O pulsar do campeonato – Taça do Ribatejo – 3.ª jornada

Pulsar - Taça-3

(“O Templário”, 01.01.2015)

Disputou-se no passado fim-de-semana a terceira e última jornada da fase de grupos da Taça do Ribatejo, uma ronda sem grandes surpresas, em que, na generalidade, os favoritos se impuseram, registando-se inclusivamente algumas categóricas goleadas.

Dos 14 jogos realizados, em três deles defrontaram-se equipas da I Divisão Distrital, com destaque para o triunfo do Amiense frente ao Rio Maior (4-1), num encontro em que estava em disputa directa o apuramento; o Pontével confirma o seu mau momento, tendo sido surpreendido em casa pelo Benavente, perdendo por 1-2, um resultado que não serviu a nenhum dos contendores, ambos eliminados; por seu lado, os Empregados do Comércio, “puxando dos galões” de líder do campeonato, foram à Chamusca derrotar o União local por 2-0.

Nas cinco partidas entre equipas de escalão diferente, em todas elas os clubes a militar na I Divisão venceram, sendo de realçar as goleadas aplicadas pelo Torres Novas ao Alferrarede (7-0) e pelo Coruchense ao At. Pernes (4-0). O Fazendense, ganhando por 2-0 ao Muge; e o Cartaxo, derrotando o Atalaiense por tangencial 2-1, terão encontrado maior resistência da parte dos respectivos adversários. Por seu lado, o União de Tomar passou por um “susto”, tendo chegado ao intervalo em desvantagem (0-1) na recepção ao Ferreira do Zêzere, apenas no segundo tempo conseguindo operar a reviravolta no marcador, acabando por ganhar por 4-2.

Nos restantes desafios, entre equipas da II Divisão Distrital, de destacar a goleada obtida pelo Assentis, ganhando por 7-1 ao Rossiense; enquanto a U. Abrantina foi à Sabacheira ganhar por 4-1. Outros desfechos a merecer menção particular foram o 3-0 com que o Glória do Ribatejo bateu o Moçarriense, também num jogo em que se disputava o apuramento; e o desaire caseiro (1-2) do Samora Correia ante o Goleganense. Por fim, o Pego foi ganhar (3-1) ao vizinho Tramagal; tendo o Vale da Pedra ganho no Porto Alto, também por 2-1, assim garantindo também a qualificação para a fase seguinte.

Dos vencedores de série, sete militam no campeonato da I Divisão: Torres Novas, Mação, Empregados do Comércio, Fazendense, Cartaxo, Coruchense e U. Santarém (curiosamente o “lanterna vermelha” do campeonato). O Assentis foi a única equipa da II Divisão a conseguir vencer a sua série, face a uma formação de escalão superior (não obstante em igualdade pontual com o União de Tomar); os restantes dois vencedores, Mindense e Glória do Ribatejo, resultam de séries em que não havia qualquer participante do principal escalão.

Para além das equipas que venceram cada uma das dez séries, apuram-se para os 1/8 de final da Taça do Ribatejo (cujo sorteio será realizado no próximo dia 12 de Janeiro de 2015), nos termos do respectivo regulamento, os seis clubes classificados em 2.º lugar, com melhor desempenho, com base na aplicação de média ponderada dos pontos obtidos, o que resulta inequívoco no que respeita ao União de Tomar (melhor 2.º classificado de todas as séries, em função dos sete pontos obtidos), Amiense e Vale da Pedra. Os restantes três apurados, decorrendo de vários factores de desempate, terão sido – sujeito a confirmação da Associação de Futebol de Santarém – as equipas da U. Abrantina, Pego e Samora Correia (clubes com o mesmo registo pontual, em termos médios, que U. Chamusca, Moçarriense, Barrosense e Goleganense).

Prosseguem portanto em prova nove equipas da I Divisão Distrital (entre elas os oito primeiros classificados; tendo sido eliminados os clubes que, curiosamente, se posicionam entre o 9.º e o 13.º lugar: Pontével, Benavente, Rio Maior, Barrosense e U. Chamusca) e sete da II Divisão.

No próximo fim-de-semana, primeiro do ano de 2015, estarão de regresso os campeonatos distritais, com destaque para os seguintes confrontos, na I Divisão: Pontével-Empregados do Comércio, com a equipa da casa a procurar quebrar um ciclo de quatro desaires sucessivos (incluindo o jogo da Taça); U. Tomar-Amiense, uma partida que se antevê difícil para os unionistas, frente a um adversário que tem vindo a subir de rendimento (com três vitórias nos últimos quatro jogos no campeonato); Coruchense-Cartaxo, em que os visitantes registam actualmente a melhor série em curso, com três triunfos sucessivos; para além do particular duelo entre os vizinhos Benavente e Barrosense.

Na II Divisão, a Norte, duas aliciantes partidas: o líder, U. Abrantina visita Ferreira do Zêzere, enquanto o Pego se desloca a Assentis. A Sul, o Glória do Ribatejo recebe o At. Pernes, enquanto o Moçarriense viaja até à Atalaia.

O Campeonato Nacional de Seniores teve, a encerrar o ano, a sua 15.ª jornada, em que se registaram mais três desaires para as equipas representantes do Distrito: o Alcanenense perdeu em Leiria, com o União local (0-2); tendo o At. Ouriense sido derrotado por 0-3 nas Caldas; no encontro entre as duas restantes equipas, o Riachense, pese embora tenha marcado no primeiro minuto, viria a perder por 1-4 na recepção ao Fátima.

As quatro equipas do Distrito continuam assim a ocupar – quando faltam apenas três rondas para a conclusão da primeira fase da competição – os quatro últimos postos da tabela, com o Alcanenense (7.º, com 24 pontos, agora a quatro pontos do 6.º lugar) a manter vantagem importante (sete pontos) face ao Fátima; com At. Ouriense e Riachense, no fundo da tabela, respectivamente com cinco e quatro pontos. Na próxima jornada, voltamos a ter um confronto directo, precisamente entre estas duas últimas equipas, deslocando-se o Alcanenense à Sertã, com o Fátima a receber o líder, Mafra.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 1 de Janeiro de 2015)

4 Janeiro, 2015 at 11:00 am Deixe o seu comentário

2014 em (2) imagens

Gonçalo - 21-12-2014
UT-100 anos historia
Bom Ano de 2015!

31 Dezembro, 2014 at 5:15 pm Deixe o seu comentário

O pulsar do campeonato – 12.ª jornada

Pulsar - 12

(“O Templário”, 25.12.2014)

Sem que se tenha assumido como candidato ao título (e à correspondente promoção ao Campeonato Nacional de Seniores), a verdade é que – à entrada para a última jornada da primeira volta do Campeonato Distrital da I Divisão – a formação dos Empregados do Comércio, misto de uma feliz conjugação de experiência e juventude, continua, com uma insuspeitada resiliência, a defender a posição de liderança que ostenta desde a ronda inaugural da competição, tendo dado, no passado fim-de-semana, mais uma cabal prova de força, ao golear por 4-0 o Torres Novas – que vinha de uma goleada por 6-0 ao Pontével. Isto, depois de o grupo escalabitano ter começado por vencer, logo na abertura do campeonato, o Fazendense, e de ter também empatado com as outras equipas que ocupam os lugares da frente da tabela, União de Tomar e Coruchense, actuando sempre em terreno alheio (para além do categórico triunfo igualmente averbado em Amiais de Baixo).

Continua também a ser digna de especial realce a excelente campanha do União de Tomar, que, nesta jornada, fez “a sua parte”, ganhando na Chamusca por 1-0, frente ao União local, clube que regista, nesta altura, a pior série actualmente em curso, tendo somado quarto desaire sucessivo, caindo para o penúltimo lugar. Por seu lado, os nabantinos, tendo atingido os 25 pontos, mantêm uma média superior a dois pontos por jornada, dispondo do melhor registo a nível de derrotas (dado ser a única equipa que apenas foi derrotada uma vez – na recepção ao Coruchense). Retomou assim o União o 2.º lugar da pauta classificativa, mantendo-se somente a um único ponto do comando.

De facto, a turma de Coruche teve mesmo a tal “hipotética escorregadela” que aqui perspectivava na semana passada, não conseguindo ir além da igualdade a dois golos na deslocação à Barrosa. Na conjugação dos resultados dos três jogos que mais interessavam ao União de Tomar, só o desaire dos torrejanos não possibilitou o “pleno”, que faria com que os tomarenses tivessem subido mais um posto, para o tal lugar tão ambicionado.

Quem beneficiou também do deslize do Coruchense foi o Fazendense, ao golear, igualmente por 4-0, o Pontével (que, nas duas últimas partidas sofreu dez golos… e um total de treze nos três últimos jogos que disputou, todos saldados com derrota), passando assim a repartir o 3.º lugar.

Nos restantes desafios, destaque para a vitória do Cartaxo (2-1) na recepção ao Mação, somando terceiro triunfo consecutivo (em perfeito contraponto com a outra equipa do município cartaxense), assim ascendendo à 5.ª posição, a cinco pontos do guia. Houve ainda uma terceira goleada por 4-0, do Rio Maior perante o U. Santarém, com os visitantes a dar um pulo na classificação, enquanto a outra equipa escalabitana se “afunda” na tabela, nos antípodas dos Empregados do Comércio. Por fim, o Amiense ganhou ao Benavente por 2-1, com a turma de Amiais de Baixo a começar a subir paulatinamente, agora já no 8.º posto.

Na II Divisão Distrital, a U. Abrantina não conseguiu desfazer o nulo na recepção ao Assentis, tendo sido igualada na liderança pelo Pego, que goleou a Sabacheira… por 4-0. A Sul, o Moçarriense, cedendo um inesperado empate caseiro ante o Muge (1-1), permitiu ao Glória do Ribatejo (triunfando no Porto Alto, por 1-0) isolar-se no comando.

Subindo até ao Campeonato Nacional de Seniores, na 14.ª jornada, e dos quatro representantes do Distrito, apenas o Fátima, empatando a um golo em casa com o Caldas (2.º classificado), não foi derrotado; o Alcanenense consentiu um inesperado desaire na recepção ao Eléctrico Ponte de Sôr (0-1); tendo o At. Ouriense perdido por igual marca com o U. Leiria; enquanto o Riachense perdeu em Torres Vedras, ante o Torreense, também devido a um solitário tento sofrido.

Na próxima jornada, o Alcanenense (visitando o U. Leiria) e o At. Ouriense (viajando até às Caldas da Rainha) têm tarefa árdua, perante as equipas que partilham a 2.ª posição, a um único ponto do líder (Mafra); as outras duas equipas, Riachense e Fátima, encontram-se em Riachos, numa altura em que o clube visitado equaciona também uma eventual desistência – que poderá eventualmente vir a concretizar no termo desta primeira fase, caso não seja possível reunir as condições financeiras necessárias para prosseguir em prova.

No que respeita aos campeonatos distritais apenas serão retomados em 2015, dado que o próximo fim-de-semana tem calendarizada a derradeira ronda da fase de grupos da Taça do Ribatejo, com destaque para as seguintes partidas: Amiense-Rio Maior, decisiva para o apuramento (com favoritismo para o grupo da casa); U. Tomar-Ferreira do Zêzere (com os unionistas a garantirem a qualificação em caso de triunfo, tendo ainda hipóteses, embora mais contingentes, no caso de eventual empate); U. Chamusca-Empregados do Comércio; Fazendense-Muge; Pontével-Benavente; Glória do Ribatejo-Moçarriense (que, curiosamente, disputam também, entre si, a liderança da II Divisão Distrital); Coruchense-At. Pernes; e Samora Correia-Goleganense.

Recorde-se que garantiram já o apuramento para os 1/8 de final da Taça do Ribatejo as seguintes cinco equipas: Torres Novas, Mação, V. Mindense, Fazendense e Cartaxo.  Há também algumas equipas já virtualmente afastadas, sem possibilidade de apuramento, nomeadamente por terem registado dois desaires nas duas primeiras rondas: Alferrarede, Ferreira do Zêzere, Caxarias e U. Almeirim. Em termos gerais, nas diversas séries, subsiste portanto ainda muita coisa em aberto, com 25 equipas a disputar as onze vagas restantes.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 25 de Dezembro de 2014)

28 Dezembro, 2014 at 11:00 am Deixe o seu comentário

O pulsar do campeonato – 11.ª jornada

Pulsar - 11

(“O Templário”, 18.12.2014)

O “jogo-grande” da 11.ª ronda do Campeonato Distrital da I Divisão, entre União de Tomar e Empregados do Comércio, em que a formação unionista recebia o líder, visando alcançar essa posição, acabou por saldar-se por um nulo no marcador, que, no imediato, serviu mais… ao Coruchense, tendo em conta que a turma de Coruche, goleando o Amiense por 5-2 – somando o quinto triunfo nos últimos seis desafios que disputou –, igualou o grupo escalabitano no comando da classificação (o qual, por seu lado, nas últimas quatro partidas apenas venceu uma).

Poderá dizer-se que o União de Tomar dispôs – ao receber o guia, perspectivando, em caso de vitória, ultrapassá-lo e retirar-lhe essa posição – como que de uma “grande penalidade”, ou, talvez com mais propriedade (dada a segurança defensiva que o adversário continua a revelar, com somente seis tentos sofridos em onze jogos, sendo a defesa menos batida da prova), como que de um “livre directo”… uma boa oportunidade que, contudo, não conseguiu (ainda) finalizar.

Não obstante, o centenário clube nabantino continua a trabalhar para o futuro, tendo lançado neste encontro um jovem de 17 anos (júnior de primeiro ano), Tiago Vieira, proporcionando uma tão feliz quão rara coincidência de alinhar em campo com três irmãos! Para além da estreia de Tiago Vieira, jogaram também Fábio Vieira e David Vieira, ainda com a particularidade acrescida de serem filhos de um antigo atleta do clube, de créditos firmados, Jacob Vieira.

Nas restantes partidas da jornada, o principal destaque vai para a rotunda goleada aplicada pelo Torres Novas ao Pontével, ganhando por 6-0, duas equipas que vêm apresentando trajectórias simétricas: nas quatro últimas rondas do campeonato, os torrejanos ganharam pela terceira vez, enquanto os pontevelenses perderam três desses jogos.

O Fazendense venceu com naturalidade, na recepção ao Rio Maior (2-0), a mesma marca que o Mação registou face ao Barrosense; e, também, com que o Benavente, recebendo o U. Chamusca, quebrou um ciclo negativo de quatro desaires consecutivos, ao passo que os chamusquenses somaram a terceira derrota sucessiva, não ganhando desde… a ronda inaugural. Por fim, o Cartaxo, ganhando em Santarém, ao União local, por 1-0, obteve segundo triunfo sucessivo (também com três vitórias nas últimas quatro partidas).

Na classificação, a “novidade” é que o grupo dos Empregados do Comércio passou a partilhar o comando com o Coruchense, tendo o União de Tomar baixado ao 3.º posto, mantendo não obstante a diferença de um único ponto, com o Fazendense um ponto mais abaixo, e Torres Novas e Mação a três pontos dos tomarenses, seguidos de perto pelo Cartaxo. Depois, há já um pequeno “fosso” de quatro pontos, entre cartaxenses e os seus vizinhos de Pontével, com Amiense e Benavente a seguir; e um outro pequeno “fosso”, também de quatro pontos, para U. Chamusca e Barrosense, enquanto Rio Maior e U. Santarém se mantêm na cauda do pelotão.

Quer isto dizer também que, se o União de Tomar não conseguiu concretizar a tal oportunidade de que dispôs na jornada passada, outra se sucede de imediato – embora implique algum grau de dependência face aos resultados de outras equipas. Em qualquer caso, para o União, numa análise jogo a jogo, o que importará agora, mais que tudo, será procurar vencer na Chamusca; se o conseguir, poderá eventualmente beneficiar de alguma hipotética “escorregadela” que Empregados do Comércio (recebendo o Torres Novas) e Coruchense (visitando a Barrosa) possam ter. Outros embates de interesse serão o Cartaxo-Mação, o Fazendense-Pontével (não obstante o favoritismo que terá de ser concedido à turma de Fazendas de Almeirim), e o Rio Maior-U. Santarém, em que os dois últimos da tabela começam a ter grande necessidade de pontos.

Na II Divisão Distrital, a U. Abrantina não conseguiu confirmar o favoritismo, não indo além do nulo na visita a Caxarias, de que beneficiou o Pego (ganhando por 2-1 ao Rossiense) para reduzir para apenas dois pontos a diferença entre os dois primeiros. A Sul, Moçarriense e U. Almeirim também não conseguiram desfazer o nulo, tendo o Glória do Ribatejo obtido importante triunfo (2-1) na deslocação à Golegã, tendo assim igualado a turma da Moçarria no comando, com o grupo de Almeirim a dois pontos.

Na próxima ronda, primeira da segunda volta, a U. Abrantina recebe o Assentis, enquanto o Pego é visitado pelo “lanterna vermelha” Sabacheira (que na jornada passada averbou o seu segundo ponto, ao empatar com o Assentis); por seu lado, o Moçarriense recebe o Muge, o Glória do Ribatejo tem uma curta viagem até ao Porto Alto, e o U. Almeirim visita Samora Correia.

No Campeonato Nacional de Seniores, já na 13.ª jornada (faltando portanto cinco para completar esta primeira fase), este terá sido um dos mais favoráveis fins-de-semana para as equipas representantes do Distrito: desde logo, com o Alcanenense a arrancar um positivo empate (1-1) no terreno do líder, Mafra; o Riachense também a registar uma igualdade, mas na recepção ao Sertanense (2-2); enquanto na partida que opôs as outras duas formações, o At. Ouriense quebrou enfim o “enguiço”, obtendo a primeira vitória, impondo-se ao Fátima por 2-1.

Não obstante, a tabela classificativa continua a revelar uma situação muito delicada para estas quatro equipas, agora posicionadas nos quatro últimos lugares, não obstante a formação de Alcanena usufrua do “conforto” de, por um lado, estar apenas a um ponto do 4.º lugar, e, por outro, porventura mais importante, do facto de ter passado a dispor de margem de segurança de onze pontos em relação ao Fátima.

Na próxima jornada, o Alcanenense recebe precisamente o Eléctrico de Ponte de Sôr, clube que ocupa a tal 4.ª posição; o Fátima recebe o Caldas; o At. Ouriense, jogando também “em casa”, defronta um difícil opositor, U. Leiria; enquanto o Riachense viaja até Torres Vedras.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 18 de Dezembro de 2014)

21 Dezembro, 2014 at 11:00 am Deixe o seu comentário

Liga Europa – Sorteio dos 1/16 Final

Young Boys – Everton
Torino – At. Bilbao
Sevilla – Borussia M’gladbach
Wolfsburg – Sporting
Ajax – Legia Warsaw
AaB Aalborg – Brugge
Anderlecht – Dinamo Moskva
Dnipro – Olympiakos
Trabzonspor – Napoli
Guingamp – D. Kyiv
Villarreal – Salzburg
Roma – Feyenoord
PSV Eindhoven – Zenit
Liverpool – Besiktas
Tottenham – Fiorentina
Celtic – Inter

Os jogos da primeira mão dos 1/16 Final serão disputados a 19 de Fevereiro de 2015, estando a segunda mão agendada para 26 de Fevereiro.

15 Dezembro, 2014 at 6:48 pm Deixe o seu comentário

Artigos mais antigos Artigos mais recentes


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Janeiro 2015
S T Q Q S S D
« Dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.