Archive for 13 Junho, 2005

DN – EXPOSIÇÃO 140 ANOS – 1880-89

1880 – 89

O ano de 1885 fica duplamente assinalado na história mundial, pela Conferência de Berlim, consagrando a partilha colonial da África negra pelas potências europeias, com as fronteiras traçadas “a régua e esquadro” e, a outro nível, pelo primeiro automóvel motorizado, criação de Karl Benz.

A década de 80 do século XIX regista ainda a introdução em Portugal da luz eléctrica, inaugurada publicamente em 1889 na Avenida da Liberdade, em Lisboa.

1889 é também o ano da inauguração da Torre Eiffel, em Paris, monumento construído por Gustave Eiffel para ser exposto temporariamente na Feira Mundial, realizada naquele ano na capital francesa, celebrando o centenário da Revolução Francesa.

Torre Eiffel - 1889

[2370]

13 Junho, 2005 at 5:47 pm

DN – EXPOSIÇÃO 140 ANOS – 1870-79

1870 – 79

1870 é o ano da inauguração da estátua de D. Pedro IV no Rossio (a qual, segundo algumas fontes, representará efectivamente o Imperador Maximiliano do México – encontrando-se o monumento do rei português no México…).

A nível de transportes, surgem nesta década, em Lisboa, os “americanos“, carruagens deslocando-se sobre carris, mas puxadas por cavalos ou mulas, imortalizados por Eça de Queirós, em “Os Maias”. A Companhia Carris de Ferro de Lisboa fora fundada em 1872; no ano seguinte, era inaugurada a primeira linha de “americanos” entre a Estação de Stª. Apolónia e Santos. Os verdadeiros eléctricos apenas chegariam em 1901; apenas em 1944 surgiriam os primeiros autocarros!

Em 1877, era inaugurada a Ponte D. Maria Pia, a primeira grande obra de Eiffel em Portugal.

A década chegava ao fim com as primeiras experiências de ligações telefónicas, em 1879.

Ponte D. Maria Pia - 1877

[2369]

13 Junho, 2005 at 3:49 pm 1 comentário

DN – EXPOSIÇÃO 140 ANOS – 1860-69

1860 – 69

A década de 60 do século XIX começa por ser marcada pela expansão dos caminhos-de-ferro em Portugal.

A primeira figura desta história é a do Duque de Terceira (1792-1860), herói das guerras liberais, com a sua resistência, na ilha Terceira, contra as forças miguelistas, seria, por três vezes, Primeiro-Ministro de Portugal.

A nível internacional, a década fica assinalada pela guerra civil norte-americana (de Abril de 1861 a Abril de 1865).

A 4 de Outubro de 1862, Lincoln proclamava a abolição da escravatura. Em Portugal, a entrada em vigor do Código Civil, a 1 de Julho de 1867, fazia também de Portugal um dos primeiros países a abolir a escravatura.

No ano da fundação do Diário de Notícias, de acordo com o censo de 1864, Portugal tinha 4 188 410 habitantes.

1860 - 69

[2368]

13 Junho, 2005 at 12:50 pm

ÁLVARO CUNHAL E EUGÉNIO DE ANDRADE

Num só dia, são duas grandes figuras da história de Portugal do século XX que partem:

Álvaro Cunhal (91 anos), o histórico líder do Partido Comunista (de 1961 a 1992), também com intervenção cultural nas áreas da literatura e pintura, que passou grande parte da sua vida em prisões, na clandestinidade e no exílio, tendo regressado a Portugal na sequência do 25 de Abril de 1974, sendo Ministro sem pasta nos primeiros governos provisórios.

O poeta Eugénio de Andrade (82 anos), cuja obra é a mais divulgada em todo o mundo de entre os poetas portugueses, logo após a de Fernando Pessoa, vulto maior da literatura contemporânea portuguesa, a par da também recentemente desaparecida Sophia de Mello Breyner.

[2367]

13 Junho, 2005 at 9:20 am 2 comentários

DIÁRIO DE NOTÍCIAS – 140 ANOS DE HISTÓRIA

A 29 de Dezembro de 1864 era publicado o primeiro número do que viria a tornar-se num dos principais jornais de referência em Portugal, o Diário de Notícias, com o preço de capa de 10 réis:

“A publicação que hoje emprehendemos, convencidos da sua necessidade e utilidade, visa a um único fim: – interessar a todas as classes, ser accessivel a todas as bolsas, e comprehensivel a todas as intelligencias.

O DIARIO DE NOTICIAS – o seu título o está dizendo – será uma compilação cuidadosa de todas as noticias do dia, de todos os paizes, e de todas as especialidades, um noticiario universal. Em estylo facil, e com a maior concisão informará o leitor de todas as occorrencias interessantes, assim de Portugal como das demais nações, reproduzindo à ultima hora todas as novidades politicas, scientificas, artisticas, litterarias, commerciaes, industriaes, agricolas, criminaes e estatisticas, etc.”.

A “primeira notícia” da história do jornal seria:

“Suas Magestades e Altezas passam sem novidade em suas importantes saudes”.

Diário de Notícias - nº 1 - 29.12.1864

Até ao próximo dia 19 de Junho, na Cordoaria Nacional, em Lisboa, entre as 14 e as 20 horas, está patente a Exposição dos 140 anos do Diário de Notícias, uma autêntica aula viva de História, a não perder.

A visita começa com uma “máquina do tempo”, que nos transporta ao ano de 1864. Entramos então no “túnel no tempo”, onde, década a década, podemos passear pelos mais importantes acontecimentos da história deste período.

Desde os murais com algumas das primeiras páginas do jornal, aos sons e imagens de época, uma linha cronológica com breves biografias de grandes figuras, culminando com a exposição de objectos verdadeiramente históricos: desde uma bicicleta do século XIX, a capacetes utilizados nas Guerras Mundiais, máquinas de escrever “de outros tempos”, os primeiros computadores pessoais e, “a cereja no topo do bolo”, as taças europeias conquistadas pelo Benfica e Sporting e as medalhas de ouro de Carlos Lopes e Rosa Mota na maratona dos Jogos Olímpicos de 1984 e 1988.

Ao longo da semana, por aqui irão desfilar algumas imagens desta excelente exposição.

[2366]

13 Junho, 2005 at 9:05 am


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos
Tomar - História e Actualidade
União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Junho 2005
S T Q Q S S D
« Mai   Jul »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.