“ANJOS E DEMÓNIOS" (IV)

15 Setembro, 2005 at 8:31 am Deixe um comentário

Tal constitui o ponto de partida para a “contratação”, por parte do Director do CERN, de um conceituado “simbologista” de Harvard, especialista em iconologia religiosa, em particular na seita dos “Illuminati”, organização de cientistas que, desde os tempos de Galileu, se oporia à Igreja.

Assim entra em cena o “herói” da história, Professor Robert Langdon (voando de Boston, nos EUA, para Genève, na Suíça, no avião espacial X-33, em cerca de 1 hora), que, na segunda parte do livro, nos surge como que transfigurado num misto de “Indiana Jones” / “McGyver”, sempre parecendo ressurgir das cinzas qual Fénix renascida.

Com base numa artificiosa mescla de verdades factuais e um conjunto de monumentos realmente existentes em Roma, começa assim a desenvolver-se mais uma teoria da conspiração: a seita teria furtado do CERN a mais mortífera arma alguma vez criada pelo homem, um contentor de antimatéria (fonte de energia altamente instável) com um poder destrutivo absolutamente invulgar, que pretenderia utilizar para, destruindo o Vaticano, onde se concentravam os seus representantes máximos (os Cardeais eleitores, reunidos em Conclave, para a eleição do novo Papa), desferir um golpe fatal à instituição da Igreja Católica.

A Langdon, acompanhado da filha adoptiva do cientista assassinado, compete a investigação do homicídio e a procura da antimatéria furtada, deambulando por entre os lugares mais reservados do Vaticano (como a Biblioteca com os seus arquivos secretos e até o Gabinete do Papa) e alguns monumentos de Roma: desde o Panteão à Capela Chigi (na igreja de Santa Maria del Popolo), Praça Barberini (igreja de Santa Maria dalla Vittoria), Fonte dos Quatro Rios (Piazza Navona), culminando na Igreja da Iluminação; com passagem ainda pela Praça de S. Pedro.

Entry filed under: Livro do mês.

GOOGLE BLOG SEARCH REALIDADE E FICÇÃO EM “ANJOS E DEMÓNIOS" (IV)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2005
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: