O Pulsar do Campeonato – 12ª Jornada

14 Janeiro, 2018 at 12:00 pm Deixe um comentário

Pulsar-12

(“O Templário”, 11.01.2018)

5-2 na Ribeira de Santarém, 5-0 em Samora Correia, 5-0 em Tomar, ante o Fazendense; pelo “meio”, 3-0 na recepção ao Torres Novas: estes são os absolutamente impressionantes números dos quatro últimos jogos do União de Tomar no campeonato, somando o pleno de doze pontos, depois da deslocação ao terreno do líder, afirmando de forma bem categórica a sua ambição.

Destaques – O primeiro grande realce da 12.ª ronda vai, necessariamente, para a fantástica goleada (5-0) imposta pelos unionistas ao até então seu parceiro na vice-liderança, Fazendense, que chegava a Tomar ainda invicto no campeonato. Desta feita sem “casos de arbitragem”, jogando “onze para onze” (aliás, seriam os nabantinos a acabar o jogo reduzidos a dez elementos, por expulsão do seu guarda-redes, já no último minuto, por intercepção da bola fora da área, substituído no lance derradeiro da partida por um dos seus colegas do meio-campo, que ainda defendeu o correspondente livre).

No que se vem tornando uma imagem de marca do grupo tomarense, cedo se colocando em vantagem no marcador, “acabaria” com o jogo num curto espaço de tempo, com a obtenção, praticamente sucessiva, do segundo e do terceiro tentos. Depois, até final, foi só gerir, tendo ainda desperdiçado outras ocasiões de perigo, para além dos dois golos adicionais apontados. Em mais uma excelente exibição do colectivo, é justo individualizar o fantástico desempenho de Wemerson, acabado de chegar do Brasil, após as “mini-férias” de Natal e Ano Novo, autor de quatro golos (a somar aos três que obtivera na ronda anterior), que, num ápice, o catapultaram para o terceiro lugar na lista de melhores marcadores!

Também a merecer especial destaque outra notável goleada (6-1), aplicada pelo Torres Novas ao Samora Correia, que, afinal, não conseguiu redimir-se do pesado desaire caseiro sofrido na jornada precedente, ante o U. Tomar. O facto de se ter privado dos dois elementos então expulsos poderá justificar parcialmente este novo descalabro; o acumular do marcador e o inevitável “atirar de toalha ao chão” no que respeita a hipotéticas expectativas de disputar ainda o 1.º lugar (agora já a inacessíveis doze pontos) terão feito o resto… isto, claro, conjugado com o mérito que, inegavelmente, terá de se atribuir ao desempenho dos torrejanos, a subir, novamente, ao pódio da pauta classificativa (apenas dois pontos abaixo dos tomarenses).

Surpresas – Outros três desfechos desta ronda poderão ser categorizados como “surpresa” ou, pelo menos, “meia-surpresa”. Assinalam-se os resultados positivos averbados por: At. Ouriense (forçando o nulo na visita a Almeirim, ante o União local, fazendo atrasar, porventura irremediavelmente, os visitados, caindo para o 5.º posto, agora a nove pontos do guia, paralelamente confirmando o bom campeonato que a turma de Ourém vem realizando); U. Abrantina (também com um empate a zero, no Cartaxo, que tarda em (re)encontrar-se com os êxitos no seu reduto); e Ferreira do Zêzere (1-1, no sempre difícil terreno de Amiais de Baixo, prosseguindo a sua notável campanha, nesta altura partilhando a posição na tabela com os almeirinenses, já com uma confortável margem de dez pontos em relação à “linha de água”).

Confirmações – Com maiores dificuldades do que seria expectável, o comandante, Mação, levou finalmente de vencida o Riachense (2-1) – foi a primeira vez que os maçaenses conseguiram derrotar este adversário, nos últimos oito anos!

Por seu lado, na Ribeira de Santarém, no “derby” escalabitano, os Empregados do Comércio confirmaram a sua crise de resultados, acumulando a quinta derrota consecutiva, batidos por 0-2 pelo Moçarriense, que não desperdiçou a oportunidade de somar três preciosos pontos.

II Divisão Distrital – Na série mais a Norte, para além do triunfo (3-1) do líder, Tramagal, no “derby”, em Alferrarede, destaca-se a goleada (4-1) do “renascido” Pego (afinal, ainda na disputa de um lugar entre os três primeiros) frente à U. Atalaiense, assim como o triunfo do Aldeiense, fora de casa, ante o Espinheirense, contribuindo para animar a concorrência pelo 3.º lugar, numa altura em que tramagalenses e Rio Maior parecem ganhar alguma vantagem.

A Sul, anota-se a surpresa do nulo do guia, Glória do Ribatejo, na recepção ao Pontével, assim como a vitória do Benavente no “derby”, impondo-se por 3-1 ao Barrosense; menção ainda ao desfecho de 4-3 no interessante Benfica do Ribatejo-Forense. Na frente, para além do Glória, líder destacado, um único ponto separa o trio formado por Benavente, Marinhais e U. Santarém.

Campeonato de Portugal – Na 15.ª jornada, apenas o Fátima conseguiu um resultado positivo, com uma tangencial vitória (2-1) ante o Eléctrico de Ponte de Sôr. De facto, o Alcanenense foi incapaz de oferecer resistência ao vice-líder, Vilafranquense, perdendo, em casa, por 1-4. Pior ainda fez o Coruchense, goleado, também no seu reduto, por 0-4, pelo Torreense.

Assim, cumprida a metade inicial da competição, Fátima e Alcanenense ocupam preocupantes posições abaixo da “linha de água” (não obstante em igualdade pontual com o 1.º Dezembro, a um único ponto de Caldas e Sintrense, e a dois pontos de Coruchense e Loures). Tudo em aberto portanto para a segunda volta, numa série de grande equilíbrio, com o 6º e 12.º classificados separados somente por dois pontos; mas, paralelamente, um alerta para a relevância de cada ponto conquistado, numa prova em que os fatimenses procuram recuperar posições, numa trajectória inversa à da formação de Alcanena, em aparente decréscimo de rendimento.

Antevisão – No Distrital, a próxima jornada marca também o final da primeira volta. Na I Divisão, destacam-se os confrontos Fazendense-Torres Novas (4.º e 3.º classificados, respectivamente), Ferreira do Zêzere-Mação e Riachense-U. Tomar, em que os clubes que ocupam os lugares de topo da tabela terão de se “aplicar a fundo” se quiserem sair vitoriosos.

Na II Divisão, realce para os embates Rio Maior-Espinheirense, Aldeiense-Pego e Marinhais-U. Santarém, em que estará sob mira a disputa das posições de apuramento para a fase final.

No Nacional, a abrir a segunda volta, o Fátima recebe o líder, Mafra, enquanto o Alcanenense terá a visita do Praiense (3.º classificado); o Coruchense defrontará, também em casa, o Caldas.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 11 de Janeiro de 2018)

Anúncios

Entry filed under: Tomar.

O Pulsar do Campeonato – Taça Ribatejo – 1/8 final O Pulsar do Campeonato – 13ª Jornada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Janeiro 2018
S T Q Q S S D
« Dez   Fev »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: