Mundial 2010 – Portugal – Costa do Marfim

15 Junho, 2010 at 4:50 pm Deixe um comentário

Portugal Costa do Marfim 0-0

Portugal Eduardo, Paulo Ferreira, Bruno Alves, Ricardo Carvalho, Fábio Coentrão, Pedro Mendes, Deco (62m – Tiago), Raul Meireles (85m – Ruben Amorim), Cristiano Ronaldo, Danny (55m – Simão Sabrosa) e Liedson

Costa do Marfim Boubacar Barry, Guy Demel, Kolo Touré, Didier Zokora, Siaka Tiene, Yaya Touré, Emmanuel Eboué (89m – Romaric), Cheik Ismael Tiote, Gervinho (82m – Abdelkader Keita), Salomon Kalou (66m – Didier Drogba) e Aruna Dindane


(foto Diário de Notícias)

Ao 13º jogo do Mundial, a selecção de Portugal entrou finalmente em campo, num jogo que não fugiria à toada geral da prova – pelo menos até agora, nesta jornada inaugural, de grande contenção e risco mínimo, em que se registou o sexto empate.

O momento de maior emoção no decurso da primeira parte surgiria logo aos 11 minutos, com um remate de Cristiano Ronaldo a embater com estrondo no poste, para, à passagem dos 23 minutos, ser a Costa do Marfim a criar perigo, com Gervinho a ganhar um ressalto já dentro da área, mas, no último momento, um defesa português conseguiria aliviar.

O jogo apresentava-se repartido, com Portugal a procurar estruturar as suas jogadas ofensivas, enquanto a Costa do Marfim privilegiava a velocidade do contra-ataque, ao mesmo tempo que se fazia impor o poder físico e de choque na equipa marfinense, com os portugueses a denotarem dificuldade em penetrar no meio-campo contrário, a verem-se obrigados a jogar para trás, não conseguindo abrir o jogo, actuando praticamente sem extremos, jogando muito pelo faixa central do terreno, zona em que os adversários têm maior facilidade em garantir as marcações.

Não obstante o maior tempo de posse de bola de Portugal (56 %) no final da primeira meia-hora de jogo, a equipa da Costa do Marfim começara a ganhar algum predomínio já desde os 25 minutos.

Numa partida sem grandes ocasiões de perigo junto das balizas – com o jogo a ser disputado muito longe das grandes áreas, os guarda-redes teriam de intervir de forma mais afincada apenas por uma vez, em ambos os casos em antecipação aos avançados -, a maior oportunidade da equipa marfinense surgiria aos 42 minutos, com uma série de trocas de bola dentro da área portuguesa, a ver jogar, culminando num canto, que não teria consequências. A Costa do Marfim acabava a primeira parte a controlar o jogo…

E regressaria prometendo, logo a abrir o segundo tempo, uma toada de maior dinamismo, com acção junto da baliza de Eduardo, ganhando novo canto.

Portugal respondia, aos 50 minutos, com uma descida até à baliza adversária, num lance com algum aparato, mas inconsequente. E, mais três minutos, volvidos, quase consecutivamente, duas boas iniciativas da equipa da Costa do Marfim, dentro da área portuguesa, numa delas com Eduardo a ser chamado a mostrar a sua concentração no jogo.

Aos 57 minutos, uma das melhores jogadas da partida, com Deco a chegar até à linha do fundo, do lado esquerdo, cruzando para a cabeça de Liedson, num remate de fácil defesa. No minuto imediato, Gervinho imitaria Deco e, ainda mais dois minutos, surgiria nova ofensiva marfinense, com novo canto e um remate de cabeça a levar algum perigo. à passagem da hora de jogo, o encontro parecia então querer animar, ganhando maior ritmo.

Aos 67 minutos a equipa portuguesa ensaiava uma naturalmente desaconselhável jogada de filigrana por entre os poderosos centrais da defesa adversária, condenada ao insucesso. Cinco minutos decorridos, a bola chegaria a entrar na baliza da Costa do Marfim, mas o árbitro havia já interrompido o jogo, sancionando falta. Cristiano Ronaldo, com uma exibição algo apagada, parecia começar a estar mais em jogo, surgindo também Liedson.

Com 78 minutos de jogo, Raul Meireles teria então um primeiro ensaio de remate de meia-distância, ligeiramente ao lado da baliza contrária.

De forma simétrica à evolução registada na primeira parte, Portugal parecia surgir agora mais forte, na fase final da partida. Já com 80 minutos, Ronaldo teria então ensejo de marcar um livre “ao seu jeito”, mas a bola sairia sem a melhor direcção.

Até final do encontro – à excepção do período de compensação (3 minutos), em que haveria ainda tempo para dois grandes “sustos” na pequena área portuguesa -, a iniciativa e o “sinal mais” continuara a ser da equipa portuguesa, mas sem resultados práticos.

Num encontro tão repartido, sem domínio claro de qualquer das equipas, o empate é não só o resultado mais ajustado, como o desfecho quase inevitável da postura adoptada por ambos os conjuntos.

Melhor jogador – Cristiano Ronaldo

Amarelos – Didier Zokora (7m) e Guy Demel (21m); Cristiano Ronaldo (21m)

Árbitro – Jorge Larrionda (Uruguai)

Port Elizabeth (15h00)

(ver fotos do Estadão)

O jogo visto no Twitter, numa extraordinária infografia animada do The Guardian.

Anúncios

Entry filed under: Media e Comunicação, Mundial 2010.

Petição Em favor do ensino da História Colecção de Ensaios – Fundação Francisco Manuel dos Santos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Junho 2010
S T Q Q S S D
« Maio   Jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @2010MisterChip: 28 de noviembre de 2000: Madrid 1-2 Boca. Última final internacional perdida por el Real Madrid. Desde aquella derrota… 30 minutes ago
  • RT @JoaoCastroSport: Nota a relembrar esta semana: o FC Porto vai defrontar o Belenenses SAD. O verdadeiro Belenenses está nas distritais. 1 hour ago
  • RT @seixasdacosta: O país já percebeu que a CP está num caos. Tenho pena que o governo não assuma isto abertamente e nos dê uma perspetiva… 1 hour ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: