Posts filed under ‘Uncategorized’

Liga Europa – Sorteio dos 1/4 de Final

Anderlecht – Manchester United
Celta de Vigo – Genk
Ajax – Schalke 04
Lyon – Beşiktaş

Os jogos da primeira mão serão disputados a 13 de Abril de 2017, estando as partidas da segunda mão agendadas para 20 de Abril.

17 Março, 2017 at 1:12 pm Deixe um comentário

“Esta” foi para nós!

31 Dezembro, 2016 at 8:26 pm Deixe um comentário

Portugal – Letónia (Mundial 2018 – Qualif.)

Portugal Portugal – Rui Patrício, João Cancelo, José Fonte, Bruno Alves, Raphaël Guerreiro, William Carvalho, Nani (65m – Ricardo Quaresma), João Mário (71m – Gelson Martins), André Gomes (87m – Renato Sanches), Cristiano Ronaldo e André Silva

Letónia Letónia – Andris Vaņins,Gints Freimanis,Vitālijs Jagodinskis, Kaspars Gorkšs, Vitālijs Maksimenko, Vladislavs Gabovs, Igors Tarasovs, Oļegs Laizāns, Glebs Kļuškins (79m – Aleksejs Višņakovs), Artjoms Rudņevs (87m – Vladislavs Gutkovskis) e Dāvis Ikaunieks (59m – Artūrs Zjuzins)

1-0 – Cristiano Ronaldo (pen.) – 28m
1-1 – Artūrs Zjuzins – 67m
2-1 – William Carvalho – 70m
3-1 – Cristiano Ronaldo – 85m
4-1 – Bruno Alves – 90m

Cartões amarelos – André Gomes (16m); Glebs Kļuškins (14m), Vitālijs Maksimenko (26m), Kaspars Gorkšs (53m) e Vladislavs Gabovs (76m)

Árbitro – Bobby Madden (Escócia)

Num daqueles casos em que o resultado foi melhor que a exibição, os Campeões Europeus obtiveram mais uma goleada (a terceira sucessiva), mas não evitaram passar por um pequeno susto.

Defrontando uma equipa bastante fechada na sua zona defensiva, a selecção nacional começou por experimentar bastantes dificuldades para conseguir ultrapassar esse bloqueio, apenas tendo chegado ao golo por via de uma grande penalidade.

Apenas muito raramente saindo do seu meio-campo, a Letónia provocaria, não obstante, uma situação de perigo, na sequência de um pontapé de canto, a obrigar o concentrado Rui Patrício a difícil intervenção.

Até final do primeiro tempo, mesmo em vantagem, a equipa portuguesa não encontraria facilidades, com os letões a não desarmarem a sua barreira defensiva.

No início do segundo tempo, Portugal parecia pretender reforçar a sua dinâmica ofensiva,mas sem sucesso. Ao invés, viria mesmo a ser surpreendido, com o tento do empate, que podia ter feito a equipa “tremer”, ao mesmo tempo que tinha o efeito de motivar ainda mais o adversário para procurar conservar tão precioso resultado.

Felizmente, a situação resolver-se-ia praticamente de imediato, com a obtenção do segundo golo, com a selecção nacional então a beneficiar já da acção de Ricardo Quaresma.

Até final, os letões acabariam por baixar a guarda, vindo ainda a sofrer mais dois tentos nos derradeiros cinco minutos da partida, ampliando a marca para um desfecho que apenas ilusoriamente parece espelhar inexistentes facilidades.

Em qualquer caso, Portugal prossegue a sua trajectória vitoriosa, à medida que vai ampliando a vantagem na diferença de golos face ao adversário directo (Suíça), continuando a depender de si próprio, mas numa caminhada que subsiste sem margem para erro.

GRUPO B        Jg   V   E   D     G    Pt
1º Suíça        4   4   -   -   9 - 3  12
2º Portugal     4   3   -   1  16 - 3   9
3º Hungria      4   2   1   1   8 - 3   7
4º I. Faroé     4   1   1   2   2 - 8   4
5º Letónia      4   1   -   3   2 - 8   3
6º Andorra      4   -   -   4   1 -13   -

4ª jornada

13.11.2016 – Hungria – Andorra – 4-0
13.11.2016 – Suíça – I. Faroé – 2-0
13.11.2016 – Portugal – Letónia – 4-1

(mais…)

13 Novembro, 2016 at 10:34 pm Deixe um comentário

Campeonato do Mundo de Fórmula 1 – 2009

No termo de uma atípica temporada, com um surpreendentemente esmagador domínio de uma nova escuderia, Brawn, no seu ano de estreia (sucedendo à Honda), na primeira metade do campeonato, o inglês Jenson Button – o qual, por coincidência, fora último classificado no Mundial anterior – sagrou-se Campeão do Mundo de Fórmula 1, depois de ter vencido seis Grandes Prémios (todos eles nas sete provas iniciais).

As outras corridas tiveram por vencedores: Sebastian Vettel (quatro triunfos), Mark Webber, Lewis Hamilton e Rubens Barrichello (duas vitórias cada) e Kimi Räikkönen (uma vitória).

Classificação final do Mundial de Pilotos

1º Jenson Button (Reino Unido) – Brawn Mercedes – 95
2º Sebastian Vettel (Alemanha) – Red Bull Renault – 84
3º Rubens Barrichello (Brasil) – Brawn Mercedes – 77
4º Mark Webber (Austrália) – Red Bull Renault –  69,5
5º Lewis Hamilton (Reino Unido) – McLaren Mercedes – 49
6º Kimi Räikkönen (Finlândia) – Ferrari – 48
7º Nico Rosberg (Alemanha) – Williams Toyota – 34,5
8º Jarno Trulli (Itália) – Toyota – 32,5
9º Fernando Alonso (Espanha) – Renault – 26
10º Timo Glock (Alemanha) – Toyota – 24
11º Felipe Massa (Brasil) – Ferrari – 22
12º Heikki Kovalainen (Finlândia) – McLaren Mercedes – 22
13º Nick Heidfeld (Alemanha) – BMW Sauber – 19
14º Robert Kubica (Polónia) – BMW Sauber – 17
15º Giancarlo Fisichella (Itália) – Force India Mercedes / Ferrari – 8
16º Sébastien Buemi (Suíça) – Toro Rosso Ferrari – 6
17º Adrian Sutil (Alemanha) – Force India Mercedes – 5
18º Kamui Kobayashi (Japão) – Toyota – 3
19º Sébastien Bourdais (França) – Toro Rosso Ferrari – 2

Classificação final do Mundial de Construtores

1º Brawn-Mercedes – 172
2º Red Bull-Renault – 153,5
3º McLaren-Mercedes – 71
4º Ferrari – 70
5º Toyota – 59,5
6º BMW Sauber – 36
7º Williams-Toyota – 34.5
8º Renault – 26
9º Force India-Mercedes – 13
10º Toro Rosso-Ferrari – 8

1 Novembro, 2009 at 6:26 pm Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2017
M T W T F S S
« Mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.