Liga Europa – Sorteio da Fase de Grupos

Grupo A         Grupo B        Grupo C          Grupo D
Villarreal      København      Tottenham        Salzburg
B. M'gladbach   Brugge         Besiktas         Celtic
Zurich          Torino         Partizan         D. Zagreb
Apollon         HJK Helsinki   Asteras Tripolis Astra Giurgiu

Grupo E         Grupo F        Grupo G          Grupo H
PSV             Inter          Sevilla          Lille
Panathinaikos   Dnipro         Standard Liège   Wolfsburg
Estoril         Saint-Étienne  Feyenoord        Everton
D. Moskva       Karabakh       Rijeka           Krasnodar

Grupo I         Grupo J        Grupo K          Grupo L
Napoli          D. Kyiv        Fiorentina       Metalist
Sparta Praha    Steaua         PAOK             Trabzonspor
Young Boys      Rio Ave        Guingamp         Legia Warsaw
Slovan Bratisl. AaB Aalborg    D. Minsk         Lokeren

A primeira jornada disputa-se já no próximo dia 18 de Setembro, estando agendado para 11 de Dezembro o termo desta fase de Grupos. A Final da Liga Europa será disputada em Varsóvia a 27 de Maio de 2015.

29 Agosto, 2014 at 2:46 pm Deixe o seu comentário

Liga dos Campeões – Sorteio da Fase de Grupos

Grupo A         Grupo B         Grupo C         Grupo D
At. Madrid      Real Madrid     Benfica         Arsenal
Juventus        Basel           Zenit           B. Dortmund
Olympiakos      Liverpool       B. Leverkusen   Galatasaray
Malmö           Ludogorets      Monaco          Anderlecht

Grupo E         Grupo F         Grupo G         Grupo H
Bayern          Barcelona       Chelsea         FC Porto
Man. City       P. St.-Germain  Schalke 04      Shakthar
CSKA Moskva     Ajax            Sporting        At. Bilbao
Roma            APOEL Nicosia   Maribor         BATE Borisov

A primeira jornada disputa-se já nos próximos dias 16 e 17 de Setembro, estando agendado para 9 e 10 de Dezembro o termo desta fase de Grupos. A Final da Liga dos Campeões desta temporada disputa-se em Berlim, a 6 de Junho de 2015.

28 Agosto, 2014 at 4:45 pm Deixe o seu comentário

«Comunicado do Banco de Portugal sobre a aplicação de medida de resolução ao Banco Espírito Santo, S.A.»

Comunicado do Banco de Portugal sobre a aplicação de medida de resolução ao Banco Espírito Santo, S.A.

O Conselho de Administração do Banco de Portugal deliberou aplicar ao Banco Espírito Santo, S.A. uma medida de resolução. A generalidade da atividade e do património do Banco Espírito Santo, S.A. é transferida, de forma imediata e definitiva, para o Novo Banco, devidamente capitalizado e expurgado de ativos problemáticos. Os depósitos são plenamente preservados, bem como todas as obrigações não subordinadas.

Nada muda para os clientes. Os clientes podem realizar todas as operações como habitualmente e sem perturbações. O conteúdo das relações contratuais com os clientes permanece inalterado. Os balcões do Novo Banco, que manterão para já a marca e o logotipo do BES, e os serviços de banca telefónica e de homebanking continuarão a funcionar regularmente. Todos os colaboradores do BES passam a ser colaboradores do Novo Banco, com salvaguarda dos seus direitos.

Em consonância com o normativo comunitário, a capitalização do Novo Banco é assegurada pelo Fundo de Resolução, suportado pelo setor financeiro e as perdas relacionadas com os ativos problemáticos serão suportadas pelos acionistas e credores subordinados do Banco Espírito Santo, S.A.. Tal significa que esta operação não envolve custos para o erário público.

Esta medida garante a continuidade da atividade da instituição e é a que melhor protege os depositantes e demais clientes da instituição e a estabilidade financeira.

(more…)

3 Agosto, 2014 at 10:26 pm Deixe o seu comentário

Vincenzo Nibali vence “Tour de France” 2014

O ciclista italiano Vinzenzo Nibali venceu a 101.ª edição do “Tour de France”, uma prova marcada pelas quedas que levaram à desistência do vencedor do ano passado (Christopher Froome) e do outro grande favorito (Alberto Contador), assim como, na perspectiva dos portugueses, pela desistência do Campeão do Mundo, Rui Costa, à entrada do último terço da prova, devido a broncopneumonia (depois de ter ocupado posições nos dez primeiros da classificação geral).

Pese embora as condicionantes referidas, o grande destaque vai necessariamente para Nibali, vencedor de quatro etapas, sem concorrência na montanha, onde afirmou de forma categórica a sua liderança, com a maior vantagem dos últimos anos face ao seu mais imediato perseguidor, culminando assim, aos 29 anos, um brilhante ciclo de vitórias nas três maiores provas etapas do Mundo: depois da “Vuelta” (2010) e do “Giro” (2013), agora o “Tour”.

De entre os portugueses, Tiago Machado chegou a ocupar o 3.º lugar na classificação geral, mas seria também vítima de uma queda, logo no dia imediato, o que o levaria a – depois de ter recebido assistência na ambulância durante mais de dez minutos, e de ter voltado à estrada –  ter um dia de enorme sacrifício, para conseguir chegar ao final da etapa, perdendo cerca de 45 minutos.

Classificação geral final:

1º Vincenzo Nibali (Itália) – Astana – 89h 59′ 06”
2º Jean-Christophe Péraud (França) – AG2R La Mondiale – a 07′ 37”
3º Thibaut Pinot (França) – FDJ – a 08′ 15”
4º Alejandro Valverde (Espanha) – Movistar – a 09′ 40”
5º Tejay Van Garderen (EUA) – BMC – a 11′ 24”
6º Romain Bardet (França) – AG2R La Mondiale – a 11′ 26”
7º Leopold Konig (R. Checa) – Team Netapp-Endura – a 14′ 32”
8º Haimar Zubeldia (Espanha) – Trek Factory – a 17′ 57”
9º Laurens Ten Dam (Holanda) – Belkin – a 18′ 11′
10º Bauke Mollema (Holanda) – Belkin – a 21′ 15”

72º Tiago Machado (Portugal) – Team Netapp-Endura – a 03h 08′ 03”
87º Nelson Oliveira (Portugal) – Lampre-Merida – a 03h 30′ 36”
89º Sérgio Paulinho (Portugal) – Tinkoff-Saxo – a 03h 36′ 33”
124º José Mendes (Portugal) – Team Netapp-Endura – a 04h 07′ 34”

27 Julho, 2014 at 6:24 pm Deixe o seu comentário

Campeonato da Europa de Hóquei em Patins – 5ª Jornada

5ª jornada – 19.07.2014
18:00 – Itália – França – 5-4
19:30 – Suíça – Alemanha – 2-6
21:00 – Espanha – Portugal – 6-6

                  Jg    V    E    D     G     Pt
1.º Itália         5    4    1    -   20-13   13
2.º Espanha        5    3    2    -   37-13   11
3.º Portugal       5    3    1    1   29-13   10
4.º Alemanha       5    2    -    3   17-28    6
5.º França         5    1    -    4   10-20    3
6.º Suíça          5    -    -    5    7-33    -

Com uma “pequena ajuda” de Portugal, a Itália acaba de se sagrar Campeã da Europa de Hóquei em Patins, colocando termo a uma série de sete campeonatos conquistados pela Espanha. Depois de terem empatado a dois golos com os espanhóis, os transalpinos, aproveitando da melhor forma uma actuação extremamente perdulária da equipa portuguesa – desperdiçando diversas soberanas ocasiões, não conseguindo concretizar em golo nenhum dos cinco livres directos e grandes penalidades de que beneficiou, e, inacreditavelmente, sofrendo dois golos quando se encontrava em superioridade numérica – ganharam a Portugal por 3-2.

Ficava assim a Itália no 1.º lugar provisório, mas ainda dependente do derradeiro jogo, entre Espanha e Portugal, uma vez que necessitava que a equipa da casa não vencesse. A selecção portuguesa, bastante mais tranquila que o seu opositor, cedo obteve vantagem de dois golos, indo para o intervalo a vencer por 2-1; depois de sofrer o empate a dois, voltaria a colocar-se em posição de vencedora, por 4-2, antes de, num ápice, consentir nova igualdade, a quatro. Portugal ainda chegaria aos 6-4, resultado que manteve até menos de um minuto e meio do termo da partida; mas, com novas comprometedoras falhas defensivas, não resistiria ao forcing final dos espanhóis, que restabeleceriam o empate, resultado que, porém, não lhes serviu, uma vez que necessitavam vencer.

Esta foi a 51.ª edição (disputada em Alcobendas, Espanha) do Campeonato da Europa de Hóquei em Patins, que se estreou em 1926 em Herne Bay (Inglaterra). Embora esteja arredado do título desde 1998, Portugal continua a ser o país que mais vezes foi Campeão (20), seguido pela Espanha (16), Inglaterra (12 – nas doze primeiras edições, até 1939) e Itália (que conquistou o seu 3º título, 24 anos depois do anterior).

Para além dos 20 títulos conquistados (1947, 1948, 1949, 1950, 1952, 1956, 1959, 1961, 1963, 1965, 1967, 1971, 1973, 1975, 1977, 1987, 1992, 1994, 1996 e 1998), Portugal foi vice-campeão por 13 vezes (1951, 1953, 1954, 1957, 1969, 1979, 1981, 1983, 2000, 2002, 2008, 2010 e 2012), e 3.º classificado noutras 9 ocasiões (1936, 1937, 1939, 1955, 1985, 1990, 2004, 2006 e 2014); apenas por duas vezes tendo ficado em 4.º lugar (1932 e 1938).
(more…)

19 Julho, 2014 at 9:25 pm Deixe o seu comentário

Artigos mais antigos Artigos mais recentes


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2014
S T Q Q S S D
« Ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.