O Pulsar do Campeonato – 14ª Jornada

28 Janeiro, 2018 at 12:00 pm Deixe um comentário

Pulsar-14

(“O Templário”, 25.01.2018)

Com mais uma afirmativa demonstração de força e beneficiando do deslize nabantino, o Mação volta a distanciar-se na liderança do campeonato distrital da I Divisão, tendo ampliado para oito pontos o seu avanço face aos mais imediatos concorrentes (U. Tomar e Fazendense), numa altura em que, com a disputa da 14.ª jornada, teve início a segunda metade da competição.

Destaques – O primeiro destaque vai para mais uma goleada averbada pelos maçaenses em Ourém, frente ao At. Ouriense: depois do 4-1 registado no jogo da Taça do Ribatejo, o Mação repetiu agora a marca de 4-0 com que havia já vencido este mesmo adversário na ronda inaugural do campeonato; decididamente, a turma oureense não conseguiu, nesta época, encontrar antídoto para travar o ímpeto maçaense. Depois de uma primeira parte equilibrada, em que os visitantes apenas conseguiriam chegar ao golo já em período de compensação, no segundo tempo tudo seria diferente, com o marcador a avolumar-se progressivamente.

A segunda nota de realce é a vitória do Ferreira do Zêzere frente ao U. Tomar (2-1), fazendo história neste duelo particular, dado que, apenas ao 15.º confronto entre ambos os clubes, os ferreirenses conseguem alcançar o primeiro triunfo (depois de 12 vitórias unionistas), uma derrota bem amarga para os tomarenses, pelas circunstâncias e no momento em que ocorre.

Num desafio de cariz muito especial, entre clubes vizinhos, com diversos elementos da equipa da casa que vestiram já as cores unionistas (desde os técnicos Eduardo Fortes e Jacob Vieira, aos jogadores Telmo Rodrigues, André Silva e Tiago Vieira), este encontro teria alguns pontos de contacto com o anterior dos tomarenses, nos Riachos. Consciente da relevância desta partida, e das dificuldades a ela associadas, a equipa do U. Tomar assumiu, desde início, a iniciativa do jogo, procurando o golo, que poderia ter alcançado em mais de um par de boas oportunidades, mas que, porém, não conseguiu concretizar. Ao intervalo, o nulo era penalizador para o labor desenvolvido pelos “rubro-negros”, não fazendo jus à superioridade evidenciada.

A segunda metade abriria, praticamente, com o primeiro golo dos ferreirenses, na sequência de uma grande penalidade, convertida por Tiago Vieira, também a cimentar a sua liderança dos melhores marcadores. E, tal como sucedera na ronda anterior, este tento traduziria um ponto de viragem no jogo, com os nabantinos, a partir daí, a perderem a fluidez que tinham demonstrado, não tendo conseguido, no imediato, voltar a criar ocasiões de perigo. Com o tempo a correr contra os tomarenses, o Ferreira do Zêzere, em contra-ataque, chegaria ao segundo golo, agravando ainda mais as dificuldades da equipa contrária. Até final, pouco mais se jogaria, com sucessivas interrupções de jogo, para assistência a jogadores da casa. O ponto de honra dos unionistas, obtido já na parte final, acabaria por ser curto para as suas pretensões e necessidades.

Num jogo em que voltou a falhar alguma felicidade ao União, há que dar o mérito ao grupo de Ferreira do Zêzere pela forma como conseguiu interpretar a estratégia que tinha delineado – o que lhe proporciona ocupar um magnífico 5.º lugar –, enquanto os tomarenses saem de cabeça erguida, pelo esforço desenvolvido, devendo focar-se já no próximo desafio.

Surpresa – A (meia-)surpresa da jornada ocorreu precisamente nos Riachos, onde o conjunto da casa, que já “ameaçara” na semana passada, conseguiu mesmo chegar ao triunfo (apenas o terceiro na prova), uma vitória (2-1) ante o Torres Novas, tão mais saborosa por se tratar de um “derby”, dando nova esperança ao Riachense, agora só três pontos abaixo da “linha de água”.

Confirmações – Nos restantes quatro encontros, os desfechos acabaram por, de alguma forma, confirmar as expectativas, com realce para a vitória (2-1) da U. Abrantina sobre o Amiense, com a turma de Amiais de Baixo com muita dificuldade em libertar-se da zona perigosa, em que, ao invés, se vê cada vez mais envolvida. No Fazendense-Samora Correia e no Moçarriense-U. Almeirim, os conjuntos almeirinenses triunfaram mercê de um solitário tento em cada um dos embates (quinto desaire sucessivo dos samorenses, sétimo nos últimos oito jogos no campeonato!), enquanto o Cartaxo conseguiu a primeira vitória categórica (3-0) no seu reduto, ante os Empregados do Comércio, outra vez com a indesejada posição de “lanterna vermelha”.

II Divisão Distrital – A Norte, destaca-se o triunfo do Caxarias sobre o Rio Maior (3-1), proporcionando-lhe subir ao 5.º posto, a cinco pontos do 3.º classificado, Aldeiense. Merece igualmente menção a goleada (5-0) do Pego ante o Espinheirense. Por seu lado, o At Pernes conseguiu, enfim, obter o seu primeiro ponto, com um inesperado empate (3-3) na Atalaia.

Na série a Sul, realce para a vitória (1-0) do Marinhais, no “derby”, ante o Salvaterrense, reforçando o 2.º lugar, a três pontos do guia, Glória, que continua a vencer (2-0 no terreno do Vale da Pedra). O Porto Alto registou a sua primeira vitória (1-0), ante o Benfica do Ribatejo.

Campeonato de Portugal – Continua difícil a situação dos clubes do Distrito, que apenas somaram um ponto nesta ronda, mercê do empate (1-1) do Coruchense em Sintra, frente ao 1.º Dezembro; de facto, Fátima e Alcanenense saíram derrotados das deslocações efectuadas, respectivamente, aos Açores (0-1, perante o Lusitânia) e a Loures (0-3).

A turma de Alcanena subsiste em posição de despromoção (12.º), não obstante continuar a distar um ponto dos fatimenses (10.º lugar), imediatamente antecedidos pelo grupo do Sorraia.

Antevisão – Os campeonatos distritais voltam a sofrer breve paragem, para disputa dos 1/4 de final da Taça do Ribatejo, em que avulta o embate entre o Mação e Samora Correia, uma oportunidade para os samorenses procurarem, enfim, voltar a conseguir algo de positivo, tendo, para tal, de contrariar o favoritismo do líder. Em Tomar, o União recebe o Glória do Ribatejo, equipa do segundo escalão, mas que ostenta praticamente um ano de invencibilidade (desde a eliminação nos 1/8 de final da edição precedente da competição!); sendo um outro objectivo que os tomarenses muito anseiam conquistar, este desafio será mais uma etapa crucial a superar.

No Nacional, o Coruchense recebe o líder, Vilafranquense, em jogo de elevado grau de dificuldade, cabendo ao Fátima ser visitado pelo Torreense (5.º); quando ao Alcanenense, actua novamente fora de casa, em Pêro Pinheiro, precisamente a equipa que se lhe segue na tabela.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 25 de Janeiro de 2018)

Anúncios

Entry filed under: Tomar.

Benfica / FC Porto / Sporting – Títulos Roger Federer – 20 títulos “Grand Slam”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Janeiro 2018
S T Q Q S S D
« Dez   Fev »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: