Archive for Setembro, 2014

Portugal Campeão da Europa de Ténis de Mesa

10421521_630344497083901_333068742198638630_n
(via)

Parabéns e Obrigado a Marcos Freitas, Tiago Apolónia, João Geraldo, Diogo Chen, João Monteiro e ao técnico Pedro Rufino, Campeões da Europa de Ténis de Mesa!

Na Final, a selecção de Portugal venceu a da Alemanha por 3-1: Marcos Freitas ganhou a Steffen Mengel (3-0), Timo Boll venceu João Monteiro (3-0), Tiago Apolónia ganhou ao número 1 do ranking europeu, Dimitrij Ovtcharov (3-1), e Marcos Freitas venceu Timo Boll (3-1).

28 Setembro, 2014 at 8:13 pm Deixe um comentário

O pulsar do campeonato – 1.ª jornada

Pulsar - 1

(“O Templário”, 25.09.2014)

Está de volta o Campeonato Distrital da I Divisão, com uma ronda inaugural fértil em golos (média superior a três por jogo, sem qualquer encontro sem golos), e com a particularidade de não se ter registado qualquer empate nas sete partidas disputadas.

O primeiro destaque da competição que agora começa a ensaiar os primeiros passos vai para o grupo dos Empregados do Comércio de Santarém, que protagonizou a principal surpresa da jornada, impondo-se no terreno de um presumível candidato aos primeiros lugares, Fazendense (4.º na temporada precedente), ganhando por 1-0.

De seguida menção a dois jogos em que os avançados estiveram particularmente concretizadores, com o triunfo por 5-3 do Mação em Santarém, frente à outra equipa escalabitana, U. Santarém, recém primodivisionário, após ter retomado a competição oficial na época passada; e com o Cartaxo a ganhar por 4-2 ao Benavente.

Por fim, o realce para outros dois vencedores em terreno alheio: o Coruchense (vice-campeão no ano anterior, porventura o principal candidato ao título), ganhando 1-0 em Rio Maior, clube com um percurso em tudo similar ao do U. Santarém, a nível do regresso à competição e da promoção ao principal escalão do futebol distrital; e o União de Tomar, obtendo o mesmo desfecho na deslocação à Barrosa, para defrontar o terceiro promovido da II Divisão Distrital, Barrosense (outra equipa do município de Benavente), os três com uma má estreia.

Valerá a pena deter-nos um pouco mais neste triunfo unionista, que foi bem sofrido, bastante dificultado por um adversário que, neste desafio, se revelou organizado, pressionante a todo o campo, e durante praticamente todo o tempo de jogo, respondendo sempre à toada mais ofensiva que o União ia procurando impor – com os tomarenses, praticamente desde o início da contenda, a assumir a iniciativa do jogo –, por via de rápidos contra-ataques, que não possibilitavam ao adversário descansar nem confiar em demasia.

De facto, só a meio do segundo tempo os unionistas conseguiriam – curiosamente num lance em que replicaram o tipo de jogada em que o adversário mais vinha insistindo, numa veloz saída para o ataque, com Pelé a desmarcar-se, a ter tempo para dominar a bola, e, na cara do guardião adversário, com muita frieza, rematar inapelavelmente para o fundo da baliza – chegar ao golo que lhes garantiria os três pontos. Só já em tempo de compensação o União voltaria a dispor de uma outra soberana ocasião para marcar, com um potente remate a que o guarda-redes contrário, muito concentrado, deu cabal resposta, numa defesa de elevado grau de dificuldade.

Uma vitória feliz, merecida pelo esforço desenvolvido, por parte de um conjunto tomarense que não se apresentou na máxima força (actuando sem os seus jogadores brasileiros, ainda em processo de finalização da respectiva inscrição), e ao qual, neste encontro, pareceu faltar alguns metros na frente ofensiva. Mas, também, necessariamente, uma vitória importante, proporcionando o reforçar do nível de confiança do grupo, e a tranquilidade necessária para enfrentar os novos desafios que se irão colocando.

Falta referir os dois outros jogos deste primeiro dia de prova: num deles, defrontavam-se dois tradicionais candidatos às posições de topo da pauta classificativa, com o Amiense a receber e a derrotar o Torres Novas (respectivamente, 5.º e 3.º classificados no campeonato anterior) por 2-1; no outro, com o U. Chamusca a ser visitado pelo Pontével (clubes que, no ano passado, lutaram arduamente, até ao final, pela manutenção), registando-se idêntico marcador, também a favor da equipa da casa.

Nesta fase, ainda muito precoce, da competição – em que a “procissão” ainda não saiu do “adro” –, sendo obviamente demasiado cedo para antever claramente favoritos, tiveram, não obstante, um bom começo, as equipas do Coruchense, Amiense e Mação (para além, naturalmente, do União de Tomar); ao invés, deram um primeiro “passo em falso” os conjuntos do Fazendense e do Torres Novas.

Na próxima ronda, o Mação-Fazendense poderá ser apontado como “jogo da jornada”, revestindo-se também de particular interesse o União de Tomar-Cartaxo, assim como o Coruchense-U. Santarém, entre dois históricos do futebol do distrito.

Uma última referência, ainda que breve, ao Campeonato Nacional de Seniores, que segue já com quatro jornadas realizadas, e com o Alcanenense (vencedor frente ao Mafra, por 1-0), a surgir, por agora, isolado na liderança da respectiva série (com 10 pontos, um a mais que os mafrenses e que o U. Leiria), ocupando o Fátima – que derrotou o At. Ouriense por 3-1 – uma posição a meio da tabela (5.º, com 5 pontos); a turma de Ourém, tendo somado apenas um único ponto, acompanha o Riachense (que somou, na Sertã, onde perdeu por 0-1, o quarto desaire na prova) nos dois últimos lugares. Nada de muito preocupante para já, quando apenas se inicia a 1.ª fase, sendo que as grandes decisões só serão definidas lá mais para diante, na fase final… mas, naturalmente, será conveniente começar a somar pontos.

Na 5.ª ronda, a disputar apenas a 5 de Outubro, apenas o grupo de Riachos jogará em casa, recebendo o Torreense; com os restantes três representantes do distrito a deslocarem-se, a Ponte de Sôr (Alcanenense), Caldas (Fátima) e Leiria (At. Ouriense).

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 25 de Setembro de 2014)

28 Setembro, 2014 at 11:00 am Deixe um comentário

Liga Europa – 1ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo E
Panathinaikos – D. Moskva – 1-2
PSV – Estoril – 1-0

1º D. Moskva e PSV, 3; 3º Panathinaikos e Estoril, 0

Grupo J
Rio Ave – D. Kyiv – 0-3
Steaua – AaB Aalborg – 6-0

1º Steaua e D. Kyiv, 3; 3º Rio Ave e AaB Aalborg, 0

(mais…)

18 Setembro, 2014 at 9:11 pm Deixe um comentário

Referendo na Escócia

Guardian Daily Mail the-times Daily Mirror Daily Telegraph Independent

18 Setembro, 2014 at 2:39 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 1ª Jornada – Resultados e Classificações

Grupo A
Juventus – Malmö – 2-0
Olympiakos – At. Madrid – 3-2

1º Juventus e Olympiakos, 3; 3º At. Madrid e Malmö, 0 

Grupo B
Real Madrid – Basel – 5-1
Liverpool – Ludogorets – 2-1

1º Real Madrid e Liverpool, 3; 3º Ludogorets e Basel, 0

Grupo C
Benfica – Zenit – 0-2
Monaco – Bayer Leverkusen – 1-0

1º Zenit e Monaco, 3; 3º Bayer Leverkusen e Benfica, 0

Grupo D
B. Dortmund – Arsenal – 2-0
Galatasaray – Anderlecht – 1-1

1º B. Dortmund, 3; 2º Anderlecht e Galatasaray, 1; 4º Arsenal, 0

Grupo E
Bayern – Manchester City – 1-0
Roma – CSKA Moskva – 5-1

1º Roma e Bayern, 3; 3º Manchester City e CSKA Moskva, 0

Grupo F
Ajax – Paris St.-Germain – 1-1
Barcelona – APOEL – 1-0

1º Barcelona, 3; 2º Ajax e Paris St.-Germain, 1; 4º APOEL, 0

Grupo G
Maribor – Sporting – 1-1
Chelsea – Schalke 04 – 1-1

1º Chelsea, Maribor, Schalke 04 e Sporting, 1

Grupo H
At. Bilbao – Shakhtar Donetsk – 0-0
FC Porto – BATE Borisov – 6-0

1º FC Porto, 3; 2º At. Bilbao e Shakhtar Donetsk, 1; 4º BATE Borisov, 0

Os principais destaques desta ronda inaugural vão para as goleadas aplicadas pelo FC Porto, Real Madrid e Roma, para o Zenit, única equipa a vencer fora do seu terreno, e para a inesperada derrota do At. Madrid em Atenas.

17 Setembro, 2014 at 8:40 pm Deixe um comentário

Liga dos Campeões – 1ª Jornada (Benfica – Zenit)

BenficaBenfica – Artur Moraes, Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu, Enzo Pérez, Andreas Samaris (74m – André Almeida), Eduardo Salvio, Anderson Talisca (20m – Paulo Lopes), Nico Gaitán e Lima (74m – Derley)

Zenit S. PetersburgoZenit S. Petersburgo – Yuri Lodygin, Igor Smolnikov (45m – Aleksandr Anyukov), Nicolas Lombaerts, Ezequiel Garay, Domenico Criscito, Javi García, Axel Witsel, Hulk (85m – Andrey Arshavin), Oleg Shatov, Danny e José Rondón (76m – Pavel Mogilevets)

0-1 – Hulk – 5m
0-2 – Axel Witsel – 22m

Cartões amarelos – Maxi Pereira (60m); Javi García (65m)

Cartão vermelho – Artur Moraes (18m)

Árbitro – Svein Oddvar Moen (Noruega)

O que dizer de um jogo em que se entra a perder, com pouco de mais de um quarto de hora se tem o guarda-redes expulso, e, pouco depois dos 20 minutos, praticamente no primeiro lance em que interveio, ainda “a frio”, o guardião suplente, se sofre o segundo golo?

Que a equipa entrou desconcentrada em campo, denotando dificuldades em compreender o posicionamento táctico do adversário e as rápidas desmarcações, com falhas defensivas que foram severamente penalizadas.

Depois, quando se poderia temer que o marcador se continuasse a avolumar, até atingir números pouco dignificantes, o Benfica teve o mérito de, não apenas estabilizar, recompondo-se a nível defensivo, como, inclusivamente, procurar reagir, indo á procura do golo, que, aliás, poderia ter alcançado, por mais de uma ocasião, num dia em que, contudo, “nada saiu bem”.

No segundo tempo, com o Zenit mais apostado em jogar pelo seguro, e em conservar a vantagem, o esforço e a atitude competitiva do grupo benfiquista seriam bem reconhecidos e merecidamente aplaudidos e incentivados com os incessantes cânticos de apoio, durante largos minutos, na fase final do jogo, com que os adeptos se despediram dos jogadores do seu clube, momento que, pela sua invulgaridade, dadas as circunstâncias, em particular o resultado adverso, nesta abertura da competição, ainda por cima jogando em casa, perdurará na memória, como um sinal de que futuras conquistas estarão à espreita.

16 Setembro, 2014 at 8:35 pm Deixe um comentário

Portugal – Albânia (Europeu 2016 – Qualif.)

Duas palavras: mau demais.

11 jogadores sem norte, sem rumo, à deriva, tão longe de formar uma equipa, mais parecia um grupo de perfeitos desconhecidos. A responsabilidade, obviamente, para o responsável técnico, Paulo Bento.

A selecção portuguesa ainda procurou começar por assumir a iniciativa do jogo, na fase inicial do encontro, mas sempre sem denotar ideias sobre a forma de construir lances que lhe pudessem proporcionar desequilíbrios e oportunidades de golo. Depois, ainda bem cedo, sem que o golo aparecesse, rapidamente foi começando a revelar-se desconexa, sem “fio de jogo”.

Com o golo albanês, logo nos minutos iniciais do segundo tempo, não houve sequer a “chama” que devia ter surgido desse espicaçar do orgulho próprio de alguns jogadores com um nome a defender no futebol.

Vai ser necessário melhorar muito se Portugal quiser ter aspirações nesta fase de qualificação.

Portugal – Rui Patrício; João Pereira, Pepe, Ricardo Costa (73m – Miguel Veloso), Fábio Coentrão, William Carvalho (56m – Ricardo Horta), João Moutinho, André Gomes, Vieirinha (45m – Ivan Cavaleiro), Nani e Éder

Albânia – Etrit Berisha, Elseid Hysaj, Lorik Cana, Mërgim Mavraj, Ansi Agolli, Odise Roshi, Taulant Xhaka, Burim Kukeli (66m – Ergys Kaçe), Amir Abrashi, Ermir Lenjani (75m – Andi Lila) e Bekim Balaj (82m – Sokol Cikalleshi)

0-1 – Bekim Balaj – 52m

Cartões amarelos – Nani (69m); Roshi (4m), Amir Abrashi (21m), Taulant Xhaka (34m), Mërgim Mavraj (67m), Ergys Kaçe (69m) e Etrit Berisha (70m)

Árbitro – Ruddy Buquet (França)

GRUPO I        Jg   V   E   D     G    Pt
1º Dinamarca    1   1   -   -   2 - 1   3
2º Albânia      1   1   -   -   1 - 0   3
3º Sérvia       -   -   -   -   - - -   -
4º Arménia      1   -   -   1   1 - 2   -
5º Portugal     1   -   -   1   0 - 1   -

1ª jornada

07.09.14 – Dinamarca – Arménia – 2-1
07.09.14 – Portugal – Albânia – 0-1

7 Setembro, 2014 at 8:42 pm 1 comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2014
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.