Liga dos Campeões – 1/8 Final (2ª mão)

                                 2ª mão     1ª mão     Total
Chelsea - Paris St.-Germain        2-2 (a.p.) 1-1        3-3
Barcelona - Manchester City        ---        2-1        ---
At. Madrid - Bayer Leverkusen      ---        0-1        ---
Borussia Dortmund - Juventus       ---        1-2        ---
Real Madrid - Schalke 04           3-4        2-0        5-4
Bayern München - Shakthar Donetsk  7-0        0-0        7-0
Monaco - Arsenal                   ---        3-1        ---
FC Porto - Basel                   4-0        1-1        5-1

Completada que está metade da 2.ª mão dos 1/8 de final da Liga dos Campeões, para além das goleadas de Bayern e FC Porto, destaca-se o desaire caseiro do Real Madrid, que não impediu a equipa espanhola de se qualificar para os 1/4 de final; por fim, em Londres, jogando quase 90 minutos em inferioridade numérica (incluindo o prolongamento), por expulsão de Ibrahimovic, o Paris St.-Germain conseguiu, por duas vezes, mercê de dois tentos apontados pelos seus defesas centrais, David Luiz e Thiago Silva, restabelecer a igualdade, assim eliminando o Chelsea.

11 Março, 2015 at 9:37 pm Deixe o seu comentário

O pulsar do campeonato – 20.ª jornada

Pulsar - 20

(“O Templário”, 05.03.2015)

A seis jornadas do termo do Campeonato Distrital da I Divisão, a prova volta a estar ao rubro, assistindo-se a um novo reagrupamento na frente da pauta classificativa, em que o principal beneficiado da última ronda poderá até ter sido o Fazendense, clube que torna a integrar o quarteto de potenciais candidatos ao título, com os três primeiros (Coruchense, Empregados do Comércio e União de Tomar) agora intervalados entre cada um deles por apenas um ponto, com o grupo de Fazendas de Almeirim somente dois pontos mais abaixo, portanto a quatro do guia.

Tal compactar de posições decorreu do empate averbado pelo líder, Coruchense, na difícil deslocação a Torres Novas, onde, aliás, esteve em posição de desvantagem até perto do final, tendo acabado por conseguir o golo que permitiu o “mal menor”, a igualdade a uma bola.

Um deslize que o trio de perseguidores aproveitou, saindo vitorioso dos respectivos desafios: de forma categórica, no caso do União de Tomar, goleando o Benavente por 5-1 (com destaque para mais dois tentos apontados por Pelé, ampliando a sua conta para 20 golos, à 20.ª jornada), numa prova cabal de que o grupo unionista não ficou afectado pelo desaire da ronda anterior; com bastante mais dificuldade, por margem tangencial, nos casos dos Empregados do Comércio (2-1, no derby escalabitano, frente ao U. Santarém) e do Fazendense (1-0 na Barrosa – somando terceiro triunfo sucessivo, a melhor série actualmente em curso, depois de ter iniciado a segunda metade da competição com quatro empates –, impondo, por outro lado, a sétima derrota consecutiva ao Barrosense, que perdeu todos os jogos desta segunda volta).

Das restantes equipas da primeira metade da tabela só o Mação venceu também, igualmente por margem tangencial, em Pontével, por 3-2, ascendendo à 6.ª posição, agora apenas a dois pontos do Torres Novas. Nos outros encontros da ronda, um empate (2-2) entre duas equipas confortavelmente instaladas a meio da tabela, em Amiais de Baixo, entre Amiense (que se mantém como segundo clube mais pontuado nesta segunda volta) e Cartaxo; e um bom triunfo (4-2) do U. Chamusca, na recepção ao Rio Maior, crucial para poder continuar a alimentar aspirações à manutenção, num cenário em que começa a parecer cada vez mais provável que possam ter de vir a ser despromovidas até cinco equipas.

