O Pulsar do Campeonato – 12ª Jornada

11 Dezembro, 2016 at 11:00 am Deixe um comentário

U. Tomar com derrota injusta ante o líder

(“O Templário”, 08.12.2016)

A conjugação de resultados da 12.ª jornada possibilitou ao Riachense reforçar a sua posição de liderança, ampliando para três pontos a vantagem em relação ao Coruchense, estando agora o 3.º classificado – de novo o surpreendente Samora Correia – a cinco pontos.

Destaques – O principal destaque desta ronda vai para o triunfo da formação de Riachos em Tomar, numa partida em que começou por evidenciar a sua condição de guia, cedo assumindo o controlo do jogo, inaugurando o marcador logo à passagem do quarto de hora inicial.

Não obstante, e ao invés do que se poderia eventualmente ser expectável nestas circunstâncias, o grupo unionista – que subsiste sob a direcção técnica de Lino Freitas –, revelaria excelente atitude, com muito boa reacção, começando por restabelecer a igualdade, para, pelo decorrer do tempo de jogo fora, vir a subjugar o comandante, criando inúmeras ocasiões de golo, com o guardião contrário, Fábio Silva (que alinhara no clube tomarense na época anterior), com uma série de intervenções decisivas, a impedir o concretizar da vantagem do União de Tomar.

Já na fase final do encontro, a menos de cinco minutos do seu termo, mais uma controversa grande penalidade, proporcionaria ao Riachense chegar à vitória (2-1), num desafio em que muito pouco fez para o merecer, no qual a turma unionista foi amplamente superior ao 1.º classificado do campeonato, tendo, de novo, expressado fortes razões de queixa da arbitragem.

Realce ainda para a recuperação protagonizada pelo Torres Novas, que, após quatro vitórias consecutivas, empatou a zero diante do candidato ao título, Coruchense, estando os torrejanos, nesta altura (depois de um único ponto nas seis primeiras jornadas, somaram 14 em outras tantos jogos), somente a três pontos do 6.º lugar!

Surpresa – Não será propriamente uma grande surpresa, mas é digno de nota o empate alcançado pelo Mação em Amiais de Baixo, a duas bolas, tendo inclusivamente chegado a beneficiar de vantagem no marcador, num terreno sempre difícil, e perante o anterior 3.º classificado, agora a atrasar-se, já a seis pontos do líder.

Confirmações – Nos restantes encontros, os resultados registados situaram-se dentro do que poderia ser expectável, com mais duas igualdades (numa ronda em que se fixou o “record” de quatro empates, na presente edição da prova), entre At. Ouriense e Fazendense (1-1), duas equipas a subir de rendimento; e um nulo no Empregados do Comércio-Pego, um desfecho que agradará bastante mais aos pegachos (a procurar “segurar-se” acima da zona perigosa da tabela) que aos “Caixeiros”, que subsistem abaixo da “linha de água”.

Por seu lado, o Samora Correia, recebendo uma irreconhecível equipa do Cartaxo, assim como o U. Almeirim, visitado pelo “lanterna vermelha”, Benavente, confirmaram o natural favoritismo que lhes era atribuído, aplicando ambos “chapa 3”, não obstante os benaventenses tivessem começado por causar um pequeno “calafrio”, ao abrir o activo em Almeirim, mas com os visitados a ripostar convincentemente, tendo assim igualado o União de Tomar na 6.ª posição.

II Divisão Distrital – Na série A, o Caxarias reagiu muito positivamente ao resultado adverso da passada semana, batendo o Alferrarede por 3-0, tendo beneficiado do inesperado empate do Ferreira do Zêzere no terreno do Espinheirense (2-2), para retomar o comando da prova, que partilha precisamente com os ferreirenses, com a U. Abrantina (goleando por 4-0 no Tramagal) apenas um ponto mais abaixo. Na série B, com o anterior líder, Moçarriense, a folgar, o U. Santarém, vencendo por igual marca (4-0) o Barrosense, isolou-se na liderança da sua série, com um ponto de vantagem em relação ao Marinhais (vitorioso por 3-0 no reduto do Forense), tendo a turma da Moçarria baixado ao 3.º posto, agora a dois pontos do guia.

Campeonato de Portugal – Atingindo-se também a 12.ª jornada – faltando portanto seis para o termo desta primeira fase – os dois clubes representantes do Distrito voltaram a vencer as respectivas partidas: no caso do Fátima, ante o Sp. Ideal, desforrando-se “com juros” do desaire que a equipa açoriana lhe havia imposto apenas há duas semanas, goleando por 5-1… depois de ter começado por se ver em desvantagem: por seu lado, o Alcanenense recebeu e bateu o Lusitânia dos Açores, por 4-2. Assim, os fatimenses continuam a partilhar a liderança da sua série, a par do Sertanense (mas com U. Leiria e Operário de Lagoa somente a três pontos), enquanto a formação de Alcanena se destaca no 4.º posto, distante dos lugares de acesso à fase de disputa da promoção (a nove pontos do 2.º lugar, ocupado pelo Torreense), mas agora também já com nove pontos de vantagem sobre a “linha de água”.

Antevisão – A próxima jornada do Distrital da I Divisão – a concluir a primeira volta da competição – apresenta-se repleta de jogos de interesse: desde logo, um confronto entre 2.º e 3.º classificados, com o Coruchense a receber o Samora Correia; por seu lado, o Riachense recebe o U. Almeirim, em duas partidas em que os candidatos ao título poderão enfrentar dificuldades para materializar o teórico favoritismo de que disfrutam. Por seu lado, o União de Tomar, numa fase bem difícil do calendário da prova, desloca-se a Fazendas de Almeirim, para defrontar uma equipa em ascensão, o Fazendense, actual 5.º classificado.

Na II Divisão Distrital, também a finalizar a primeira volta, a Norte, destaca-se o confronto que oporá, frente a frente, os dois líderes, com o Ferreira do Zêzere a receber o Caxarias, enquanto a U. Abrantina terá a visita da U. Atalaiense, numa partida que poderá começar a definir posições, entre os candidatos à qualificação para a fase de apuramento de Campeão. A Sul, realce para os encontros Moçarriense – Glória do Ribatejo e Marinhais – Benfica do Ribatejo.

No Campeonato de Portugal, o Fátima visita a Figueira da Foz, para defrontar o “lanterna vermelha”, Naval, onde se apresenta com amplo favoritismo; o Alcanenense terá difícil deslocação, ao reduto do Mafra, actual 3.º classificado, ambicionando subir na classificação.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 8 de Dezembro de 2016)

Anúncios

Entry filed under: Tomar.

Frederico Lourenço – “Prémio Pessoa” 2016 Liga dos Campeões – Sorteio dos 1/8 de Final

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2016
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: