Archive for 27 Dezembro, 2004

9.0

Um dos maiores sismos de sempre, atingindo 8 países do Sudeste Asiático, com uma assustadora contagem crescente de vítimas (estimadas por especialistas italianos em cerca de 100 000).

P. S. A(s) foto(s) do horror na primeira página dos jornais (via Blogue de Esquerda)

[1940]

27 Dezembro, 2004 at 10:16 pm

MENSAGEM (I)

Mensagem.jpgA “Mensagem” (livro de poemas, formando realmente um só poema) tem três grandes “andamentos”:

- na primeira parte, “Brasão”, o autor apresenta o Portugal profundo, o Portugal “rosto da Europa”, destacando os “construtores da pátria”, assim como algumas características indispensáveis à realização dos Descobrimentos;

- a segunda parte, “Mar Português”, dá-nos uma “fotografia”, ao mesmo tempo épica e dramática, do que foi a grandiosa, mas dolorosa empreitada dos Descobrimentos (uma missão cumprida como missão divina, mas com um preço significativo, que leva à interrogação “Valeu a pena?”);

- na terceira e última parte, “O Encoberto”, defende-se a possibilidade da regeneração nacional pelo mito e pelos seus símbolos, mesmo se, em termos políticos, económicos, sociais e culturais, tudo pudesse parecer perdido.

Para o poeta, o mito sebastianista deve ser aproveitado, de forma a estabelecer a atmosfera espiritual necessária à realização do Quinto Império (“…parte, antes, com a civilização em que vivemos, do Império espiritual da Grécia, origem do que espiritualmente somos. E, sendo esse o Primeiro Império, o Segundo é o de Roma, o Terceiro, o da Cristandade, e o Quarto o da Europa… isto é, da Europa laica de depois da Renascença”) – um Império não no sentido do guerreiro, territorial ou material, mas no sentido de um Império do Espírito e da Cultura.

A contínua actualidade da “Mensagem” faz pensar e renovar espiritualmente a “nação” portuguesa, constituindo um incitamento ao reforço do seu papel no mundo.

(“Republicação”)

[1939]

27 Dezembro, 2004 at 6:26 pm

"BLOGOSFERA" EM 2004 (XXVII)

A 25 de Novembro, o Barnabé anuncia o lançamento de livro com textos editados no “blogue”:

“O Barnabé saiu em livro. O lançamento está marcado para dia 7 de Dezembro. Mas já se pode encontrar em muitas livrarias. São os melhores posts escritos entre de 10 de Setembro de 2003 (quando o Barnabé nasceu) e 10 de Setembro de 2004. Editado pela Oficina do Livro. Daremos mais notícias.”

O lançamento deste livro é também referido em artigo de Paulo Pena na Revista “Visão”, na sua edição de 25 de Novembro : “O que é que tem o ‘Barnabé’? É um blogue «diferente dos outros». É de esquerda, bem-humorado, e vai sair em livro.”

“Rui é anarquista. Daniel é dirigente do Bloco. André é de esquerda. Pedro e Celso são sociais-democratas. São amigos há mais de 15 anos.

[…]

Pedro Oliveira aponta uma razão para este sucesso. «Os portugueses gostam de conversar, e de opinar, e houve uma rarefacção dos espaços onde isso era possível, como os cafés e as tertúlias.»

[…]

O Barnabé é o terceiro blogue editado em papel (pela Oficina do Livro), e será lançado no próximo dia 7 de Dezembro. Os seus antecessores foram o best-seller, O Meu Pipi (também da Oficina) e o Fora do Mundo, de Pedro Mexia (da Cotovia).”

Efectivamente, também Rita Ferro Rodrigues publicou em livro os textos anteriormente editados no “blogue” que manteve (“No Parapeito”), escrevendo sobre as alegrias, tristezas, amores e afectos – com lançamento a 16 de Novembro.

[1938]

27 Dezembro, 2004 at 8:55 am


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2004
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.