Em tal hipótese, Barrosense e U. Santarém, distanciados, respectivamente, oito e dez pontos do Pontével (9.º classificado) começam a ver traçado o seu destino. À semelhança da disputa dos lugares do topo da tabela, também neste caso, numa luta que se antecipa ser titânica até final, envolvendo um total de seis clubes – com a tal perspectiva de apenas um poder vir a manter-se no principal escalão –, parece haver agora quatro equipas em condições de pelejar por tal vaga, pese embora o atraso de cinco pontos dos chamusquenses, com o Benavente também em posição algo periclitante, a quatro pontos da formação do município do Cartaxo. Curiosamente, quer Pontével, quer Rio Maior e Benavente somam quatro derrotas nas cinco últimas jornadas (sucessivas no caso dos pontevelenses), pelo que, nesta altura, é uma incógnita antecipar quem poderá vir a alcançar a “salvação”.

Na II Divisão Distrital, está concluída a primeira fase, confirmando-se o apuramento para a fase seguinte – de disputa do título de Campeão e dos três lugares de promoção ao principal escalão – das equipas da U. Abrantina (vencedor da série, apesar do empate caseiro cedido ante o Caxarias), Pego (goleando por 5-0 no Rossio ao Sul do Tejo) e Assentis (também com uma goleada, por 5-1, na recepção ao Sabacheira); e, a Sul, Moçarriense (também vencedor de série, ao empatar a um golo em Almeirim), U. Almeirim e Glória do Ribatejo (que deixou escapar o 1.º lugar, não aproveitando a igualdade entre os dois primeiros, não tendo também conseguido melhor que o empate, a três bolas, na recepção ao Goleganense). As seis equipas apuradas disputarão agora o título num torneio a duas voltas, em sistema de todos contra todos, recomeçando a contagem pontual do zero.

Por fim, no Campeonato Nacional de Seniores, tendo o Fátima folgado, as outras duas equipas do Distrito foram derrotadas: o Alcanenense, por 2-0 ante o U. Leiria; tendo o At. Ouriense sido goleado por 4-0 na Sertã. Em função destes resultados, Alcanenense, Fátima e At. Ouriense ocupam agora os três últimos lugares da classificação (sendo que apenas uma dessas posições possibilita a garantia de manutenção). Não obstante, a turma de Alcanena está somente a um ponto de Torreense e Eléctrico de Ponte de Sôr; dispondo, por outro lado, também de curta vantagem, de dois pontos, sobre o Fátima, equipa que já folgou nesta primeira volta, contando portanto com um jogo a menos.

Na próxima jornada, no Distrital, o Coruchense parece ter tarefa mais “facilitada”, recebendo o Pontével, equipa que se debate com a referida série de quatro derrotas consecutivas, assumindo portanto elevada dose de favoritismo; por seu lado, os Empregados do Comércio enfrentam mais um sério teste à sua capacidade de resiliência, na viagem até Mação (grupo que obteve três triunfos nos últimos quatro desafios no campeonato). Mas o jogo grande da ronda disputa-se em Fazendas de Almeirim, entre o 4.º (Fazendense) e o 3.º classificado (União de Tomar), numa partida determinante para as aspirações de qualquer um deles, com uma eventual derrota a poder traduzir-se praticamente num “adeus ao título”. Outros encontros de interesse serão o Benavente-Torres Novas, o Rio Maior-Amiense e o U. Santarém-U. Chamusca.

No Campeonato Nacional de Seniores, que atinge já a quarta jornada da segunda fase, o Alcanenense recebe o Sertanense, enquanto o Fátima é visitado pelo Eléctrico de Ponte de Sôr, cabendo ao At. Ouriense folgar.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 5 de Março de 2015)

8 Março, 2015 at 11:00 am Deixe o seu comentário

Nelson Évora Campeão da Europa de Pista Coberta

NelsonEvora
Nelson Évora sagrou-se hoje Campeão da Europa de Pista Coberta em atletismo, no Triplo salto, com 17,21 metros, melhor marca do ano. Após um longo período de ausência por lesão, Nelson Évora – Campeão Mundial (2007) e Campeão Olímpico (2008) – consegue assim regressar ao mais alto nível desta modalidade, depois do 6.º lugar obtido no Campeonato Europeu do ano passado.

