Archive for 12 Fevereiro, 2009

Charles Robert Darwin – 200 anos

Charles Robert Darwin nasceu a 12 de Fevereiro de 1809 em Shrewsbury, Inglaterra, tendo falecido a 19 de Abril de 1882.

Frequentando a Universidade de Edimburgo a partir de 1825, enquanto estudante de Medicina, começou desde cedo a interessar-se por história natural, viajando, logo em 1829, para o País de Gales, onde observaria, coleccionaria e estudaria insectos com o entomologista Frederick William Hope.

Já depois de uma passagem de cerca de 3 anos pela Universidade de Cambridge (onde conheceria o geólogo Adam Sedwick e o estudioso de botânica John Henslow), embarcaria a bordo do Beagle no final de 1831, partindo de Plymouth, numa viagem que – tendo inicialmente por missão principal a exploração da costa da América do Sul – acabaria por ser de circum-navegação do globo terrestre, ao longo  de cerca de 5 anos, em que passaria por lugares tão variados como Cabo Verde, Terra do Fogo / Patagónia, Ilhas Falkland, Chile, ilhas Galápagos (território a 900 km da costa, hoje pertencente ao Equador), Tahiti, Nova Zelândia, Austrália (viria a dar nome à capital do “Northern Territory”), Ilhas Maurícias, Cabo da Boa Esperança, Brasil, ou Açores, antes de regressar, chegando a Falmouth em Outubro de 1836.

Viria a tornar-se um naturalista, desenvolvendo a teoria da selecção natural (1838), acabando por propor – na sua obra maior, publicada em Londres a 24 de Novembro de 1859,  “A Origem das Espécies” (On the Origin of Species by Means of Natural Selection, or The Preservation of Favoured Races in the Struggle for Life) – a teoria da evolução das espécies, fruto das suas observações e experimentações, nomeadamente ao longo de quase cinco anos a bordo do Beagle, em que teve a oportunidade de encontrar uma grande diversidade de características geológicas, fósseis, e organismos vivos.

Darwin introduziria a ideia da evolução a partir de um ancestral comum, por meio da selecção natural, assentando nos seguintes fundamentos:

  • Hereditariedade (transferência de características genéticas, de progenitores para os seus descendentes)
  • Competição (dada a escassez de recursos, as diferentes espécies vêem-se impelidas a uma competição natural, lutando pela sobrevivência)
  • Selecção natural (em função das capacidades de adaptação de cada espécie, a probabilidade de sobrevivência será maior nos seres de maior aptidão)
  • Variantes (cada tipo de população tem uma variante, de que é exemplo o tamanho dos bicos dos tentilhões das ilhas Galápagos)
  • Reprodução (as diferentes espécies têm a capacidade de “produzir” cópias de si próprias).

Para saber mais:

(foto via)

12 Fevereiro, 2009 at 8:30 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Fevereiro 2009
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.