Archive for 16 Dezembro, 2004

BERNARDO SOARES (II)

“Invejo – mas não sei se invejo – aqueles de quem se pode escrever uma biografia, ou que podem escrever a própria. Nestas impressões sem nexo, nem desejo de nexo, narro indiferentemente a minha autobiografia sem factos, a minha história sem vida. São as minhas Confissões, e, se nelas nada digo, é que nada tenho que dizer.

Que há-de alguém confessar que valha ou que sirva? O que nos sucedeu a toda a gente ou só a nós; num caso não é novidade, e no outro não é de compreender. Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. Faço paisagens com o que sinto. Faço férias das sensações.

Compreendo bem as bordadoras por mágoa e as que fazem meia porque há vida. Minha tia velha fazia paciências durante o infinito do serão. Estas confissões de sentir são paciências minhas. Não as interpreto, como quem usasse cartas para saber o destino. Não as ausculto, porque nas paciências as cartas não têm propriamente valia. Desenrolo-me como uma meada multicolor, ou faço comigo figuras de cordel, como as que se tecem nas mãos espetadas e se passam de umas crianças para as outras. Cuido só de que o polegar não falhe o laço que lhe compete. Depois viro a mão e a imagem fica diferente. E recomeço.

Viver é fazer meia com uma intenção dos outros. Mas, ao fazê-la, o pensamento é livre, e todos os príncipes encantados podem passear nos seus parques entre mergulho e mergulho da agulha de marfim com bico reverso. Croché das coisas…Intervalo…Nada.

De resto, com que posso contar comigo? Uma acuidade horrível das sensações, e a compreensão profunda de estar sentindo… Uma inteligência aguda para me destruir, e um poder de sonho sôfrego de me entreter… Uma vontade morta e uma reflexão que a embala, como a um filho vivo… Sim, croché…”

[1917]

16 Dezembro, 2004 at 6:21 pm

“BLOGOSFERA” EM 2004 (XVI)

A 2 de Abril, Pedro Mexia começara por anunciar que o “Dicionário do Diabo” iria fazer uma pausa. Depois de algumas fases de retoma e entrecortadas interrupções, o “blogue” acabaria mesmo por ser encerrado, a 29 de Maio, logo após ter anunciado (a 27 de Maio) a publicação de um livro compilando textos do “blogue” e outros editados já em “A Coluna Infame”, sob o título “Fora do Mundo”.

“Depois de amanhã, sábado, no Auditório 2 da Feira do Livro de Lisboa, será lançado «Fora do Mundo – textos da blogosfera», editado pela Cotovia. É uma selecção dos posts que escrevi para A Coluna Infame e o Dicionário do Diabo. A apresentação será feita por Abel Barros Baptista e Pedro Lomba. Todos os leitores habituais e ocasionais desta página estão obviamente convidados.”

“Estava programado que o Dicionário do Diabo acabasse a 18 de Junho, quando cumprisse um ano de existência. Um ano, na blogosfera, é muito, e nem sempre me tem sido possível actualizar o blogue regularmente, por causa de outros afazeres ou simplesmente por falta de disponibilidade mental. Julgo que um blogue não funciona bem com hiatos ou com actualizações prolixas mas esporádicas. Além disso, creio que esta minha experimentação com temas e modos de escrita está no essencial terminada. É o momento para mudar para outros registos e outras desafios.

Entretanto, como aqui deixei notícia, surgiu a proposta para a edição em livro, a qual implica que apague os posts seleccionados para o volume. Porque me pareceu estranho truncar o blogue, antecipo umas semanas o fim do Dicionário. E porque me desagrada manter sites mortos à tona no ciberespaço, apago primeiro os arquivos e depois farei simplesmente «delete blog».

Em breve penso escrever sobre algumas lições deste ano de Dicionário do Diabo e deste ano e meio de blogosfera. Por agora, apenas um agradecimento a todos os que leram o Dicionário do Diabo e A Coluna Infame, a todos os que comentaram, criticaram, elogiaram, sugeriram, corrigiram, polemizaram, linkaram, a todos os que mandaram mails, enfim, a esta rede que é a blogosfera. E em especial aos outros bloguistas, que deram sentido a isto. E às pessoas importantes fora da blogosfera.

Esta não é uma despedida definitiva. A partir de agora, escrevo no blogue Fora do Mundo, com o Francisco José Viegas e o Pedro Lomba. Mas com menos regularidade e intensidade, e num registo francamente menos diarístico. Por isso, vemo-nos fora do mundo. Ou no mundo. Obrigado por este bocadinho.”

Há 1 ano no Memória Virtual – Novos membros da União Europeia – Letónia

[1916]

16 Dezembro, 2004 at 8:24 am


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2004
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.