MUNDIAL 2006 – 3º/4º LUGAR – ALEMANHA – PORTUGAL

8 Julho, 2006 at 9:55 pm 2 comentários

AlemanhaPortugal3-1

Alemanha Oliver Kahn, Marcell Jansen, Christoph Metzelder, Jens Nowotny, Philipp Lahm, Sebastien Kehl, Bastian Schweinsteiger (79m – Thomas Hitzlsperger), Bernd Schneider, Torsten Frings, Lukas Podolski (71m – Mike Hanke) e Miroslav Klose (65m – Oliver Neuville)

Portugal Ricardo, Paulo Ferreira, Fernando Meira, Ricardo Costa, Nuno Valente (69m – Nuno Gomes), Costinha (46m – Petit), Maniche, Cristiano Ronaldo, Deco, Simão Sabrosa e Pauleta (77m – Figo)

1-0 – Bastian Schweinsteiger – 56m
2-0 – Petit (p.b.) – 60m
3-0 – Bastian Schweinsteiger – 78m
3-1 – Nuno Gomes – 88m

No jogo de “(des)consolação”, em que ficou privado de Ricardo Carvalho (devido ao cartão amarelo que lhe foi exibido na partida das 1/2 Finais) e de Miguel (lesionado no mesmo jogo), e também, por opção, sem Figo de início, Portugal entrou no jogo com uma boa disposição, assegurando o domínio da posse de bola nos primeiros minutos.

Até que, aos 4 minutos, a Alemanha, na primeira jogada de ataque, rematou com perigo à baliza portuguesa, com a bola possivelmente a ser desviada da sua trajectória pelo braço de Nuno Valente; as três repetições televisivas não foram inequívocas sobre a existência de falta para grande penalidade, que os alemães reclamaram.

Aos 8 minutos, Nuno Valente a deixar-se ultrapassar mais uma vez, e nova jogada de perigo para a baliza portuguesa.

Aos 14 minutos, Pauleta conseguiu desmarcar-se e surgir na “cara” de Kahn, que evitaria o golo português.

Aos 20 minutos, a Alemanha chegava novamente com perigo à baliza portuguesa, com Ricardo a ter uma bela intervenção, desviando para canto, com a ponta dos dedos. E, apenas 4 minutos depois, na resposta a um livre convertido por Podolski com um remate potente, Ricardo faria mais uma excelente defesa.

Aos 29 minutos – numa fase em que a equipa portuguesa, com dificuldade para suster o ataque alemão, se revelava muito faltosa –, novo livre perigoso para a Alemanha, com o remate a sair bastante por cima da trave.

Três minutos volvidos, nova falta em zona perigosa, praticamente em cima da linha de grande área, por Costinha, que viu também o cartão amarelo. O livre foi marcado de forma similar ao anterior.

Aos 35 minutos, aliviando a pressão alemã, Portugal conseguia alguns pontapés de canto; num deles, criaria perigo, com a bola a cruzar toda a área alemã, mas sem que nenhum português conseguisse fazer o desvio para a baliza.

No final do primeiro tempo, um pouco contra o pendor do jogo, Portugal dominava em termos de tempo de posse de bola.

No início da segunda parte, Portugal pareceu entrar mais tranquilo, criando duas oportunidades: primeiro, aos 50 minutos, num livre em que Simão Sabrosa fez a bola sobrevoar a barreira, para descer depois, não o suficiente para se enquadrar com a baliza; dois minutos depois, Pauleta a surgir isolado no corredor direito, a rematar para a defesa de Kahn.

Só que, aos 56 minutos, numa jogada de inspiração de Schweinsteiger, inflectindo da esquerda para o centro, rematou forte e colocado, com efeito, com a bola a fugir de Ricardo; estava feito o primeiro golo da partida.

Quatro minutos depois, nova oportunidade para a Alemanha, com Lahm a rematar cruzado, em arco, do lado esquerdo, saindo a bola por alto.

E, ainda aos 60 minutos, num livre, novamente por Schweinsteiger, de novo no flanco esquerdo, o remate saiu forte, com Petit, na área portuguesa a desviar a trajectória da bola para a nossa baliza; era o segundo golo da Alemanha. No espaço de menos de 5 minutos, Portugal entregava o jogo…

Não obstante, no minuto imediato, Portugal podia ter reduzido a desvantagem: Deco surgia a rematar com muito perigo, com uma excelente estirada de Kahn, a desviar para canto.

A equipa portuguesa arriscaria com a entrada de Nuno Gomes para o lugar de Nuno Valente e, já na fase final do jogo, Figo, provavelmente a fazer a sua despedida da selecção, substituía Pauleta.

Na primeira jogada após ter entrado em campo, Figo servia um avançado português, que não conseguiria concretizar o golo, que poderia dar alguma esperança a Portugal.

Para, no lance imediato, aos 78 minutos, a “papel químico” do primeiro golo, mais uma vez por Schweinsteiger, desta vez com a bola colocada ao poste mais longe, fazia o 3-0.

Aos 82 minutos, Metzelder, pressionado por Nuno Gomes, cabeceava para a sua própria baliza; a bola parecia ir entrar… quando tabelou em Kahn.

No minuto seguinte, Ronaldo podia mais uma vez ter chegado ao golo… Kahn negou-o novamente, não obstante a trajectória “esquisita” da bola.

Portugal conseguiria chegar ao “golo de honra” apenas a dois minutos de fim, com Nuno Gomes a corresponder da melhor forma a uma jogada ofensiva de Portugal, cabeceando em “voo”, sem hipóteses para Khan.

Ainda assim, um resultado pesado face ao que se passou em campo, não obstante a superioridade alemã, justificando a vitória.

A Alemanha conquista o 3º lugar final; Portugal vê-se relegado para a 4ª posição.

Melhor jogador – Bastian Schweinsteiger

Amarelos – Torsten Frings (7m) e Bastian Schweinsteiger (78m); Ricardo Costa (24m), Costinha (33m) e Paulo Ferreira (60m)

Árbitro – Toru Kamikawa (Japão)

Stuttgart (20h00)

Entry filed under: Mundial 2006.

"PROCESSO DE BOLONHA" MUNDIAL 2006 – 1/8 FINAL – 1/4 FINAL – 1/2 FINAIS – FINAL

2 comentários Add your own

  • 1. Nonato Albuquerque  |  8 Julho, 2006 às 9:15 pm

    É preciso dizer a esse menino Cristiano Ronaldo que ele precisa jogar futebol e não fazer exibicionismo. Boa sorte (até aqui a Alemanha está dando de um gol a zero). Boa sorte.

    Responder
  • 2. dallin  |  7 Maio, 2010 às 10:18 pm

    meu idolo..
    Schweinsteige

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Julho 2006
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


<span>%d</span> bloggers like this: