Posts tagged ‘Fórmula 1’

Sebastian Vettel tri-campeão do Mundo de Fórmula 1 – 2012

Classificação final do Campeonato do Mundo de Pilotos – 2012

 1º Sebastian Vettel   Alemanha	     Red Bull Rac.-Renault 281
 2º Fernando Alonso    Espanha	     Ferrari	           278
 3º Kimi Räikkönen     Finlândia     Lotus-Renault         207
 4º Lewis Hamilton     Grã-Bretanha  McLaren-Mercedes	   190
 5º Jenson Button      Grã-Bretanha  McLaren-Mercedes	   188
 6º Mark Webber	       Austrália     Red Bull Rac.-Renault 179
 7º Felipe Massa       Brasil	     Ferrari	           122
 8º Romain Grosjean    França        Lotus-Renault          96
 9º Nico Rosberg       Alemanha	     Mercedes	            93
10º Sergio Perez       México	     Sauber-Ferrari         66
11º Nico Hulkenberg    Alemanha      Force India-Mercedes   63
12º Kamui Kobayashi    Japão	     Sauber-Ferrari	    60
13º Michael Schumacher Alemanha	     Mercedes	            49
14º Paul di Resta      Grã-Bretanha  Force India-Mercedes   46
15º Pastor Maldonado   Venezuela     Williams-Renault	    45
16º Bruno Senna	       Brasil	     Williams-Renault	    31
17º Jean-Eric Vergne   França        S. Toro Rosso-Ferrari  16
18º Daniel Ricciardo   Austrália     S. Toro Rosso-Ferrari  10

Em termos de vitórias individuais durante a época, o agora tri-campeão do Mundo, Sebastian Vettel venceu 5 Grande Prémios (Bahrain, Singapura, Japão, Coreia do Sul e Índia) – face a 11 no ano anterior; tendo Lewis Hamilton (Canadá, Hungria, Itália e EUA) vencido 4; enquanto Fernando Alonso (Malásia, Europa e Alemanha) e Jenson Button (Austrália, Bélgica e Brasil) obtiveram 3 vitórias cada; Mark Webber venceu 2 (Mónaco e Grã-Bretanha); por fim, Kimi Räikkönen (Abu Dhabi), Nico Rosberg (China) e Pastor Maldonado (Espanha) alcançaram apenas 1 triunfo cada.

A nível de equipas, a Red Bull Racing-Renault revalidou também o título mundial de construtores, que conquista igualmente pela terceira vez consecutiva, com um total de 460 pontos, secundada pela Ferrari, com 400, com a McLaren-Mercedes a quedar-se na 3ª posição, com 378 pontos.

25 Novembro, 2012 at 7:41 pm Deixe um comentário

Gilles Villeneuve

Passam hoje 30 anos (!) do desaparecimento de Gilles Villeneuve. Numa cerimónia evocativa, o filho, Jacques Villeneuve, Campeão do Mundo de Fórmula 1 em 1997, conduziu hoje o Ferrari 312 T4, com que o pai se sagrara vice-campeão do Mundo no ano de 1979.

(foto AP Photo/Ercole Colombo – via)

8 Maio, 2012 at 6:14 pm 1 comentário

Mundial de Fórmula 1 – Classificação Final – 2011

1º Sebastian Vettel	Alemanha	 RBR-Renault	        392
2º Jenson Button	Grã-Bretanha	 McLaren-Mercedes	270
3º Mark Webber	        Austrália	 RBR-Renault	        258
4º Fernando Alonso	Espanha	         Ferrari	        257
5º Lewis Hamilton	Grã-Bretanha	 McLaren-Mercedes	227
6º Felipe Massa	        Brasil	         Ferrari	        118
7º Nico Rosberg	        Alemanha	 Mercedes	         89
8º Michael Schumacher	Alemanha	 Mercedes	         76
9º Adrian Sutil	        Alemanha	 Force India-Mercedes 	 42
10º Vitaly Petrov	Rússia	         Renault	         37
11º Nick Heidfeld	Alemanha	 Renault	         34
12º Kamui Kobayashi	Japão	         Sauber-Ferrari	         30
13º Paul di Resta	Grã-Bretanha	 Force India-Mercedes	 27
14º Jaime Alguersuari	Espanha	         STR-Ferrari	         26
15º Sebastien Buemi	Suíça	         STR-Ferrari	         15
16º Sergio Perez	México	         Sauber-Ferrari          14
17º Rubens Barrichello	Brasil	         Williams-Cosworth	  4
18º Bruno Senna	        Brasil	         Renault	          2
19º Pastor Maldonado	Venezuela	 Williams-Cosworth	  1

Em termos de vitórias individuais durante a época, o bi-campeão do Mundo e grande dominador da temporada, Sebastian Vettel venceu 11 Grande Prémios (Austrália, Malásia,  Turquia, Espanha, Mónaco, Europa, Bélgica, Itália, Singapura, Coreia do Sul e Índia); tendo Jenson Button (Canadá, Hungria e Japão) e Lewis Hamilton (China, Alemanha e Abu Dhabi) obtido 3 vitórias cada; por fim, Fernando Alonso (Grã-Bretanha) e Mark Webber (Brasil) alcançaram apenas 1 triunfo cada.

A nível de equipas, a Red Bull-Renault conquistou o título mundial de construtores, com 650 pontos, secundada pela McLaren-Mercedes, com 497, com a Ferrari a quedar-se na 3ª posição, com 375 pontos.

27 Novembro, 2011 at 10:23 pm Deixe um comentário

Sebastian Vettel Campeão do Mundo de Fórmula 1 – 2010

O jovem piloto alemão Sebastian Vettel, de 23 anos, sagrou-se hoje o mais jovem Campeão do Mundo de Fórmula 1 de sempre, ao vencer o Grande Prémio de Abu Dhabi, ao volante de um Red Bull.

Num final em beleza (numa prova, em que, de forma inédita, havia ainda 4 pilotos com possibilidades de alcançar o título), o pódio de hoje reuniu os três últimos Campeões do Mundo, o próprio Vettel – que apenas na derradeira prova ascendeu à liderança do Mundial de Pilotos -, Lewis Hamilton (2º classificado, Campeão em 2008) e Jenson Button (3º, Campeão em 2009).

Fernando Alonso, que liderava a classificação, que necessitava pelo menos do 4º lugar nesta prova, não conseguiu ir além da 7ª posição, resultado de uma incorrecta opção táctica da equipa, ao parar na box demasiado cedo, não tendo depois conseguido ultrapassar nenhum dos pilotos que tinham ficado à sua frente.

Classificação final do Mundial de Pilotos:

1º Sebastian Vettel (Alemanha) – Red Bull – 256
2º Fernando Alonso (Espanha) – Ferrari – 252
3º Mark Webber (Austrália) – Red Bull – 242
4º Lewis Hamilton (Grã-Bretanha) – McLaren – 240
5º Jenson Button (Grã-Bretanha) – McLaren – 214
6º Felipe Massa (Brasil) – Ferrari – 144
7º Nico Rosberg (Alemanha) – Mercedes – 142
8º Robert Kubica (Polónia) – Renault – 136
9º Michael Schumacher (Alemanha) – Mercedes – 72
10º Rubens Barrichello (Brasil) – Williams – 47

No Mundial de Construtores, a Red Bull-Renault garantiu também o título, com 498 pontos, à frente da McLaren-Mercedes (454), Ferrari (396), Mercedes (214) e Renault (163).

14 Novembro, 2010 at 4:26 pm Deixe um comentário

Campeonato do Mundo de Fórmula 1 – 2009

No termo de uma atípica temporada, com um surpreendentemente esmagador domínio de uma nova escuderia, Brawn, no seu ano de estreia (sucedendo à Honda), na primeira metade do campeonato, o inglês Jenson Button – o qual, por coincidência, fora último classificado no Mundial anterior – sagrou-se Campeão do Mundo de Fórmula 1, depois de ter vencido seis Grandes Prémios (todos eles nas sete provas iniciais).

As outras corridas tiveram por vencedores: Sebastian Vettel (quatro triunfos), Mark Webber, Lewis Hamilton e Rubens Barrichello (duas vitórias cada) e Kimi Räikkönen (uma vitória).

Classificação final do Mundial de Pilotos

1º Jenson Button (Reino Unido) – Brawn Mercedes – 95
2º Sebastian Vettel (Alemanha) – Red Bull Renault – 84
3º Rubens Barrichello (Brasil) – Brawn Mercedes – 77
4º Mark Webber (Austrália) – Red Bull Renault –  69,5
5º Lewis Hamilton (Reino Unido) – McLaren Mercedes – 49
6º Kimi Räikkönen (Finlândia) – Ferrari – 48
7º Nico Rosberg (Alemanha) – Williams Toyota – 34,5
8º Jarno Trulli (Itália) – Toyota – 32,5
9º Fernando Alonso (Espanha) – Renault – 26
10º Timo Glock (Alemanha) – Toyota – 24
11º Felipe Massa (Brasil) – Ferrari – 22
12º Heikki Kovalainen (Finlândia) – McLaren Mercedes – 22
13º Nick Heidfeld (Alemanha) – BMW Sauber – 19
14º Robert Kubica (Polónia) – BMW Sauber – 17
15º Giancarlo Fisichella (Itália) – Force India Mercedes / Ferrari – 8
16º Sébastien Buemi (Suíça) – Toro Rosso Ferrari – 6
17º Adrian Sutil (Alemanha) – Force India Mercedes – 5
18º Kamui Kobayashi (Japão) – Toyota – 3
19º Sébastien Bourdais (França) – Toro Rosso Ferrari – 2

Classificação final do Mundial de Construtores

1º Brawn-Mercedes – 172
2º Red Bull-Renault – 153,5
3º McLaren-Mercedes – 71
4º Ferrari – 70
5º Toyota – 59,5
6º BMW Sauber – 36
7º Williams-Toyota – 34.5
8º Renault – 26
9º Force India-Mercedes – 13
10º Toro Rosso-Ferrari – 8

1 Novembro, 2009 at 6:26 pm Deixe um comentário

Lewis Hamilton Campeão do Mundo de Fórmula 1 – 2008

Numa corrida repleta de suspense até à última volta, o inglês Lewis Hamilton, ao volante de um McLaren – conseguindo recuperar o 5º lugar na última curva do Grande Prémio do Brasil, beneficiando das dificuldades sofridas pelo alemão Timo Glock… depois de ter perdido essa posição após paragem na box para mudança para pneus de chuva, quando faltavam já, apenas, 2 voltas para o fim -, acaba de sagrar-se Campeão do Mundo de Fórmula 1.

Quando Felipe Massa conclui o Grande Prémio do Brasil, vencendo a prova (à frente dos anteriores Campeões do Mundo, Fernando Alonso e Kimi Raikkonen), chegou a festejar-se na box da Ferrari – assim como nas bancadas de Interlagos – a conquista do Mundial de Pilotos por parte do brasileiro, perante a notória incapacidade revelada por Hamilton em ultrapassar Timo Glock, que defendia de forma intransponível para o britânico a 5ª posição… até que se percebeu que o alemão que ocupava o 4º lugar tinha ficado para trás (devido ao facto de estar então com pneus não adaptados a piso molhado), tendo sido ultrapassado por Vettel e Hamilton, que assim garantia a vantagem mínima de 1 ponto, que lhe proporciona tornar-se no mais jovem Campeão da história da Fórmula 1, aos 23 anos.

http://www.youtube.com/v/LapPLXRqR_o&hl=en&fs=1

P. S. Pode ficar a saber tudo sobre esta época de Fórmula 1, nesta magnífica infografia do Jornal de Notícias!

Classificação Final do Mundial de Pilotos

1º Lewis Hamilton (Inglaterra) – McLaren – 98
2º Felipe Massa (Brasil) – Ferrari – 97
3º Kimi Raikkonen (Finlândia) – Ferrari – 75
4º Robert Kubica (Polónia) – BMW Sauber – 75
5º Fernando Alonso (Espanha) – Renault – 61
6º Nick Heidfeld (Alemanha) – BMW Sauber – 60
7º Heikki Kovalainen (Finlândia) – McLaren – 53
8º Sebastian Vettel (Alemanha) – Toro Rosso – 35
9º Jarno Trulli (Itália) – Toyota – 31
10º Timo Glock (Alemanha) – Toyota – 25
11º Mark Webber (Austrália) – Red Bull – 21
12º Nelson Piquet Jr. (Brasil) – Renault – 19
13º Nico Rosberg (Finlândia) – Williams – 17
14º Rubens Barrichello (Brasil) – Honda – 11
15º Kazuki Nakajima (Japão) – Williams – 9
16º David Coulthard (Escócia) – Red Bull – 8
17º Sebastien Bourdais (França) – Toro Rosso – 4
18º Jenson Button (Inglaterra) – Honda – 3

Classificação Final do Mundial de Construtores

1º Ferrari – 172
2º McLaren – 151
3º BMW Sauber – 135
4º Renault – 80
5º Toyota – 56
6º Toro Rosso – Ferrari – 39
7º Red Bull – Renault – 29
8º Williams – Toyota – 26
9º Honda – 14

Lista dos pilotos Campeões Mundiais: Nino Farina (1950), Juan Manuel Fangio (1951, 1954, 1955, 1956 e 1957), Alberto Ascari (1952 e 1953), Mike Hawthorn (1958), Jack Brabham (1959, 1960 e 1966), Phil Hill (1961), Graham Hill (1962 e 1968), Jim Clark (1963 e 1965), John Surtees (1964), Denny Hulme (1967), Jackie Stewart (1969, 1971 e 1973), Jochen Rindt (1970), Emerson Fittipaldi (1972 e 1974), Niki Lauda (1975, 1977 e 1984), James Hunt (1976), Mario Andretti (1978), Jody Scheckter (1979), Alan Jones (1980), Nelson Piquet (1981, 1983 e 1987), Keke Rosberg (1982), Alain Prost (1985, 1986, 1989 e 1993), Ayrton Senna (1988, 1990 e 1991), Nigel Mansell (1992), Michael Schumacher (1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004), Damon Hill (1996), Jacques Villeneuve (1997), Mika Hakinnen (1998 e 1999), Fernando Alonso (2005 e 2006), Kimi Raikonnen (2007) e Lewis Hamilton (2008).

2 Novembro, 2008 at 6:49 pm Deixe um comentário

Grandes duelos (I)

Tendo por mote a evocação do grande duelo que foi a disputa do título de Campeão Mundial de Xadrez, em 1972, entre o recentemente desaparecido Bobby Fischer e Boris Spassky, dou hoje início a uma nova série… sobre “Grandes duelos”.

Começando com a disputa no Grande Prémio do Mónaco de 1992, com Ayrton Senna a defender-se de uma forma épica dos ataques de Nigel Mansell (então com um bólide bastante mais poderoso, tendo vencido todas as 5 provas até aí disputadas nessa época, vindo a alcançar um total de 9 vitórias e a sagrar-se Campeão do Mundo, praticamente com o dobro dos pontos do Vice-Campeão, o seu colega de equipa na Williams, Riccardo Patrese).

Depois do título mundial de Fórmula 1 de 1992, Mansell derivaria a sua carreira para os EUA, onde, em 1993, se sagrou também Campeão de Fórmula Indy, logo no seu ano de estreia.

Ayrton Senna – já então tri-Campeão Mundial (em 1988, 1990 e 1991) -, ao volante de um McLaren, terminaria o Campeonato desse ano no 4º lugar (somando três triunfos nessa época), ainda suplantado por Michael Schumacher.

22 Janeiro, 2008 at 8:52 am Deixe um comentário

Título Mundial de Raikonnen confirmado pela FIA

Na sequência da abertura de processo de inquérito, a FIA decidiu não desqualificar os pilotos da BMW e da Williams, confirmando a homologação da classificação do Grande Prémio do Brasil e, consequentemente, a atribuição do título de Campeão do Mundo de Fórmula 1 a Kimi Raikkonen.

21 Outubro, 2007 at 11:28 pm Deixe um comentário

Título Mundial de Raikonnen suspenso pela FIA

A Federação Internacional Automóvel (FIA) acaba de anunciar a suspensão da classificação final do Campeonato do Mundo de Fórmula 1, devido a processo de inquérito a que serão submetidas as equipas BMW e Williams – por eventuais irregularidades relacionadas com a temperatura do combustível -, o qual poderá condicionar os resultados do Grande Prémio do Brasil e, consequentemente, a atribuição do título mundial (considerando que os 3 primeiros classificados concluiram o Campeonato separados por apenas 1 ponto!).

Caso a FIA viesse a penalizar as equipas referidas (ou, pelo menos, a BMW), desclassificando Nico Rosberg (Williams), Robert Kubica e Nick Heidfeld (ambos da BMW) – respectivamente 4º, 5º e 6º classificados na prova de hoje – Lewis Hamilton subiria ao 4º (ou 5º) lugar, o suficiente para que o título de Campeão Mundial lhe fosse atribuído…

21 Outubro, 2007 at 10:15 pm 1 comentário

Kimi Raikkonen Campeão do Mundo de Fórmula 1 – 2007

De forma absolutamente imprevista, o finlandês Kimi Raikkonen, ao volante de um Ferrari, acaba de sagrar-se Campeão do Mundo de Fórmula 1, ao vencer a última prova da época, o Grande Prémio do Brasil, superando os concorrentes da McLaren, o espanhol Fernando Alonso (3º na prova) e o inglês Lewis Hamilton (apenas 7º classificado, a 1 volta do vencedor!).

Na classificação geral final, Kimmi Raikkonen somou 110 pontos, contra 109 de Lewis Hamilton e Fernando Alonso!

Na partida, Felipe Massa (que conquistara a pole) manteve a liderança, enquanto Raikonnen e Alonso ultrapassavam Hamilton logo na primeira curva; o inglês, procurando ripostar de imediato, acabaria por sair largo, sendo ultrapassado por vários pilotos, vendo-se então relegado para a 8ª posição, tendo conseguido ainda recuperar uma posição após a primeira curva.

Na 4ª volta, Hamilton cometeria novo erro, saindo largo novamente, ao pressionar Heidfeld na disputa do 6º lugar… que alcançaria na 7ª volta. Até que, na volta seguinte, abrandando subitamente (com problemas de transmissão numa passagem de caixa), seria ultrapassado por inúmeros concorrentes, caindo para a 18ª posição!

Numa corrida desesperada, em busca do 5º lugar, Hamilton apenas conseguiria subir uma posição à 11ª volta, passando para 16º na volta 13; 15º na volta 15; 12º na volta 16; 11º na volta 18; chegando a 10º à 23ª volta. Apenas conseguiria atingir o 9º lugar na 34ª volta.

Entretanto, numa prova em que a Ferrari patenteava uma clara superioridade, com Felipe Massa a liderar, à frente de Raikonnen, era Alonso (3º) que se perfilava como candidato a tri-Campeão Mundial… até à 50ª volta, em que, na sequência das paragens nas boxes, Raikkonen, assumindo a liderança da prova, assumia também o comando do Campeonato.

Numa fase em que as esperanças eram já remotas, Hamilton entraria nos pontos à volta 59, a 12 do termo da corrida, para, finalmente, se posicionar em 7º lugar a partir da 64ª volta.

Raikkonen, com 6 vitórias durante a época acaba por conquistar meritoriamente o título, face a apenas 4 vitórias de Hamilton e de Alonso (tendo Felipe Massa triunfado nas restantes 3 provas).

Outro finlandês, Heikki Kovalainen, abandonando na última prova do seu ano de estreia, não conseguiu superar o record de Tiago Monteiro (16 provas consecutivas finalizadas por um estreante) que igualara no Grande Prémio da China; o português é também titular de outro record, em parceria com Michael Schumacher, o de mais provas concluídas numa temporada (18).

Lista dos pilotos Campeões Mundiais: Nino Farina (1950), Juan Manuel Fangio (1951, 1954, 1955, 1956 e 1957), Alberto Ascari (1952 e 1953), Mike Hawthorn (1958), Jack Brabham (1959, 1960 e 1966), Phil Hill (1961), Graham Hill (1962 e 1968), Jim Clark (1963 e 1965), John Surtees (1964), Denny Hulme (1967), Jackie Stewart (1969, 1971 e 1973), Jochen Rindt (1970), Emerson Fittipaldi (1972 e 1974), Niki Lauda (1975, 1977 e 1984), James Hunt (1976), Mario Andretti (1978), Jody Scheckter (1979), Alan Jones (1980), Nelson Piquet (1981, 1983 e 1987), Keke Rosberg (1982), Alain Prost (1985, 1986, 1989 e 1993), Ayrton Senna (1988, 1990 e 1991), Nigel Mansell (1992), Michael Schumacher (1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004), Damon Hill (1996), Jacques Villeneuve (1997), Mika Hakinnen (1998 e 1999), Fernando Alonso (2005 e 2006) e Kimi Raikonnen (2007).

Classificação Final do Mundial de Pilotos
(mais…)

21 Outubro, 2007 at 6:32 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos Artigos mais recentes


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2021
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.