7 Março, 2015 at 10:20 pm Deixe o seu comentário

O pulsar do campeonato – 19.ª jornada

Pulsar - 19

(“O Templário”, 26.02.2015)

Não teve o desfecho desejado o desafio que opunha os então 1.º e 2.º classificados, separados por um ponto, respectivamente as equipas do Coruchense e do União de Tomar, com triunfo tangencial da formação visitada, por 3-2. Foi, não obstante, um confronto que em nada deslustra a muito boa temporada que a turma unionista vem realizando, numa partida em que assenta como uma luva uma expressão clássica do jargão futebolístico: «um jogo com duas partes distintas».

Na primeira metade, com o União de Tomar a jogar a favor do vento, não terá sido contudo este elemento da natureza a ser determinante na configuração do jogo: os tomarenses a assumirem, desde início, a iniciativa, instalando-se de forma quase permanente no meio-campo adversário, enquanto o conjunto do Sorraia se limitava a ficar na expectativa, jogando no erro do opositor, adoptando um estilo de futebol vertical, procurando apostar no contra-ataque, lançando bolas em profundidade, visando explorar a velocidade do irrequieto Joel.

No segundo tempo, o ritmo acelerou bruscamente, com duas grandes penalidades assinaladas logo nos primeiros dez minutos, uma para cada lado; primeiro, a equipa da casa a inaugurar o marcador, para, pouco depois – tendo os nabantinos reagido da melhor forma –, ser Pelé a restabelecer a igualdade. Porém, e pese embora a postura mais ofensiva assumida pelo Coruchense, o grupo unionista acabaria por vir a ser muito penalizado, sofrendo outros dois golos num curto intervalo de apenas cinco minutos, o segundo deles na sequência de uma perda de bola a meio-campo, decorrendo de um infeliz ressalto. Ainda assim, os “rubro-negros” não se entregariam nunca, num esforço inglório, em busca do golo… que acabaria por surgir tarde demais, em cima do minuto 90. Nos cinco minutos de tempo de compensação, o União ainda tentaria chegar ao empate, mas, efectivamente, pouco jogo útil foi possível fazer nesse período.

O Coruchense via assim coroada de êxito a sua estratégia, de esperar pelo erro, que, infelizmente, acabaria mesmo por surgir, em seu favor. Denotando maior experiência, a equipa da casa jogou, desde início, com a vantagem pontual com que entrava em campo, a qual, em função deste resultado, ampliou, agora para quatro pontos (sobre o União de Tomar, que, deste modo, baixou ao 3.º posto) – estando os Empregados do Comércio a três pontos do guia.

Duas notas finais: primeira, a forma personalizada como o União enfrentou o líder, no seu próprio terreno, demonstrando que tem capacidade para vencer em qualquer campo, perante qualquer adversário; depois, a de que esta foi apenas uma das (agora sete) “finais” que resta disputar. E se os tomarenses têm um calendário difícil, em especial com as visitas aos Empregados do Comércio, Fazendense, Torres Novas e Amiense, os coruchenses terão igualmente de se deslocar a Torres Novas, Santarém (para defrontar o agora vice-líder, “Caixeiros”), Amiais de Baixo e Cartaxo. Subsiste portanto ainda muito por jogar…

Nos outros encontros da ronda 19 do Distrital da I Divisão, destaque precisamente para as goleadas impostas pelos Empregados do Comércio (em Rio Maior) e Cartaxo (recebendo o U. Chamusca), ambas pela mesma marca, de 5-1. Menção ainda para o regresso às vitórias do U. Santarém (quebrando um longo “jejum” de oito jornadas), derrotando o Pontével por 2-1.

Por seu lado, o Amiense, com excelente desempenho na segunda volta (apenas superado pelo Coruchense), somou o quinto triunfo nos últimos seis jogos, ganhando na Barrosa por 3-0, agudizando a crise de resultados do Barrosense, já com uma série de seis desaires sucessivos (em todos os jogos já disputados nesta segunda metade do campeonato). O Mação, recebendo e desfeiteando o Torres Novas por 2-0, não só interrompeu um ciclo de quatro vitórias consecutivas dos torrejanos, como terá colocado um ponto final em eventuais aspirações ao título que a formação “verde-e-amarela” pudesse ainda acalentar, dado ter passado a distar nove pontos do líder… que, por coincidência, recebe na próxima jornada.

Uma ronda que tem ainda a reedição de um curioso derby escalabitano, com os Empregados do Comércio a receber o U. Santarém. O União de Tomar será visitado pelo Benavente, enquanto o Fazendense se desloca à Barrosa. Ainda outras duas partidas de interesse, entre equipas que disputam uma posição a meio da tabela, Amiense-Cartaxo; e entre dois grupos em acesa luta pela manutenção, U. Chamusca-Rio Maior. Por fim, ainda o Pontével-Mação.

Na II Divisão Distrital, após a penúltima jornada da primeira fase, quase tudo ficou já definido: garantiram já o apuramento para a fase seguinte, de disputa do título de Campeão e dos três lugares de promoção ao principal escalão, as equipas da U. Abrantina (goleando no Tramagal, por 5-1), Pego (em função da vitória por 3-1 averbada face ao Mindense), Moçarriense (não obstante o inesperado empate caseiro cedido ante o “lanterna vermelha”, Porto Alto, a uma bola), U. Almeirim (ganhando 2-0 no campo do Vale da Pedra) e Glória do Ribatejo (impondo-se, como que numa “final”, no terreno do Samora Correia, por 2-1).

Tendo ganho por 4-1 nas Caxarias, e beneficiando do desaire do Mindense no Pego, o Assentis parte para a derradeira ronda em posição privilegiada, tendo finalmente conseguido arrebatar o 3.º lugar, bastando-lhe ganhar em casa ao Sabacheira… equipa que, a propósito, merece também especial realce ao conseguir alcançar enfim a primeira vitória na prova, e logo por retumbante 7-0, frente ao Rossiense, com decepcionante prestação neste regresso à competição. A Sul, o aliciante vai para o duelo entre os agora co-líderes, U. Almeirim-Moçarriense, em disputa da honrosa posição de vencedor de série.

Por fim, no Campeonato Nacional de Seniores, três desfechos distintos para as equipas do Distrito: vitória do Alcanenense (1-0) sobre o Eléctrico de Ponte de Sôr; um positivo empate (1-1) do Fátima em Torres Vedras; com o At. Ouriense a perder em casa (1-3) ante o U. Leiria.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 26 de Fevereiro de 2015)</p

1 Março, 2015 at 11:00 am Deixe o seu comentário

Liga Europa – 1/8 Final – Sorteio

Everton – D. Kyiv
Dnipro – Ajax
Zenit – Torino
Wolfsburg – Inter
Villarreal – Sevilla
Napoli – D. Moskva
Brugge – Besiktas
Fiorentina – Roma

Os jogos desta eliminatória – em que avultam os confrontos entre duas equipas espanholas e, por outro lado, entre outras duas italianas, para além do duplo cruzamento entre clubes de Itália e da Rússia – serão disputados nos próximos dias 12 e 19 de Março de 2015.

27 Fevereiro, 2015 at 12:20 pm Deixe o seu comentário

Artigos mais antigos Artigos mais recentes


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2015
S T Q Q S S D
« Mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.