que apreciava o processo da Casa Pia. Nessa altura, o seu computador chegou a ser apreendido pela PJ. Em 2005, o tribunal absolvia António Caldeira e ordenava a devolução do material, excepto as cópias das peças processuais.»

A 14 de Fevereiro iniciava-se a rede de blogues da FEUP – Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (“FEUP Blogs”), serviço aberto a todos os membros da comunidade FEUP: alunos, docentes, não docentes e ex-alunos.

A 18 e 25 de Fevereiro (artigo cuja publicação prosseguiria a 5 de Março), Pacheco Pereira escrevia a propósito de “pensar os jornais”.

No dia 21 António Dias iniciava o Marketing de Busca – “Quem procura quer encontrar”: «sitio inteiramente preenchido com informação e opinião sobre o funcionamento dos motores de busca, dicas, conselhos sobre como ajudar, e talvez mais importante como não ajudar, os motores de busca a encontrar o seu sitio ou blogue, os impactos dos motores de pesquisa na privacidade e negócios, na forma como interagimos, nas notícias…».

A 26, Vítor Dias, dirigente do Partido Comunista Português, dava início ao Tempo das Cerejas.

A concluir o mês de Fevereiro, o Diário de Notícias publicava, a 27, artigo sob o lema: “Blogosfera e jornalismo devem complementar-se“.

Entry filed under: "Blogosfera" em 2007.

"Café com blogs" Liga dos Campeões – 6ª Jornada

2 comentários Add your own

  • 1. shyznogud  |  6 Dezembro, 2007 às 10:13 am

    pequena rectificação: o Sim no Referendo surgiu a 19 de Janeiro e não a 9 de Fevereiro.

    Responder
  • 2. Leonel Vicente  |  7 Dezembro, 2007 às 12:34 pm

    Obrigado pela nota. Ja rectificado!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2007
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: