LIGA DOS CAMPEÕES – 3ª JORNADA (ACT.)

18 Outubro, 2006 at 9:45 pm Deixe um comentário

GRUPO B          Jg  V  E  D   G   Pt  Sporting-Inter........1-0 / ---
1 Bayern     Bayern  3  3  -  -  7-0   9  Bayern-Sp. Moscovo....4-0 / ---
2 Sporting   Sporting  3  1  1  1  2-2   4  Inter-Bayern..........0-2 / ---
3 Inter      Inter  3  1  -  2  2-4   3  Sp. Moscovo-Sporting..1-1 / ---
4 Sp.Moscovo Sp. Moscovo  3  -  1  2  2-7   1  Inter-Sp. Moscovo.....2-1 / ---
                                       Sporting-Bayern.......0-1 / ---

GRUPO F          Jg  V  E  D   G   Pt  M. United-Celtic......3-2 / ---
1 M. United  M. United  3  3  -  -  7-2   9  Copenhaga-Benfica.....0-0 / ---
2 Celtic     Celtic  3  2  -  1  6-3   6  Benfica-M. United.....0-1 / ---
3 Benfica    Benfica  3  -  1  2  0-4   1  Celtic-Copenhaga......1-0 / ---
3 Copenhaga  Copenhaga  3  -  1  2  0-4   1  Celtic-Benfica........3-0 / ---
                                       M. United-Copenhaga...3-0 / ---

GRUPO G          Jg  V  E  D   G   Pt  FC Porto-CSKA Moscovo.0-0 / ---
1 CSKA Mosc. CSKA Moscovo  3  2  1  -  2-0   7  Hamburgo-Arsenal......1-2 / ---
2 Arsenal    Arsenal  3  2  -  1  4-2   6  Arsenal-Porto.........2-0 / ---
3 FC Porto   FC Porto  3  1  1  1  4-3   4  CSKA Moscovo-Hamburgo.1-0 / ---
4 Hamburgo   Hamburgo  3  -  -  3  2-7   -  CSKA Moscovo-Arsenal..1-0 / ---
                                       FC Porto-Hamburgo.....4-1 / ---

Entrando muito receoso na partida, parecendo intimidado com o ambiente de Celtic Park, o Benfica ofereceu o controlo do jogo ao adversário que, no final do primeiro quarto de hora – tendo-se instalado no meio-campo da equipa portuguesa – beneficiava de uma vantagem de 65 % / 35 % em termos de “posse de bola”.

Logo no primeiro minuto, Quim seria chamado a uma extraordinária defesa, na que, algo paradoxalmente, constituiria uma das raras oportunidades dos escoceses no primeiro tempo.

Aos 15 e 16 minutos, com dois remates de meia-distância, não obstante desenquadrados da baliza, o Benfica parecia querer “sacudir a pressão” do Celtic. E, a partir dai, adquirindo confiança, começou a trocar a bola e teria mesmo a ocasião mais soberana, por intermédio de Katsouranis, com a baliza à mercê, mas a não conseguir cabecear com a direcção certa.

No regresso, após o intervalo, o Celtic, em pouco mais de um quarto de hora, “acabou com o jogo”, com dois golos… numa altura em que faltou alguma felicidade ao Benfica, nomeadamente com um excelente remate de Nuno Assis a embater com estrondo na trave da baliza da equipa escocesa (logo após o primeiro golo dos escoceses).

Quase abdicando da disputa da partida na sua fase final – acabando por sofrer o terceiro golo em “cima da hora” – o Benfica começa a ver a qualificação como… uma miragem.

Celtic – Boruc, Telfer, G. Caldwell, McManus, Naylor, Maloney, Lennon, Sno (88m – Pearson), Nakamura, Zurawski (84m – Jarošík) e K. Miller

Benfica – Quim, Alcides, Luisão, Ricardo Rocha, Léo, Petit, Katsouranis (72m – Nélson), Nuno Assis, Simão Sabrosa, Miccoli e Nuno Gomes (78m – Kikin Fonseca)

1-0 – K. Miller – 56m
2-0 – K. Miller – 66m
3-0 – Pearson – 90m

Cartões amarelos – Sno (70m); Katsouranis (63m)

Árbitro – Eric Braamhaar (Holanda)


No jogo do Estádio do Dragão, o FC Porto acabou por vencer com alguma naturalidade (embora por números inesperados) uma desastrada equipa do Hamburgo (por exemplo, com a infantilidade do penalty que dá o segundo golo à equipa portuguesa), que, para já, soma por derrotas os jogos disputados na presente edição da Liga dos Campeões.


Depois dos encontros disputados por Benfica e FC Porto na Terça-Feira, o Sporting recebeu hoje o Bayern, perdendo por 0-1, com Schweinsteiger a marcar mais um golo a Ricardo (depois dos 2 que obteve no Alemanha – Portugal do Mundial), com um potente remate. A reacção do Sporting na segunda parte, após a expulsão do mesmo Schweinsteiger, com uma busca continuada do golo do empate, não frutificaria, não obstante as oportunidades de que a equipa portuguesa beneficiou, com destaque para o remate ao poste, por Polga.

Referência ainda para a positiva estreia do português Hilário na baliza do Chelsea, que se impôs perante o Campeão europeu em título, o Barcelona, por 1-0 (golo de Drogba no início da segunda parte), desperdiçando ainda a equipa inglesa algumas outras ocasiões de golo, ao mesmo tempo que respondeu com segurança às jogadas ofensivas dos catalães.

Anúncios

Entry filed under: Desporto. Tags: , , , .

THE DOORS (II) THE DOORS – DISCOGRAFIA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Outubro 2006
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: